24 setembro 2018

Resenha - Sempre Com Você


Livro: Sempre Com Você
Série: The Montgomery Brothers
Autora: Samantha Chase
Cortesia: Universo dos Livros
Páginas: 319
Onde Comprar: Saraiva / Amazon
Para Gabriella Martine, ser assistente de Zach Montgomery é um desafio sem fim, embora sua formação e competência sejam inquestionáveis. Por pertencer a uma família rica e poderosa, ele vive de acordo com as próprias regras e não se submete a ninguém, mas isso não intimida Gabriella. Acostumada a lidar com homens teimosos, ela nem se importa com o fato de Zach ser inteligente, carismático e… maravilhoso. O mundo perfeito do rapaz, entretanto, vira de cabeça para baixo quando um acidente durante uma escalada o deixa cheio de fraturas, irritado e altamente dependente. Em sua lenta batalha pela recuperação, Gabriella sempre esteve ao seu lado e, à medida que Zach começa a ver a assistente com outros olhos, é forçado a avaliar o que realmente significa ser um homem digno do amor de uma mulher tão espetacular.



Existe livros de romances que pegamos em uma tarde sem nada para fazer, e no momento que finaliza abre um grande sorriso por ter gostado da leitura. De enredo simples e aconchegante, Sempre com Você é um romance que viramos as páginas sem perceber, e quando nota, já o terminou.


Zach Montgomery sofreu um grave acidente durante uma escalada e agora precisa fazer uma reabilitação, apesar de a cada dia se ver mais sem esperanças e se sentindo um inútil por não ver suas sessões darem resultados. Por isso, acaba descontando sua raiva na família que tenta ajudar e nos profissionais que vão a sua casa tratá-lo. Trocar de fisioterapeuta virou uma constante, e relaxar na sua aparência também. Zach não sente prazer de viver do jeito que está, e vê seu mundo ruir mais ainda quando seu pai e seu tio decidem lhe tirar o cargo da empresa. Sua única esperança será sua assistente Gabriela.


Gabriella Martine sabe que ser assistente de Zach é uma luta. Acostumada a seu jeito arrogante e difícil, ela ficará com a missão de trabalhar com ele em casa para que não atrapalhe a reabilitação, e a seu modo lhe dar ajuda. Mas após uma conversa que mais parece uma briga, Zach consegue ser mal educado ao extremo ferindo os sentimentos de Gabriella. Isso de alguma forma acabou que sendo a gota d'água, porém Zach já sabendo que essa é a sua última chance de habilitação, sabe que depende diretamente de Gabriella para que melhore, por isso ele tentará fazer com que ela o perdoe. E neste meio tempo, os sentimentos de ambos adormecidos por atitudes passadas e mal interpretadas, fará com que eles se aproximem mais ainda. Será capaz de Gabriella perdoar Zach? Será que Zach recuperará sua posição e sua rotina normal?

Meu primeiro contato com a escrita da Samantha Chase, e saio elogiando bastante. É um desenvolvimento que cai na obviedade, no entanto que tem seus momentos de méritos. E isso está interligado ao fato do leitor ser cativado ou não aos personagens.

"Zach costumava ser uma pessoa melhor do que aquilo. Isso há muito tempo. Ele havia deixando pequenas fofocas virarem seu mundo de cabeça para baixo e o transformarem em uma pessoa diferente. Uma pessoa que ele não gostava de ser, mas que deixaria de ser naquele momento."  pág. 90 

Nossa protagonista na minha opinião é a que ganha mais destaque pela sua personalidade benevolente até um dado limite. Pensei que encontraria alguém mais fácil de ser manipulada, que perdoaria tudo, e qual foi a surpresa que não. Gostei quando ela impôs sua barreira — até porque nosso mocinho não nos conquista inicialmente — e se colocou em primeiro lugar. Como falado anteriormente, Zach não é um personagem que você se apaixona logo de cara, porém a medida que retira sua casca mais dura, demonstra ser outra pessoa, o que é maravilhoso.  Atualmente tenho tido diversas ressalvas em romances do estilo por vez ou outra existir relações abusivas sendo retratadas de forma leviana. E aqui com convicção você não encontra, o que me agradou demais.

A narrativa gira em torno de acompanharmos a evolução da reabilitação, sendo inseridos diversos paralelos como o romance que vira o enfoque central; a construção de um novo relacionamento e seus dramas; conhecermos um pouco mais a família de ambos e seus passados; entre outros. Em poucas páginas captamos um grande leque de informações que enriquecem a trama central. O leitor consegue se inserir dentro do contexto de modo fácil porque é completo. Talvez no final fique até um sentimento de querer mais.


Por ser tratar de romance, teremos algumas cenas mais sensuais, entretanto nada que beire o erótico. A autora é sucinta nas cenas sem perder o charme. Ela nos dá o panorama geral e fica ao encargo do leitor imaginar o próximo passo. O que achei bacana e o maior ponto positivo, é ver a forma gradativa de como é um relacionamento. Nos é transpassado todas as etapas de um namoro, de uma paixão e como acaba que impactando na vida de duas pessoas. Mostra que se DOAR para depois receber, não é uma tarefa nada fácil, pois gera dúvidas, gera questionamentos e responsabilidades. Sai um pouco do fantasioso por mais que tenha-se um final feliz.

De uma forma geral, saio encantada e recomendando a todos os fãs do gênero. É um clichê no bom sentido. Em um ambiente de superação, arquitetou-se uma dupla maravilhosa que você não se arrependerá de conhecer. É o terceiro de uma série em que os volumes são independentes — cada um traz a trama de um casal.

"— Só eu. Eu estarei com você. Se quiser ir embora, a gente levanta e vai. Se quiser ficar, a gente fica. Se estiver comprometido com sua recuperação, Zach, então, eu estarei comprometida em estar ao seu lado. O que você acha?" pág. 143


Na parte física, não acho que a capa seja atrativa. É comum, todavia condiz com o conteúdo. A diagramação é simples, espaçada e não encontrei erros de revisão. A narrativa é feita em terceira pessoa por ambos pontos de vistas.

Quero me arriscar a ler outras obras da Samantha Chase, e quem sabe dar continuidade a série — não tive a oportunidade de ler os antecessores. Espero que tenham gostado!


Inscrições Abertas !! Participe !!

10 comentários:

  1. Como a romântica assumida que sou, enredos assim me fascinam, ainda mais quando a autora ou autor, conseguem construir personagens com história, tipo, com passado.
    E se este passado trouxer marcas doloridas, melhor ainda!
    Pelo que li acima, a autora não somente conseguiu isso,mas também incluiu superação e claro, um romance leve e encantador, sem precisar erotizar todo o enredo.
    Eu achei a capa lindíssima..rs e se puder, com certeza, quero muito ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Caroline,

    Apesar de ser uma história simples e até clichê, é nítido a clareza que a autora teve em explorar esse drama pessoal do personagem, com uma narrativa convidativa - que deixa a leitura mais envolvente em relação ao desenvolvimento do Nathan.

    Ficar por dentro de tudo isso com certeza proporciona momentos únicos para o leitor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Caroline!
    Conheci os livros há poucos dias, essa é a primeira resenha que leio sobre...
    Gostei demais, o tema abordado me prendeu totalmente, pelos comentários a leitura parece ser boa demais. Espero ter oportunidade de conhecer melhor.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá! É sempre muito legal, quando uma leitura despretensiosa nos surpreende de maneira positiva. E um romance é sempre muito bem-vindo, e com clichê torna a leitura ainda mais especial, afinal eu amo um bom clichê, principalmente aquele que no final vai me deixar suspirando. Muito bom saber que nossa mocinha tem personalidade e eu sou campeã em não ir muito com a cara dos mocinhos que na maioria das vezes tem atitudes arrogantes e egoístas, mas o mais engraçado (ou não) é que no final eles acabam me conquistando (risos).

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol, tudo bem?
    Achei a premissa bem parecida com Como Eu Era Antes de Você, e não sei se isso seria um aspecto negativo ou positivo. Gostei da história, acho que daria um ótimo filme de sessão da tarde, mas acho que também me irritaria com o protagonista por sua arrogância, porque estar mal não é desculpa para maltratar ninguém.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Caroline.
    Ainda não li nada da autora, então gostei de saber que é um clichê gostoso de se ler e que a Gabriella se põe em primeiro lugar na sua relação profissional, e depois emotiva, com Zach.
    Gosto de histórias de superação. Então acho que iria gostar desse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Acho que apesar de ser uma história banal, um romance sem maiores dramas consegue ter seu valor. Muitas vezes é só isso que procuro num livro. Nada de mirabolante, só uma história possível, com personagens comuns.
    O personagem Zach Montgomery se obriga a sair de seu pedestal de homem poderoso ,rico e ficar numa situação que requer ajuda e cuidados, para uma pessoa auto suficiente deve ser bem difícil aceitar tudo isso, mas com a ajuda de Gabriella ele passa a ser uma pessoa melhor, ou pelo que vi, aquela pessoa que no fundo ele era. Muito legal saber que o amor entre eles vai sendo construído aos poucos, isso dá mais fidelidade à história . Achei que a capa é simples mas condizente com a história do romance.

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia a série. Confesso que num primeiro momento o enredo também me lembrou muito Como eu era antes de você, assim como disse a Lara. Claro que o desfecho e muitos detalhes devem ser diferentes até pelos pontos que você nos trouxe, mas digo em relação à essência. Acho que mesmo sendo clichê, o que importa é que a autora conseguiu desenvolver bem a estória de forma que prenda o leitor.

    Evandro

    ResponderExcluir
  9. Oi, Caroline!
    Ah, eu gosto de livros de romance assim, simples e aconchegante, que nem vemos o tempo passar e quando percebemos terminamos a leitura com um sorriso de contentamento!
    Bom saber que Gabriella se valoriza e não engole calada as atitudes negativas do protagonista, prefiro mil vezes personagens assim.
    Já estou adicionando Sempre com você na minha lista de leitura, acredito que vou apreciar bastante a história de Gabriella e Zach; valeu pela dica! Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Amo quando autores conseguem construir um passado de seus personagens, onde esse passado deixa marcas e é explorado depois. Amei a história s2

    ResponderExcluir