14 outubro 2016

Resenha - A irmã da sombra #3



Em A irmã da sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, duas jovens igualmente determinadas, porém de séculos distintos, conectam-se por meio de diários que retratam uma vida intensa de superação, amor e perdão.
Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual.
Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância. Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento.



Livro: A irmã da sombra #3
512 páginas || Skoob || Editora: Arqueiro || Onde Comprar

 









Resenhas Anteriores

As Sete Irmãs #1
A Irmã da Tempestade #2


''Lembrei-me de ter atravessado Kensington uma vez, de ônibus. Se eu decidisse falar com Arthur Morston, pelo menos não teria que viajar tanto quanto Maia. Então peguei a citação que ela havia me traduzido da esfera armilar: O carvalho e o cipreste não crescem à sombra um do outro.
Sorri, pois era uma descrição perfeita de mim e de Ceci. Ela, tão forte e difícil, com os pés firmemente enraizados no chão. E eu, alta e muito magra, sacudida pela mais leve brisa. Já conhecia aquela citação. Era do livro O profeta, de um filósofo chamado Kahlil Gibran. E também sabia quem ficava sempre “à sombra”...
Só não sabia como começar o processo de sair em direção ao sol."

Astérope, mais conhecida como Estrela, era a terceira de seis irmãs que foram adotadas por um homem milionário, conhecido pelas meninas apenas como Pa Salt. Criadas com muito amor e carinho na imensa casa na suíça, as margens do lago Léman, elas se veem repentinamente sem chão quando o pai morre subitamente. Porém, com sua preparação meticulosa, antes de morrer, o pai deixou coordenadas e cartas para cada uma, caso elas quisessem descobrir qual suas origens. Estrela, satisfeita com a vida pacata que levava ao lado da irmã Ceci, a quem era muito apegada, tendo uma relação intensa e incompreensível para os que viam de fora a ligação fraterna, não teve interesse em saber o que significava as coordenadas de uma livraria em Londres que seu pai lhe deixara e o nome Flora MacNichol. Porém, em duas ocasiões, enquanto andava aleatoriamente, a moça se depara com a tal livraria, e vendo uma súbita necessidade de mudança, resolve entrar no local a fim de descobrir qual a ligação que ele tinha consigo, e se depara com um lugar incrível, onde logo ela consegue um emprego, e pode descobrir mais sobre a mulher cujo nome seu pai lhe deixou nas pistas sobre seu passado.

"De fato, nosso jardim floresceu e, nessas manhãs especiais de jardinagem na companhia de Pa, aprendi a arte da paciência. Quando às vezes, poucos dias depois, voltava ao local para ver se nossa planta tinha começado a crescer e via que não houvera mudança, ou então que ela estava seca e morta, perguntava a Pa por que não estava brotando.
- Estrela - falava ele, segurando meu rosto entre as mãos calejadas. - Qualquer coisa de valor duradouro leva tempo para se realizar plenamente. Quando isso acontecer, você vai ficar feliz por ter perseverado."

Estrela descobre então que Flora foi uma mulher que viveu quase cem anos antes também na Inglaterra. Nascida e criada no campo, Flora sentia-se feliz e satisfeita na companhia de seus pais, sua irmã e seus diversos animais de estimação. Como a família tinha poucos recursos financeiros, Flora, a filha mais velha e menos graciosa não teria a oportunidade de debutar, como era o costume na sociedade, porém sua irmã Aurelia conseguiu essa oportunidade através da tia, Charlotte que resolveu financiá-la. Com a partida da irmã para Londres, Flora se vê subitamente sozinha e ao mesmo tempo feliz por aurelia ter a oportunidade de encontrar um marido, o que era o desejo das jovens da época. Porém, tudo muda quando as irmãs se veem em meio a um desejo em comum do qual Flora abre mão por amor a irmã, e não imagina onde esse destino lhe levará e as revelações que descobrirá sobre si mesma e sobre seu passado.

"- Posso? O amor nunca está errado, querida Flora. A única coisa que pode estar errada é o momento. E desta vez o momento é perfeito - murmurou ele."

Através dos diários de Flora, Estrela pode mergulhar em um mundo extremamente fascinante e diferente, e aprender um pouco mais sobre o amor, a bondade, as relações e sobre si mesma, e pode então fazer um caminho necessário para a sua vida em busca da luz.

"Durante meus anos nesta Terra, aprendi que nada pode permanecer igual para sempre... Ter essa esperança, é claro, é o maior erro que nós, seres humanos, cometemos. As mudanças vêm, quer nós as desejemos ou não, e de inúmeras formas diferentes. Aceitar isso é fundamental para alcançar a alegria de viver neste magnífico planeta."



[- Minhas Impressões -]

Definitivamente essa autora não deixa de me fascinar. Mais uma vez termino um livro dela encantada, apaixonada e querendo mergulhar mais fundo em suas histórias e sabendo que os personagens serão inesquecíveis, além de me sentir admirada pelo mundo em que ela consegue inserir dentro de um livro. Porém, devo ser sincera ao revelar que eu sempre tenho uma preguiça imensa de começar as obras de Lucinda, devido ao tamanho delas, mas sempre que começo minha leitura é tão intensa que fico até a madrugada lendo por não conseguir deixar de lado esses personagens.

A irmã da sombra é o terceiro livro da série as sete irmãs, que iniciou-se com o livro também chamado de As sete irmãs, trazendo a história de Maia, e logo em seguida tivemos A irmã da tempestade, que trouxe a história de Alli. E nesse terceiro conhecemos Estrela, que se revelou uma personagem cativante e foi uma história que me surpreendeu bastante, mas até agora não consigo eleger algum desses livros como o meu favorito, pois todos conquistaram um lugar bastante especial para mim.

O primeiro ponto extremamente positivo da obra para mim é o modo como a autora nos apresentou Estrela. Pelo que eu via sobre ela nos outros livros, a achava uma pessoa muito dependente da irmã Ceci, de quem ela era muito próxima e achava bastante esquisita a relação das duas, mas a medida que fomos conhecendo o perfil de Estrela e tivemos vislumbres da vida de Ceci também, entendemos um pouco dessa ligação. Além disso, o cenário onde se passa o livro é bastante interessante, e apesar de ser extremamente explorado nos diversos livros já escritos, é um local que sempre tem muito mais a ser descoberto. Também o cenário interno, de casas antigas e a livraria é cativante, e em vários momentos eu podia imaginar perfeitamente aquelas descrições e conseguia até me imaginar dentro de cada local.

Mas além do presente, onde vemos a vida de Estrela, temos também o passado, onde podemos ver Flora e entender um pouco mais sobre seus pensamentos. Estrela ficou sabendo sobre a vida de Flora através dos diários que ela escrevia, e confesso que me senti um pouquinho frustrada por esses diários terem sido narrados no livro em terceira pessoa e não em primeira, no formato original do diário.

Porém, tirando isso que é um ponto bastante insignificante diante de toda a beleza do livro, amei conhecer Flora, os lugares que ela nos descrevia e a época em que viveu, o início do século XX e o mundo inglês, com todas as suas etiquetas e personalidades, e também através disso temos certo contato com personagens que realmente existiram, como Beatrix Potter, Alice Keppel e o próprio rei Eduardo VII.

O modo como a autora conduziu a vida e os segredos das duas personagens foi perfeito, principalmente o destino de Flora que me conquistou e a ligação dela e de Estrela, bem como o desfecho de tudo.

Quanto a pontos negativos, tenho muito pouco a dizer. Mas como já mencionado, um dos destaques é que eu gostaria que a parte de flora tivesse sido narrada em primeira pessoa, no modo como ela escreveu no diário. Além disso, vários dos segredos do livro eu consegui entender antes de serem realmente revelados, mas isso não é necessariamente um ponto negativo, e sim se deve ao fato de eu já ter lido quase toda a obra da autora e conseguir conhecer um pouco o modo como ela conduz as coisas. Outro ponto, que não se deve ao enredo e sim a tradução, é que existiam algumas palavras no meio da trama como Apê, abreviando apartamento, dentre outras palavrinhas que achei estranhas no contexto, mas também não atrapalharam na leitura.

O livro é dividido em 45 capítulos, mais o primeiro do próximo livro que tratará da irmã de Estrela, Ceci, livro pelo qual já estou ansiosa. Os quarenta e cinco capítulos se dividem no presente, sob a perspectiva de estrela, que narra em primeira pessoa, e no passado, sob a perspectiva de flora, narrado em terceira pessoa, e mais uma vez a autora deixa o mistério presente em seus livros: quando nos sentimos curiosos com as ações de uma personagem, ela nos deixa em suspenso e passa a nos apresentar a outra, e assim segue, e eu particularmente gosto muito desse tipo de narrativa.

Quanto a estrutura do livro mais duas coisas me chamaram bastante atenção nesse terceiro livro. Em primeiro lugar aqui não tivemos toda a introdução dos livros anteriores, onde se passavam mais de cinquenta páginas com a narrativa de como cada irmã descobriu a morte do pai e como foi para a casa dele. Na história de Estrela, ela fala sobre seu choque mas não relembra tudo como foi com as outras irmãs. E o outro ponto eu já havia destacado quando resenhei o segundo livro, que é a inserção de uma sessão de perguntas e respostas relacionadas ao livro no fim da obra, assim nos possibilitando entender um pouquinho mais sobre esse universo e também nos permite sanar algumas curiosidades.

Quanto aos personagens, que são vários, a mais cativante para mim acabou sendo Flora, com seu jeito determinado e altruísta. Outro que me cativou muito foi Rory, um menino de sete anos meigo e  com uma personalidade muito interessante. Ainda cabe destaque para estrela, que me surpreendeu em suas atitudes e em seu desligamento da relação intensa com a irmã e também Mouse, um homem tormentado pelo passado, cujas motivações vamos compreendendo no decorrer da história. Ainda temos Orlando, um homem extremamente excêntrico que cuida da livraria e Ceci, a irmã de Estrela cuja personalidade podemos ver um pouco nesse livro e ficamos intrigados por sua história que virá no futuro, além de outros personagens essenciais mas aos quais não cabe a mim mencionar pois seria spoiler.

Recomendo essa história para todos os leitores que gostam de bons livros históricos, carregados de descrições, com personagens cativantes e verossímeis. Destaco que apesar de ser o terceiro livro de uma série ele pode ser lido de forma independente, pois cada obra aborda uma irmã diferente e sua história.

34 comentários:

  1. Belíssima e sensivel resenha Tamara. Vou colocá-los na minha listinha de leitura.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Quando começou a pipocar essa série nas listas de lançamentos, não liguei muito, mas quando começou sair as resenhas fiquei bem empolgada, principalmente a parte do passado, por tudo que li até agora a autora me passou um bela impressão com o trabalho de pesquisa, introduzindo personagebs reais, acho que vou gostar bastante dessas partes.

    ResponderExcluir
  3. Não li a resenha completa para não pegar spoiler dos primeiros livros... Mas já ouvi falar dessa série e tenho muita vontade de lê-la.
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Tamara, também tinha esta visão de dependência da Estrela por conta dos outros livros. Foi interessante ver como ela aos poucos foi querendo tomar sua vida em mãos. Aliás, amo a forma como a Lucinda mescla passado e presente e ficção com realidade. Acabo sempre procurando mais informações depois que leio seus livros. Dos três da série este foi o melhor, apesar que me emocionei mais no segundo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá esse livro é um romance histórico é isso? Porque se for eu acho que posso ter acabado de me apaixonar pela história só por seus comentários. Pretendo ler com certeza. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oiiii Tamara, tudo bem/
    Infelizmente dessa vez a obra em si não despertou muito meu interesse, não sou muito chegada nas obras da Lucinda, mas parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu nao conhecia este livro e adorei ler a tua resenha (esta mesmo como eu gosto ahah) :)

    COnfesso que nao sou grande fa de romances históricos mas acho que vou conferir a dia mesmo! :) Ate porque amo quando as personagens nos conseguem cativar! E a qualidade importa muito! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, tenho muita vontade de ler essa série pois vejo muitos comentários positivos sobre ela, acho super interessante essa coisa de personagem que procura descobrir o passado. Gostei muito da sua resenha e por ela a protagonista e os demais personagens citados já me cativaram. Certamente lerei quando puder.

    ResponderExcluir
  9. Então... Eu gosto muito dessa autora e gostei muito da premissa e resenha.
    A unica coisa que me prende é que é série. Odeio séries em livros. rs
    Mas não quer dizer que não me aventure. Vai ficar anotado.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi, Tamara!
    Já conheço a escrita maravilhosa da autora, li vários livros dela e ela sempre consegue me encantar e deixar impressionada com a forma como constrói e narra as histórias. Ainda não li nenhum livro dessa série, mas já está entre os meus desejados!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  11. Tamara, já li muitas resenhas positivas acerca da série, e quanto mais vejo opiniões mais tenho vontade de ler. Sua resenha só contribuiu para que eu adquira os livros o quanto antes e leia.. ótima resenha! Beijoos

    ResponderExcluir
  12. Oi Tamara,

    Tenho muita vontade de conhecer a escrita da autora e essa série, porque tenho visto muitos comentários positivos sobre ela! Eu fiquei encantada com a sua resenha, pois Estrela, que incrível, amo nomes diferentes, me parece ser uma ótima personagem e saber mais sobre ele me pareceu bem legal. Espero poder ler logo! snif snif

    beijos =)

    ResponderExcluir
  13. Olá Tamara,
    Acho que os livros dessa autora são perfeitos para mim, pois parece ter tudo o que mais prezo em uma obra a parte história, o mistério e a descrição.
    Adorei conhecer sua opinião e fiquei bem curiosa com relação ao que acontece nesse livro. Mesmo sem ter lido, acho que a parte da Flora ficaria melhor em primeira pessoa, particularmente, gosto mais desse tipo de narrativa em livros nesse estilo.
    Dica anotada.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Olá, Tamara.
    Eu gostei da personagem Estrela, a começar pelo nome, que me fez lembrar um filme, depois, as aventuras que ela começa a viver depois que ela passa a se interessar pelas coordenadas deixadas pelo pai.
    É bacana que agora no terceiro livro a série ganhe um pouco mais de açao.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. oi tamara.
    sua resenha foi muito emocionante e envolvente, porém não tenho vontade de ler essa série no momento.
    de qualquer forma fico feliz que tenha gostado da leitura.

    ResponderExcluir
  16. Oi Tamara, eu li apenas um livro da autora e gostei muito. Nem sei porque não peguei mais nada dela para ler.
    Gostei das suas considerações sobre este livro aqui, e me deixou curiosa sobre os segredos e o final da Flora. tenho quase certeza que irei apreciar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Tenho curiosidade em conhecer o trabalho da Lucinda, mas tem algo nos livros dela que me dá muita preguiça.. kkkk... não sei o que é. Fico feliz que tenha curtido tanto, espero lidar com essa minha birra inicial mais pra frente e conseguir encarar a leitura de todos os volumes da série.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Ainda não tive a oportunidade de conhecer a escrita da autora, mas já li maravilhas sobre seus livro.
    Estou bem curiosa para iniciar a leitura dessa série, pois a premissa dos livros me agrada bastante.
    Fico feliz em saber que as personagens são incríveis e inesquecíveis, além de verossímeis.
    Gosto de livros históricos e pretendo procurar o primeiro livro para ler.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá lindona,

    Lucinda é uma fofa. Vi as fotos dela na bienal e fiquei encantada com a simplicidade dela.

    Eu tenho os dois primeiros livros dessa série e ainda não li por falta de tempo, já que estou com o TCC e fiquei curiosa com a saga por causa do segundo volume que li sua resenha e despertou meu interesse pelo modo da narrativa, o suspense e a história ser bem detalhada sem ser chata.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  20. Olha, vou te falar! tá cada dia mais difícil conviver com a agonia de começar a ler logo essa série...
    TáTooodo mundo amando, falando maravilhas dele e eu aqui, perdendo tempo e não lendo!!
    Preciso correr atrás logo!!
    huauhuaha
    Adorei a resenha!! beijinhos!!

    #Ana Souza

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  21. OOI!
    Essa série parece ser ótimaaa, além disso, tenho visto muuuitos elogios como o seu. O que só aumenta minha vontade de começar logo... E assim espero que aconteça! kkkkk
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  22. Que bom que terminou o livro encantada e apaixonada e que a escrita da Lucinda te fascina tanto! Tenho muita vontade de ler essa série, só me faltam tempo e oportunidade, mas saber que ela nos apresenta personagens inesquecíveis me anima demais. Adoro livros com presente e passado na narrativa, e duvido que eu vá conseguir descobrir um segredo que seja antes... Rs.... Não tenho a familiaridade que você tem com a escrita da autora e sou um pouco devagar pra essas coisas.

    ResponderExcluir
  23. Olá
    Estou bem curiosa sobre essa série estão falando muito bem dela.Amo romances de época me sinto teletransportada para séculos atrás fora que a narrativa é muito envolvente. Fiquei curiosa para saber um pouco sobre a história da Flora e da Estrela. A leitura parece ser bem fluida ainda não para quem curte o gênero. Igual você disse que já foi descobrindo as coisas antes de acontecer pelo fato de ja saber a escrita da autora eu também me sinto assim com a Sylvia Day por amar tanto a escrita dela quando chega um certo capítulo do livro já sei tudo que vai acontecer adiante. Espero em breve poder fazer a leitura da série e gostar tanto igual você está gostando.

    ResponderExcluir
  24. Olá, Tamara! Eu também fico cada vez mais fascinada a cada resenha que encontro desta série. E com a sua não foi diferente! Os encontros, os detalhes... cada vez mais curiosa com esse e os outros livros da autora. Parabéns pela resenha!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi, Tamara!

    Me interessei pela série, nunca tinha ouvido falar... parece ser uma história cativante com toda essas coisas do passado. Vou adicionar à minha lista, obrigada pela dica!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Tamara.

    Sempre tive curiosidade de conhecer de perto a escrita da Lucinda.

    Quando me deparei com "As sete irmãs" fiquei muito encantada e louca para iniciar logo a leitura, mas a lista é tão grande que não sei quando terei a oportunidade.

    Parabéns pela resenha e te admiro pela sensibilidade que você tem de absorver todos os pontos chaves do livro e conseguir descrever tão bem as impressões que o livro te causou.

    Mais uma vez anoto a dica de um livro da Lucinda e espero poder conferir em breve!

    ResponderExcluir
  27. Olá
    que bom que gostou tanto da leitura, parece ser muito legal e morro de vontade de ler algo da autora por sempre ver muitos elogios, parabéns pela resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Olá, essa série da Lucinda é bem legal mesmo, eu gostei da narrativa, e a forma de dar ambientação diferente em cada história. Bjkas

    ResponderExcluir
  29. Este é o tipico livro que amo ler, com uma história envolvente e bem desenvolvida. Esta série é uma das minhas metas prioritárias de leitura, e de todos este terceiro é o melhor. O Desenvolvimento de Estrela, também me fez tornar ela minha preferida.

    ResponderExcluir
  30. Já tinha visto somente as capas dos livros dessa série e confesso que achei bem interessante, vou procurar saber mais detalhes sobre o primeiro livro ☺ Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  31. Oie!
    Parabéns pela resenha!!!
    Eu sempre vejo maravilhas a respeito dos livros e da escrita da Lucinda Riley, mas nunca me deu aquela vontade louca para conhecer seus livros. Espero que futuramente isto mude e eu tenha o prazer de conhecer suas obras.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  32. Oi Tamara, sua linda, tudo bem?
    Eu estou amando essa série, virei fã da autora, é meu primeiro contato com ela. Dos três livros, o que me arrebatou foi segundo. O primeiro me enlouqueceu com tanto mistério. Já esse terceiro, achei que a autora demorou muito no fim para concluir a história, perdeu o ritmo. E achei que a personagem não se encontrou no fim das contas, terminei com a sensação de que ainda não sei quem ela é. Estou ansiosa para ler o próximo livro. Gostei da sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Olá! Amo livros históricos, estou terminando um e queria muito poder ler e conhecer ainda mais essa série, mas o TCC me impede, vou deixar esse livro na minha lista de desejados e aproveitar na black friday e ler nas férias.

    ResponderExcluir
  34. Olá,
    Eu adoro ler um bom romance, mas confesso que os de época não me atraem.
    Achei diferente as perguntas e respostas.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir