12 outubro 2017

Reflexão - Especial: Dia das Crianças


Olá, amigos, como está sendo o feriado de vocês? E mais precisamente o Dia das Crianças de cada um? Espero e desejo que esteja sendo cheio de alegrias, diversão e muitas risadas, pois afinal de contas são momentos como esses que verdadeiramente importam e que fazem toda a diferença quando deitamos a cabeça no travesseiro e relembramos como foi o nosso dia.

Pois bem, hoje é o meu debut aqui na Coluna Reflexão, e por ser essa uma data tão especial eu não poderia deixar passar a oportunidade de falar um pouquinho da fase que eu considero a mais marcante na vida de qualquer pessoa, pois acredito que seja ela que nos molda e nos faz ser quem somos. Eu estou falando sobre ser criança.





Gente, eu penso e acredito fielmente que ser criança é o que existe de mais maravilhoso na vida de qualquer pessoa. É uma época incrivelmente rica, prazerosa e extremamente marcante, e da qual muitas pessoas desejam voltar em algum momento da vida, pois ser adulto e responsável, em determinadas situações pode se tornar algo bem complicado, já que é preciso tomar decisões e escolher o que julga-se ser o certo e trilhar o nosso próprio caminho. Como é bom (penso eu) termos nossos pais prontos para nos pegar no colo no exato instante em que ralamos os joelhos ao cairmos, e receber da mãe aquele beijo "milagroso" que cura todas as  feridas e faz cessar as lágrimas num piscar de olhos, ou ainda, quando o pesadelo vem e se pode ir  para a cama dos pais e dormir sentindo-se amado e protegido. São por essas e tantas outras coisas que eu acredito que a gente queira voltar no tempo e gritar: "Mãe me pega no colo!", "Pai, me tira do buraco!"

O barato da infância não é ter todos os brinquedos que existem, embora seja delicioso ter muitos brinquedos, mas o que faz dessa fase da vida ser a melhor, sem sombra de dúvida é o aconchego da família, a cama quentinha esperando pela gente depois de um dia repleto de brincadeiras, e para que dias assim tornem-se inesquecíveis na vida de qualquer criança tanto faz que ela esteja brincando com um simples aviãozinho de papel ou num quarto abarrotado dos melhores brinquedos. Basta que ela sinta-se amada, cuidada e respeitada na sua condição de criança.


Muitas são as vezes em que sinto uma tremenda saudade da minha infância, pois lembro-me do meu querido avô e das deliciosas horas passadas ao seu lado fazendo cafuné em sua cabeça e comendo melancia, depois ainda ganhava dinheiro pra comprar bala na venda de doces (risos). São de momentos assim que eu sinto mais falta, e por causa deles têm horas que a nostalgia me invade o coração e eu penso, Ah, se eu pudesse voltar no tempo...


Ser criança envolve também ter um espírito alegre e jovial, e para isso a gente não precisa literalmente ser criança, basta que nos sintamos como tal. Mas para que isso aconteça você precisa se permitir desacelerar um pouco da vida corrida que leva, parar de se levar tão a sério e não se cobrar tanto quando as coisas não acontecerem exatamente do jeito que você gostaria, pois se observarmos bem as coisas incríveis da vida acontecem quando a gente não planeja.
Precisamos dar mais risadas de nós mesmos. É sério! Te aconselho a experimentar, caso ainda não tenha feito isso, a se olhar no espelho, mas se olhar direito e lembrar de vários momentos engraçados que viveu e dar uma grande e escandalosa gargalhada de si mesmo. Pode ser que passe pela sua cabeça a ideia de que eu sou meio maluca (risos) no exato instante em que você estiver lendo essa parte, mas eu te garanto que não sou... tá bom! Pode ser que eu seja só um pouquinho (risos), mas juro que realmente funciona o que eu disse sobre a gargalhada. Eu vivo fazendo isso e posso dizer que é LIBERTADOR! Caso vocês já tenham feito isso ou ainda farão, não deixem de falar a respeito. Eu adoraria saber como foi para cada um de vocês essa experiência.


Então para você que tem de 0 a 120 anos eu desejo um FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!

Agora me conte, Qual foi o MOMENTO mais MARCANTE para vocês na INFÂNCIA ???




PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!



13 comentários:

  1. O momento mais marcante na minha infância foi quando eu ganhei uma boneca da Sandy, que quando apertava num botão atrás dela, ela começava a cantar. Essa boneca era minha preferida é só larguei ela quando acabou a bateria e tive que dar.

    ResponderExcluir
  2. Oi Kaline.
    Eu adorei a reflexão de hoje ainda pouco estava pensando nos momentos felizes que tive na minha infância e apesar de não fazer muito tempo eu realmente Sinto falta das brincadeiras da diversão e das amizades que naquela época era tudo que mais importava para mim, uma pena que o tempo não volta né.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, meu dia das crianças hoje foi muito agradável, fiquei com minha sobrinha que amo tanto, brincamos, pulamos..rs. Ser criança sem dúvida é a melhor parte da vida, poder ser paparicado e não ter preocupações é a melhor coisa. Sinto saudades da minha infância, lembro que brincava bastante com minhas irmãs e primos, era tão bom e também adorava desmanchar os tricôs da minha avó...kk..sinto falta dessas coisas, é sempre bom relembrar. Feliz dia das crianças a todos!!😘

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que a vida tem gostinho de infância..tá, mesmo que por muitas vezes, seja em dores, decepções e expectativas frustradas.
    Minha infância foi fácil não...mas mesmo assim, a marca que carrego sempre será dos meus avós.
    Dois avôs e uma avó(só a avózinha está viva)
    O avô que também dava dinheirinho para as balas e doces na vendinha do seu Zé,sempre depois de uma surra bem dada da mãe e do avô durão e grandão, que a gente nunca conseguia abraçar, porque ele sempre se esquivava...mas ao mesmo tempo, ia comprar guaraná só por saber que eu adorava.
    Que nossas crianças não cresçam para não perderem nunca, a inocência que é viver!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Kaline ;)
    Adorei seu post, me levou em uma reflexão mesmo!
    Quando somos crianças/adolescentes tudo o que queremos é crescer e nos tornar adultos logo... ai se soubéssemos que a vida só fica mais e mais difícil a medida que crescemos né? Nunca iriamos querer sair dessa fase linda da vida se soubessemos kkkk
    Concordo demais com você que as pessoas tem que aprender a rir mais de si mesmas, já há muita seriedade no mundo para deixarmos de sorrir e de aproveitar a vida. Perdi familiares, e até hoje lembro da época em que era criança e tinha eles por perto, era tão feliz e não sabia!
    Como dizia o grande Renato Russo “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã. Porque se você parar pra pensar, na verdade não há...”
    Enfim, obrigada por dividir conosco sua reflexão, adorei seu post :)
    Bjos
    PS: Não lembro de um momento específico que me marcou, mas lembro de vários momentos bons da minha infância que passei com meus avôs S2

    ResponderExcluir
  6. Oh época boa essa, hein?
    Saudades dos meus tempos de criança aonde a única preocupação era com quem eu iria brinca e qual brincadeira iríamos brincar. Sem duvidas a melhor época de todas!
    Só saudades.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Kaline!
    Meu dia foi tranquilo, atravessei a rua e fui passar umas horas com as crianças no Hospital de câncer que fica aqui em frente e levei alguns livros infantis para eles e lemos algumas histórias, foi bom demais!
    Ser criança é tudo de bom mesmo! Maridão diz que cresci apenas no tamanho, porque ainda sou criançona...kkk
    Tenho tantas lembranças boas da infância, escolher uma apenas será difícil porém uma me veio amente agora: morávamos em uma casa enorme em SP, na época, e tinha uma rampa enorme que ligava a parte de cima da garagem que era grande, onde andávamos de bicleta, skate, etc... e a rampa daca nas escadarias de entrada para a garagem. Gostávamos de passar cera na rampa que era de azulejo e decíamos em cima de um papelão, caindo na escadaria, era delicioso, até que um dia um primo acabou caindo de mal jeito e quebrou o braço... resultado? Nunca mais pudemos brincar ali, mas que era gostoso era...
    Um final de semana alegre e feliz!
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Olá Kaline!
    Feliz dia das crianças para você também, afinal trazemos nossa idade no coração.
    E neste feriadão maravilhoso, estou colocando minhas leituras em dia!!
    Vamos então brincar e gargalhar, pois temos muitas razões para agradecer e sermos felizes!

    ResponderExcluir
  9. Suas palavras foram sensacionais!! Exatamente o que penso.

    Sai a pouco da minha infância, e foi muito dificil (e ainda é) para eu criar responsabilidades e crescer.

    Quando somos criança tudo nos é permitido o que sempre será maravilhoso. E o que sempre falo é que nunca deixemos nossa criança interior morrer, e muito menos nos esquecermos dessa fase tão importante de nossas vidas.

    Amei demais essa discussão, to amando acompanhar o I Love My Books!! ❤

    ResponderExcluir
  10. Oi Kaline, tudo bem?
    Realmente ser criança é tudo de bom. Não existe nada que não agrade uma criança, desde uma simples bala, até um grande brinquedo, existem várias formas de fazer uma criança feliz. Acho que não tem um momento em específico da minha infância que tenha sido marcante, minha infância toda foi muito especial, eu me permiti brincar, sorrir, ser feliz sabe? As vezes eu também gostaria de poder voltar a esta fase sem preocupação.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi! Eu estou apenas entrando na fase adulta, mas admito que já sinto muita falta da infância. Assim como tu, também lembro demais do meu avô ao pensar nesse assunto, e me da um grande aperto no peito. Me lembro que ele morava em uma cidade distante, e as vezes eu ia para casa dele no domingo (nesse dia sempre tinha churrasco). Depois do almoço, enquanto todos iam dormir, ele ficava acordado comigo assistindo o filme que passava na globo durante esse horário e jogando carta ao mesmo tempo. Sinto muita falta disso. Não lembro de mais nada especifico no momento, mas adorei o post e as tuas palavras! Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá! Tive muitos momentos marcantes na minha infância, é verdade. Assim como você, também sinto saudade dos meus avós. Da minha avó, especificamente. Eles são a melhor parte dessa fase tão gostosa. Lembro de passeios, viagens, brincadeiras, descobertas...
    Eu cresci rápido demais, tive responsabilidades e preocupações cedo demais e muitas vezes sinto que não aproveitei o que precisava ser aproveitado. Mas ainda assim foi uma infância boa e cheia de boas lembranças. =)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá Kaline,
    Muito legal o post.
    Realmente essa é a melhor parte. Lembro de sempre querer crescer pra poder fazer coisas que me diziam que não podia por ser criança e hj se eu pudesse eu voltaria a ser criança.
    Uma coisa que eu gostava de fazer quando criança era viajar para outro estado de carro com minha família para visitar meus avós nas férias. Melhor época.

    ResponderExcluir