01 setembro 2015

Resenha - Coração de Pedra- Vl.1





O romance ''Coração de Pedra'', do inglês Charlie Fletcher, publicado pela Geração-Ediouro, conta a fascinante história de uma guerra entre estátuas mitológicas e estátuas de seres humanos em Londres. O início de tudo foi um soco de um adolescente, George Chapman, decepando a cabeça de um dragão de pedra do pórtico do Museu de História Natural. Ele é perseguido por um Pterodáctilo, réptil de dentes afiados e pontudos, que se soltou da fachada do museu e o olhava fixamente com ódio e fome. George é salvo pela estátua do Artilheiro do Memorial de Guerra. Somente o jovem enxerga as estátuas em movimento. Para reparar o estrago que aprontou, ele tem de colocar a cabeça do dragão no Coração de Pedra, mas George não sabe onde encontrá-la. Na busca, conta com a ajuda de Edie, uma menina bem decidida. Com linguagem ágil e fácil, a história tem ritmo eletrizante, mas ao mesmo tempo diverte.

Livro:
 Coração de Pedra
464 Páginas || Skoob || Cortesia: Geração Editorial || Onde Comprar










Em ‘’Coração de Pedra’’ conhecemos George, um garoto de 12 anos que não é nada popular e vive até então em uma Londres completamente normal. Só que certo dia, ele leva uma advertência do professor em um passeio ao Museu de História Natural por algo que outra pessoa acabou fazendo para prejudicá-lo e como não era nenhum dedo duro, acabou levando a culpa de tudo mesmo dizendo que não tinha sido ele. Assim que recebe o castigo, ele fica em uma sala vazia a pedido do professor até a excursão terminar, mas ele acaba desobedecendo e saindo do museu sem dar qualquer tipo de explicação.

‘’Sentiu-se terrível. Aquele sentimento negro e pegajoso ainda borbulhava na sua cabeça e o frio no seu rosto só piorava as coisas. Não sabia o que fazer naquele instante. Sabia apenas que precisava sair e ficar sozinho um momento.’’

Ao sair do museu, ele percebe que no canto de um pórtico do museu havia uma pequena escultura da cabeça de dragão e  furioso com tudo acabou que dando  um soco forte e que brando a cabeça da estátua.

“No coração de Londres alguma coisa acordou, alguma coisa tão antiga e tão ordinária que as pessoas passaram por ela durante séculos e séculos sem nem ao menos dar uma olhadela.”

Então, é a partir daí, que as coisas começam a mudar em sua vida, pois George não imaginava que poderia ser perseguido por estátuas pelas ruas de Londres, principalmente em uma Londres do avesso,  por isso ele não tinha escolha a não ser correr para poder salvar a sua vida. 

O que ele ainda não sabia é que tinham estátuas boas que eram chamadas de Cuspidos (estátuas humanas ) e também as más (estátuas de bestas mitológicas).
De inicio pensou que poderia estar perdendo a razão e ficando louco, pois somente ele podia ver, pois as pessoas ao  seu redor não percebiam o que realmente estava acontecendo. As perseguições, suas fugas, etc, nada era visto.

‘’ Dizem que nunca se está mais sozinho do que no meio de uma multidão, mas estar sozinho no meio de uma multidão, enquanto se é perseguido por uma coisa monstruosa sem que ninguém perceba, é muito pior ’’

A sua sorte é que a lendária estátua do Artilheiro do Memorial da Primeira Guerra estava ao seu lado para ajudá-lo e protegê-lo, e a partir daí, ele começa a perceber que ao quebrar aquela escultura do museu tinha colocado a sua vida em sérios perigos, e por isso, agora ele teria que tentar descobrir de alguma maneira como consertar as coisas para que sua vida voltasse ao normal.
Então, com a ajuda do Artilheiro e também de sua nova amiga Edie, eles terão que correr contra o tempo para poder normalizar as coisas, pois as consequências podem ser catastróficas.


Quando iniciei a minha leitura não tinha ideia até onde essa estória me levaria, pois foi bastante interessante e ao mesmo tempo incrível visualizar uma Londres completamente diferente onde estátuas ganham vida e acompanhar uma trama onde o autor conseguiu separar os diferentes tipos de estátuas, dando vida a elas. Achei bastante criativo os nomes ‘’Estigmas’’ e ‘’Cuspidos’’ para diferenciar as boas e ruins.

Gostei bastante de todas as perseguições, pois foi isso que trouxe a ação para o livro, além de mistério e suspense. 

A estória nos envolve em uma narrativa muito bem construída, com descrições que são muito bem detalhadas. Personagens com um desenvolvimento e com personalidades bastante diferenciados. Todos são de muita importância em toda a estória, pois todos tem um propósito importante.

Percebemos que o personagem George não consegue descanso em nenhum mometo, pois tem pouco tempo para resolver o problema que cometeu.  Então com o passar das páginas acompanhamos o seu amadurecendo durante a estória onde ele deixa de ser um menino bobinho para se tornar uma pessoa adulta e sensata.  Quanto a Edie, eu gostei do temperamento dela, pois percebi que ela é bastante revoltada e persistente quando quer alguma coisa (risos), alem disso é uma personagem que tem seu destaque. Ela é forte e corajosa. Mas só que meu personagem preferido sem dúvida é o Artilheiro, pois me conquistou com o passar das páginas e fiquei até triste em alguns acontecimentos, mas posso dizer que ele é de grande importância nesse livro.

O livro é bem dinâmico. O autor consegue descrever com perfeição a cidade de Londres e as estátuas, que, aliás, nos conta ao fim do livro que antes de escrever, ele fez uma viagem para cidade e cita que todas as estátuas que ganham vida em seu livro realmente existem. Isso me deixou bastante curiosa com o fato. Até porque eu já fui para Londres, mas eu era muito pequena e não me lembro bem, e por conta disso, agora eu tenho ainda mais curiosidade de retornar para poder conhecer esses pontos que foram citados no livro com toda certeza.

Eu simplesmente devorei as páginas, mas confesso que em alguns momentos eu me senti bastante confusa, pois tem capítulos que se referem ao vilão e isso me surpreendeu um pouco. Mas depois fui me acostumando e não queria mais deixar o livro de lado para saber o que viria no capitulo seguinte.

Achei que a escrita do autor é de fácil entendimento, mas requer um pouco de atenção por conta de alguns detalhes que vão acontecendo durante toda estória, pois lá na frente, você vai começar a perceber várias coisas que você viu lá no inicio. Então tenham atenção ok?

O único ponto negativo para mim é que às vezes eu não conseguia me localizar no mapa do livro. Teve pontos que procurava e que não encontrava. Mas mesmo assim a maioria das coisas se acha perfeitamente. Achei o mapa muito bem feito e achei muito bom o autor ter colocado ao lado o nome de cada uma das estátuas e suas localizações.

Quanto à diagramação, confesso que assim que recebi o livro em mãos, eu achei a capa maravilhosa e depois que terminei o livro confirmei mesmo que tem tudo haver. Na parte de dia as estátuas ficam paradas e durante a noite ganham vida. Só achei que na contracapa poderia mostrar a Londres de noite e alguma estátua viva. Acho que mostraria os dois lados. 

A fonte é de um bom tamanho, as páginas são amareladas e durante a leitura não encontrei erro algum. O livro todo está realmente PERFEITO. Rico em detalhes e muito bem construído.

Todos deveriam dar uma chance para a leitura, porque não irão se arrepender. Foi uma experiência diferente e única rever Londres e suas estátuas. 

RECOMENDO para todos que gostam de uma boa fantasia! Vale a pena!

23 comentários:

  1. Esse livro é diferente de tudo que eu já li, estatuas?!
    serio fico surpresa com tamanha a sabedoria de um escritor de inventar algo tão magnifico, aos olhos humanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu sinceramente também me senti surpreendida com a obra do autor. Pois ele conseguiu criar uma história magnifica. Achei muito bom. Os personagens são muito cativantes e o é ação do começo ao fim. É um livro que todos deveriam ler, sem contar que já estou lendo a continuação que não foge muito do ritmo, por isso é bom também. VALE A PENA!

      Excluir
  2. WoW'
    Super adorei a premissa desse livro. Ta até anotado aqui. E essa capa ta linda.
    Parabéns pela resenha. Ficou ótima!!!
    Beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da minha resenha.
      Espero que tenha interesse em ler o livro, porque é muito bom.
      Eu acho que você iria aproveitar bastante a história.
      =]

      Excluir
  3. Oi Sil!
    A premissa desse livro é original e criativa. Confesso que fiquei curiosa para conhecer a história à fundo e ver como o autor desenvolveu essa guerra das estátuas.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Aline o livro é muito bom. Confesso que fiquei impressionada.
      É diferente de tudo que já havia lido.
      Eu sinceramente acho que você deveria ler e gostaria muito de ver sua resenha para saber o que tu acha. Mas por exemplo, estou lendo a continuação e sinceramente estou até meia cansada, porque o ritmo é o mesmo. Acontece várias coisas, mas o que tá me cansando mesmo é muita descrição. Seilá. Acho que estou em um momento de pegar leitura mais leve e pra mim não ta sendo uma boa agora essa continuação, mas mesmo assim é muito bom também. Vale a pena!

      Excluir
  4. Olá, Silvana.

    Que blog mais lindo. E quanto ao livro, ele tem uma capa interessante. Haha. Não é bonita, mas chama atenção. E nossa, o personagem é tão novinho e passando por tudo isso, deve ser muito legal acompanhar a trama. Adorei a premissa do livro e com certeza leria. A Resenha está ótima, Parabéns.

    beijos

    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana fico feliz que tenha gostado da minha resenha.
      Espero que tenha interesse em ler, porque é muito bacana a história.
      É um livro que te prende bastante, porque a todo momento você quer saber o que irá acontecer. Mas por outro lado você tem que ter bastante atenção também, porque tem coisas que acontecem no começo que vem atona depois. Então já viu né? Eu amei o livro, porque foi diferente de tudo que já havia lido. Mas agora lendo o segundo eu estou ficando um pouco cansada, porque os capitulos são muito longos e tudo é muito descritivo. É bom por um lado, mas chega uma hora que cansa né? Mas vamos ver o que o fim me reserva! hahahaha

      Excluir
  5. Oi Sil, como vai?
    Esse livro é tão diferente de tudo o que eu vi. Fiquei muito curiosa, por isso fiquei atenta ao que você disse. Anotei a dica aqui e espero poder comprar. Depois te conto o que eu achei. <3

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga fico feliz que tenha gostado da resenha
      Espero que tenha mesmo interesse de ler, porque a história é muito bacana.
      Mas tenha atenção logo no começo porque você vai se deparar com muitas coisas pela metade do livro viu? E me chama sim pra ver sua resenha, porque adoraria saber sua opinião =]

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?

    Acredita que eu não conhecia esse livro? Achei a premissa dele bem interessante - assim como a capa, que é simples, mas parece resumir bem a história. Vou anotar aqui a sua dica! Parabéns pela resenha :)

    Fernanda Oliveira | Meraki

    ResponderExcluir
  7. Que história diferente! Já vimos guerras entre deuses e titãs, anjos e demônios, mas estátuas vs estátuas é bem inusitado hahah ótima resenha! Muito legal saber que existem coisas diferetes por ai :)
    Beijos, Helo.
    http://anneandcia.blogspot.com.br/2015/08/apresentando-arte-de-christo-e-jeanne.html

    ResponderExcluir
  8. Oi Silvana, tudo bem?
    Essa coisa de estátuas que ganham vida a noite me lembrou muito o filme Uma Noite no Museu.
    Apesar de o livro ter uma premissa diferente de todos os livros que conheço a história não me atraiu tanto eu te confesso.
    Achei bacana o fato do personagem ter amadurecido com o passar do tempo, isso é sempre bacana quando acontece.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  9. Que livro incrível!
    Mesmo não sendo fã do gênero, eu achei esse livro super criativo e interessante!
    Devo dizer que essa gárgula na capa já me chamou a atenção e sua resenha só reforçou o quanto preciso ler esse livro!
    Dica anotadíssima!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Eu achei a premissa legal, mas o livro não faz meu estilo e acho que não o leria.
    Mas adorei saber que tem suspense na história hehehe.
    Amiga, não sabia que você tinha ido para a França quando era pequena, aí vai ser top você ir de novo e visitar os pontos citados no livro heim.
    Eu quero muito um dia conhecer a França.
    Amei sua resenha, como sempre perfeita.
    E eu te entendo por não conseguir se localizar no mapa, eu já acho isso complicado e esse mata então, é muitoooo tumultuado kkkk pelo menos para mim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Gente, que premissa diferente!!
    Olha, não sei se leria, mais por conta do medo de não me agradar, mas é um livro que me deixou bem curiosa!
    Quem sabe?
    Beijos
    http://www.vivendonoinfinito.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi flor, a história das estatuas me lembrou o filme Frankstain - Anjos e Demônios. Não sei se leria por agora, mas curti a premissa e mais pra frente se tiver a oportunidade darei uma chance. ua resenha ficou bem descritiva, cheia de detalhes, curti bem e fiquei curiosa para saber onde todas essas perseguições dariam.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Uau que resenha, e bota resenha nisso. Adorei!
    Bem um já tinha ouvido falar do livro, mas nunca cheguei de ler nada sobre ou propriamente dito uma resenha, então foi surpresa essa ser tão boa que atiçou minha curiosidades, vou conferir em breve.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  14. Não é muito minha área o gênero de fantasia,então não gostei do livro.Gosto mais de livros Românticos,mas foi uma resenha boa.
    Infelizmente ela não me chamou atenção o bastante,a ponto de querer ler o livro.
    Bjs.
    www.garotoaocubo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Cara, eu já disse como você resenha bem?
    Quero ser assim quando crescer.
    Então, o que ocorre...
    Acho que vou gostar desse livro hein...
    Eu não dava nada por ele, nada memso, mas com a resenha e com a gênese da história em si, admirei.
    Vamos marcar pra ler no skoob.
    E sim concordo ESSE MAPA TÁ HORRIVELMENTE INDECIFRÁVEL.

    Bjs Tay do Let It Shine.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu gostei muito da sua resenha, mas o livro não é meu gênero favorito. Não sei se leria, não que a história seja ruim, mas sim por não ter me interessado.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Acho que ainda não li nada parecido, fiquei bem curiosa e dizem que livros com mapas são bons, então... XD

    ResponderExcluir
  18. Ei Silvana, tudo bem?
    Adorei a premissa desse livro, nunca li nada parecido com essa história. Parece ser uma leitura ágil e fácil, e estou bem curiosa para ler o livro. Adorei!

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir