22 agosto 2017

Resenha: Três Coroas Negras


Título: Três Coroas Negras
Autor: Kendare Blake
Editora: Globo Alt
Skoob / Goodreads
Páginas: 304
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Três herdeiras da coroa, cada uma com um poder mágico especial. Mirabella é uma elemental, capaz de produzir chamas e tempestades com um estalar de dedos. Katharine é uma envenenadora, com o poder de manipular os venenos mais mortais. E Arsinoe é uma naturalista, que tem a capacidade de fazer florescer a rosa mais vermelha e também controlar o mais feroz dos leões.
Mas para coroar-se rainha, não basta ter nascido na família real. Cada irmã deve lutar por esse posto, no que não é apenas um jogo de ganhar ou perder: é uma batalha de vida ou morte. Na noite em que completam dezesseis anos, a batalha começa.






“São rainhas. E precisam morrer.”

Na ilha de Fennbirn, um novo reinado e uma nova geração chegam de tempos em tempos quando a Deusa decide abençoar a rainha atual com trigêmeas; jovens, essas irmãs são ensinadas e criadas desde cedo para disputar a coroa que apenas uma delas irá possuir. Separadas alguns anos após o nascimento, elas sabem que apenas uma poderá sobreviver e reinar ao chegar a hora. Sem outra possibilidade para viver, e com diferentes personalidades e poderes, elas não hesitam na hora de planejar a morte uma das outras...

"A última rainha a permanecer de pé, fica com a coroa..."

Desde pequenas, essas rainhas apresentam dádivas e poderes especiais que irão determinar seu modo de vida e sua arma. Capaz de suportar os mais mortíferos venenos – ou pelo menos assim deveria ser na teoria -, Katharina é uma envenenadora e criada desde cedo para que seu corpo seja capaz de suportar até o mais cruéis dos venenos. Capaz de controlar até o mais feroz dos animais e tendo poder sobre as plantas, Arsinoe é uma naturalista treinada desde cedo para ter um maior controle sobre seus dons e uma chance de sobrevivência. Capaz de produzir chamas e tempestades com a facilidade de um estalar de dedos, Mirabella é uma elemental que desde cedo aprendeu a manipular o fogo e também tempestades.
“Toda dádiva é luz e treva.”

Separadas aos sete anos para poderem desenvolver seus poderes e habilidades, cada uma é enviada a uma família em uma parte especial da ilha para que possa evoluir até seu aniversario de dezesseis anos; data em que elas deverão competir no Festival Beltane até a morte. Extremamente poderosas, todas podem vir a ser a nova rainha, mas com o trono reivindicado há anos pelas envenenadoras, um certo ar de pressão paira sobre a nova candidata que se mostra não estar tão preparada assim. Repleto de surpresas e reviravoltas inesperadas, essa é uma história que instiga e surpreende ao longo de sua narrativa. Afinal, quando o reinado de uma rainha acaba, uma competição se inicia entre suas filhas, mas qual delas estará destinada a receber o trono? 

“Três bruxas de negro num vale vêm ao mundo,
Pequenas doces trigêmeas
Nutrem um ódio profundo
Três bruxas de negro, lindas de se ver
Duas a serem devoradas
E uma Rainha por ser.”



[ - Minhas Impressões - ]

Três Coroas Negras é um livro de Kendare Blake que vem gerando opiniões fortes – e diversas – acerca de sua trama e enredo. Diferente de muitas coisas já vistas por ai, essa é uma história com temática forte e com muitas possibilidades a serem desenvolvidas. Com um ritmo que muitas vezes pode se tornar mais lento, esse é um livro que peca em alguns timings ao se demorar em diálogos extensos e, desnecessários, que poderiam ter sido desenvolvidos de forma a dar mais fluidez e permitir mais cenas de violência e luta que sua premissa anuncia, mas que acaba por ser algo que quase não se apresenta nesse volume.

Mirabella, Arsinoe e Katharina são protagonistas que cativam o leitor ao serem construídas de forma a possuírem personalidades fortes e únicas. Apesar de rivais, nos vemos encontrando personagens bem articuladas que não nutrem um ódio intenso uma pela outra, mas que se mostram extremamente reais ao se encontrarem cercadas por medos, paixões e modos diferentes de enxergar a vida. No entanto, em alguns momentos, apesar de serem bem construídas e apresentarem grande força,todas acabam por pecar ao se mostrarem mais interessadas em se agarrar pelos cantos com seus pretendes, ao invés de focar que elas poderiam acabar mortas no instante seguinte. 


Os personagens secundários são algo que está presente em peso durante essa narrativa. No entanto, apesar de serem muitos, todos apresentam uma boa descrição e se mostram bem articulados de forma a não se tornarem algo desnecessário e que esteja lá apenas para que não fique um espaço vazio. E tenho que falar que admiro bastante a autora pela sua criatividade, pois com nomes que chegam a ser complicados, ela não se ateve a padrões para tornar fácil para o leitor aprender e surpreendeu com a forma como faz com que eles se encaixem perfeitamente a trama. Interessantes, nos vemos envolvidos em diálogos repletos de presenças e descobertas regadas por reviravoltas que nos deixam sem folego...

Narrado em terceira pessoa, cada capítulo conta com o ponto de vista de uma das irmãs que estão a se preparar para sua Aceleração momento no qual elas deverão demonstrar suas habilidades para conquistar o coração do povo – e para o Desembarqueonde elas deverão conhecer seus pretendentes, pois precisam de um “Rei” ao seu lado para reinar. Com um romance presente na obra, há aquele receio de que o foco se perca do que realmente importa, felizmente, ele não ofusca a parte da fantasia – amém - que se mostra presente em peso no enredo. Mesmo em grande evidencia, principalmente ao tratar de um triangulo amoroso que para mim se mostrou bastante desnecessário, essa é uma história que ainda se mostra fiel ao que promete e que com certeza deve vir com mais força em seus próximos volumes.  Outro ponto negativo é que apesar de Kendare utilizar-se de um bom tempo para nos inserir em seu universo e nos apresentar suas personagens, ela se esqueceu de focar na parte descritiva deixando coisas importantes a ser falado passarem de forma supérflua e como se não tivesse importância. 

Apesar de a autora ter se mostrado diversas vezes perdida quase como se não lembrasse mais o que tinha se proposto fazer, o final desse livro é algo que surpreende a todos e deixa aquela sensação de plot twist que ninguém nunca esperaria que acontecesse. Com três reviravoltas inesperadas e que nos deixam de queixo caído, nos vemos com expectativas renovadas, ansiosos e desejosos pelo próximo volume que promete mais ação e respostas que faltaram nesse primeiro volume... Recobrando tudo que sua premissa promete, nos vemos em meio a uma narração intensa onde suas personagens mostram a força que por muito tempo se mostrou escondida em uma verdadeira luta pelo poder – ou seja, aqui sim vemos novos rumos se abrirem e mostrar que ainda há uma chance de evolução que precisava de todo aqueles detalhes para que pudesse alcançar seu clímax deixando o leitor em êxtase!



E o que falar dessa edição além de que a Globo Alt se mostra mais uma vez capaz de realizar uma obra bem trabalhada, coesa e fantástica? Com capítulos bem divididos regados a figuras marcantes e símbolos que representam os respectivos poderes das rainhas, essa é uma obra que apresenta uma capa e um trabalho gráfico desenvolvido de forma a tirar o folego de quem se depara com ela. A revisão é outro ponto que se mostrou bem feito também, com pequenos erros que não chegam a atrapalhar a leitura por serem coisas pequenas e boas, esse é um livro que proporciona uma leitura fácil com suas folhas amareladas e letras de bom tamanho. Em síntese é uma obra muito bem trabalhada, feita com esmero e que mostra a preocupação e a dedicação da Editora. É o típico livro que você fica babando pela edição e desejando ela para ter na estante, porque realmente vale a pena! 

Apesar da presença de diversos acontecimentos durante seu enredo, esse primeiro volume acaba por se mostrar necessário e coeso ao introduzir o leitor nesse novo universo que realmente exige uma boa preparação para o que está por vir. O foco não parece estar na história e no que ela representa, mas sim em que possamos conhecer e nos familiarizar com seus personagens. Mostrando-se uma fantasia original e corajosa, vemos uma mudança a muito tempo necessária acontecer no gênero. 

Intenso, Três Coroas Negras é uma obra que utiliza-se da força feminina para afastar a típica visão de fragilidade muitas vezes encontrada por ai. Poderosas, essas personagens mostram todo o empoderamento feminino que ainda não se mostra muito bem representado em nossa literatura. Agoniante, confuso, intenso, essa é uma obra que veio para conquistar e apresentar uma mitologia original capaz de transformar o clichê em algo único. 


A leitura com certeza é recomendada para todos aqueles que gostam de uma boa fantasia e que não se ressentem de acompanhar uma história com tramas enriquecidas que servem apenas para preparar para a parte mais emocionante de todas: a luta pelo trono. Definitivamente Kendare Blake soube aproveitar o que tinha em mãos e espero que os próximos volumes mostrem com ainda mais força o que ela tem a oferecer, afinal qual irmã será capaz de vestir a coroa? Façam suas apostas, pois a
batalha está prestes a começar!


PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!




14 comentários:

  1. Olá!
    Já faz um tempo que estou louca para ler esse livro.
    Amo fantasia e amo quando existem princesas envolvidas <3
    Gostei muito dos seus comentários e preciso ler o quanto antes!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. E uma pena quando um livro proem uma estória e durante a leitura segue um rumo completamente diferente, acredito que em algumas partes a autora segue uma outra premissa em relação ao principalmente sentido da trama. Mas ainda sim somos introduzidos ao um novo mundo, muito bem construído, com uma narrativa em terceira pessoa onde temos as visões das irmãos, que acredito que não se dão muito bem. Fiquei curiosa e envolvida a sua resenha,e super curiosa para conhecer mais sobre está batalha que esta por vir.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bruna!
    Deve ser um ótimo livro de fantasia.
    Disputa entre as trigêmeas, conflitos políticos no reino, descobertas do passado, deixa a gente a imaginar tudo que acontece no transcorrer das páginas.
    Eu mesma fiquei curiosa, porque adoro quando há poderes envolvidos no enredo.
    E tomara que chegue mesmo o segundo volume esse ano ainda no BRasil.
    "...Aceite com sabedoria o fato de que o caminho está cheio de contradições. Há momentos de alegria e desespero, confiança e falta de fé, mas vale a pena seguir adiante..."(Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é simplesmente incrível. É uma mistura de magia e ação do jeitinho que eu gosto. E o final me deixou muito empolgada para ler a continuação... Os personagens femininos são maravilhosos, queria eu ser uma elementarista kkkkk Parabéns pela resenha, ficou muito boa.

    ResponderExcluir
  5. Estava curiosa para saber mais sobre este livro que está "causando" por aí! Confesso que logo achei uma crueldade separar irmãs trigêmeas aos sete anos para que desenvolvam mais suas habilidades!
    Mas, como amo uma boa fantasia, vou precisar relevar este sentimento, bem como a certa "demora" nos diálogos longos.
    Achei bastante interessante o fato de os capítulos alternarem a visão de cada uma das irmãs, acredito que isto contribui para nossa identificação e empatia em relação às personagens.
    Gosto muito de narrativas que enaltecem a força feminina, e acredito que aqui isto vai ser bem desenvolvido. Sem contar que vou ficar literalmente babando neste edição tão linda!

    ResponderExcluir
  6. Olá !!
    Já ouvi várias críticas boas e ruins desse livro mas como ainda não li não posso opinar.
    A ideia do enredo parece ser bem diferente é interessante só que parece que a autora não soube desenvolver muito bem a ideia.
    Mas quero muito ler!
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Oi Bruna ;)
    Li poucas resenhas do livro, mas vi críticas misturadas, uns gostaram muito e outros odiaram. Acho que por ter essa premissa bem diferente assim, e eu ter gostado dela, provavelmente eu vá gostar da trama e das personagens.
    Que pena saber que tem essa narrativa as vezes lenta, e que há muitos personagens secundários (isso é algo que muitas vezes me incomoda em um livro). Gostei que a autora abordou essa questão da força feminina com as três protagonistas, e que ela conseguiu transformar algo que poderia ter sido bem clichês, em um livro bem diferente e que agrada o leitor.
    Estou muito curiosa quanto a esses três plot twists, quero ler o livro em breve!
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Tenho lido algumas resenhas e comentários sobre esse livro, o que tem me deixado curiosa para acompanhar esse enredo. Sua resenha está muito completa, excelente mesmo! Apesar dos pontos negativos ou falhas da autora, no decorre do do livro, não tirou o encanto do enredo. Estou com boas expectativas na leitura dessa série, pois gosto muito de uma fantasia bem construída e com personagens fortes e determinados.
    Espero ter a oportunidade de ler e conhecer a história dessas irmãs e tudo que ainda irão enfrentar!
    Obrigada pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Esperava bem pouco da história desse livro, e confesso que me surpreendi quando li! Tanto que pretendo ler os outros que lançarem da saga. Achei os personagens da história muito bem construídos e trabalhados pelo decorrer do enredo, e acabei me apegando um pouco a cada rainha!
    E senti o que você mencionou na resenha sobre a Kendare ter se perdido um pouco durante a história, mas no fim não afetou aquele plot twist bacana demais! :D
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Oi Bruna,
    Esse livro está rendendo opiniões bem diversas mesmo, as criticas estão bem divididas, então como uma boa fã de fantasia estou curiosa para saber qual vai ser a minha opinião dessa trama fantástica. Apesar da história estar recheada de surpresas e reviravoltas, tenho a desconfiança de que não teve o potencial desenvolvido, a trama prometia ser bem intrigante e cheia de disputas, com um enredo de tirar o fôlego, mas não é essa sensação que o primeiro livro passa. O fato das três personagens principais não serem bem trabalhadas deixa muito a desejar, já as tantas pontas soltas é até aceitável, isso instiga o leitor a ler o próximo volume, já que promete mais respostas e ação. O que empolga é de que cada capítulo é narrado sob o ponto de vista de uma das três irmãs.
    Vou esperar a publicação do segundo volume para ver se me animo em ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Já tinha lido resenhas desse livro e tem uma premissa muito boa. A história é interessante, a forma de como as irmã terá que lutar para obter o trono e cruel, poderia cada uma terminar a luta quem ganhar e as outras viverem né.. Mas gostei mesmo assim da história.

    ResponderExcluir
  12. Olá! O livro tem tudo que eu amo. Fantasia, série, destaques para as mulheres, sem dúvida vou embarcar nessa aventura, espero que os destaques negativos não prejudiquem minha leitura, mas com toda certeza vou aguardar para ter a série toda em mãos para iniciar, pois não aguentaria a espera (risos).

    ResponderExcluir
  13. Ja ouvi muitos comentarios positivos que ate fiquei curiosa pra ler.
    Nao gostei de saber pela sua resenha que a autora meio que se perdeu no meio do livro sobre o foco que foi apresentado.
    Gostei de saber que o final não foi o esperado e fiquei curiosa pra saber o que acontece.

    ResponderExcluir
  14. Não tinha me interessado ainda apesar de ver bastante gente falando sobre ele, mas agora me pareceu tão aventura contos de fadas que deu vontade de pegar pra ler. Amei a sua resenha.

    ResponderExcluir