Resenha - Todo tempo do mundo



Livro: Todo tempo do mundo
Autor: Maurício Gomyde
Cortesia: Editora Astral Cultural
Páginas: 352
Ano: 2018
Skoob
Onde Comprar: Amazon  e Livraria Martins Fontes

OK, você já leu muitas histórias assim, mas garanto que todas não passam disto mesmo: histórias. No meu caso, por inacreditável que pareça, é tudo verdade. Eu REALMENTE viajo no tempo. As viagens duram segundos, minutos ou, no máximo, poucas horas. Se fico insanamente feliz, volto ao passado; se absurdamente triste, vou para o futuro.

Isso me criou tantos problemas, que a única saída foi me isolar num canto do mundo e passar meus dias tentando nunca mais ser feliz nem triste.

A causa? Amanda. Por que eu? Não sei. Um dia vai acabar? Não faço ideia. Mas hoje de manhã chegou um convite. E acho que finalmente poderei descobrir se o que me acontece é dádiva ou maldição...




“O melhor lugar do mundo é aquele que você está neste momento. O importante é o aqui e o agora.” 


O livro intercala a narração entre os personagens: Amanda e Vitor. Dois seres humanos diferentes entre si e que são apaixonados um pelo outro. Porém o destino afastou os pombinhos. Amanda uma moça por volta de seus 30 anos passou por muitas turbulências: perdeu seu pai e mãe num atentado no Quênia, devido uma explosão que atingiu o carro deles. Quando criança e jovem teve uma vida de mudanças de residência, morou em regiões diferentes do mundo: Viena, Brasília, Paris, Cairo, Lisboa, Nova York, Londres, Buenos Aires, Tóquio e outras cidades importantes, pois seu pai trabalhava na Sede das Relações Exteriores, em Brasília.  E um tempo depois, quando ela era uma jovem adolescente, depois que seus pais faleceram, casou-se com o rico e famoso deputado Ruan José. Ambos, atualmente moram em Buenos Aires, Argentina. Uma relação desgastada e em crise. Amanda questiona-se, grande parte do tempo, a fracassada relação amorosa com ele, pois o deputado bebia muito e era muito arrogante, e para se libertar ela trabalha de gerente numa livraria famosa da cidade.

"A gente vive, ama, chora, perde, sangra e grita, mas aprende" (Vitor)




Já Vitor um homem por volta de 30 anos formado, morava na cidadezinha de Nova Vêneto, no Brasil e era dono de uma Vinícola Ferazza, considerado o príncipe do espumante na região. Era um homem reservado, não tinha grandes amizades, observador, porém recluso em sua casa na companhia de seu cachorro, chamado “Cão”. Ele também mantinha amizades com os funcionários de confiança, o casal: Giuseppa e Domênico.

Em sua terra, a vinícola, era mantida na imensa paz, onde a música MPB era ouvida por todos, pois Vitor acreditava que as uvas cresceriam melhor ouvindo músicas. Um fato muito curioso dele é que viajava no tempo. Então acontecia assim: quando ele sofria algo muito triste o tempo o levava para o futuro, e ele desaparecia do lugar em que estava. Quando estava muito feliz, o tempo o levava para o passado. Devido a este fato ele também passou a isolar-se das pessoas. A única pessoa que sabia disso era seu amigo padre Andrea Bonatti que vinha visitá-lo. Ele mantinha também um caderno para anotar todos os fatos das viagens (passado e presente) que fazia, e também sua casa era cercada de relógios por toda parte. Sofria muito por ter essas viagens constantes.

"A felicidade só gruda na pele de quem aposta todas as fichas em algo que não pode ser nada menos que perfeito." 

Apesar dos dois: Amanda e Vitor se manterem distância entre si depois de adultos, eles tiveram uma paixão de adolescente no passado. Com 14 anos, no baile de formatura dos dois, em Brasília, eles dançaram juntos e ali tiveram um pequeno momento de um beijo apaixonado. Isso era o estopim que ambos levaram para vida. Pois Vitor não tinha se casado e ainda era apaixonado pela Amanda. Já Amanda, devido seus pais não terem lugar fixo para morar, passou a lembrar, nas escritas de seu diário, de Vitor. Até que um dia os amigos de juventude resolvem dar uma festa para reencontrar todos os amigos. Assim Amanda e Vitor se reencontram, já adultos, e cada um com sua trajetória de vida, nesta festa. Eles ainda eram apaixonados um pelo outro e Vitor criou coragem de se declarar para Amanda. Mas ela, mesmo com casamento fracassado, evitou qualquer declaração de amor. Vitor neste momento sofreu uma pequena decepção e, como ele viaja no tempo, foi para o futuro quando ia ao banheiro.

O fato é que ficamos na expectativa de Amanda se libertar dessa relação com seu marido que a maltrata, e ao mesmo tempo torcemos para que Vitor consiga conquistar Amanda novamente... Só o destino e essa relação que Vitor tem com o tempo que dirá se ambos ficarão juntos.

"Quem é ela? Porque só consigo alterar o passado com ela? Qual gatilho que me faz conseguir alterá-lo?"



Quando comecei a ler, logo no início, fui pega por quotes lindos que estão dividindo os capítulos, achei encantador, pois cada um traz mensagens para nós sobre felicidade. Um deles que refleti bastante foi “A felicidade é bemol, a tristeza sustenido”, pois para entender esta citação foi necessário entender a nota musical, é assim, quando estamos felizes, vamos para “trás” no passado, meio tom, para reviver os momentos alegres novamente. E para atingir o “sustenido”, quando estamos tristes, vamos para o futuro, para pular os momentos tristes. Mesmo sabendo que isso não seria possível no mundo real, achei interessante o fato de saber que a tristeza, muitas vezes é a falta da gente olhar para um futuro mais otimista, ou seja, um futuro na qual podemos ter esperança de uma vida melhor. Então fui pega por diferentes reflexões ao longo da narrativa.

O autor reveza entre a narrativa, em primeira pessoa, de Amanda e Vitor. Então mesmo ambos estando em lugares diferente, torcemos o máximo para que o casal fique juntos e possamos comemorar.

O livro tem uma narrativa detalhada, minuciosa com nomes de lugares, pessoas, objetos, datas, a visualização da história fica nítida, e podemos viajar por toda extensão narrada. Apesar de ser um livro com 352, eu li rápido, pois sua escrita é leve e prazerosa aos olhos do leitor.

Um fato que me atrapalhei no começo foi a questão da viagem no tempo com o personagem Vitor, pois ainda não estava claro que ele havia viajado para o passado ou presente, tive que voltar para entender. Depois esse fato dele viajar no tempo ficou mais tranquilo e até instigante. E nos momentos finais foi arrasador, pois não larguei o livro até terminar.

Um outro ponto crucial na história é que eu me apaixonei pelo Vitor, um sujeito de caráter, bonito e aos poucos vamos nos encantando por ele com sua paixão arrebatadora por Amanda. Já ela, Amanda, eu no início gostei muito, porém depois que vi o quanto ela aceitava a vida medíocre ao lado de seu marido deputado, achei que ela foi fraca. Até que depois que se encontrou com Vitor a história foi mudando e ela passou a ser uma guerreira. Assim ganhou minha admiração.

"Não tem coisa pior do que chegar ao fim da vida, olhar para trás e só então perceber que algo que você deixou de fazer poderia ter sido a sutil diferença entre uma vida normal e uma incrível"

Um livro que todos deveriam ler, pois para aqueles que gostam de um Bom Romance e com uma pitada de Viagem no tempo, com certeza é um livro mais do que recomendado!


Inscrições Abertas - Participe !


Categorias:

13 comentários:

  1. Tudo que já li sobre o trabalho do Maurício é muito positivo, mas eu ainda não consegui ler nenhum dos livros do autor ;/
    E este lançamento com certeza, foi e é elogiado demais!
    Amo isso de enredos que não só tragam o amor nascendo e com toda esta força,mas outro assunto que me agrada e muito são as viagens no tempo.
    Sem confundir o leitor.rs
    E pelo que li acima, o autor conseguiu fazer isso com uma maestria incrível!
    A capa é outro show à parte e o livro está na lista de mais desejados!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Primeiro ponto positivo, é autor de Surpreendente, que por coincidência ou não um dos poucos que li até hoje que me fizeram chorar, não é surpreendente isso?? Segundo que seria uma experiencia unica ler um livro com essa temática, romance ok, mas viagem no tempo... humm não sei não. Mas confesso que o inicio da sinopse me chamou atenção na maneira convincente e alegre com que ele apresenta sua historia, como se viajar no tempo fosse a coisa mais normal do mundo. Já tua apresentação do romance, foi delicada, sensível e criativa, digo pala interpretação que tu fez do bemol e sustenido. Por mais que não seja a mesma do autor ficou bacana. Esse esquema de intercalar personagem e tempo também me atrapalha, pelo menos no começo, mas se tem as descrições de lugar como tu comentou, fica mais fácil entrar na historia se procurar as imagens no google (fiz isso com "Por lugares incríveis" e adorei!). Certamente esse já está na lista.

    ResponderExcluir
  3. Gente, que sinopse é essa!? Gostei.
    Ainda não tive a chance de conhecer a escrita do Maurício, mas esse chama atenção.
    Gosto de romances, gosto de viagens no tempo, e além desses dois elementos, parece que é uma leitura cheia de reflexões.
    Amanda parece que tem um crescimento no decorrer da história.
    Acho que vai ser muito interessante conhecer essa história, só não colocaria na lista agora.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, como gosto bastante do dessas premissas que envolvem viagens no tempo, naturalmente já despertei interesse por essa trama. É interessante o fato que o tema não é abordado em sua forma mais tradicional, sendo que a autora opta por abordar esses saltos temporais de Victor de uma forma bastante sutil, de modo a focar mais no romance. É notório também que Amanda é trabalha com bastante calma, e esses momentos tensos que ela passa com o seu marido, apesar de incomodarem um pouco o leitor, contribuem para que mais para frente a protagonista vá se libertando. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Caramba, que essa sinopse me conquistou, além dessa capa que está linda (não poderia deixar de mencionar). Já estou aqui suspirando (e torcendo muito) pelo Vitor, ele passa por maus bocados com essas viagens hein. Além disso, fiquei bem curiosa para saber como será esse final (teremos fina feliz neh, sim ou claro?). É tão bacana encontrar histórias assim, cheias de amor e aquele suspense do que poderá acontecer, e se ainda restava alguma dúvida, a frase em destaque e sua explicação me convenceram ainda mais a dar uma chance a leitura.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Priscila!
    Nunca li nada do Maurício Gomyde, e confesso que não costumo ler livros sobre viagem no tempo, é que os poucos que li até hoje sempre me deixaram confusa e boiando durante a leitura... Mas pelos seus comentários acredito que isso não irá acontecer com Todo o tempo do Mundo.
    Achei muito bacana a relação das viagens no tempo quando o Vitor está triste - viagem para o futuro - ou feliz - viagem para o passado - com a nota musical, dá pra perceber que o livro passa uma mensagem muito bonita...
    Sinceramente não curto narrativas detalhadas, mas se a escrita do autor é leve acredito que isso deve ajudar na leitura... Ah, bom saber que Amanda passou a ser uma guerreira, não costumo simpatizar por personagens fracas...
    Enfim, valeu pela dica, anotada!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. PRISCILA!
    Os livros do Maurício são fantásticos, não li apenas esse e um anterior dele que foi lançado.
    Gostei de ver que ele se enveredou pelo lado da ficção genuína e abordou a viagem no tempo, tema que sempre me fascina. Já li algumas obras literárias no gênero e gostei muito, espero gostar desse também.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei da resenha, mas não do tema abordado no livro, acho muito estranho isso de viajar no tempo, minha mente é bem fechada para essas coisas.
    Achei que os personagens são um tanto previsíveis ,já li sobre um personagem que tem um cachorro chamado "cão " ..ou será um personagem de filme..
    Eu também estranhei esse amor de juventude resistir a todos esses anos, e apenas por ocasião de um beijo em uma festa.
    Acredito que o autor quis usar uma fantasia para mostrar que no amor podemos tudo, que o amor vence tudo, só não consigo entender se essa habilidade de viajar no tempo é uma doença, uma maldição, se acontece por querer ou sem querer.
    Talvez essas respostas só consiga conhecendo a obra.
    Essa capa é linda, mas eu pensei que esse livro fosse mais convencional.
    Por essas que sempre é importante ler as resenhas além da sinopse.

    ResponderExcluir
  9. Olá Priscila!
    A trama é bem interessante pois as viagens no tempo foram escritas de forma mais harmoniosa, não aquela coisa espalhafatosa de máquina do tempo que vemos por aí. Eu gosto dessa visão intercalada entre os personagens pois nos dá várias perspectivas. Estou rindo com a criatividade do nome do cachorro do Vitor rsrs - isso porque meu gato se chama Miu (pq o miado dele é assim). Só faço uma crítica ao romance pois é um pouco exagerado o rapaz se apaixonar tão profundamente assim pela moça sendo que eles passaram apenas algumas horas juntos na formatura e depois nunca mais se viram, muito Cinderela pro meu gosto. Num panorama geral me pareceu uma leitura agradável, que se eu tiver a oportunidade com certeza farei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Achei muito interessante a mistura de romance com viagem no tempo, acredito que isso deixe a história mais rica e complexa. Outro ponto positivo do livro é acompanhar a relação do casal durante um período de tempo longo, ver as mudanças que ocorreram em cada um e perceber que o amor deles é tão forte que resistiu até mesmo às adversidades. Acho a capa desse livro linda, isso fecha o pacote completo de uma história!

    ResponderExcluir
  11. Eu não leio muito livros nacionais mas esse ano resolvi mudar isso e começar a investir no mercado brasileiro, até agora não me arrependi. Uma coisa que notei e que todos são muito criativos, amei a capa desse livro, a sinopse, a relação com a música e viajem no tempo, realmente me encantei com esse livro, com certeza vou querer comprar em algum momento do ano que vem para ler.

    ResponderExcluir
  12. Oi Priscila.
    Adorei o quote sobre felicidade e tristeza e para os momentos que eles nos levam. Parece que o livro é repleto de frases que farão o leitor refletir e adoro livro assim.
    Estou super torcendo para Victor e Amanda ficarem juntos, apesar de parecer um pouco difícil. Mas, o futuro é algo indefinido, que pode ser traçado pelas decisões que tomamos no pretense. Espero que eles consiga chegar a um consenso. Afinal, o mais importante é a felicidade.
    Ainda não li nada do autor e fiquei com bastante vontade de ler esse livro.
    Adorei a capa do livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Priscila!!
    Gostei muito da premissa do livro, parece ser uma história bem diferentes das que vejo de viagem no tempo. Achei a história da Amanda e do Vitor bem tocante, principalmente a do Vitor que parece não ter controle das viagens que ele sofre através do tempo. Dar para perceber que é uma leitura que prende o leitor de inicio ao fim. Sem dúvida é uma boa indicação de livro nacional para esse fim de ano.
    Bjos

    ResponderExcluir