17 dezembro 2015

Resenha - O Salto do Guepardo



O Salto do Guepardo


Tudo no guepardo é projetado para a perseguição. A vítima da vez será Soraia, uma mulher que, perdida na metrópole, enfrentará um homem dentro e fora de sua jaula. Eles possuem laços antigos do passado. Laços fortes e misteriosos. Muitos encontros e desencontros acontecerão, segredos serão revelados e a vida dos dois nunca mais será a mesma. O salto do guepardo é uma narrativa em ritmo alucinante. Seus poucos personagens circulam por ambientes asfixiantes, levando o leitor a descobertas inesperadas durante o enredo.

           


Livro:
O Salto do Guepardo
100 páginas || Skoob || Autora Parceira: Munique Duarte || Editora: Selo Jovem || OndeComprar ||









"A cada ação, uma pequena reação. Às vezes era instinto mesmo: de gata siamesa esquálida e abandonada. Tanto que não suportou o pulo do guepardo. Tão mole e inocente. (...) Achava-se miúda na multidão. Achava-se imensa na desgraça."

Soraia está fugindo. Uma mulher simples e abalada andando sem rumo na cidade grande. Ela escapara do salto do guepardo. No chão brilhante - devido às horas que passou esfregando-o - ela viu a verdadeira face do animal, que já não merece ser chamado homem. O apartamento limpo, brilhante e cheiroso que ela fora contratada para limpar, agora é cenário de crueldade; do horrível salto que a pegou de surpresa e a deixou desnorteada. Ela vagueia por ruas e mais ruas, mas nada sabe sobre a cidade e menos ainda como voltar pra sua casa, no interior. Seu dinheiro está no apartamento. Teria ela a coragem necessária para pegá-lo?

Como um fantasma ela vaga sem rumo pelas ruas amontoadas de pessoas desconhecidas e ignorantes de sua situação delicada. Ela foi marcada. Agora possui uma mancha tão conhecida em si mesma. Igualmente difícil de ser retirada.

A cada esquina, rua ou quarteirão, a sombra do que lhe aconteceu a persegue. Pesadelos horríveis a lembram do fatídico momento em que perdeu sua inocência, sua vida, seus sonhos e suas emoções no chão daquele apartamento, cenário da barbaridade do guepardo.


Sabe aqueles sonhos esquisitos que às vezes temos e sobre os quais não conseguimos explicar? Sonhos onde estamos fugindo de alguma coisa, mas não sabemos ao certo de quê ou de quem? E quando esse sonho muda, abruptamente, e agora estamos na visão do perseguidor? Já sonhei com isso. E foi assim que me senti realizando essa leitura: em um grande sonho esquisito e inenarrável.

Infelizmente, para nossa protagonista, não é apenas um sonho.

Já começamos a leitura acompanhando fuga de Soraia, mas sem saber o que lhe aconteceu e o porquê da situação. São várias as "peças" que a autora distribui em todo o livro para que possamos juntá-las e assim descobrirmos o que aconteceu à Soraia.

Algo que fica logo aparente é a falta de diálogos e, com isso, a leitura se torna um pouco mais densa e demorada que o normal. A escrita da autora é bem detalhada e possui ainda alguma simbologia, como usar o guepardo ao se referir ao vilão da estória e também a "mexeriqueira" ou "mexericas" que é um termo usado por alguns personagens em tom de melancolia, raiva, e lembranças da infância. Mas sobre isso ficamos entendidos durante a leitura, também.

"Dentro da jaula, o guepardo não era mais um felino sagaz. Sentia-se sem forças, confuso. (...) Era um homem com segredos e rastros. De guepardo a frango amedrontado."

Por ser um livro muito curto, com suas 100 páginas, são poucos os personagens. Mas, ainda assim, a autora consegue montar um elenco de dar inveja a muitos livros "grandes". Cada um tem suas características muito bem exploradas e narradas.

O livro é narrado em terceira pessoa, temos tanto a visão de Soraia quanto a visão do Guepardo, ou do homem que lhe machucou. Durante a trama, ele procura outra vítima.

Em seu primeiro romance publicado, Munique aborda temas como a violência, abuso físico e psicológico e manipulação direta ou indireta, além do machismo. Tudo de forma por vezes muito crua, e por vezes até poética. Como eu disse, parece um sonho estranho, e não existe quase linearidade em sonhos assim.


Munique Duarte deu um show de simplicidade em ''O Salto do Guepardo'', mostrando que o pouco é mais quando bem desenvolvido. Além de surpreender o leitor com os saltos dos personagens durante o enredo. A personagem principal, Soraia, chegou a me lembrar a inesquecível Macabéa, de A Hora da Estrela, e esse é um senhor elogio.

Muito obrigada à autora pelo envio do livro e pela gentileza ao responder meus e-mails! :D



*******

Sobre a Autora
Munique Duarte nasceu e vive em Santos Dumont-MG. É jornalista sindical, formada pela UFJF. Já colaborou em sites, revistas e jornais literários e foi participante da Mostra de Tuiteratura, em São Paulo, em 2013. Em fevereiro de 2014, lançou o livro de contos Espelho Oxidado, pela Editora Multifoco

27 comentários:

  1. Olá,
    Após essa resenha estou '0'
    Fiquei meio confusa no começo por causa da citações do "Guepardo", depois que você explicou entendi. Fiquei curiosa para saber o que aconteceu com ela, minha sugestão é de um possível estrupo. Fiquei com aquela vontade de ler. Entretanto, um livro sem falas não me chama atenção. Talvez, seja um massante. E... 100 PÁGINAS? SOCORRO! Da para desenvolver um livro de tal premissa com poucas páginas! Vou adiciona-lo a lista, mas pensar bastante antes de comprar.

    Beijos,
    Lendo no Inverno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Possui diálogo, sim, mas são poucos! hehehe
      Leia mesmo! Tenho certeza que irá gostar :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá.
    Nossa a autora parece que fez maravilhas com suas 100 pgs. Parece ser um livro bem alucinante, adoro perseguições e esses sonhos malucos.
    Que diferente essa forma de usar mexeriqueira, aqui na minha região é sinônimo de fofoqueira. Gosto de metáforas, só precisa se fazer entender, por que se não fica dificil.
    Vou tentar emprestar com amigos/biblioteca por que ainda não estou segura se quero ter ele, mas ler é uma possibilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! A Munique consegue desenvolver sua narrativa com muita precisão, mesmo em tão poucas páginas :D
      Tenta sim! Com certeza vale a leitura!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Flor.
    Fiquei impressionada com tanta informação em tão poucas páginas
    Gosto de livros que tratam de temas fortes e importantes para a sociedade e foi bom saber que a foi um a narrativa bem desenvolvida.
    Não conhecia o livro, mas fiquei com gostinho que quero mais.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Rizia! Foram poucas páginas, mas de muito suspense e várias revelações :D
      Espero que leia e goste do livro também <3
      Beijos

      Excluir
  4. Olá!!!
    Não conhecia o livro, mas me pareceu interessante e diferente do que tenho lido. Os temas abardados são atuais e bem polêmicos e os personagens parecem ser intensos e fortes.

    Carla Fernanda
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também saio da minha zona de conforto! É uma leitura bem empolgante, sem dúvidas :D E os personagens foram muito bem construídos sim.
      Beijos!!

      Excluir
  5. Oiee Gaby ^^
    Nossa, eu odeio livros que não têm diálogos *-* parece que eu leio, leio e não saio do lugar. Gosto de livros que abordam temas mais fortes, como esses que você mencionou na resenha, mas esse não é o meu tipo de livro.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem diálogos sim, Dryh! Mas são pouquíssimos! :)
      Entendo sim...
      Beijos!

      Excluir
  6. Oiee,
    Nçao tinha conhecimento da obra, mas sua resenha me deixu curiosa pelo fato da autora explorar as violência, pois esse tema sempre me deixa curiosa e assustada. Bom, esper um dia ter a chance de ler o livro

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  7. Olá, Gaby.
    Esse livro é daqueles que não dá para revelar muito se não é spoiler né? hehe A premissa é muito interessante e dá para atiçar a curiosidade do leitor. Fiquei muito interessada em entender a história e o nome do livro. Só não gostei de ser tão pequeno hehe. Ainda bem que nunca tive esse tipo de sonho. Acho que dá até para acordar cansada hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Sil! Por ser um livro muito curto, acabei não podendo falar muito sobre o final, por exemplo.
      Leia! É um livro que com certeza vale a pena ser lido :)
      hahaha, eu sempre tenho esse tipo de sonho/pesadelo!
      Beijos

      Excluir
  8. Olá! Sou a autora do livro e quero agradecer a todos pelos comentários! Gostaria de esclarecer que o livro tem diálogos, mas eles acontecem de forma indireta, e não com o formato "parágrafo e travessão". É claro que os personagens conversam entre si. Se não fosse assim, seria realmente muito massante! Grande abraços a todas vocês! Muito obrigada :)

    ResponderExcluir
  9. Oi Gaby, eu não conhecia o livro ainda, mas confesso que fiquei super curiosa para ler e conhecer mais dessa história, no geral eu adoro esses livros que falam de assuntos sérios como a violência, o abuso... e pela sua resenha eu tenho certeza que iria amar a leitura!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante da trama de O salto do guepardo, pena saber que é tão curtinho, deve dar aquela vontade de quero mais ein? haha Achei os temas citados bem fortes e importantes, vou dar uma conferida na obra quando tiver oportunidade.
    beijos, e ótima resenha!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que resenha maravilhosa... estou: C H O C A D A. Eu nunca tinha ouvido falar do livro, mas eu preciso ler ele logo. Parece ser bem pesado, tenso... gosto dessa forma como a autora "fantasia" os nomes. Imagino que irei amar, adoro esses assuntos assim delicados e fortes... fiquei curiosa com a protagonista
    -Mari

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu ainda não conhecia o livro e fiquei bem intrigada com a sinopse. Fiquei com muita vontade de ler, apesar dos pontos negativos apontados, que acho que me incomodariam também, mas fiquei muito curiosa e quero ler em breve!
    Beijos
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  13. Acho que o fato de possuir apenas 100 páginas não é problema, afinal, o que importa é qualidade, e não quantidade. Achei muito interessante essa história que, se entendi bem, não possui linearidade, assim como acontece com os sonhos. Acredito que o guepardo seja um homem bem cruel. Ao menos foi o que me pareceu. Fiquei muito curiosa para saber o que aconteceu com a protagonista, mas acho que isso só lendo para descobrir, né? ;)

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Não conhecia esse livro e a premissa já me chamou atenção. Lendo a resenha percebi que parece sem uma trama bem forte, do tipo que não se pode nem piscar. Gosto muito de tramas assim, então fiquei ainda mais curiosa. Quem sabe ele passe na frente de vários na minha listinha. Obrigado demais pela dica, maravilhosa!

    Beijos,
    Andy!
    http://quotesperdidos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Gaby.
    O enredo é curto mas parece bem denso já que aborda a violência em suas várias faces.
    Não me agradou saber que ele tem poucos diálogos.
    O livro não despertou meu interesse mas seu ponto de vista está bem colocado.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  16. Olá! Te confesso que fiquei bastante curiosa a respeito da leitura desse livro. O modo como a autora desenvolveu a história foi bem interessante. Acho que deve ser bem forte e a pegada psicológica dos personagens devem ser ótimas, gostei bastante! beijos!


    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Só de ler a resenha eu me senti em um desses sonhos confusos que você comenta. Ainda não sei se leria ou não o livro. Em alguns momentos ele me pareceu bem interessante - os assuntos que aborda e o fato de a autora ter explorado bem os personagens me fazem ficar curiosa ao ponto de querer ler a obra. Ao mesmo tempo, o fato de não ter diálogos e a leitura ficar mais densa me faz pensar que não é o que estou procurando para ler no momento já que nesse fim de ano estou querendo histórias mais simples e leves para relaxar.
    Vou deixar a dica anotada aqui, quem sabe no próximo ano ele entre na minha lista :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  18. Olá, Gaby!

    Adorei tudo nesse livro! É curtinho, nacional, a história é muito interessante e a capa é linda também <3 Pena que ainda não vi ele na livraria da minha cidade, mas vou ver se eles conseguem encomendar pra mim!

    Beijos, Maria.
    http://nerdsideblog.tumblr.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria! Tudo bem? Como você demonstrou interesse, você pode adquirir o livro comigo, com frete grátis. Entre em contato pelo muniqued@bol.com.br
      Bjs!!! Obrigada pelo interesse!

      Excluir
  19. Oi!
    Achei o livro bem bacana, principalmente pelos temas que trata, que precisam ser mais e mais abordados na literatura para que as pessoas se toquem do quanto é importante.
    A capa também está linda e me chamou bastante atenção, sua resenha ficou ótima ^^

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir