10 setembro 2018

Resenha - Engano irresistível


Título: Engano irresistível
Autora: Vi Keeland
Cortesia: Editora Universo dos livros
Páginas: 336
Skoob
Onde comprar: Amazon / Saraiva

A primeira vez que vi Caine West foi em um bar. Ele notou que eu o estava encarando e deduziu que fosse um flerte. Quando veio falar comigo, coloquei-o na linha, exasperando tudo o que eu pensava sobre ele ser um mentiroso, traidor e egocêntrico. Sabe, aquele delicioso canalha havia levado minha amiga para jantar; depois, foram para cama e ele nem sequer mencionou que era casado. Por isso, merecia cada xingamento que saía da minha boca. Quando terminei, um sorriso preguiçoso se expandiu em seu rosto perfeito em resposta ao meu sermão. Só então percebi que o homem para o qual eu vociferava impropérios não era o cara certo. Ops. Lindo engano. Com vergonha, saí sem me desculpar e achei que nunca mais veria o estranho bonitão na vida, certo? Foi o que pensei... Até chegar à aula na manhã seguinte... Olá, professor West, sou sua nova assistente. Trabalharei diretamente abaixo de você... no sentido figurado. Embora trabalhar debaixo do professor West não fosse uma má ideia...


Rachel preza a amizade mais que tudo e é por isso que ao ver o ex-namorado cafajeste da sua melhor amiga não polpa xingamentos e acusações para cima do cara que ainda deve a audácia demonstrar interesse nela, só que no final da noite ela percebe que cometeu um tremendo engano acabando por ir atrás do homem errado, morta de vergonha e com a consciência pesada suas únicas escolhas são pedir desculpa ou ir embora e rezar para nunca mais encontra-lo. Acontece que o destino realmente adora nos pregar peças e quando Rachel chega para sua primeira aula como assistente para a aula de música ela se depara com o professor West, ou mais precisamente o cara da noite passada e ele está ainda ainda mais charmoso do que se lembrava.



Caine West tem uma deliciosa surpresa quando Rachel passa por sua porta como sua nova assistente e diversão particular, uma vez que provocar a moça se tornou seu passatempo favorito ainda mais depois de ter sido confundido com um canalha, não que ele seja um santo, longe disso, mas até ele conhece seus limites. A partir dai Caine e Rachel passam a conviver descobrindo suas personalidades e gostos quase podendo se chamar de amigos se não fosse a atração visível que existe entre eles e mesmo com todos os avisos de perigo os dois se veem cada dia mais envolvidos e mais sedentos para acabar com esse desejo.

"Por mais que eu tenha lutado, e seja contra todas as regras do trabalho, nada parece tão certo em muito tempo. Talvez o motivo de eu não ter conseguido parar de pensar em você seja que é para você estar em minha mente."

Dominados por esse sentimento, Caine e Rachel embarcam em uma relação onde dar nomes é proibido, mesmo que no fundo eles estejam cientes que talvez não sejam mais donos de seus próprios corações e que a possibilidade de se afastar esteja se tornando cada vez mais dolorosa. Entretanto, lembranças do passado vai colocar o relacionamento deles a prova, quando percebem que ambos estão mais ligados do que se pode imaginar. Será que o sentimento entre eles será mais forte do que o pesadelo que insiste em pairar sobre suas vidas? Pode a música ser a chave para um novo caminho?



"Você é essa música. Não sei a letra, mas o tom é muito familiar."

Envolvente, sensual e com um trilha sonora perfeita. Engano irresistível é um romance que de primeira pode ser taxado como uma história hot, onde os personagens não fazem outra coisa se não pensar um no outro, mas vai descobrir que essa história tem muito mais a oferecer que cenas quentes que aliás não são nem o foque do livro. Vi Keeland cria um cenário onde duas vidas com passados marcados precisam se encontrar para enfim seguir em frente em uma reviravolta emocionante e necessária. Porque o destino nunca deixa pontas soltas!

Falando um pouco sobre os personagens, Rachel é aquela protagonista que podemos chamar de bipolar, bem explosiva em algumas cenas e bem indecisa nas outras, confesso que isso me incomodou no começo, principalmente porque ela parecia precisar de outra pessoa para tomar uma atitude, felizmente a autora foi modelando suas ações até o final o que me deixou mais contente. Com Caine foi a mesma coisa, ele começou sendo aquele típico protagonista que rondava a garota e ao menor sinal de outro atacava, mesmo que entre eles ainda não existisse nada, mas novamente a autora achou um jeito de ir mostrando outro lado dele, um mais fofo e pasmem sensível que melhorou muito sua imagem.


Acho que foi exatamente isso que me impediu de cair direto na história logo no começo, ambos os personagens não me conquistaram de primeira e fiquei com medo de ser uma drama meio superficial e clichê, mas apesar de sim existir certo clichê a autora fez um bom trabalho desenvolvendo e soltando as informações na medida em que os personagens se deparavam com toda aquela situação desconhecida repleta de sentimentos. O clímax no final também me pegou de surpresa, achei que poderia ter sido um pouco mais explorado, mas cumpriu com o objetivo de trazer mais significado para a relação deles.

Sobre a diagramação do livro, os capítulos são narrados de forma intercalada, mas no caso do Caine ele narra mais sobre seu passado e somente perto do final conseguimos ver ele narrando sobre o presente e o que ele está sentindo. Não tenha reclamações quanto a edição, essa capa está realmente muito bonita e a cor na minha opinião deu muito certo, prendeu totalmente minha atenção. No geral, é um bom romance que vai te conquistando e ganhando ritmo com o tempo, quando você percebe já chegou ao fim.

Recomendo a todos que gostem de romances com aquela pitada hot e com personagens que se desenvolvem e superam seu passado conforme a leitura evolui.


Inscrições Abertas !! Participe !!

5 comentários:

  1. Oi, Camila,

    A autora foi emblemática em apresentar ao leitor uma história leve (pelo romance em si) e pela ligação sistemática dos personagens - o que deixa o leitor com uma pulga atrás da orelha.

    O leitor ter a possibilidade de ver o ponto de vista ambos, torna tudo mais envolvente, pois é possível ficar à par de toda a situação. E, confesso que gosto muito disso.

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito do trabalho da autora, apesar de não ter lido muita coisa até hoje.
    E também gosto muito do gênero, desde que haja tbem história, e pelo que li acima,gostei de saber que não será só este fogo, mas também que haverá história, passado dos personagens!
    Vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá! Gosto muito da escrita da autora e de como ela consegue fazer com que até as mais clichês das histórias tenha uma carga emocional mais forte, além disso, tem também os personagens que vão crescendo durante a leitura, a tornando ainda mais especial. Eu particularmente prefiro a capa original, mas essa também esta bonita e remete bem a história.

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila, tudo bem?
    Eu particularmente não curto muito o gênero romance/hot, mas o que me chamou atenção no livro foi o fato de envolver a música, e como ela uniu a vida dos personagens. Achei o enredo um pouco clichê, mas as vezes um bom clichê faz bem, não é mesmo?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila!
    Gosto muito de personagens que aos poucos nos ganham e de histórias que nos prende até o fim, eu ainda não conhecia esse livro, curti muito o que trouxe, quero ter oportunidade de ler com toda ctz.
    Bjs!

    ResponderExcluir