21 outubro 2016

Resenha - O Labirinto





A jovem Sarah não aguenta mais servir de babá para seu meio irmão, o pequeno Toby, e como brincadeira deseja que o bebê chorão desapareça. O que deveria ser apenas uma provocação acaba se tornando real como um pesadelo. O Rei dos Duendes atende prontamente ao seu pedido, e leva o menino para um universo paralelo configurado como um gigantesco labirinto.
Agora, Sarah precisa correr contra o tempo se quiser mesmo salvar seu irmão. Ela só tem até a meia-noite para impedir que Toby se transforme de vez em um duende. E, na verdade, Jareth tem outros planos para Sarah: ele está a procura de uma rainha para ficar ao seu lado e ser amada por todos na Cidade dos Duendes.




Título: O Labirinto
272 páginas || Skoob  || Editora: Darkside  || Onde Comprar










Assim que peguei Labirinto em mãos pela primeira vez já fui logo de cara transportada para diversas emoções, mas a principal, claro, foi a nostalgia. Nostalgia essa que me colocou um sorriso no rosto e fez meu coração ficar leve. Ao longo da resenha vou explicar para vocês o porquê me senti assim.


O livro começa com Sarah uma menina jovem que tem de tudo, e apesar disso, é egoísta e pensa mais em si do que em qualquer um. Ela não gosta que mexam em suas coisas e ao menor sinal de que alguém tocou em algo, já fica irritada. Sarah mora com seu pai, sua madrasta (que ela não gosta) e seu pequeno irmão Tobby. Ela está cansada de servir de babá do seu irmão e em uma das noites que tem que cuidar dele e o pequeno não para de chorar, ela faz um pedido na brincadeira para o rei dos Duendes para que Tobby desapareça. Essa pedido se encaixa muito bem naquela frase que às vezes a gente diz: Cuidado com o que se deseja! Pois, ela não esperava que seu desejo fosse concedido por Jareth (o rei dos Duendes) que leva o menino para um mundo paralelo e dá um prazo de treze horas para que a garota desvende um labirinto e consiga resgatar seu irmão.

Atravessar o Labirinto não será tarefa fácil, pois, Jareth vai usar de várias artimanhas para que ela não consiga chegar no prazo estabelecido. Enigmas, obstáculos, armadilhas e emboscadas fazem parte de todo o caminho. Nada no labirinto parece ser o que é, e muitas vezes seus caminhos levam a lugar algum, deixando Sarah sempre em perigo iminente.

"Sinto como... se eu tivesse num sonho, mas não me lembro de jamais ter sonhado com algo parecido antes."

Ao longo do caminho Sarah vai fazer amigos que vão ajudá-la a percorrer o trajeto na sua busca. Hoggle, que na verdade era para ser mais uma das armadilhas de Jareth, acaba se afeiçoando à menina e a ajudando.

Ludo, minha criatura preferida do Labirinto, é um monstro super fofo que Sarah ajuda, e como recompensa ganha um amigo leal (sim, sim pode parecer contraditório dizer que ele é um monstro e é fofo mas juro que ele é).

E o Senhor Dídimo, que apesar de ser completamente pirado junto a seu fiel corcel Ambrósio (que na verdade é um cachorro), é valente e corajoso para enfrentar o exército dos Duendes.

Jareth é um personagem bem complexo de se falar, já que sua excentricidade me encanta de tal forma que, mesmo sendo bem, digamos, o vilão da história, não tem como não gostar dele. Ele encanta e assusta. Ao mesmo tempo que ele não quer devolver Tobby para Sarah, dá para notar que de alguma forma ele gosta dela e a quer livre para viver a vida que sempre sonhou com seus desejos. Por isso é fundamental que ela esqueça do irmão.
"Dê-me a criança. Enfrentando perigos indizíveis e dificuldades sem conta, lutei para percorrer o caminho até aqui, ao castelo para além da cidade dos Duendes, para levar de volta a criança que você roubou. Pois minha vontade é tão forte quanto a sua e meu reino igualmente grande e você não tem poder sobre mim".

O mais legal dessa história é a forma como Sarah vai amadurecendo durante o caminho pensando mais no irmão e nos amigos do que em si. Cada obstáculo vai ensinando a ela sobre a forma como vinha enxergando a vida dentro de uma  bolha onde antes não cabia mais ninguém.


É uma história deliciosa e super agradável. A leitura flui de forma rápida e deixa você ansioso em cada página para saber qual será o próximo enigma ou obstáculo que Sarah terá que enfrentar, e se será capaz de sair dele.

Agora quero explicar para vocês o maior motivo pelo qual esse livro me causou tantas emoções e expectativas. Para quem não sabe, ele é uma novelização adaptada do cinema. É um filme que eu gosto muito e já vi diversas vezes nas sessões da tarde quando era criança. Ainda assito até hoje e quem quiser conferir consegue encontrá-lo no Netflix.

Sabe quando ficamos com receio de assistir um filme que foi adaptado de um livro que amamos? Nesse caso aconteceu a mesma coisa comigo, mas foi o inverso, já que o medo foi de um livro adaptado de um filme que amo. E só tenho uma coisa a dizer: superou todas as minhas expectativas, ficou muito fiel à história que me encantou e me prendeu de uma forma completamente mágica. Digo mágica, pois conforme eu ia lendo, todas as imagens do filme vieram à minha cabeça. Cada pequeno detalhe estava lá.


Jareth, então, ficou perfeito! Aliás, quem deu vida a esse personagem nas telinhas foi o maravilhoso David Bowie, e eu acho que não teria ninguém melhor para interpretá-lo.

A diagramação está esplêndida e de tão linda chega a dar dó de ler. O mais bacana é que, a capa envernizada com as letras douradas ao fundo é idêntica com a do livro que aparece no filme. Vou até mostrar para vocês.

As páginas são amareladas, e a fita de cetim para marcar as páginas dá dão um toque super luxuoso ao livro. A edição me fez lembrar muito daqueles diários antigos. Quem conhece a Darkside, sabe que eles têm um capricho com as edições dos seus livros, que os tornam ainda mais especiais. Pegar o Labirinto foi uma sensação única.

O livro ainda conta com desenhos inéditos feitos por Brian Froud, dos Duendes e outras criaturas do Labirinto, e com o diário de criação de Jim Hanson com seus esboços para o filme.

Agora, a maior surpresa de todas é o Card lindo que vem junto com o livro com uma cena inesquecível da história que é a Sarah e o Jareth dançando. Sério, eu fiquei muito feliz com esse card e vou guardar em um cantinho muito especial para sempre.

O labirinto é uma história recheada de fantasia e aventura. Uma história que apesar de ter mais de trinta anos continua sendo diferente e original. Os personagens com suas peculiaridades são cativantes. É uma trama leve, gostosa e envolvente.


O Labirinto é um livro para conquistar todas as idades. Conquistar aqueles que amam a fantasia e não preciso nem dizer que, para os fãs do filme, a leitura è obrigatória.Quero agradecer a Darkside por nos presentear com essa obra tão bela e que me fez reviver a magia do labirinto.

Leiam esse livro: tenho certeza que todos que mergulhar em suas páginas serão submetidos ao encantamento dele.

18 comentários:

  1. Olá Camila
    a editora sempre se destaca em suas obras né?! Sou suspeita em falar, mas gostaria muito de poder conferir esse livro por conta da premissa, que chama muito a minha atenção. Eu não sabia que era filme, mas com certeza irei mesmo procurar lá na netflix. fiquei bem inrigada diante dos personagens e gostaria de saber mais a respeito de suas características. A edição dessa obra deve ser maravilhosa <3
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar desse livro e não sei se gostei da proposta. Amei o quanto você foi detalhista e o quanto explorou a obra. Não sabia que era filme. Acho que vou gostar mais como filme kkkk Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Adoro muito esse filme, saber que houve essa adaptação literária, e que ela conseguiu ser fiel já dá muita vontade de comprar. Além desses detalhes maravilhosos ao qual você deu ênfase, todas as edições da DarkSide são incríveis e essa não parece ser diferente!
    Beijos, Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Sabe que eu achei que esse era apenas mais um livro da Darkside que eu iria dizer que passaria a dica. É que como a maioria dos livros da editora, embora sejam sempre muito caprichados, puxam para o terror e eu não curto.
    Mas conforme ira lendo sua resenha, fui ficando mais e mais curiosa - e confesso que o filme ter o Bowie me pareceu a cereja no topo do bolo.
    E a edição parece linda e encantadora, combinando com a história. entrou para os desejados!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  5. OI tentando lembrar aqui se já li um livro que foi adaptado de um filme e confesso que não lembro. O inverso é extremamente mais comum, Que bacana que a adaptação foi fiel e que fez com que você se apaixonasse ainda amais pela história. Já vou caçar para assistir e espero poder ler também
    Amei a dica!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila, nunca tinha ouvido falar do livro e nem do filme (não que eu lembre). Mas adorei sua resenha. Gostei do fato de "as palavras tem força" e por causa disso a protagonista tem que desvendar o mistério pra salvar seu irmão. O bom é que ela vai amadurecendo, acompanhar esse tipo de coisa sempre é bom.
    Sempre acho digno os livros da Darkside, mas parece que nesse tiveram um cuidado ainda maior né? Fizeram o livro bem igual ao que aparece no filme, muito bacana isso.
    Não sei se lerei o livro, mas vou - sem dúvidas - procurar na Netflix o filme.
    Bela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Confesso que não tinha ouvido falar nem do filme e nem do livro, parecem ser bem antigos, mas com um enredo vem legal. Imagino que deve ser uma aventura atravessar um labirinto do qual esta cheio de criaturas. Adorei conhecer a história, vou procurar o filme em breve.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    A DarkSide sempre consegue nos surpreender, seja por nos trazer um clássico como esse de volta ou com a diagramação e a riqueza de detalhes da obra! Esse card realmente é maravilhoso e fico muito feliz que a obra te trouxe nostalgia e se mostrou uma excelente leitura.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Um amor chamado Darkside!
    Os livros dessa editora são verdadeiras obras de arte.
    Amei a resenha. Amei o fato de o personagem principal ser tão complexo, afinal ninguém é totalmente bom e nem totalmente ruim.
    O que dizer? É uma fantasia, com personagens complexos publicada pela Darkside. Foi direito para a lista.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Confesso que não sou muito fã de fantasia e não conhecia esse livro, nem o filme. No entanto, eu fiquei animada com sua resenha, a protagonista parece amadurecer bastante mesmo e os personagens secundarios parecem ser cativantes também. Além disso, achei bacana essa coisa de duendes e tals. Enfim, espero um dia ler e gostar também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  11. Olá, morria e não sabia que este livro da Dark era baseado no filme homônimo que tanto amo. Já tinha expectativa pela leitura de Labirinto, mas a sua resenha aumentou isso. A Dark sempre consegue trazer sucessos de uma maneira única, e a diagramação sempre impecável.

    ResponderExcluir
  12. Ah, socorro, não sabia desse card, já estava desesperada pelo livro, agora estou mais ainda!!! Quando vi que ia ser lançado surtei, sempre amei esse filme, nem sei quantas vezes já vi e vai ser maravilhoso ter essa novelização na estante! Fico muito feliz pelo livro ter superado as suas expectativas, por todos os detalhes estarem presentes nele. Tenho certeza que vou amar demais, preciso comprar urgente e esse vai furar a fila de leitura sem dó... rs...

    ResponderExcluir
  13. Olá Camila,
    A sua é a primeira resenha que leio desse livro e fiquei bem animada. Tinha uma ideia diferente da obra. Pensava que era mais aterrorizante, gostei de saber que não é.
    Curti bastante a sua resenha e fiquei bem empolgada por saber que a obra te agradou. O David Bowie parece ter ficado muito bem nesse papel e fiquei curiosa para conhecer a história.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Olá Camila!
    A história me pareceu bem construída e com uma mensagem linda. As vezes a gente só pensa em nós mesmo e só depois que acontece algo terrível que vamos prestar atenção nas pessoas a nossa volta. Gostei de saber que Sarah amadurece e que se torna uma pessoa diferente no final do livro.
    sua resenha está maravilhosa.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Olá camila, a história realmente não me é estranha, acho que talvez possa ter assistido o filme na sessão da tarde quando era criança e nem me lembro mas vários detalhes do que você contou me vieram a cabeça.O livro parece ser realmente mágico, adoro tudo que envolva enigmas e charadas e ainda mais combinado com um labirinto deve ser realmente emocionante, irei com certeza anotar aqui e depois correr para talvez rever o filme

    ResponderExcluir
  16. Oi Camila, vou te contar um segredo... Apesar de já ter visto esse file passando na sessão da tarde quando eu era mais nova, nunca assisti inteiro! Ler sua resenha, e saber o tamanho do carinho que você possui por ele me fez pensar porque nunca me dei ao trabalho de conferir. Vou procurá-lo no netflix, ou talvez, leia o livro, já que prefiro mil vezes, mesmo quando o livro foi baseado no filme, risos! Bjos

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, e pela sua resenha fiquei muito curiosa com ele. E não sabia que tinha o filme também, mas pelas imagens dele que postou tive a impressão de conhece-lo, de qualquer modo vou procurar por ele na netflix, e espero poder lê o livro e me aventurar nesse mundo, e principalmente, espero me encantar por ele tanto quanto você haha

    ResponderExcluir
  18. Sua resenha nos deixa curiosos pela história e felizes com a seriedade com que você encara a Literatura. Abraços, Camila!

    ResponderExcluir