05 setembro 2018

Resenha - Tudo aquilo que eu não disse


Título: Tudo aquilo que eu não disse
Autor: Kathryn Hughes
Cortesia: Editora Astral Cultural
Páginas: 352
Skoob
Onde Comprar: Saraiva / Amazon

A vida da doce Tina Craig parece estar destinada a mesmice dos anos 70: ela vive presa em um casamento infeliz com um marido problemático. Isso desafia Tina a unir todas as suas forças para sair desse abismo e finalmente conquistar a paz de espírito que ela tanto quer. Seu destino toma um rumo diferente quando ela encontra uma carta escrita em setembro de 1939. A carta, que nunca chegou ao destino certo, lhe traz uma nova esperança, um alento para o seu coração tão maltratado. Tudo muda de figura quando a vida de Tina se choca com os destinos do casal Billy e Chrissie, trazendo William, um jovem em busca de sua mãe biológica, para sua jornada por conta de um mero acaso.





Tina está presa a um relacionamento abusivo. Seu marido, Rick, é um homem desagradável, alcoólatra e completamente violento. A esposa tem medo dele e está desesperadamente tentando arranjar as forças necessárias para deixá-lo. Então enquanto não resolve esses problemas que infernizam sua vida, ela passa seu tempo datilografando em uma empresa e aos finais de semana faz um trabalho voluntário em um brechó.

Um dia deixam na porta da loja uma sacola com um blazer, que em seu bolso carregava uma carta antiga destinada a uma mulher chamada Chrissie.  que viveu no mundo pré-segunda guerra. Ela era sensível e gentil, filha de um médico com uma parteira, ajudava os pais nos procedimentos e em tudo mais o que fosse necessário.

Em um baile ela conhece Billy, um rapaz bonito e solteirão cobiçado. Eles se envolvem em um lindo relacionamento, mesmo que os pais da garota desaprovem o rapaz. Infelizmente a guerra estoura e Billy descobre que irá lutar na mesma época que Chrissie descobre estar grávida dele. Os desencontros farão com que eles terminem em maus termos, mas Billy deixa uma carta para Chrissie, carta essa que nunca encontrou seu destinatário e agora se encontra nas mãos de Tina, anos e anos depois.

As histórias das duas mulheres irão se conectar apesar do tempo que existe entre elas. E Tina está decidida a fazer com que Chrissie finalmente receba a carta de Billy.

“Ao olhar seus olhos frios e mortos, percebeu que as palavras eram inúteis, e, com o mais leve aceno de cabeça, partiu da única casa que conhecera, e foi embora começar um novo capítulo de sua vida.”


Esse livro é completamente sensível. A autora fez um trabalho impecável no desenvolvimento das personalidades das personagens principais, e é praticamente impossível não nos apegarmos a essas mulheres fortes, torcendo pela felicidade de ambas.

O livro tem cenas fortes de agressão (nada muito gráfico), que fazem com que o nosso coração se parta em mil pedaços, mas nos recompensa com atos de carinho e de bondade entre os personagens. A autora trabalhou bem o enredo que é dividido entre Tina no presente e Chrissie no passado. Somos apresentados a duas histórias diferentes que se conectam de uma maneira inesperada. A escrita é fluida e completamente viciante. A dificuldade aqui é largar o livro uma vez que o começamos, pois nos apegamos completamente empáticos com a situação apresentada e queremos logo saber como essas mulheres guerreiras conseguirão proceder em seus destinos.

Esse é um daqueles livros incríveis que vale cada página lida. Tem uma linda estória de superação e é carregado de mensagens importantes e tocantes.

A edição é ótima e favorece a leitura. A capa, apesar de simples, é bem bonitinha e chama atenção.


“A guerra pode nos separar fisicamente, mas nosso laço emocional será inquebrável.”


Essa obra é importante pois joga uma luz em aspectos abusivos de relacionamentos e até mesmo trata algumas pautas feministas quando mostra o quanto os homens manipularam a vida dessas mulheres e mudaram o destino de ambas a seu bel prazer, trazendo para elas finais diferentes das histórias que elas gostariam de ter vivido.

Conclusão: um livro maravilhoso, com uma estória intensa e linda. Capaz de te fazer chorar, vibrar e refletir sobre as escolhas que fazemos com as nossas vidas.

“Há muito tempo, um jovem na flor da idade escreveu uma carta parecida para a sua amada. Se ele não tivesse feito aquilo, Tina não estaria parada ali, prestes a iniciar uma nova vida com o homem que amava.”

Inscrições Abertas !! Participe !!


7 comentários:

  1. Sou apaixonada por enredos que tragam não somente histórias de relacionamentos difíceis, mas também, de amores que aconteceram em algum momento ou ainda podem acontecer, tipo estes amores inacabados.
    Não conhecia o livro e achei lindo tudo que li acima. Tá, a parte do relacionamento abusivo é horrível,mas...sei lá, há violências que não precisam ser físicas...e é difícil sair de algo assim. Não impossível, difícil apenas.
    Com certeza, vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Stephanie,

    A ideia do entrelaçamento dos personagens, é fantástica, pois introduz o leitor em ambientações diferentes.

    Somente a menção do que o livro consegue passar, sendo algo algo real e covarde - com esse grau de reflexão -, já é o suficiente para me manter cativa pela história. O enredo me envolveu assim que eu li a sinopse desse livro.

    ResponderExcluir
  3. Stephanie!
    Importante trar um livro que traga o assunto sobre relacionamentos abusivos e ainda sobre a dominação masculina sobre as mulheres.
    Deve ser um livro forte, já que traz trechos dos abusos.
    E ainda traz reflexões, importante de ser lido.
    cheirnhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Olá Stephanie!
    Que resenha linda, primeira que leio sobre esse livro...
    Gostei muito, o enredo parecer ter sido muito bem escrito, a autora parece ter acertado abordando relacionamento abusivo e um romance lindo que parece deixar o leitor preso á leitura, espero ler em breve pois curti muito sua resenha.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Esse livro me conquistou só com o titulo, achei super interessante e logo me vi curiosa para saber mais sobre a história. E ao ler a resenha não tive dúvidas de que vou querer conferir cada página e já preparada com a minha caixinha de lenços. Gosto muito de livros que nos tocam com o enredo e que nos passam mensagens importantes, e esse aborda um tema, infelizmente, muito frequente. Vai ser bem interessante acompanhar como a autora mesclou a história dessas 2 mulheres, mesmo em tempos diferentes.

    ResponderExcluir
  6. Oi Stephanie.
    Já quero ler esse livro! Aborda um tema importante, e infelizmente, muito atual.
    Tem muitas mulheres que estão em relacionamentos abusivos e precisam ser retratadas. Isso com certeza levará o leitor a refletir sobre. Sobre esse assunto recentemente li É assim que acaba e gostei bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Stephanie, tudo bem?
    Gostei muito da premissa deste livro. A princípio lembrei um pouco do filme Cartas para Julieta, que é um amorzinho e também conta a estória de uma jovem tentando entregar uma carta que foi escrita no passado. Adorei o fato de abordar temas feministas que é super importante ser conhecido pelas mulheres, e a melhor forma de empoderá-las é através da sutileza de uma estória. Ja quero ler, fiquei super curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir