02 outubro 2017

Resenha - Echo Park


Título: Echo Park
Autor: Michael Connelly
Cortesia: Editora Cia das Letras
Skoob 
Páginas: 368
Onde comprar: Saraiva 

Em 1993, ele investiga o desaparecimento da jovem Marie Gesto, que, após ser vista indo ao supermercado, nunca mais foi encontrada. Como vestígio, apenas seu carro com algumas de suas roupas e compras dentro. Por mais que tenha lutado para descobrir seu paradeiro, Harry não conseguiu concluir a investigação, que passou a figurar na lista da delegacia de Casos Abertos / Não Resolvidos. Agora o detetive veterano vislumbra a chance de poder, finalmente, desvendar o mistério que o martirizou por tanto tempo. Raynard Waits é um homem acusado de matar e esquartejar duas pessoas, mas existem suspeitas de que ele também tenha cometido outros nove assassinatos. Entre eles, o de Marie Gesto. Mas ele pretende propor um acordo à Justiça para escapar da pena de morte. Em troca da atenuação de sua pena, o réu mostraria onde estão os corpos das nove pessoas desaparecidas e assassinadas por ele. A partir daí, Harry Bosch terá que enfrentar inúmeros desafios, um após o outro. Precisará estar próximo do homem que talvez seja o culpado por tantos anos de agonia e dúvidas, provavelmente o inimigo mais sádico e perigoso que tenha encontrado em toda sua vida. E ainda terá que conviver com a culpa por ter ignorado uma pista que poderia ter concluído o caso ainda em 1993, evitando a série de assassinatos que se seguiu.






Em 1993, o detetive Harry Bosh junto de seu parceiro Jerry Edgar trabalha no departamento de policia de Los Angeles. Juntos estão encarregados de buscar pistas sobre o desaparecimento de Marie Gesto, uma jovem há um tempo desaparecida e que nunca mais foi vista, tampouco a pessoa que a raptou. Só que Bosh com sua grande experiência e persistência nas investigações, sempre manteve durante muito tempo o arquivo em aberto na sua mesa, pois vez ou outra ele tentava voltar ao caso e tentar descobrir algo mais, porém sempre acabava no mesmo ponto: a lugar nenhum.

``Bosh tinha muitos casos não resolvidos em sua história pessoal. Não dá para resolver todos, e qualquer um que trabalhe em Homicídios reconhece isso. Mas ele não conseguia se livrar do caso Gesto.``

Chegando ao local, Bosh checa o interior do veiculo e vê que no banco do carona há umas roupas limpas e dobradas as mesmas que a vitima estava usando na última vez em que foi vista de acordo com as testemunhas. Ainda assim, o suspeito pelo desaparecimento continua sendo desconhecido.

``- O que está me incomodando é que tenho um pressentimento ruim sobre este caso.

- Que tipo de pressentimento ruim?

- O tipo que me diz que nunca vamos encontra-la. E se nunca a encontrarmos então nunca vamos encontrá-lo.

- O assassino?

- É – disse ele. – O assassino.``

Então, passados 13 anos, Bosh é procurado por Freddy Olivas que está interessado no arquivo do caso de Marie Gesto, pois agora com o promotor Rick O`Shea a frente do caso de Raynard Waits, acusado de 9 assassinatos, Freddy acredita que o sumiço de Marie possa ter ligação com o réu. Então, a fim de evitar o corredor da morte, o advogado de defesa solicita um acordo com o promotor.  

Em troca do livramento de uma pena de morte, o réu está disposto a revelar onde estão enterrados os corpos de suas vitimas, incluindo Marie, o que deixou Bosh bastante curioso e surpreso.

``- Nas antes de aceitarmos esse acordo – disse O`Shea- , precisamos ter muita certeza sobre os nove casos. Waits não é idiota. Isso tudo pode ser um truque para evitar a injeção letal, ou pode ser a verdade. Quero colocá-los trabalhando nisso com Freddy para descobrir tudo. Eu faço os lances e vocês vão ter a liberdade para agir. Essa vai ser a missão``

Ao mesmo tempo que Bosh quer descobrir a verdade, surge uma dúvida sobre o acordo. Ele acaba aceitando para saber logo o que houve com sua antiga cliente. Mal sabe ele que a investigação está longe de terminar, porque ele também percebe que há algo muito errado nisso tudo, e por isso, haverá muitas REVELAÇÕES por trás de todos esses assassinatos.

Várias perguntas e respostas vão surgindo e vemos que Bosh não desiste de ir atrás da verdade.

Um livro que tem uma história que vai muito mais além do que contei nessa resenha. Acontecem muitas reviravoltas que com certeza irão te prender do começo ao fim! 



[- Minhas Impressões -]

Quanto mais eu leio as obras de Michael Connelly, mais eu me surpreendo com suas tramas muito bem elaboradas. Sua narrativa é muito bem construída e envolvente. Até então eu tive a oportunidade de conhecer alguns de seus livros anteriores e sinceramente nenhum deles caiu no meu conceito, pelo contrário, só aumentou ainda mais minha curiosidade de acompanhar todas as investigações realizadas pelo nosso detetive que, aliás, é muito inteligente e esperto em todos os momentos.

O autor também consegue de uma maneira muito inteligente mexer com a nossa cabeça, por isso vocês que estão interessados em ler suas obras, precisam ficar atentos a todos os detalhes que vão aparecendo no decorrer dos capítulos. Quando achava que estava a par da situação, via o quanto estava errada em minhas conclusões e isso eu acabei gostando bastante, porque me senti fisgada e interessada para chegar à verdade dos fatos.


Echo Park contém uma história muito interessante a ponto de querer fazer vocês devorá-lo. É muito mistério e pra quem gosta, realmente é um prato cheio. Essa é a tendência e a proposta que Connely traz em suas obras. Harry Bosh possui sua própria série e além dele, outro personagem que tem a mesma “pegada” é o advogado Mickey Haller, que já tive o prazer de postar algumas resenhas aqui no Blog.

Todos os livros dessas séries podem ser apreciados fora de ordem, pois o autor teve muito cuidado para criar uma história para cada situação, mesmo que contenha uma coisa ou outra na trama.
Abaixo a lista da série do nosso detetive ``Harry Bosh`` :

1 - The Black Echo
2 - The Black Ice
3 - A Loira de Concreto - Editora Best Seller
4 - O Último Coiote - Editora Best Seller
5 - O Último Blefe - Editora Best Seller
6 - O Vôo dos Anjos - Editora Record
7 - Mais Escuro que a Noite - Editora Record
8 - Cidade dos Ossos - Editora Record
9 - Luz Perdida - Editora Record
10 - Correntezas da Maldade - Editora Record
11 - Morte Proibida - Editora Record
12 - Echo Park - Suma de Letras
13 - O Mirante - Suma de Letras
14 - Nove Dragões - Suma de Letras
15 - A Queda - Suma de Letras 
16 - A Caixa Preta - Suma de Letras ( Resenha aqui )


Eu não me enganei quando eu comecei a solicitar as obras de Michael Connely. Eu estou bem feliz de não ter me decepcionado com nenhum de seus livros e realmente estou apaixonada pelas suas histórias.
Não me lembro de ter postado nada do gênero policial aqui no Blog, a não ser do Harlan Coben que é conhecido como o Rei do suspense. Por outro lado, amei as obras logo de inicio, pois contém tudo que gosto em uma história policial: suspense, ação e desencontros que você não está esperando. Um livro que vale a pena ter na estante, pois eu já estou fazendo o possível para ter todos e agradeço muito a Editora Cia das Letras pela oportunidade, pois pra mim está sendo um verdadeiro presente.


Quanto aos personagens, todos são muito bem desenvolvidos. Surgem alguns importantes personagens secundários durante os capítulos onde sua participação tem que ser bem observada. Temos que ficar atentos a tudo como eu já havia dito acima, pois muitas coisas vão ocorrer do meio para o final da história e muitos deles estão envolvidos.

O personagem Harry Bosh foi como sempre é o melhor. Ele é inteligente e persistente. Algo que gostei muito na sua personalidade. Ele não me decepciona em nenhum momento em suas histórias e dá vontade de entrar no livro e fazer parte das investigações. (risos)

Agora achei que sua parceira de investigação, Kiz Rider poderia ter sido mais desenvolvida no decorrer das investigações, achei ela importante na trama, mas ao mesmo tempo a achei meio fraca, sabe? Já a policial do FBI, Rachel Walling, ESSA SIM me surpreendeu, pois em minha opinião seria a parceira perfeita para o Bosh, embora ela tenha também o ajudado em algumas coisas, mas mesmo assim a achei muito bem desenvolvida pelo o autor.

Enfim... No geral não tenho do que reclamar...

Assim que cheguei ao desfecho me senti um pouco perdida com a solução do caso e tive então que voltar algumas páginas para reler sobre o verdadeiro culpado e então entender. Por isso, é importante prestar a atenção devida durante a leitura. 

Também achei que o desfecho poderia ter sido melhor. Algo que tivesse sido mais impactante sabe? Estava esperando muito mais para falar a verdade, por isso que das 5 estrelas, eu tirei uma. 


Quanto à diagramação do livro, eu achei perfeita. Tem tudo haver com a história. Apesar de ser simples, eu gostei bastante da arte da capa. A fonte apesar de ser um pouco pequena não atrapalhou em nada minha leitura. A revisão está perfeita e as páginas são amareladas. A Editora está de parabéns por essa edição.

A obra como um todo é simplesmente SENSACIONAL e todos os outros livros desse autor são dignos de ir para as TELONAS, pois precisam ser conhecidas por todos que gostam de tudo relacionado à investigação policial e advocacia. É sério, LEIAM os livros dele, porque vocês não irão se arrepender!!


PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!


15 comentários:

  1. Preciso conhecer este autor! Agora é uma necessidade!
    Já fiquei interessada pelo outro livro dele, A Caixa Preta,desta mesma série. Gosto muuuuito de suspense, mas não costumo muito ler os policiais.
    E este protagonista sempre traz mistérios antigos para serem resolvidos, deve ter com certeza muita emoção.
    Mais uma aventura de Harry Bosh que vai para os meus desejados, e o que é bom é o fato de poder lê-los fora de ordem.

    ResponderExcluir
  2. Como não sou fã desse gênero de livro, eu não conheço nenhum trabalho do autor.
    Pela sua resenha gostei de saber que o autor faz com que vc pense que algo aconteceu de um jeito e aí ele te surpreende mostrando que foi de outro.
    Gosto de livros em que o autor da espaço tbm para os personagens secundários e pare que nesse o autor não decepciona.
    Não tenho planos de ler esse livro, mas se um dia me interessar pelo gênero acho que vou ler algo desse autor.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada desse autor, mas confesso que fiquei curiosa para ler esse livro. Gosto de ler obras de suspense, que nos prende desde o inicio. Gosto de me colocar no lugar do personagem, tentando adivinhar o que vai acontecer e qual o desfecho da historia. Vou procurar ler não só esse, mas as outras obras do autor!!

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Eu ainda não tive oportunidade de ler nada do autor porém não é por falta de vontade já que estou muito curiosa para conhecer sua escrita eu adoro que os personagens são bem desenvolvidos e que tem aí no fundo' um caso de investigação e assassinato o que eu particularmente adoro em se eu curti bastante a preguiça e estou ansiosa para acompanhar essa jornada de descobertas.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Como eu disse em outra resenha... eu estou amando as resenhas dos livros dele, mesmo não tendo livro nenhum ainda (lerei) já admiro o estilo do autor. Esse livro me lembrou um pouco Cold Case, acho legal investigações assim, anos depois do ocorrido

    ResponderExcluir
  6. Mesmo com uma lista bem grande de livros, eu ainda, infelizmente, não tive contato com as letras do autor. Mas pretendo mudar isso e em breve.
    Adorei a resenha do livro e sendo fã de um bom suspense, ainda mais quando envolve um assassino em série que parece brincar com a polícia, eu adoro mais ainda.
    Esse jogo de gato e rato sempre me agradou, seja no cinema ou literatura, apesar de também achar de Coben tem se superado também neste quesito.
    Vai para a lista de desejados!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Silvana!
    Gosto demais de livros policiais bem escritos e ainda não tive oportunidae de ler nenhum livro desse aitor.
    Gostei da dinâmica do detetive Harry Bash e a parceira Kiz Rider, parecem manter uma sintonia fina para descobrir os mistérios.
    Gosto de prestar atenção aos detalhes, porque eles são tudo, principalmente em livros do gênero.
    Preciso ler esse e os outros livros do autor.
    Que outubro venha carregado de boas energias!
    “O tempo é teu capital; tens de o saber utilizar. Perder tempo é estragar a vida.” (Franz Kafka)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito fã desse gênero, mais pela resenha fiquei muito curiosa, mais gostei muito do estilo do autor, e da história parece muito boa.
    Estou amando as resenhas.

    ResponderExcluir
  9. Oi Sil ;)
    Já decidi que até o fim do ano eu TENHO que ler algum livro do Michael Connelly kkkk já sei pelas resenhas daqui do Love que eu vou amar os livros dele S2
    Acho que vou adorar as reviravoltas que tem em Echo Park, pois apesar de adorar esse gênero de livros, muitos autores não conseguem surpreender o leitor, e acho que esse é o diferencial do Michael.
    Sem dúvida vou gostar de Echo Park, e obrigada pela dica de ficar atenta na leitura ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil, tudo bem?
    Como eu ouço falar bem deste autor, até hoje nunca vi nenhuma pessoa falando mal dos seus livros. Eu simplesmente amo estórias policiais, e até me arrisco a dizer que é o meu gênero preferido. Fiquei com vontade de comprar todos os livros do autor e iniciar a leitura imediatamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu não sei porque historias policiais não me prendem, talvez seja meu lado romantico falando, mas eu já tentei vários livros, a garota no lago, garota exemplar, não conseguia passar dos primeiros capitulos, sempre abandonei. Mas li eu a resenha inteira e confesso fiquei curiosa, mas eu sempre sou curiosa com os livros, o negocio é a vontade de pegar mesmo um livro desse genero e me aventurar. Eu amo fantasia e distopias, e principalmente romances de epoca, então sair dessa zona de conforto é um pouco complicado, mas eu realmente pretendo tentar um dia. E já vou deixar na listinha que eu guardo especialmente para x livros que pretendo da uma chance x haha serio, adorei a resenha, me prendeu totalmente e me fez repensar meu gosto literário, olha a beleza disso ? rs
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  12. Suspense+Policial= Combinação perfeita. Não conhecia o autor nem o livro e me interessei muito pela proposta dele.

    Acho extremamente difícil encontrar um suspense policial bom. O autor tem que saber desenvolver muito bem a história e dar um desfecho merecido.

    O que está na resenha me chamou muita atenção, saber que cada personagem tem de ser visto com muita atenção deixa qualquer um intrigado!

    Amei a resenha e sem duvida, quando tiver a oportunidade lerei e virei aqui dar minha opinião para ti.

    ResponderExcluir
  13. : Olá! Tudo bem?
    Adoro livros policias, investigação e suspense. Amo livro que nos prende do inicio ao fim e vejo que esse livro faz isso. Posso dizer que amei a premissa, o enredo e todo o trama. Não conhecia o autor, mas já quero ler todos os seus livros porque parece ser muitos bons.
    Adorei sua resenha, beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá! Não conhecia o autor e, nossa, são tantos livros já? Às vezes me pergunto como que eu nunca ouvi falar de autores tão famosos, rs. Falta de divulgação, talvez? Única referência atual que eu tenho de suspense é o Harlan Coben mesmo, que particularmente eu não gosto. Quem sabe eu goste do Michael Connelly! Gosto de suspenses inteligentes e já fiquei curiosa pelo caso do livro, de saber o que se passou com o assassinato.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi! Hmm, impressão minha ou eu li "verdadeiro culpado" no fim da resenha? Me parece que o réu não é o culpado hein hahaha Adorei a proposta do livro. Não entendi pq os livros foram publicados por diversas editoras, mas enfim hahaha Espero poder ler o livro em breve e descobrir as respostas para todas as perguntas que já criei. Beijos

    ResponderExcluir