03 agosto 2017

Resenha - A Química Que Há Entre Nós

Título: A Química Que Há Entre Nós
Autor: Krystal Sutherland
Editora: Globo Livros 
Skoob / Goodreads 
Páginas: 271
Onde comprar: Saraiva / Amazon 


Grace Town é esquisita. E não é apenas por suas roupas masculinas, seu desleixo e a bengala que usa para andar. Ela também age de modo estranho: não quer se enturmar com ninguém e faz perguntas nada comuns.
Mas, por algum motivo inexplicável, Henry Page gosta muito dela. E cada vez mais ele quer estar por perto e viver esse sentimento que não sabe definir. 






No auge de sua adolescência, Henry Page pode afirmar que nunca caiu de amores por alguém, deixou ser consumido pelos hormônios ou que estava desesperado para viver uma paixão. A não ser por uma ou outra leve obsessão por duas garotas que estudaram junto a ele no jardim de infância e no ensino fundamental, não tinha sentido nada brevemente parecido ao amor. Henry era feliz desse jeito. Dezessete anos de uma vida sem escândalos ou à procura de um grande drama adolescente, como todos naquela idade pareciam estar.

Ele esperava que no momento em que conhecesse aquela pessoa. A qual finalmente o tiraria da zona de calmaria em que esteva desde a puberdade, o coração iria disparar, palpitando apressado. Haveria uma brisa no ar e teria a certeza de que era aquela a garota quem seria o grande amor de sua vida.

"Em geral eu sabia com exatidão quais eram minhas emoções. Feliz, triste, bravo, envergonhado: elas eram todas simples o suficiente para catalogar e rotular. Mas isso era algo novo. Uma espécie de rede de pensamentos que se ramificavam para todas as direções, nenhuma delas fazendo muito sentido em particular. Um sentimento gigantesco, um sentimento tão grande quanto uma galáxia, um sentimento tão grande e retorcido que minha pobre cabecinha não podia compreender. Como quando você ouve que a Via Láctea é formada de quatrocentos bilhões de estrelas e pensa "porra, isso é bem grande", mas seu mísero cérebro humano nunca vai ter capacidade real de compreender quão gigantesco isso é porque fomos feitos muito pequenos. Era assim a sensação."



Grace Town entrou em sua vida de forma totalmente contrária ao que ele imaginava. Uma nova estudante no último ano do ensino médio, atrasada para a aula, com uma bengala e roupas masculinas. A grande definição de esquisita.

Ela agia como se quisesse afastar aqueles em sua volta, ou como se não desse a mínima em estar sozinha. Tinha aquele ar de superioridade, mesmo sabendo que todos olhavam atentamente para ela enquanto mancava ao andar apoiada em sua bengala.

Mesmo repelindo a proximidade com todos durante as aulas e nos corredores do colégio, Grace passou a acompanhar Henry na volta para casa, deixando que ele conduzisse seu carro, o qual largava em frente a casa de Henry e seguia a pé em um caminho entre as árvores. Deixava que suas mãos se tocassem, para logo afastar o contato. Em um dia estava aberta a conversa, no outro se fechava em seus próprios pensamentos.

"Em geral, eu era bastante bom lendo pessoas, mas Grace Town era uma anomalia, um ponto cego no meu radar."

"Grace Town é uma charada embrulhada em um mistério dentro de um enigma.''

Ele queria ter aquela garota sorridente e sensual de volta, a garota que ele viu nas fotos da página de uma rede social, quem ela voltava a ser depois de algumas doses de álcool. A garota capaz de beijá-lo sem repelir o contato das suas peles em seguida. Sabia que tentar saber mais sobre quem ela era e o porquê de ter mudado era estar se arriscando em terreno desconhecido. Apenas não esperou que ela o afastasse, diferente de todas as outras vezes, em que apenas rompia o entrelaçar de seus dedos.

"Você não pode projetar suas fantasias nas pessoas e esperar que elas cumpram o papel, Henry. As pessoas não são recipientes vazios para você encher com seus devaneios."

As pessoas não procuravam os outros e então professavam seus sentimentos para eles se elas não sentissem isso, não é?




[-Minhas impressões-]

Devo dizer que ao iniciar a leitura desta obra eu já possuía grandes expectativas. Expectativas essas que foram completamente supridas com um enredo leve, com toques de humor e drama. Krystal Sutherland conseguiu criar uma história linda, capaz de nos fazer flutuar a cada página lida.

A Química Que Há Entre Nós foi uma das melhores leituras que fiz até agora nesse ano, que conseguiu me prender em todas as suas 272 páginas e vinte e sete capítulos.

Logo de início temos um jovem extremamente simpático, engraçado e natural. A fisionomia descrita sobre ele é o oposto dos galãs que costumeiramente podemos encontrar em outros livros, o que faz com que ele tenha um aspecto ainda mais real, nos transportando para a história de um adolescente comum, com suas questões, dúvidas e tudo que envolve essa fase.

Ficamos aflitos juntos a Henry por não termos ideia do que aconteceu a Grace e porque ela se faz tão misteriosa. Algumas partes são lindamente românticas, enquanto outras são cheias de dúvidas sobre o que acontecerá com o casal. A expectativa para descobrir um pouco mais do passado de Grace, do porquê de ela ter mudado suas roupas e se tornado uma pessoa tão apagada.

É quase impossível não apaixonar-se pela personalidade de Henry e seus amigos. Lola, uma garota lésbica, é quem apoia o grupo em todos os problemas em que se metem. Murray, um garoto australiano, é um dos personagens mais engraçados presentes aqui. Ele vive um amor incorrespondido com uma imigrante indiana que nos rende boas risadas ao longo das trapalhadas que ele apronta e rejeições que recebe da tal garota.

Os pais de Henry são provavelmente os pais que todo adolescente sonharia em ter nessa fase da vida. Liberais, deixa que o garoto faça o que quiser, contanto que não implique em infringir alguma lei e acabar sendo levado preso. Enfim, todos os personagens são bem explorados, mantendo o foco nos protagonistas, mas dando espaço para que possamos conhecer todos que compõem a história, fazendo com que fiquemos mais familiarizados.

Há muitos quotes que eu gostaria de encaixar nesta resenha, mas que deixei de fora para que vocês mesmos possam apreciar. São tantas falas e trechos magníficos! Há também muitas referências a filmes e livros que conhecemos, embora alguns eu não tinha ouvido falar até então e que pretendo pegar as dicas (risos).

A capa está linda, fazendo referência a uma certa estação abandonada onde nossos personagens se encontram e trazem o peixe mascote para a sala dos editores do jornal da escola, onde Henry e Grace irão trabalhar juntos a mando do Sr. Hink, professor de inglês.
É um romance leve, com um "quê" de drama sem exageros. De leitura rápida, deixando saudades ao termino. Recomendo muito que vocês leiam, pois é maravilhoso!


PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!


19 comentários:

  1. Ei Emilly!
    Fiquei mega curiosa para ler pela sua resenha! Confesso que também li algumas opiniões negativas a respeito deste livro, mas estou muito tentada a ler..rsrsrs
    Gosto de livros narrados por meninos! :)

    ResponderExcluir
  2. Oii Emilly ;)
    Eu já vi várias resenhas positivas desse livro, e ele já estava na minha lista de desejados.
    Acho essa capa linda, e já tinha lido comentários de que ela combina mesmo com a história do livro, então só isso já tinha me deixado curiosa para lê-lo.
    Pelo visto os personagens são o que mais emociona no livro, acho que vou me emocionar e aprender muito com eles! E adoro livros com narrativa leve assim, mas que tem esse toque de humor.
    Obrigada, você me deixou mais ansiosa ainda para ler ele, e descobrir essa história linda e esses personagens cativantes *-*
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Emily!
    Deve mesmo ser um livro bem emocionante para 'roubar' tantas lágrimas...
    Geralmente gosto de livros do gênero, embora tenha parado um pouco de ler, porque acabaram se tornando repetitivo demais, porém esse, parece que traz todo esse segredo da protagonista que até eu fiquei com vontade de ler para saber o que é, além de descobrir que triste fim foi esse...
    Desejo um mês repleto de realizações!
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. OOOiii Emilly, tudo bem?
    Este parece ser aquele livro de leitura leve que faz a gente suspirar, pensar e se emocionar ao mesmo tempo. Amei ler a resenha dele, creio que seja uma ótima pedida para uma trama leve...Sempre gosto de ler romances e quanto mais diferente melhor, e estes personagens estão como na vida real sem padrão definido. Com certeza vai para minha lista de desejados! Esta capa é outro charme à parte ♥ Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi Emilly,
    Geralmente não sou muito fã, pois algumas vezes são clichês demais, mas gostei da premissa do livro.
    Adoro personagens misteriosos que deixam a leitura mais empolgante.
    Realmente parece ser um livro que tenha uma leitura rápida, que bom que tenha gostado!
    Parabéns pela resenha.
    Beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  6. Ola Em, estou louca por esse livro faz tempo. Sou louca por romances e esse livro sempre me desperta curiosidade, por ter uma carga emocional e um drama intrigante.
    Um beijo da May, Minha Pequena Coleção

    ResponderExcluir
  7. Ai meu DEUS, Emilly. Se sua resenha me deixou mais animada pra ler esse livro? COM CERTEZA!
    Parece ser uma história pra lá de emocionante e apaixonante. Muito bem escrita.
    Um romance completinho. Me deixou bem intrigada e espero conferir em breve.
    Essa capa está demais de linda mesmo. Já quero esse livro!!!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Olá Em! Adorei sua resenhas e suas fotos. Desde que eu vi esse livro pela primeira vez, fiquei curiosa. Li várias resenhas positivas e várias opiniões, isso me deixou com mais vontade de lê-lo.

    Beijinhos, Jenni

    sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Emilly,
    Gostei muuuuito desse livro! Consegui uma troca no skoob pela versão em inglês com capa dura! Lindo demais!
    E que estória! É difícil um livro adolescente tratar de temas pesados de uma forma tão leve e nada tão dramático! Este último quote, no qual Grace diz que não podemos considerar as pessoas como recipientes vazios e moldá-las a nosso bem querer é bastante emblemático da luta vivida pela garota. Um livro doce e com questões pesadas tratadas de forma muito bela!

    ResponderExcluir
  10. Olá !!
    Ainda não tinha ouvido falar desse livro mas me parece ser incrível..
    Fiquei curiosa para saber qual o segredo que Grace esconde.
    Estou vivendo uma baita ressaca literária e preciso de um livro leve e divertido como esse.
    Obrigada pela indicação.!!

    Bj

    ResponderExcluir
  11. Fiquei surpresa pelo fato de você cita que esta foi uma das sua melhores leituras até o presente momento, e acredito que seja pelo fato da trama ter sido construída de maneira tão real. A forma como você descreveu os personagens, de forma plena, com uma personalidade cativante, principalmente Henry, que seria um garoto como qualquer outro, sem aquela premissa clichê de adolescente lindo. Estou bastante curiosa, e entusiasmada com esta leitura.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá! Gostei bastante do enredo, a leitura parece ser bem interessante, fiquei bem curiosa para descobrir o que aconteceu com a Grace, já gostei do Henry e sua família, os outros personagens parecem somar de maneira positiva na história. Sem dúvida irá para a minha listinha (risos).

    ResponderExcluir
  13. Oi Emilly,
    Tinha me esquecido completamente desse livro, lembro que fiquei bem empolgada quando vi o lançamento, mas sabe como é... sempre aparece outros livros e furam a fila.
    Mas nada como uma resenha dessas para me colocar no rumo novamente kkk. Confesso que fiquei um pouco surpresa com esse livro, não espera tanto assim. Adorei a história, parece ser bem prazerosa de se ler, com uma garota que esconde muitos segredos, apesar de já ter um palpite do que aconteceu com a Grace. O Henry é o tipo de protagonista que conquista o leitor logo no inicio, um adolescente comum e real, com uma personalidade muito cativante. Para completar, os amigos do protagonista que deixam a história mais envolvente e dão um toque de humor. Adoro uma história assim, com um romance leve e com uma pitada de drama.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    É a primeira vez que leio uma resenha desse livro e confesso que não havia me chamado a atenção até então. Mas realmente parece uma leitura que cativa, com personagens e enredo que emociona. Espero ter a oportunidade de ler e gostar tanto quanto você!
    Linda resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Eu me apaixonei pelo Henry desde o primeiro instante! Gente, ele é genial! As tiradas maravilhosas, cheias de sarcasmo haha E claro, seus pais que são hilários em certos momentos. Eu ri alto muitas vezes nesse livro, aliás!
    E, obviamente, fiquei presa também. Impossível não ficar com os olhos correndo pelas páginas em frenesi em busca de descobrir o que aconteceu com a Grace que a abalou tanto pra que ela mudasse tanto.
    Enfim, foi uma ótima leitura! Super recomendo pra todo mundo que pede indicações! <3
    Gente, eu vim no seu blog pela chance de ganhar o livro, mas tô pirando nas resenhas haha Amando seu blog! Como não conhecia aqui antes?
    Beijooos! :*

    ResponderExcluir
  16. Amo demais esse livro! Babo por ele desde o lançamento!Quero muito!
    bj
    www.omundodatutty.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Já faz um tempo que tenho vontade de ler esse livro.
    Comprei em inglês no kindle e ainda não li.
    Mas vou ler o quanto antes <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Que livro fofo!
    Eu já tinha visto ele é sempre quis ler ele, apesar de não conhecer muito bem a história mas ao ler a resenha fiquei bastante curiosa pela trama e agora sim quero ter esse livro. A premissa é muito boa, tem uma história de romance adolescente maravilhoso.

    ResponderExcluir
  19. Ainda nao tinha ouvido falar desse livro, mas gostei bastante da sinopse (a estória me lembrou de filme de romance adolescente).
    Depois de ler sua resenha me animei para ler o livro, gosto de estórias com personagens engraçados e que a autora sabe como trabalhar com eles.
    Tbm gostei da capa do livro.

    ResponderExcluir