08 fevereiro 2016

Resenha - O Clã dos 4 Guerreiros





Quatro jovens com aparentemente muito pouco em comum seguem em um antigo carro vermelho-sangue por uma estrada deserta. Nada indica que qualquer tipo de perigo possa estar em seu caminho naquela pacata noite. No entanto, após se depararem com uma esfera de luz e sofrerem um estranho acidente, Gabriel, Henrique, Débora e Beatriz acordam em um lugar desconhecido, onde tudo parece possível. Em meio a personagens e paisagens surreais, como o monte de rochas flutuantes e a perigosa fera da Gruta Sombria, eles encontram pistas de como podem voltar para casa, e se assombram com as coincidências que envolvem sua chegada a Enoua, como se essa já fosse esperada por alguém misterioso.
Em uma incrível jornada que os fará conhecer mais sobre si próprios e aqueles que sempre estiveram a sua volta, eles irão descobrir que Enoua não é simplesmente um mundo distante, e que é preciso muito mais do que armas raras, amuletos cheios de segredos e armaduras indestrutíveis para se tornar um verdadeiro Guerreiro.

Livro: O Clã dos 4 Guerreiros
392 páginas || Skoob || Editora: Novo Século || OndeComprar ||

 






‘’O Clã dos 4 Guerreiros’’ nos conta a estória de 4 jovens: Gabriel, Beatriz, Débora e Henrique que em uma sexta feira a noite seguem em uma estrada deserta a caminho da cidade, porém uma misteriosa esfera de luz os aborda. O impacto os desacordam e eles nem imaginam o que os espera nesse mundo incrível e cheio de surpresas chamado Enoua.

‘’Gabriel ficou sem reação, esquecendo-se de diminuir a velocidade. A esfera lilás, então, se moveu rapidamente pelo ar como um beija flor, colocando-se no caminho pelo qual o carro estava prestes a passar. Só então Gabriel lembrou-se de frear. Mas o choque com a esfera era inevitável. ’’

Assim que todos despertam, acabam se encontrando em um enorme salão de um palácio e só aí percebem que não estão em um mundo comum. Todos ficam bastante preocupados por não haver ninguém ali no qual pudesse lhes explicar o que teria acontecido e como eles poderiam ter parado ali após o acidente. E o mais importante, como sairiam desse mundo desconhecido de volta para casa.

‘’Ficaram em silêncio por um tempo, olhando aquilo tudo. Era um cenário tão extraordinário... Mas não havia nada de que Beatriz gostaria mais do que acordar daquele sonho e voltar para casa. Os outros pareciam compartilhar dessa vontade, embora Gabriel demonstrasse estar lutando conta o entusiasmo que tentava tomar conta de si.’’

Após observarem a sua volta em busca por respostas, eles decidem explorar o novo universo e a partir daí, começam sua jornada. Dentre todas as surpresas descobrem em primeiro momento que possuem habilidades de usar algumas armas raras que são encontradas em um castelo no qual nunca ninguém conseguiu entrar.


Após passarem o estranho castelo, os jovens encontram Johnny, um garoto que lhes apresenta Enoua e seus segredos. Dentre esses segredos está a misteriosa maneira que podem usar as armas encontradas e as questões que envolvem o retorno dos jovens para casa.  E perto dali, em uma aldeia singular, uma mulher poderia ajudá-los e guiá-los, restava saber se eles confiariam em tantos estranhos assim ao mesmo tempo.

‘’São armas criadas a partir de Alquimia muito avançada... E essas marcas... – seu tom de voz foi mudando enquanto falava. Parecia cada vez mais tensa e surpresa. – Não pode ser...’’
‘’Não há dúvidas – começou Maria de Lourdes, depois de ter devolvido as armas a seus donos, minutos depois-, são armas raras – Johnny sorriu satisfeito para Henrique quando ela disse isso. – E, mais do que isso, há uma particularidade nessas armas que eu vi poucas vezes em minha vida...''

Maria de Lourdes, a misteriosa mulher, conta aos nossos jovens sobre os antigos Clãs Guerreiros que existiram em Enoua e para a surpresa de todos eles agora empunhavam armas bem raras. Todos ficaram bastante surpresos, pois eles teriam que aprender a utilizar essas armas; primeiro para se defenderem e depois para poderem tentar o tão esperado retorno para casa. Eles ainda teriam que seguir uma longa viagem para um destino desconhecido, no qual saberiam os detalhes durante a jornada. O trabalho em equipe se mostra extremamente necessário de agora em diante e a distância que afastou nossos jovens na infância teria que ser superada, do contrario, teriam que se acostumar a viver em Enoua.

Ano passado havia lido algumas resenhas sobre esse livro e resolvi adquiri-lo por conta de ser um gênero de Fantasia/Aventura e sinceramente, confesso que não deixou nem um pouco a desejar. O autor Diego Martins desenvolveu uma estória repleta de mistérios, ação e muita fantasia, sem deixar a estória cair de ritmo. Uma trama que contém muitas reviravoltas, que nos faz ficar preso ao livro de uma maneira inexplicável e assim que você começa a leitura, você também acaba entrando no mundo de Enoua e vivenciando tudo que está acontecendo. Sua narrativa é em terceira pessoa e em nenhum momento me senti cansada com a leitura, mesmo contendo capítulos que sejam um pouco grandes. As descrições dos cenários e das paisagens de Enoua são incríveis. De novidades não se cansa nem um pouco, não é? Mas o que nos prende mesmo é o mistério de como foram parar em Enoua, e o porquê? E a ligação que existe entre nossos jovens naquele mundo estranho.

Aventurei-me com cada um dos personagens, pois todos são muito bem desenvolvidos durante as páginas e os secundários que vão surgindo na trama complementam o enredo de maneira bem leve e é tudo muito essencial, tudo acontece com começo, meio e fim, não existe um personagem assim só de passagem no livro, sabe? O autor soube trabalhar com cada um deles com maestria, o que sinceramente me agradou muito.  E tenho de confessar que os meus preferidos nessa aventura foram os personagens Gabriel e Beatriz que se mostraram o tempo todo decididos e que não tinham medo nenhum de enfrentar as situações de perigo durante os obstáculos que vinham aparecendo. Sinceramente a personalidade de ambos me agradou muito e gostei das atitudes que eles foram tomando durante toda a estória.

O livro como um todo é MARAVILHOSO e confesso que gostei bastante de Enoua, mais ainda com o desfecho, que foi muito digno para um primeiro livro, pois ele foi explicando o rumo de cada personagem e de cada acontecimento sem que deixasse pontas soltas e ainda deixou uma abertura muito bem estruturada para um segundo livro que no qual já estou curiosa para poder ler a próxima aventura no qual esses garotos irão se aventurar.

A única coisa que faltou nesse livro foi um MAPA que poderia ter sido colocado no começo do livro, pois seria bem legal se localizar em Enoua. Mas mesmo assim isso acabou sendo o de menos, até porque isso não atrapalha em nada a leitura.

Quanto à diagramação eu sinceramente gostei muito da arte da capa, pois as cores além de serem clean e possuírem tons equilibrados de azul, vermelho e branco, vemos um dragão cuspindo fogo, isso sinceramente ficou de arrasar. Achei que ficou muito bem feito. As páginas são amareladas e tem letras e espaçamentos muito bons, além de uma revisão que sinceramente está realmente perfeita.  A Editora Novo Século está de parabéns, pois fizeram um BELO TRABALHO muito bem merecido para essa obra.

Eu super-recomendo a leitura para quem gosta do gênero, pois com certeza não irão se arrepender. Muita ação, algumas batalhas e muitos mistérios e respostas que lhes deixarão curiosos para saber mais e mais sobre essa aventura dos nossos 4 guerreiros.

19 comentários:

  1. Não sei o motivo mas me lembrou um programa antigo de TV chamado Caverna do Dragão... rsrsrs. Adorei a premissa e seria um livro que eu colocaria as mãos para ler. A resenha está perfeita e me vi em Enoua vivendo aventuras incríveis. Um grande beijo!
    http://www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  2. Como adoro livros de fantasia e com essas temáticas, acho que super ia gostar. Me interessei bastante. E a capa é linda, só por causa dela já pegaria na mão.
    O único problema é que é uma coleção e não estou com tempo para ler um livro novo, imagina uma coleção. Minha pilha aqui em casa de livros por ler está gigante! Tanto que estou tentando não comprar nenhum por enquanto.
    Bjss

    www.umolhardeestrangeiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Excelente resenha!
    Sou fascinado por livros de fantasia e simplesmente amei a premissa desse!
    E que capa linda!
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil,
    primeiramente parabéns pela resenha, está super completa.
    Apesar do livro ter te agradado e dos pontos positivos que você destacou, eu não leria, simplesmente porque não curto o gênero e não estou em uma fase boa para sair da minha querida zona de conforto, é tão pouco tempo pra tanta coisa que o que eu mais quero é ler livros que envolvam da primeira letra ao ultimo ponto. Mas quem sabe em um outro momento né?

    Beijos
    E até mais!

    ResponderExcluir
  5. Este livro super me remeteu a caverna do dragão adorava este desenho e não tenho duvido que o autor se inspirou nele para criar sua obra ! não sou fã do gênero mais me vi super envolvida com a história mal posso ver a hora de poder lê-lo .
    adorei a resenha muito bem desenvolvida .

    ResponderExcluir
  6. A ausência de mapas realmente não atrapalha em nada a leitura, mas como a presença deles faz diferença! Adoro quando é colocado um mapa que permite que eu me localize, acabo consultando com frequência e me sinto muito mais dentro da história, pena que não pensaram nisso nesse livro. Mesmo assim, com certeza vou querer ler, amo fantasia, aventura e tramas cheias de reviravoltas! Não sou muito fã de capítulos grandes, mas fico feliz de saber que você não os achou cansativos.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Silvana, o livro me chamou a atenção apenas pela capa, sem conhecer nada, eu já leria em função desta arte. lendo sua resenha, achei realmente que haveria um mapa... hahahahhahaha Mas acho que ainda assim eu apreciaria a leitura. Fiquei bem empolgada com as cenas de ação e curiosa com os segredos. espero conferir em breve!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Primeiro de tudo, se eu visse uma esfera de luz... eu pensaria que era ETs kkkk. E outra se eu estivesse na pele deles, eu acharia que estava em uma mundo extraterrestre... sério... mas o que eu gostei demais no livro, foi como o autor trabalhou os personagens, pelo jeito como você falou, nenhuma deles ficou sem sua "conclusão" ou ficaram sem sentido. Todos tinham um motivo, um trabalho, digamos assim, para estarem dentro da história, e isso é algo que eu parabenizo e muito os autores, a leveza com que eles escrevem... Isso conta e muito na hora da leitura, além de o trabalho da editora, estar fantástico, essa capa é para fazer até quem não lê, começar a ler... Beijos
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    A estória parece ser muito boa, adorei conhecer um pouco de como é a ventura desses quatro amigos. Essa coisa de ter que sair de Enoua me lembrou um pouco do desenho Caverna do Dragão, so que eles nunca saiam de lá kkkk mas que complicação pra eles em coitados? Pra sair eles tem que aprender a usar as armas e superar coisas da infância. Espero que tudo de certo para eles, mas como hoje em dia nem tudo tem final feliz, não vou criar essa expectativa kkkk Achei a capa muito linda também, meio magica, não sei descrever kkkk
    Vou colocar esse na minha lista de desejados, afinal, amo uma boa fantasia *-*

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  10. Silvana, esse é um dos meus gêneros favoritos, e você falou tão bem da obra que fiquei louca para ler. Adorei a capa também com o dragão, muito linda. Enfim, espero poder ler em breve o livro, ainda mais sendo de autor nacional, adoro descobrir novos autores!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sil! Tudo bem?

    Já tinha ouvido falar do livro e lembro que tinha me interessado bastante por ele. Depois de ler sua resenha, fiquei mais animada ainda para lê-lo! Amo o gênero fantasia. Isso já conta muito! E também adorei saber como tudo é tão bem desenvolvido. A trama realmente me parece interessante.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  12. Sabe o que a sinopse desse livro me lembrou?/Aquele desenho bem antigo caverna do dragão que as crianças sofrem um acidente. Vão para um mundo estranho e tentam voltar para casa.
    Eu adorei a capa e a sua resenha, não tinha visto o livro ainda mais fiquei doida de curiosidade agora. E com certeza será uma das minhsd próximas aquisições.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Só de ter um dragão na capa eu já me encantei pelo livro! Que capa linda, desde a escolha das cores até a fonte. Amei!
    Sobre a história... Bom, eu sou muito fã de aventuras então me interessei de cara e já com aquela aflição para saber como vão conseguir voltar para casa!
    Só não gostei muito das folhas serem brancas, mas quando a história é boa isso acaba passando batido.
    Concordo, mapas dão todo um diferencial em histórias desse tipo. Quem sabe para as próximas edições, né?
    Bjs
    http://diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flor, mas o livro contém folhas amareladas
      Não coloquei folhas brancas O.o

      Excluir
  14. Eu adoro um bom livro de fantasia. Mas esse, acho que vou comprar para o meu sobrinho, pois é bem o tipo de livro que ele gosta. Claro que eu lerei também, né! Adorei a premissa do livro. Parece ser uma obra com uma narrativa bem dinâmica, com muitas aventura vividas pelos personagens. Achei boa a sua ideia do mapa para o leitor conhecer melhor Enoua, acho que teria ficado muito interessante. Achei a capa simplesmente linda. Como sempre, a sua resenha está excelente!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  15. Taí, parece uma fantasia bastante agradável de ler. A capa é meio psicodélica, com aquela mistura de cores e o dragão ao fundo e a trama me pareceu um misto de Nárnia com A Caverna dos Dragões, sendo Maria de Lurdes o Mestre dos Magos desse livro.

    ResponderExcluir
  16. Oiee Sil ^^
    Gostei bastante da capa desse livro, e fico feliz que você tenha gostado dele, mas não sei se o leria. Não gosto muito de histórias de fantasia e aventura, simplesmente não são os meus gêneros favoritos, e eu não tenho muita paciência para histórias com castelos, novos mundos e coisas do tipo *-* Adoro livros com mapas, seria bom se esse tivesse, seria legal mesmo :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá Silvana!
    Livros de aventura sempre me chamam a atenção, pode não ter romance algum, mas eu não consigo deixá-los de lá ou ignorá-los simplesmente. A personalidade dos personagens conta demais, claro, concordo com vocês. Os meus preferidos também costumam ser aqueles que quase se matam em todas as cenas, com aquele senso autodestrutivo.
    A capa realmente está bonita, mas talvez ficaria melhor se aumentassem a área do vermelho fogo para a parte inferior tb, não ficasse tudo muito frio ali embaixo, da uma esfriada na cama...
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oiee...

    Confesso que não sou muito fã de fantasia/aventura, mas tanto a capa quanto a sua resenha me cativaram para ler, pois a história me encantou já na sinopse!!!

    Acho legal entrar em um blog e ter uma resenha tão boa que nos faz querer ler o livro sem mesmo gostar do gênero! =)

    Parabéns!!
    Bjs -
    kEYLA - http://blogleituraterapia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir