21 dezembro 2015

Resenha - Banshee - Os Guardiões





Aos vinte e seis anos, tudo o que Brianna Namara queria era encontrar a cura para a sua esquizofrenia e o paradeiro de sua família. Ao descobrir-se herdeira do trono, no distante planeta Banshee, sua vida vira de pernas para o ar. Em seu novo mundo, que, para sua surpresa ainda vive na Idade Média, a jovem será treinada para lutar à frente do Exército Real, assumir o governo do continente e reunificar seu reino, para tentar vencer os guerreiros da irmandade de magia negra Maleficus Animus. Com humor, um quê de ironia, medo de fadas e crises de abstinência, Brianna tenta, em meio a muitas aventuras, brigas com o Conselho Real e segredos mágicos, tornar-se a rainha que o seu reino precisa que seja, tendo sempre a seu lado seu cavalo alado e falante Pégasus. Com seu arrogante e charmoso capitão Lugh, e seu mais novo amigo de infância, o belo tenente Cahan, ela acaba por envolver-se em um triângulo amoroso que traz consigo discórdia e um mistério incompreensível.

Livro:
 Banshee - Trilogia da Salvação
328 páginas || Skoob || Editora: Selo Jovem ||  Onde Comprar ||






“Ou eu mato ou eu morro.” – página 125

O livro conta a estória de um mundo chamado Banshee, onde, há muito tempo, Eleanor fora coroada a Grande Rainha, para total desgosto de seu irmão mais velho, Niall, que acreditava que ele deveria ser o rei. Niall então se uniu aos Maleficus Animus, um grupo que queria guerra contra Banshee e total controle sobre tudo e todos. Por conta disso, Brianna, nossa protagonista e descendente de Eleanor, foi enviada à Terra, onde passa a viver com Iollan e Cleona, seus novos pais.

Vivendo na Terra, Brianna tem visões e é tratada como louca, tanto que passa a tomar remédios para tratar sua “doença”. Seus “pais” deixam que a menina pense ser realmente louca, e escondem a verdade dela até seus 26 anos, pois é quando as coisas começam a esquentar para valer.

É aí que entra Pegasus (sim, você leu certo), um cavalo alado que leva Brianna para Banshee juntamente com Éamonn, um feiticeiro. Lá, Brianna começa a ser treinada para tornar-se rainha, pois o reino precisa urgentemente de uma.

Em Banshee, Brianna conhece Lugh e Cahan, sendo o primeiro capitão e o segundo tenente. Acho que já dá para imaginar mais ou menos o que acontece entre esses três, não é?

Lugh odeia Cahan de forma tão intensa que nem mesmo ele sabe por que, mas odeia. Já Cahan vê em Lugh um exemplo a ser seguido, tendo-o como um ídolo, pois Lugh é como uma lenda, conhecido por todo o reino por ser o soldado mais importante do exército.

Não sei dizer bem qual dos dois personagens eu gostei mais, porém, sou um pouquinho inclinada para Cahan, acredito por ele ser menos rabugento que Lugh.

“E ao fim do espetáculo, só o que importa mesmo é encontrar a saída. Nem que seja a de emergência.” – página 295

Não é a primeira vez em que eu tentei ler Banshee, mas, diferente das duas primeiras vezes em que o peguei para ler e deixei-o de lado, desta vez, estava realmente animada para iniciar a leitura. E sinceramente me apaixonei pela estória de forma que me arrependi amargamente por não ter lido antes. Os personagens são muito bem construídos. Um ponto mega positivo é que ter um triângulo amoroso não deixou Banshee meloso demais. Contém muitas cenas de ação de guerra, tanto que o leitor fica um pouco tenso e preparado para que alguma coisa de ruim aconteça o tempo todo. Eu até quase chorei quando o livro chegou ao seu desfecho e percebi que a continuação ainda não existia.

O livro nos mostra o que acontece em Cillighan (onde Brianna vive) e também o que Niall planeja com seus comparsas, e, algumas vezes, os personagens também nos apresentam memórias importantes do passado, fazendo com que o leitor vá, aos poucos, juntando alguns pontos.

Confesso que a única coisa que não gostei desse livro foi a capa, pois infelizmente, as páginas são BRANCAS e as letras muito pequenas, além de eu ter encontrado alguns erros de ortografia em alguns pontos. Normalmente páginas brancas e letras pequenas atrapalham para valer minha leitura, principalmente por eu usar óculos, então a luz reflete nas folhas e por aí vai.

A editora podia ter caprichado um pouquinho mais na diagramação de Banshee, pois ele realmente merecia. Mas mesmo assim, Banshee foi um dos melhores livros que eu li esse ano, e estou MUITO curiosa para saber o que vai acontecer no segundo (só mencionando que o final do primeiro foi muito TENSO e eletrizante!), e realmente espero que a data de lançamento esteja próxima...(risos)

“Ela age com o coração. E está agindo certo.” – página 76

23 comentários:

  1. Oi Dry!
    Adorei a sua resenha mesmo não tendo sido atraída pelo livro, apesar da capa maravilhosa!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br | @pausaparapitacos | http://facebook.com/pausaparapitacos

    ResponderExcluir
  2. Olá, muito bom saber que tenha gostado tanto assim do livro. Gostei de sua persistência com a leitura, das primeiras vezes não haiva se interessado tanto mas quando finalmente leu, adorou!!! fiquei curiosa para saber o que te deixou assim, mas infelizmente o livro não me chamou atenção, espero estar errada também e quem sabe um dia eu possa lê-lo e gostar também? abraços

    ResponderExcluir
  3. A capa me chamou bastante a atenção, mesmo você não gostando tanto assim. Fiquei empolgada com seus elogios em relação à obra porque mesmo encontrando errinhos de revisão, isso não tirou sua empolgação com o livro. Geralmente livros deste gênero merecem mesmo uma arte gráfica mais elaborada. Quem sabe nos próximos volumes, a editora não capriche um pouco mais??? Quero conferir!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Dryh lindona eu amo fantasia e gostei desse enredo, a única coisa que me incomodou foi o triângulo amoroso, pelo menos não fica meloso o livro ufaaa, dica mais que anotada, não conhecia o livro e já me encantei. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Ah, Cara!!! O selo jovem lança sempre uns livros tão lindos que fico babando só de olhar. Gosto muito de fantasia, muito mesmo e só de ler essa sinopse já encararia essa leitura de cara. Fico feliz em saber que gostou da leitura após certa persistência, é muito bem quando um livro maçante se torna incrivelmente surpreendente e envolvente.
    Com toda certeza ele já está nos meus desejados, não vivo sem um bom livro de fantasia na minha estante.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Oi Linda!
    Adoro livros sobre reinos e intrigas familiares.
    Não conhecia o livro, mas acabei me encantando pela sua descrição da narrativa, das personagens e claro do universo criado.
    Adoro quando um livro nos surpreende assim.
    Pena que a diagramação não foi das melhores. Quem sabe na próxima tiragem?
    Adorei a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Olá!!!
    Sua resenha está muito boa, nela a gente sente a intensidade da história e deixa uma curiosidade de conhecer mais. Livros com letra pequenas se tonam uma dificuldade; pois leio muito quando estou no trajeto casa X trabalho e acaba embaralhando muito e a leitura se estende além do necessário.

    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  8. Olá^^
    Éh, tem livro que é assim, tem que ser lido no momento certo, tenho um aqui qur já abandonei 2x, mas ainda não desisti dele.
    O livro em si tem umas coisas bem legais como a ambientação medieval e a organização maligna, mas esse negócio de triangulo amoroso estragou tudo para mim, então não sei se leria.

    ResponderExcluir
  9. Oie,
    Nunca tive interesse em ler esse livro, mas sua resenha me deixou curiosa. Se algum dia encontrar uma boa edição que não tenha páginas brancas e que não seja da editora em questão vou tentar ler e espero amar como você.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Ah, isso já aconteceu comigo, de tentar uma leitura e ela não fluir, mas ao tentar novamente depois de uma pausa foi uma beleza....é o que sempre digo, até pra leitura tem o tempo certo.
    Não conhecia esse livro, mas o enredo não despertou meu interesse, não encontrei um diferencial que chamasse minha atenção, e pra piorar, eu não gosto de livro com fontes pequenas.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Oi Dryh, fico feliz que o livro tenha sido um dos melhores do ano para você, isso me anima a ir atrás dele e conferir mais dessa história que parece maravilhosa. Parabéns pela sua resenha que me deixou muito cativada!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Ai Drysh, estava até comentando com algumas pessoas sobre esta questão de letras pequenas. Eu também uso óculos e é horrível letra minúscula já que assim parece que a leitura não anda nunca e tenho que ficar forçando para conseguir ler. Realmente acho que é para economizar em folhas, mas se as editoras pensassem que isso faz os leitores se interessarem mais, repensariam. Também não curti a capa com os leões, o resto achei legal!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  13. Oiii!!!

    As vezes o tempo em que pegamos um livro, não favorece, por isso é bom dar um tempo e insistir. Muuuuito legal saber que dessa vez a leitura foi boa!
    Eu não conhecia a obra, mas eu gostei! Não sou muito de aventuras, mas é ótimo pra sair da rotina. Outra coisa que é legal, é que i triângulo não é o central da obra. Isso é ótimo!

    Bela resenha!.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Gente, que dó deixarem a Brianna pensar que é louca até os 26 anos, se não queriam/ podiam contar nada pra ela era melhor pelo menos usar outra tática com ela. E como assim ela ainda toma remédios? :/ É engraçado, tem vezes em que um livro não engrena e aí um belo dia quando decidimos dar uma nova chance tudo flui. Não fiquei com vontade de ler, não curto triângulos amorosos, e páginas brancas com letras pequenas são uma combinação que me incomoda muito.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Nossa essa capa me deu uma agonia, e ao saber que as folhas são brancas me desanimei um pouco, tenho problemas de vista e costumo ler a noite/madrugada, o que dificulta um pouco a leitura se as folhas são brancas.
    Tirando esses fatos, gostei de como escreveu sobre o livro, fiquei curiosa. Quero ler, o ruim de séries é que quando acabam você já que o segundo logo, acredito que se eu for ler irei esperar pelo lançamento do segundo, pois sou ansiosa demais para ficar esperando hahaha.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Dryh, sua linda, tudo bem
    Ih, já vi que iremos brigar, de cara eu gostei do Cahan, risos...Fiquei tentando me colocar no lugar dela, imagine, ser tratada como louca por tanto tempo, não sei se foi crueldade o que os pais fizeram a ela, ou se foi necessário para mantê-la viva. Essa parte de lutas, guerras, chamou minha atenção. Dica anotada. Gostei muito da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Eu gostei bastante do livro. Achei a sinopse bem interessante e gostei muito da sua sinopse. O livro parece ser muito bom. Além disso, concordo com você com relação a capa, que realmente não ficou muito bonita.
    Beijos
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  18. Acho que cada leitura tem o seu tempo certo e, embora esse livro tenha me parecido muito interessante mesmo, acho que não é uma leitura para o meu momento atual. Então anotei o nome do livro e, assim que me aliviar um pouco e estiver mais descansada, farei essa leitura, pois gosto muito desse tipo de fantasia.

    ResponderExcluir
  19. Eu comecei a ler a resenha e não fiquei muito empolgada... Aí quando vi que não era a primeira vez que você tentava ler o livro pensei que ele não entraria mesmo na minha lista, mas ver o quanto você curtiu me deixou bem empolgada. Não estou muito na onda de triangulo amoroso e livros que giram em torno disso, então saber que esse fato não deixou o livro meloso foi um ponto positivo.
    Que pena que a editora não caprichou mais na diagramação (e eu, mesmo não usando óculos detesto páginas brancas!!!) ao mesmo tempo, que bom que isso não tirou o brilho da história :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  20. Olá... linda tudo bem??
    Bom eu não curto muito leitura de livros fantásticos, mas que bom que curtiu a leitura deste, pois depois de duas tentativas, parece que nosso pensamento amadurece, ou resolvemos pegar o livro no tempo certo de ser lido, que a leitura flui... que bom que as aventuras foram boas que não transformou o triângulo amoroso em algo muito meloso... eu adoro triângulos nos livros, a disputa, as dúvidas de quem escolher, mesmo com a tristeza da mocinha ou mocinho escolher o personagem que não gostamos muito rs. Xero!!

    ResponderExcluir
  21. Olá.
    Tudo bom?
    Eu nunca li esse livro, mas já li diversas resenhas onde elogiaram a trama feita.
    Nossa fiquei com pena dela de ter vivido sem saber sua missão, imagino como deve ter ficado a cabeça dela.
    Adoro trama onde tenha triângulo amoroso.
    Uma pena a editora como sempre ter pecado na revisão e diagramação, eles tem que evoluir muito nesse ponto.
    Amei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá Dryh, Concordo com você sobre a capa do livro. Quando olhei no início não me chamou muito a atenção. Mas depois, lendo sua resenha achei a história bem interessante! Gostei de livros com temas assim. Já está na lista de desejados!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  23. Uau! O enredo para bem empolgante! Nao conhecia o livro mas depois vou procurar por ele. Achei bem interessante!

    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir