30 outubro 2016

Resenha - A Maldição do Vencedor




Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai - o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida... As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas. A Maldição do Vencedor é um verdadeiro triunfo lírico no universo das narrativas fantásticas. Com sua escrita poderosa, Marie Rutkoski constrói um épico de beleza indômita. Em um mundo dividido entre o desejo e a escolha, o dominador e o dominado, a razão e a emoção, de que lado você permanecerá?


 Livro: A Maldição do Vencedor #1
328 páginas || Skoob || Editora: Vergara & Riba || Onde Comprar










Há muitos anos, Herran foi invadida pelos valorianos e seus habitantes foram escravizados após a rendição. Kestrel tem 17 anos e, sendo filha do general, sofre muita pressão de seu pai para se alistar no exército valoriano, pois apesar de não ser boa em combate, ela é uma ótima estrategista. Ao passear com sua melhor amiga, Jess, pelo mercado, elas acabam no leilão de escravos sem querer e não conseguem ir embora antes do fim.

O leiloeiro apresenta Smith, um jovem herrani de 19 anos com habilidades de forja e canto, Kestrel fica intrigada e, por um impulso irrefreável, compra o jovem por um valor altíssimo. Sem saber o que fazer com ele, ela tenta esquecê-lo e o mordomo o manda fazer inúmeras ferraduras para o estábulo.

Não conseguindo ignorar os pensamentos sobre ele, Kestrel passa a escalá-lo como seu acompanhante, uma vez que as regras sociais não permitem que ela saia sozinha, não demorando muito para que surgissem boatos sobre os dois. Eles passam a se aproximar e ela dá um pouco de liberdade a ele em troca de sinceridade.

Smith (que mais tarde vamos descobrir se chamar Arin) usa as permissões de sair sozinho para levar informações que ele descobre ao leiloeiro, um herrani que o treinou como espião para que eles promovam uma revolta e reconquistem a cidade. Quando o general viaja com todas as tropas imperiais para batalhar, eles tem a oportunidade perfeita para dar início ao plano.



[ - Minhas Impressões - ]


A Maldição do Vencedor não é exatamente um livro surpreendente, mas a leitura é tão rápida e prazerosa que você fica feliz de ter lido. A escrita da autora é bem direta, sem perder tempo com fatos desnecessários, e nos dando uma noção do mundo que ela construiu aos poucos, principalmente nas aulas de Kestrel com seu pai, nas quais ele conta a história de seu povo para ela e, consequentemente, para nós também.

No início, eu fiquei com o pé atrás com a Kestrel; ela tem um jeito meio “sou melhor do que todos”, mas acabei gostando dela, e, analisando as circunstâncias, acho que também me sentiria um pouco perdida em seu lugar. A cultura dos valorianos é muito ligada à honra e por conta disso ela está constantemente tentando realmente ser melhor para receber a aprovação do pai. 

A autora faz muito bem o equilíbrio entre aspectos da vida social e da guerra, por um momento você pode achar que é só fofoca e vestidos, mas a estratégia política da nossa protagonista está nesse meio. E falando em estratégia, eu amei a forma como a Kestrel e o Arin têm as mentes programadas para analisar as situações de guerra e calcular as melhores soluções. É muito legal ver um jogando contra e a favor do outro ao mesmo tempo.

Apesar de ter o romance, o dilema entre querer e dever que os protagonistas passam não é apenas sobre o amor; eles são muito envolvidos com as suas tradições e tentam fazer o que é certo, o que é algo bem legal no livro. Em geral, só tenho coisas boas a dizer sobre ele. Como eu disse lá em cima, não é surpreendente, mas é uma boa aposta, divertido e bem construído, então vale a pena conferir. A autora deixou suspense do que vai acontecer a seguir e eu fiquei bem animada para ler o próximo.

29 comentários:

  1. Olá Luana
    Eu também já fiz essa leitura e gostei bastate do desenvolvimento realizado na história. A leitura é mesmo muito rápida, e confesso que isso me surpreendeu, pois não estava esperando algo assim, mas isso se dá justamente por conta da escrita da autora ser tão direta mesmo. O romance não é o foco, mas achei legal como todos os elementos conseguem se equilibrar bem. Adorei poder conferir suas impressões e ter me identificado também!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Já tinha ouvido falar do livro e fiquei curiosa com o enredo diferente do que estou acostumada a ler. Acho que pelo fato da trama ser inteligente e trazer não apenas os aspectos da guerra e a vida dos personagens na época ou apenas romance, mas as mentes estrategistas dos protagonistas.
    É bom saber que o livro também é de fácil leitura e a autora não enrola no desenrolar dos fatos.

    Uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  3. Olá
    A sinopse não havia me chamado a atenção, mas sua resenha está tão legal que fiquei interessada. E como vc disse que é uma leitura rápida e até divertido, vou anotar a dica p uma leitura futura.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Luana!
    Nossa, eu esperava uma história daquelas de tirar o fôlego com reviravoltas surpreendentes e muita ação. Pelo visto me enganei... Ainda bem que li essa resenha, caso contrário iria me decepcionar.
    Apesar disso você disse que o livro é bom, então acho que vou mantê-lo na minha lista de leituras.
    Gostei da sua resenha, você soube levantar os pontos negativos e positivos da obra o que me deu uma visão melhor do que me espera.

    Abs ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi Luana, tenho visto este livro por aí, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Achei que a capa, nos remete para uma mocinha indefesa, mas você descreveu a protagonista com força e personalidade, então, isso que me ganhou.
    Valeu pela dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Luana, tudo bem?
    Eu aprecio demais o gênero fantasia e não me privo de me jogar em livros assim. Mas já no começo de sua resenha eu dei uma desanimada por esse em especial. Penso eu que um livro desse porte tem que ser impactante, mesmo que depois ele tenha te surpreendido não sei se aportaria nele, não no momento. Eu sou muito emotiva, preciso ser arrebatada principalmente se o livro for uma fantasia e romance. No entanto não digo que nunca o lerei, quem sabe quando todos os livros forem lançados e eu leia mais resenhas, inclusive resenhas dos outros aqui no seu blog, não é?
    Obrigada pela resenha e dica de leitura.
    Beijos!
    Viviane

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas acho que já vi essa cpaa algures numa livraria!! :) ahah E e bem linda!!

    Ainda bem que gostaste!! :) E que achaste que a escrita é direta e o equilíbrio entre guerra e vida social foi bem conseguido!! :) E que deixou suspense no final...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não seria bem o tipo de livro que leria, mas ele parece agradar quem gosta do gênero. Livros diretos são sempre bons porque tem muita enrolação e isso é um ponto positivo da obra. Gostei da sua opinião e espero que o próximo também seja bom!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá Luana,
    Primeiro, amei essa capa, simplesmente linda!
    Tenho curiosidade de saber mais sobre a história de Kestrel e Arin, sobre seus pensamentos estratégicos e a luta sobre os seus ideais. Todo esse conjunto é o que torna a história envolvente para mim, apesar de não ser uma leitura surpreendente como você colocou, acaba chamando a atenção pela maneira que os personagens são explorados no enredo. Adorei a dica.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  10. Olá Luana.
    Eu li esse livro há uns quase dois anos, antes de ser trazida aqui para o Brasil. Na época eu adorei a leitura tanto e quis continuar, mas estava esperando ser lançado aqui, eu tenho muito interesse em terminar a serie, quero saber o que vai acontecer no final.
    Ai meu core. Este é um dos meus casais preferidos!!!!
    Eu gostei da sua resenha. Bem informativa e direta.
    Bjssss

    ResponderExcluir
  11. Oi Luana,

    Vi muita gente falando desse livro e eu até tinha curiosidade, mas depois que começaram a surgir vários comentários negativos, eu acabei ficando sem vontade. O livro me parece ser bem previsível, mas ainda bem que a autora é mais direta e que ela não perde tempo com coisas desnecessárias. Eu leria, mas não no momento. Deixaria o hype passar. Haha.
    Parabéns pela resenha!

    beijos =)

    ResponderExcluir
  12. Olá amore,
    Nossa que capa mais linda Gzuisss...
    Dica anotada, embora você tenha mencionado que não é um livro surpreendente...
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu tive muita curiosidade de conferir a obra quando vi a capa, achei ela muito bonita. Que pena saber que não tem nada muito surpreendente, mas ao mesmo tempo que bom que é uma leitura proveitosa. Mesmo assim continuo muito ansiosa para ler o livro, a história me cativou bastante.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Ainda não conhecia esse livro, mas, fiquei bastante animada para ler, pois, a premissa me cativou muito e fiquei bem curiosa para conferir esse universo criado pela autora. Gosto de obras que fluem bem, mesmo não sendo surpreendente, além do mais, acontecimentos desnecessários acabam deixando a leitura maçante, né?

    ResponderExcluir
  15. Oi Luana,

    Já faz tempo que estou interessado nesse livro, conheci pelo canal Vamos Ler, da Maria Angélica (ñ sei de você conhece!) mas não sabia muito do conteúdo. Acho bacana trazer o ambiente de realeza com esse ar de distopia, é uma combinação que ainda não tinha visto e parece ter dado muito certo! :D

    Abraços,
    Tiago Valente

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    O primeiro contato que tive com o livro foi com o turista literário, e logo de cara não gostei do livro, sei lá de certa forma não me prendeu e não me atraiu para uma leitura... :/

    ResponderExcluir
  17. Olá, esse livro tem sido muito bem falado na blogsfera, até agora não vi nenhuma resenha que falasse algo bem ruim dele ou que não tenha gostado, mas infelizmente ele não me chama atenção por além de ser histórico ter bastante guerra envolvida, fico aflita com isso e me dá um certo tédio também, mas a capa está tão linda que dá vontade de ter ele só para deixar lindinho na estante.

    ResponderExcluir
  18. Oi Luana, tudo bem?

    Eu conheci esse livro recentemente e estou adorando as coisas que estou ouvindo sobre ele.
    Sua resenha está muito bem escrita e empolgante.
    Sua dica está devidamente anotada <3

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Este livro está na minha lista gigante de leituras. Gostei de saber que a autora não enrola muito com coisas desnecessárias e apesar de não ser uma história surpreendente, tenho certeza que irei adorar. Gostei também que o romance não é o grane foco.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oie, tudo bem??? Além da sinopse não ter prendido a minha atenção, o livro não faz muito meu estilo quanto ao gênero. Isso foi a minha consideração inicial. Mas depois de ler tuas impressões achei que valeria a pena, de repente, dar uma chance a leitura sim e parar de ser tão preconceituosa hahahaha De repente eu acabo gostando da Kestrel né? Porque também quando implico com a personagem principal, SAI DE BAIXO! Bjosss

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi, Luana

    Essa semana mesmo li uma resenha desse livro e fiquei bem interessada nele, nunca tinha dado bola pra ele.
    Gostei por ter esse lance de até as mulheres terem que entrar para o exército e por ter essa situação relacionada ao Arin, sei que vai ter uma rebelião e que a menina fica meio que refém, né? Pelo menos era isso que a outra resenha falava.
    Então acho que essa inversão de papéis deve ser bem legal.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. olá, Luana ^^
    legal que a autora deixou essa pontinha intrigante ao final pra deixar o leitor mais ávido pela continuação... gosto quando tramas de mais de um livro terminam assim... mas no caso dessa obra em específico, não leria por ser de um gênero que não tenho vibe pra ler... mas acredito que os leitores que apreciam esse estilo de história vão se sentir contemplados com a escrita, que dizem ser maravilhosa... bom que a autora não enrola pra contar as coisas hehe
    bjs :DD

    ResponderExcluir
  23. Olá Luana,
    Estou LOUCA para ler esse livro. O principal motivo para isso é que a autora tem uma escrita direta, como aprecio isso.
    Achei bacana saber que a autora equilibrou bem aspectos da guerra e da vida social, mas não gostei muito dessa ideia da mocinha achar que é melhor que todos. Acho que deverei custar a simpatizar com ela.
    Adorei sua resenha e vou anotar a dica, quer dizer, subir ela de osição rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Sempre que eu via a capa desse livro ficava curiosa para saber do que se tratava a história. Não pensei que a história era envolta em guerra. Fiquei bem surpresa sobre o enredo e como os personagens principais são importantes para o seu povo. Os dois devem ter sofrido muitos conflitos por se gostarem, mas não poder/querer trair o seu pais.
    Amei a sua resenha e agora que me deu mais vontade de ler o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  25. Oi Luana!

    Adorei sua resenha, super clara, curta e objetiva. Sem blá blá blá e encheção de linguiça, obrigada por isso.
    Quanto ao livro, já tenho ouvido falar muito dele e algumas pessoas são muito entusiastas da histórias e ouras, assim como você, disseram ser um livro bom, sem nada extraordinário. Pela trama descrita por você, eu acho que vou gostar sim dessa história e por isso pretendo lê-la. Obrigada pela indicação!

    Até, bjs!
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem?
    Estava esperando ler uma resenha desse livro para ver se me aventurava e gostei do que você disse. Saber que a autora não perde tempo com fatos desnecessários e trata logo de nos passar o enredo e o mundo criado por ela, me deixa animado para lê-lo. E ainda mais esse evento final que deixa acesa a vontade de ler o próximo é um fato que faz com que o leitor acompanhe toda a ´serie. Agora sim, irei ler.

    ResponderExcluir
  27. Oi, como está?
    Com certeza eu AMO fantasia e achei a premissa desse romance muito interessante. Eu diria até que me lembrou Dragon Age em uns pontos, especialmente na relação entre escravo e senhora, já que os tevinterianos tem dessas nos jogos da Franquia, XD.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem?
    Eu já li alguns comentários sobre esse livro e fiquei curiosa, pois essa relação dos personagens parece ser bacana de acompanhar. Confesso que esperava uma leitura surpreendente, mas saber que a escrita da autora é direta já me deixa bem animada e os personagens parecem ser cativantes, até mesmo a Kestrel que por conta desse jeito de sou melhor do que todos também iria me deixar com o pé atrás.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Nunca tinha visto o livro e achei muito, muito criativo a proposta dele. Apesar de não gostar muito de romances de época, estou super curiosa como será o decorrer dessa história, ainda mais pelo personagem ser um espião. Espero poder conferir em breve, obrigada pela dica. Beijinhos

    ResponderExcluir