06 outubro 2017

Resenha - Amor & Gelato



Título: Amor & Gelato
Autor: Jenna Evans Welch
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Skoob / Goodreads 
Onde comprar: Amazon / Saraiva 

Um verão na Itália, uma antiga história de amor e um segredo de família Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar um último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na famosa paisagem da Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados americanos da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetônicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, o que Lina mais quer é ir embora correndo dali. Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoções, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração. Uma trajetória que fará Lina descobrir o amor, a si mesma e também aprender a lidar com a perda. Amor & gelato é uma deliciosa viagem pelos mais românticos pontos turísticos italianos, com direito a tudo de mais intenso que o lugar tem a oferecer: desde paixões até corações partidos.







Após a morte de sua mãe,  Carolina precisa cumprir a promessa que fez a ela em seus últimos meses de vida, deixar os Estados Unidos e ir morar em Florença. No entanto, a casa na qual ela irá morar pertence a um velho amigo do passado de sua mãe, um homem do qual Carolina não sabe nada, mas que agora irá conhecer e conviver com o completo estranho.

Ao chegar na Itália, Lina é levada para a casa de Howard, o administrador do memórial em homenagem aos soldados americanos mortos da Segunda Guerra Mundial. Não bastasse ser levada a morar em um país desconhecido, motivada pela promessa feita à mãe, Lina precisa ficar em uma casa no meio de um cemitério localizado na área rural da cidade.

Mesmo desconfortável em estar naquela situação, em um lugar um tanto quanto estranho, Lina passou a tentar habituar-se a sua nova moradia. Até que conheceu, em um de suas caminhadas pelo local, o garoto Lorenzo. De descendência americana e italiana, Ren faz parte da pequena turma de jovens estudantes do colégio que Lina terá que frequentar, se permanecer em Florença depois que as férias de verão acabarem. O que não é sua intenção, já que pretende regressar aos Estados Unidos, de volta para Seattle, quando aquele período em que pretendia ficar na Itália chegasse ao fim.

"No fim das contas, existe uma razão para aexpressão “cair de amores”. Porque quando isso acontece, quando acontece de verdade, é mesmo uma queda. Não há o que fazer, você simplesmente se joga de cabeça e torce para ter alguém para segurá-lo. Senão, vai acabar se machucando feio."

Entretanto, quando recebe o diário que sua mãe deixou para trás, Lina descobre coisas sobre o amor de sua mãe por Howard e a possibilidade de conhecer seu pai. Tudo que nunca lhe fora contado estava escrito naquelas páginas do diário que tinha em mãos. E junto às revelações que lhe vinham, tentou seguir os passos da mãe, na época em que a mesma, quando ainda viva, curtia paixões e passeios na Itália. A cada nova página que lia, era impelida a conhecer os monumentos e locais que a mãe descrevera no diário. Tudo isso acompanhada de Ren, ou por vezes com o grupo de amigos que conheceu ali.

"[...] Tinha o sabor de tudo de mais perfeito que podia acontecer com uma pessoa. Verões na Itália. Primeiros amores. Chocolate."

Lina descobria, com a chance de estar apaixonada por Thomas ou Lorenzo, os encantos que aquele belo país podia lhe proporcionar. Aquela viagem, inicialmente indesejada, caminhava para se tornar uma das mais importantes experiências de sua vida. Uma jornada de conhecimento não apenas sobre quem era ela, de suas origens, mas também sobre um possível grande amor.

"Sabe, as pessoas vêm para a Itália por vários motivos, mas, quando ficam aqui, é só por dois.
— Quais?
— Amor e gelato."



                     
   [-Minhas impressões-]

Esta foi com certeza uma das obras mais encantadoras que li em algum tempo.

Aqui o leitor consegue ser transportado completamente para as belezas da Itália; a culinária (que parece ser deliciosa, rs), os lugares incríveis com arte espelhada por toda parte, pronta para ser apreciada por quem tiver paixão pelos encantos das esculturas e afrescos, a alegria dos habitantes e toda a cultura que pertence a eles. Tudo, desde as descrições da chegada de Lina até o último dos capítulos, nos deixa completamente imersos na Itália.

Os personagens secundários são interessantes, com personalidades bem elaboradas. O grupo de jovens que Lina conhece é bem heterogêneo, com pessoas diferentes entre si, mas que se dão bem e conseguem conviver alegremente. Fato também que se dar por não terem a constante chegada de novos moradores pelas redondezas da cidade, assim unem Lina ao grupo rapidamente, nos passando essa sensação boa de acolhimento ao modo feliz do povo italiano.

Por falar em italianos, o que dizer do nosso italiano com descendência americana, o Lorenzo? Ah, ele é divino. Certamente não consigo pensar em outro adjetivo (risos). Mesmo que ele esteja confuso e ainda apaixonado por sua ex-namorada, Mimi, não deixei de torcer um minuto sequer que a amizade que surge entre Lina e ele prossiga para algo mais.

Thomas, outro garoto incrível, surge ao mesmo tempo que Lina conhece os amigos de Lorenzo, durante uma festa. Ele é como um modelo de capa de revista, e provavelmente te fará se ver em dúvida sobre quem deveria conquistar o coração de Lina.

Mesmo que haja alguns pontos clichês, como o triangulo amoroso, o enredo como um todo é muito bom. Me pareceu uma obra sobre o amor, paisagens, lugares, pessoas; não apenas entre um casal de namorados. O amor que está entre as pessoas e as descobertas que vêm com esse sentimento. Também é uma jornada de superação para perdas irreparáveis, sobre como é possível encontrar coisas belas mesmo que em meio a um momento de grande tristeza.

A escrita é bastante fluída, deixando a leitura num ritmo delicioso, não muito apressado nem lento demais. Perfeito para quem procura um romance levinho.

A arte da capa está linda! Tão doce quanto a obra presente aqui. Para mim, ela está totalmente perfeita e de acordo com a proposta encantadora da história. Meus parabéns à editora!

Para todos aqueles que procurem uma intensa e alegre submersão na Itália, nos diversos e deliciosos sabores de um bom gelato e ares da renascença, recomendo veementemente está leitura! LEIAM, está maravilhosa.


Se Inscreva e Participe!!!!







16 comentários:

  1. Oi Emilly.
    Eu li algo que me fez desistir da leitura quase que de maneira imediata, que é Triangulo Amoroso.
    Eu realmente já não aguento mais mais trios em livros, por isso evito, esse livro estava nos meus desejados perincipalmente por eu ter adorado a premissa, entretanto agora já não sei mais, em relação aos outros clichês eu não me importo, agora esse não sei se supero, fiquei feliz em saber que desfrutou bastante da leitura, eu adoro quando a narrativa tem esse ritmo ideal, nem lento e nem rápido demais.
    Adoro essa capa.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Gosto de romances, vi esse livro na página da editora, porém não tinha parado para ler a sinopse. Parece ser um livro bacana de ler, como eu morro de vontade de conhecer a Itália, rsrs, acho que é uma boa pedida para conhecer mais do país e também sobre a história da personagem, do que ela vai descobrir a respeito da mãe, fiquei curiosa quanto ao pai dela, se ela conseguiu conhecê-lo e quem ele é.

    ResponderExcluir
  3. Olá Emilly ;)
    Esse livro é muito lindinho, e adorei sua resenha. Assim que vi o lançamento dele não tinha ficado tão interessada, mas depois de saber que a história se passa na Itália, se tornou um dos meus desejados!
    Adoro livros que se passam em lugares diferentes, e quando o autor consegue transportar o leitor para dentro da história, mostrando os costumes e tudo mais de uma cultura totalmente diferente, é de se aplaudir.
    Estou curiosa para saber com quem a Lina vai ficar e como serão as aventuras dela nesse país tão lindo! Sua resenha me deixou tão ansiosa para ler o livro, que parece clichê, mas aborda uma história linda.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Emily!
    Deve ser um livro delícia de ler.
    Como tenho descendência italiana, tenho a maior vontade de conhecer a Itália e Florença e saber que o livro, além de todo romance, todo mistério que envolve a vida da mãe da protagonista, ainda traz tipo um guia, me deixou bem interessada.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  5. Olá Emilly,
    Gostei muito do quote que fala sobre "cair de amores". Eu já estou caída por esta capa. Felizmente, consegui trocar este livro com uma amiga do Skoob, mas ainda não recebi (bendita greve dos correios). Pretendo ler ainda este ano.
    Quanto à história, parece mesmo ser bem fluída, fiquei interessada em descobrir as aventuras da protagonista na Itália e seus sentimentos pelos dois garotos. Amo a Renascença e acredito que vai dar para conhecer um pouquinho sobre os italianos ao ler o livro!

    ResponderExcluir
  6. É a segunda resenha que leio deste livro e ele já tinha ido para a lista de desejados, na primeira!
    Adoro essas histórias leves, em que o autor ou autora, conseguem jogar o leitor dentro dos cenários, no caso, a bela Itália!
    Essa "viagem" é importante demais, para que nos coloquemos dentro da história, em meio aos personagens!
    E outro ponto importante: romance..rs ainda mais assim, juvenil e inocente!
    Lerei assim que puder!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Olá Emilly,
    Já tinha ouvido falar desse livro e fiquei com vontade de ler especialmente pq a estória se passa na Italia (um lugar que eu tenho vontade de visitar).
    Achei legal a protagonista ter uma chance de conhecer melhor a mãe, mesmo estando morta, através do diário dela.
    Mesmo com os clichês ainda tenho curiosidade de ler esse livro. Gosto de estórias com triângulo amoroso.
    Pela sua resenha parece que a autora soube trabalhar com os personagens secundários e faz com que o leitor goste deles tbm.
    Esse livro já entrou pra minha lista.

    ResponderExcluir
  8. nossa demorei para raciocinar: Carolina = Lina kkkk
    Gostei da resenha, esse livro é aquele tipo maravilhoso que faz a gente viajar e conhecer os lugares mais distantes através de suas paginas.Vejo muita gente elogiando e divulgando esse livro, agora sei o motivo.

    ResponderExcluir
  9. Oi Emilly, tudo bem?
    Vi este livro em alguns vídeos de booktubers gringos e eu fiquei interessada logo de cara, só por causa desta capa maravilhosa. Ainda não sabia do que se tratava a estória e eu fiquei simplesmente encantada ao descobrir aqui na resenha, e ainda com mais vontade de ler este livro. Achei tudo muito fofo (tirando a parte de morar em um cemitério hehe) e me lembrei do filme Cartas para Julieta, que também se passa nesse cenário.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi! Que legal a proposta do livro. Deve ser bem legal conhecer mais sobre a Itália. Só eu que pensei que Lorenzo é bem nome de quem mora no interior do país? hahaha Quando assisti "Cartas para Julieta" esse nome aparecia aos montes. Apesar de me parecer meio clichê esse contexto da história, fiquei com vontade de ler para saber as experiências da personagem que deve ter sido incríveis (e conhecer mais o Lorenzo hihi) Beijos

    ResponderExcluir
  11. O que já ouvi falar de bom desse livro é impressionante. Todos falam que ele é simplesmente encantador. Agora deu para entender um pouquinho o por que.

    Adoro livros que nos levam para outras culturas e nos permitem conhece-las. Eles literalmente nos fazem viajar sem sair do lugar. Acho isso simplesmente genial.

    Já queria ler esse livro a um bom tempo, agora mais um motivo para ele passar na frente de vários.

    Aquele livro fofura que você respeita hahahaha ♥

    ResponderExcluir
  12. Caramba, adorei a resenha!
    Vejo muitos comentários sobre essa história, mas nunca tinha parado para ler uma resenha. Meu interesse antes era puramente por essa capa linda ahahahaha, mas agora curti a história, quero ler!
    Adorei as fotinhas, ficaram lindas! E amo resenhas com quotes, arrasou!

    Beijocas :*

    Carla Felzemburgh
    www.sharingbooks.com.br

    ResponderExcluir
  13. Aaaaa raramente me sinto tocada por em ler romances, mas esse parece maravilhoso! Tenho um sentido literário que livros de romance que se passem na Itália ou Veneza me conquistam (recomendo ler Mil dias em Veneza de Marlena de Blasi). Carolina parece ser uma das raras personagens principais que não são lerdas ou forçadas, fato muito difícil em um romance. Já tinha visto essa capa antes e pela sinopse me senti impelida a ler, mas depois dessa resenha, já está na lista!

    ResponderExcluir
  14. Oie!!!
    Minha filha ganhou esse livro e estou louca pra ler...
    Eu adorei a sinopse e estou mt curiosa para ver o desenrolar da história.
    Sua resenha nos deixa com mais vontade ainda de ler!

    ResponderExcluir
  15. Oi! Tudo bem?
    Ah que capa mais fofinha ♥
    Gostei muito da premissa e como não se apaixonar pelos os personagens? Nem li o livro e já me senti apegada a eles. É normal? hahaha
    Adorei muito a resenha e confesso que fiquei com vontade de tomar sorvete por causa da capa haha
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Eu adoro quando os livros conseguem nos transportar para outros lugares, países, cidades... e que maravilha ir parar na Itália! Realmente nessa parte o livro parece encantador. Mas não gosto muito de romances, e saber que tem triângulo amoroso e clichês já me desanima porque não gosto mesmo. Mas parece um livro imperdível pra quem ama romances!
    Beijos.

    ResponderExcluir