21 agosto 2017

Resenha - Salva por um cavalheiro


Título: Salva por um cavalheiro #2
Autora: Stephanie Laurens
Cortesia: Harper Collins
Skoob / Goodreads
Páginas: 352
Onde comprar: Amazon / Saraiva

Londres, 1829. Impetuosamente sequestrada do baile de noivado de sua irmã Heather Cynster com o Visconde Breckenridge, Eliza desperta em um coche estranho a caminho de Edimburgo… Após passar 3 dias e 3 noites sedada, ela fará de tudo para escapar — nem que precise fingir estar desacordada para enganar seus algozes ao longo do percurso.  Enquanto percorre os prados escoceses pensando em pergaminhos a serem decifrados e em uma esposa com quem possa compartilhar a vida, o erudito Jeremy Carling é pego de surpresa ao ver uma mulher gritando desesperada de dentro de um coche. Parecia alguma conhecida… Alguém a quem fora apresentado em um salão londrino… Mais precisamente… Eliza Cynster! Apesar de não ser nenhum herói, e sim um especialista em hieróglifos de grande prestígio, seu código de cavalheiro jamais permitiria ignorar uma dama aflita! Mas o perigo os espreita sorrateiramente na forma de um lorde misterioso que insiste em se apoderar de uma das irmãs Cynster. Um confronto à beira do penhasco colocaria um ponto final aos ardis do vilão oculto? Ou seria o momento certo para Eliza e Jeremy ousarem assumir um amor que nasceu em meio a tantos percalços?  Em “Salva Por Um Cavalheiro”, Stephanie Laurens presenteia seus leitores com a apaixonante história de Eliza, a segunda irmã Cynster, e Jeremy. Ao longo das estradas, vales e montanhas que ligam Edimburgo a Londres, a autora desenvolve uma narrativa audaciosa com personagens sedutores em uma trama de mistério capaz de prender a atenção até a última página.










Depois do resultado do sequestro de Heather Cynster, o homem sob o pseudônimo de McKinsey decide tomar medidas drásticas para satisfazer o desejo de sua mãe: arruinar uma Cynster em troca do Cálice que salvará sua herança. Condenando sua própria atitude, ele contrata Scrope, um cavalheiro especialista em "sequestros e eliminações", mais interessado em sua própria reputação do que qualquer outra coisa, para sequestrar Eliza Cynster, deixando claro que nenhum mal deve acontecer a ela.

O sequestro anterior de Heather fez com que a família Cynster colocasse as jovens solteiras em vigilância redobrada contra a ameaça. Apesar de Eliza compreender a justificativa por trás disso, a vigilância constante se torna um grande obstáculo para o plano que ela e Heather tinham de encontrar seus "heróis" fora dos círculos costumeiros, frustrando seu objetivo.

Ao receber um bilhete misterioso no baile de noivado da família, convidando-a para ir até a sala íntima, Eliza decide fugir do isolamento e ir ao encontro do autor. O encontro secreto se mostra uma armadilha e ela acorda em uma carruagem em movimento. Eliza percebe que se encontra na mesma situação que sua irmã, exceto que desta vez só havia um sequestrador e uma mulher que aparentava ser uma camareira. Por três dias eles a drogaram para que permanecesse adormecida, sua única chance de escapar era torcer para que alguém a reconhecesse.

A ponto de cruzar a fronteira da Escócia, onde todas as esperanças de Eliza de ser reconhecida e resgatada se esgotaram, ela acaba reconhecendo Jeremy Carling, um lorde colecionador e consultor de antiguidades renomado que voltava do Castelo Wolverstone, e aproveita a oportunidade para pedir socorro. Jeremy, apesar de não ser nenhum guerreiro preparado para a situação, não vê outra opção a não ser responder ao chamado de Eliza.




[ - Minhas Impressões - ]

Preciso começar dizendo que o início de Salva por um cavalheiro foi um grande déjà vu do livro anterior para mim, isso me deixou bem preocupada de que seria só uma repetição da história de Heather, mas a autora acertou nos detalhes e entregou uma história que me conquistou ainda mais que o primeiro livro da trilogia. Há, sim, alguns elementos que se repetem, mas que em nada tiram a emoção por trás deste novo sequestro.

"- As pessoas mais sábias são aquelas que não pré-julgam, que não supõe que sabem como as coisas vão acontecer, principalmente quando não são as únicas envolvidas. Os sábios deixam que as situações se desenrolem sem perder energia organizando ou tentando entender consequências que talvez nunca aconteçam. Eles deixam os dados rolarem e pararem antes de decidir como devem lidar com o resultado."

Os personagens são a primeira grande diferença entre os livros, Eliza e Jeremy são mais simples e possuem um charme especial por isso. Gostei muito de finalmente encontrar um romance de época em que o casal se comunica, falam o que sentem e resolvem seus problemas sem aquele drama todo que estamos acostumados, sem tirar a emoção por trás. Outra coisa que me agradou muito foi o ritmo em que se desenvolveu o relacionamento deles, não foi aquele “instant love”, por um segundo eu até cheguei a pensar que eles não se apaixonariam. Com certeza é um casal que eu vou guardar na memória!

"- O amor não é algo que possamos obrigar a ninguém, querido Jeremy."

O que mais me chama a atenção nos dois livros da Stephanie Laurens que eu li até agora é a carga de aventura que te mantém atento à leitura, a autora conduz isso muito bem, você sempre quer acompanhar os passos de quem está fugindo ou de quem está perseguindo, acompanhar os planos de fuga e descobrir o que acontece a seguir. Ouso dizer que isso encanta mais do que o romance em si.

Falando nisso, este livro tem o equilíbrio certo entre a trama e o romance, e foi o principal fator que me fez gostar mais deste do que do primeiro. É intrigante, emocionante e encantador, sem mais. É tudo o que nós amamos nos romances de época com aquele "algo a mais" para surpreender. Estou animada para ver o suposto McKinsey sujando as próprias mãos no desfecho dessa trilogia. Em breve eu volto para comentar com vocês!


PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!


12 comentários:

  1. Ola!
    Eu ja está a ponto de compra esse livro na promoção da saraiva mas acabei desistido, mas li outras resenhas sobre esse livro e me deixou bem curiosa pelo romance. O livro é muito maravilhoso e continua estando na minha lista de desejados e com certeza espero ler para desfrutar do romance de época.

    ResponderExcluir
  2. Olá Luana,
    Não sou conhecedora de romances de época (li somente alguns poucos), mas já me parece que a autora acertou no segundo livro desta coleção!
    Apesar de repetir fatos do primeiro livro, a autora os traz em uma nova roupagem, originando um bom resultado.
    Senti empatia pelo casal, que usa a comunicação de forma eficiente e apresentam uma afeição que se constrói aos poucos, mais real. A carga de aventura também contribui para agradar ao leitor, nos sentimos mais próximos ao sentir as ações dos personagens.

    ResponderExcluir
  3. E bom saber que este segundo lhe agradou muito mais que o primeiro, e que apesar de haver alguns pontos comuns, houveram muitas surpresas. Também prefiro romances em que os personagens vão se apaixonando gradativamente, onde á diálogos, envolventes e cativantes, e todos seus problemas são resolvidos sem dramas, dizendo apenas o que sentem um pelo o outro. Tudo que você citou na sua resenha me incentivou bastante a ler esta obra, espero gostar e muito desta aventura romântica.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ola!
    Li muito pouco do gênero, mas estou ficando com vontade de ler mais.
    É tanta resenha positiva que fico super curiosa!
    Os personagens e o desenvolvimento desse livro parecem ótimos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! !
    Falou em romance de época é comigo mesma hahaha.
    Ainda não tive oportunidade de ler esses livros e nem conheço a escrita da autora mas só ouvi elogios..
    Quem bom que além do romance o livro traz algo mais.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Luana!
    Não li ainda essa série, mas confesso que fiquei ainda mais curiosa, porque ganhei um pingente rosa quartz e a dona do blog diz que é igual ao das irmãs dessa série.
    Bom que apesar de seguir a mesma fórmula do anterior, esse é melhor e traz uma protagonista pacata e tranquila.
    "...Aceite com sabedoria o fato de que o caminho está cheio de contradições. Há momentos de alegria e desespero, confiança e falta de fé, mas vale a pena seguir adiante..."(Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  7. Olá Luana
    Pelo tanto te críticas positivas que já vi dessa séries, e pelo fato de eu amar romances de época, estou super ansiosa para começar a ler! Consegui os dois primeiros volumes da série, e espero começar a leitura logo logo.
    Acho bem engraçado isso de as protagonistas serem sequestradas, mas que bom saber que mesmo a autora abordando uma trama bem parecida com o do primeiro livro, ela consegue não ser repetitiva!
    E que INCRÍVEL que o casal é daqueles que sabem conversar e resolver os problemas com o diálogo. Sinceramente, estou cansada de ler livros em que o casal briga por qualquer besteira, e depois ficam sem se falar e tal, parece até que são duas crianças!
    Adorei a resenha, obrigada por aumentar minha curiosidade com os livros haha
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Romances de época já me conquistam pelas capas, todas lindas! Mas lendo a sinopse e agora sua ótima resenha, já fiquei muito curiosa para saber mais dessa história e seus personagens. Que bom saber que esse livro é ainda melhor do que o primeiro!
    E que o próximo seja tão bom, quanto! Esse gênero sempre nos transporta para uma época de sonhos, romantismo e muitos detalhes, e se tem um enredo que surpreende e cativa, melhor ainda.
    Gostei muito da indicação e espero poder ler toda a série.
    Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Se já tem algo ligado à Escócia, já me chama a atenção. Depois de "Outlander" viciei no país haha A história me pareceu muito atrativa pelo fator que você mencionou da história ser recheada de aventuras, isso é um pouco diferente das histórias de época que tenho visto por aí e claro, isso me chamou a atenção.
    Mais um pra lista que só cresce kkkk
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Oi Luana,
    Sou fã de romance de época, mas ainda não tive o prazer de ler um livro da Stephanie Laurens, estou ansiosa para ler essa trilogia, os livros estão na minha lista de desejados ♥. Quando li a sinopse confesso que fiquei um pouco desanimada em ver que a história segue o mesmo drama do primeiro livro, com um sequestro. Que ledo engano! Pelo jeito a autora trouxe uma história tão apaixonante e envolvente como a anterior. As mulheres dessa família são osso duro de roer gente kkkk Amo essas protagonistas destemidas e cheias de atitudes. O relacionamento do casal Eliza e Jeremy vai ser de arrancar suspiros.
    Não vejo a hora de poder iniciar a leitura dessa série, espero me surpreender com a escrita dessa autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá! Já ouvi falar bastante da família Cynster e estou curiosíssima em iniciar a leitura dos livros, a resenha me empolgou bastante, adoro romances de época e tenho certeza que vou amar a história da Eliza, ainda mais com tantas pitadas de aventuras.

    ResponderExcluir
  12. Ainda nao li nenhum romance de época, mas tenho curiosidade.
    Depois de ler a sua resenha achei engraçado o fato desse livro ter coisas parecidas com o primeiro, mas do jeito que a autora trabalhou nesse, vc considera o segundo melhor que o primeiro.
    Vou adicionar esse livro a lista dos romances de época pra ler

    ResponderExcluir