17 setembro 2018

Resenha - Não Confie em Ninguém


Título: Não Confie em Ninguém
Autor: Charlie Donlea
Cortesia: Faro Editorial
Páginas: 352
Skoob
Onde Comprar: Saraiva / Amazon

O melhor livro de Charlie Donlea - até agora. O destino de Grace Sebold toma um rumo inesperado durante uma tranquila viagem com o
namorado. O rapaz é assassinado... e ela é condenada pelo crime. Depois de dez anos na prisão, surge a chance de Grace provar sua inocência ao conhecer a cineasta Sidney. Em um documentário que exibe as falhas do processo, a cineasta questiona se a condenação foi fruto de incompetência policial ou se a jovem foi vítima de uma conspiração. Antes do término das filmagens, o clamor popular leva o caso ser reaberto, mas um novo fato provoca uma reviravolta: Sidney recebe uma carta anônima afirmando que ela está sendo enganada pela assassina. A cineasta começa a investigar o passado de Grace e quanto mais se aprofunda na história, mais dúvidas aparecem. No entanto, agora, o que está em jogo não é apenas a repentina fama e carreira, mas sua própria vida.




Sidney é uma jornalista em ascensão, tentando se encaixar no mercado. Produziu três documentários responsáveis por absolver pessoas que haviam sido injustamente condenadas por crime que elas não haviam cometido, por meio do seu jornalismo investigativo Sidney conseguiu as livrar da cadeia provando a inocência de cada uma delas, o que resultou em uma enxurrada de outras cartas de detentos que juram de pés juntos serem inocentes de suas condenações. No meio dessas cartas está a de Grace Sebold, que havia sido acusada de assassinar seu namorado durante uma viagem ao Caribe. 

Ela insistentemente escreveu para Sidney por anos, até conseguir chamar a atenção da moça. Logo de início, a jornalista descobre algumas evidências que poderiam provar que Grace não era a culpada: existem circunstâncias estranhas que permeiam o caso da jovem que já está há 10 anos na cadeia. Agora elas terão de agir juntas para provar a inocência de Grace, enquanto Sidney grava cenas “ao vivo” para seu documentário semanal sobre o caso chocante. 

Contudo, quanto mais a jornalista investiga, mais a situação começa a se tornar suspeita e cheia de pontas soltas. Segredos começam a vir à tona e uma áurea sinistra toma conta do documentário que se tornou um enorme sucesso. Poderia Sidney estar ajudando uma assassina a não pagar a pena da qual ela foi sentenciada? 

“Sidney precisaria demonstrar que o caso fora conduzido de modo inadequado. Que o governo de Santa Lúcia atribuíra a ela um crime que Grace não cometera;”


Narrativa viciante, que se alterna entre as visões dos personagens, juntamente com cenas do documentário em que Sidney está trabalhando. Ou seja, acompanhamos a trama se desenrolando no presente, tendo alguns vislumbres do passado onde o crime aconteceu. O enredo é muito bem trabalhado, numa teia de mistérios que nos deixam tensos do início ao fim. Os personagens vão surgindo ao longo da leitura e são cativantes, todos eles têm mistérios próprios e próprias histórias que fazem deles peças importantes nesse enorme jogo de xadrez.

O autor é incrível. Esse foi meu primeiro contato com a sua escrita, mas já me tornei fã. A estória é recheada de reviravoltas, com um final impossível de ser previsto. A nossa opinião muda diversas vezes ao longo da leitura, o que torna tudo completamente interessante e imprevisível.

“Havia algo de sedutor em Grace Sebold. E se Sidney conseguia sentir isso nas cartas, tinha certeza que os telespectadores veriam isso em um documentário”

Charlie Donlea tem uma forma habilidosa de nos fazer suspeitar de todos os personagens e ainda assim nos surpreender. Temos motivos para duvidar de todos e ao mesmo tempo duvidar de nenhum.

Apesar da complexidade da narrativa a escrita do autor é fluida e rápida. Os ganchos ao fim de cada capítulo fazem com que se torne impossível largar o livro. Logo nos encontramos devorando capítulo atrás de capítulo em sequência, até descobrir os mistérios que estão guardados nas páginas.


A edição está lindíssima. As páginas são grossas, ótimas para acompanhar a leitura. A capa se destaca e chama a atenção, acompanhando bem o seu conteúdo que é um livro incrível com uma estória impressionante. Os fãs de mistério e investigação policial não podem deixar de conferir Não Confie em Ninguém, é com toda certeza uma leitura viciante e recompensadora.

“Matar alguém exige perfeição, timing e sorte. Eu esperava que esses três atributos estivessem ao meu lado nesse entardecer.”


Inscrições Abertas !! Participe !!


10 comentários:

  1. Um dos livros que mais ando ansiosa para ler! Acabei lendo Deixada Para Trás e me apaixonei pelas letras e pela maneira do autor desenhar seu enredo e pelo que li acima, ele se superou neste novo trabalho!!!
    E resumindo é bem deste jeito que ele desenha, todos são culpados e ao mesmo tempo, todos são inocentes!
    Espero ter e ler o livro em breve.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá! Ui, esse quote final ai hein, senhorrrrrr, é para fisgar o leitor de uma vez por todas. A história é superinteressante e eu amo livros que nos fazem duvidar de tudo e de todos, que despertam nosso lado detetive e que mesmo com todas as suspeitas e evidências somos sempre surpreendidos. Definitivamente não tem como deixar passar uma história dessas, eu já estou aqui montando algumas (muitas) teorias.

    ResponderExcluir
  3. Olá Stephanie, tudo bem?
    Eu adoro livros que seguem essa linha mais misteriosa, apesar de ficar super angustiada para descobrir o mistério logo de uma vez. Achei bem intrigante a premissa do livro, e já estou curiosa para saber se a moça cometeu o crime mesmo ou não. Gostei muito da resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Stephanie.
    Ainda não li nada do autor, mas quero muito.
    Adoro um bom suspense e parece que é isso que esse livro entrega.
    Gosto muito de narrativas alternadas, pois deixa a leitura bem dinâmica e podemos conhecer um pouco melhor a forma com os personagens pensam. Achei bem interessante ser intercalado com o documentário da personagem principal também.
    Já está na minha lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Stephanie!
    Segunda resenha que leio desse livro, como eu adoro livros do gênero este me chamou bastante atenção, preciso ler e descobrir mais sobre esse mistério, conhecer á fundo a história que parecer ótima e tbm a escrita do autor que ouvi falar muito bm.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Stephanie,

    O mistério parece ter sido bem planejado - de forma brilhante - criado com uma tremenda eficácia -, e que de uma certa forma, mexe com o imaginário e percepção do leitor. As incertezas já esperadas (devido ao próprio leitor) tem a capacidade de manter o leitor ávido por respostas. Não restam dúvidas de que preciso lê-lo imediatamente!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Stephanie!
    Sou fã de mistério e investigação policial, e estou muito interessante em ler Não confie em ninguém, gosto de livros cheios de reviravoltas, onde o leitor desconfia de todo mundo, e fiquei muito curiosa para descobrir se Grace é inocente ou não, e se Sidney conseguirá inocentá-la...
    Enfim, valeu pela dica, anotada! Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Eu amo thriller! <3 Já faz tempo que estou de olho nesse livro, esse quote no final só me deixou mais ansiosa pra poder ler ele o mais rápido possível!

    ResponderExcluir
  9. Oi Stephanie!
    Esse tipo de livro realmente agarra o leitor, eu não consigo largar até terminar. Antes torcia o nariz para qualquer livro que se lesse muito rápido ,agora estou viciada..
    Eu fico lendo e fazendo conjecturas o tempo todo.
    Já imagino que a Grace vai enganar a Sidney. ..ou não? Só lendo pra saber.
    Thriller são ótimos ,fazem a gente rever os nossos conceitos o tempo todo.
    Achei a capa de acordo com o tema,E se a leitura é fluida mais um ponto para o escritor.

    ResponderExcluir
  10. Esse foi direto para minha lista de desejos. Não conhecia o livro, mas é o gênero está entre os meus preferidos. Muito bom quando ficamos o tempo inteiro tentando descobrir a verdade. A trama parece ter sido muito bem estruturada e construída. Quero ler, com certeza.

    Evandro

    ResponderExcluir