30 outubro 2016

Resenha - Fábrica de Vespas




Frank – um garoto de 16 anos bastante incomum – vive com seu pai em um vilarejo afastado, em uma ilha escocesa. A vida deles, para dizer o mínimo, não é nada convencional. A mãe de Frank os abandonou anos atrás; Eric, seu irmão mais velho, está confinado em um hospital psiquiátrico; e seu pai é um excêntrico sem tamanho. Para aliviar suas angústias e frustrações, Frank começa a praticar estranhos atos de violência, criando bizarros rituais diários onde encontra algum alívio e consolo. Suas únicas tentativas de contato com o mundo exterior são Jamie, seu amigo anão, com quem bebe no pub local, e os animais que persegue ao redor da ilha.
Abandonado à própria sorte para observar a natureza e inventar sua própria teologia – a maneira do Robinson Crusoé de Daniel Defoe –, Frank desconhece a escola e o serviço social, já que seu pai acredita na educação “natural”, recomendada pelo filósofo do século XVIII Jean-Jacques Rousseau e apresentada em seu romance Emílio, ou Da Educação (1762), que sugere que as crianças devem crescer entre as belezas da natureza, permitindo que elas se deleitem com a flora e a fauna. A natureza humana seria boa a princípio, mas corrompida pela civilização. Quando descobre que Eric fugiu do hospital, Frank tem que preparar o terreno para o inevitável retorno de seu irmão – um acontecimento que implode os mistérios do passado e vai mudar a vida de Frank por completo.


Título: Fábrica de vespas
240 páginas || Skoob || Editora: DarkSide Books || Onde Comprar










Frank é um garoto de 16 anos que não foi registrado quando nasceu devido às excentricidade de seu pai, por isso ele se passa como sobrinho de seu pai ante a todos na pequena e remota ilha na qual vivem. Isolado de todos, Frank passa boa parte do seu tempo matando e torturado animais, colocando armadilhas ao redor da ilha, e capturando vespas para sua fábrica. Mas hoje ele está bem, já que antigamente ele matava pessoas e hoje só tortura animais. Diferente de seu irmão Eric, Frank jamais deixou ninguém sequer imaginar que ele faz tais coisas, e, dessa forma ele vive seus dias tranquilamente.

"Era tudo de propósito, claro. Pouco do que faço não é de propósito, de um jeito ou de outro."

As coisas mudam quando Eric foge do hospital psiquiátrico no qual viveu os últimos dois anos. Os segredos do passado estão ameaçados e por mais que deseje Eric perto, Frank deseja ainda mais continuar com sua vida como ela está, e a presença de seu irmão ameaça toda sua rotina. Também não ajuda nada seu pai estar agindo mais estranhamente que o habitual. Quais segredos Frank ainda não sabe?



[- Minhas Impressões -]


Fábrica de Vespas foi o livro mais denso que já li, e falo isso não pela estória ser arrastada e chata, e sim pela quantidade de brutalidade que as cenas trazem. Tive que parar alguns momentos para digerir as coisas que estava lendo, e houve momentos em que até mesmo chorei de dó dos pobres animais que sofriam a fúria do agressor psicopata. Mas, ao chegar num certo ponto, foi impossível parar a leitura de tão empolgante que se tornou.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Frank. Ele sendo um jovem de 16 anos totalmente frustrado pela vida que leva extravasa sua raiva através de crueldades que pratica diariamente ao redor da ilha. Ainda fico chocada com a naturalidade que ele fazia tais coisas e várias cenas me deixaram enojada, mas, para ele, era como se estivesse colhendo flores no campo de tão natural. A criação do personagem é muito sólida, ele possui características de um psicopata sem coração e nem seu próprio pai é livre de suas ações, porém, Frank sabe que precisa dele para continuar vivendo na ilha, e essa é única razão que o impede de dar fim ao pai. Ele é sem coração e acha completamente natural tudo que faz.

Mas parte da forma com que Frank é, também é resultado da criação que recebeu de seu pai e pelo histórico de pessoas suicidas e doidas da família. Seu pai é uma figura peculiar e muito misteriosa. Ao longo de todo o livro ele se fecha em seu escritório e faz coisas que Frank nem imagina, e isso faz com que o garoto tente descobrir o que o pai tem escondido. Sei pai não demostra ser preocupado com ele, e usa em vários momentos palavras para tentar machucar o filho, o que faz com que Frank fiquei ainda mais irado.

Como a estória se passa numa ilha remota, são raros os personagens secundários, sendo Eric, irmão de Frank, o que mais parece. Ele fugiu do hospital psiquiátrico no qual viveu por dois anos após colocar fogo num cachorro e dar minhocas e larvas para crianças comerem. Conforme vamos lendo vemos que nem sempre ele foi assim, Eric era um jovem doce mas algo o fez enlouquecer. Essa razão foi a que mais me deixou curiosa no livro. Como pode um menino aparentemente normal acabar enlouquecendo do nada?

"Dois anos depois que eu matei Blyth, eu matei meu irmão mais novo Paul, por razões diferentes e mais fundamentais do que eu estava disposto a matar Blyth, e, então, um ano depois eu fiz com minha prima Esmerelda, mais ou menos por um capricho.
Essa é a minha pontuação do momento. Três. Eu não matei ninguém há anos, e não pretendo nunca mais.
Foi só uma fase que eu estava passando”.

A estória tmabém possuí vários segredos que prendem o leitor. Alguns são bem explicados outros ficam sem explicações, mas isso se deve ao fato de Frank ser o narrador, então ele acaba por contar aquilo que lhe convêm. O final do livro é sensacional e, nesse ponto, percebemos que o autor jogou várias pistas que julgamos serem só mais uma doideira, entretanto, na realidade, mostra quem são as verdadeiras pessoas doentes da estória. Fiquei de boca aberta e até reli o ultimo capítulo para ver se tinha entendido certo.

"Uma morte é sempre excitante, sempre faz com que você perceba quão vivo e vulnerável está, mas quão sortudo é. Mas a morte de alguém próximo dá uma boa desculpa para que você fique um pouco doido por um tempo, e faça coisas que de outro modo seriam indesculpáveis. Que maravilha seria agir feito um alucinado e ainda sim ganhar a simpatia de todos."

O livro físico em si está fantástico. O exemplar traz capa dura com uma textura emborrachada, com uma imagem da Fábrica de Vespas. Internamente ele conta com folhas amarelas e bem grossas, contendo letras e espaçamentos em ótimas proporções para se ler. Ele também trás algumas ilustrações que só deixam a edição ainda mais sensacional.


No geral Fábrica de Vespas foi um belo tapa na cara, não estava preparada para as coisas que estavam por vir, e, muito menos, por tanta crueldade que o personagem pratica durante a estória. Não recomendo o livro para qualquer pessoa, ele é forte e trás cenas de morte brutais de animais, além dos pensamentos frios do personagem, portanto, pessoas que se impressionam facilmente não irão gostar da leitura. Mas você, que ama um livro bem escrito na sua mais perfeita excentricidade, e com um final aterrador, pode ter certeza que irá se envolver até a última página. 

28 comentários:

  1. Olá
    Confesso que ainda não tinha lido nada a respeito desse título, e essa capa, inicialmente me deixou com um pé atrás, justamente por não saber do que se trata. Adorei poder conferir suas impressões a respeito, e com certeza gostaria de poder fazer essa leitura também. Não tenho dúvidas de que seja uma obra com cenas fortes, e apesar de não ler tantos desse gênero, eu fico intrigada sim, especialmente por conta dos segredos, explicações e afins.
    Beijos, Fer - www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Fiquei bem curiosa com este livro.
    É sempre bom ver os livros que a DarkSide traz para o leitor. Novos surpreendentes e que nos prendem de maneiras incríveis. Nunca imaginei ler um livro narrado por um "psicopata". Ou entrar na mente de algum jovem doentio que maltrata pobres criaturas.
    Vou procurar saber mais da obra e ficar de olho em promoções dele.

    Uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  3. olá!
    A darkside sempre capricha nas capas e na diagramação.
    A sinopse não me chamou tanto a atenção, mas sua resenha está ótima, mesmo não sendo uma história que me chamaria a atenção, vc fez com que me chamasse atenção.
    Vou anotar a dica para uma leitura futura.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Stefani!
    Sou apaixonada por histórias assim, não é à toa que amo os livros do Dexter! Esse título me lembrou O Silêncio dos Inocentes (eu sei, nada a ver kk).
    Gosto de histórias assim, que prende o leitor e traz um lado sombrio que choca a gente.
    Já vou adicionar ele à minha lista de futuras leituras, eita lista que só aumenta!)

    Parabéns pela resenha, abs ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi Stefani, também não consigo ler um livro com muita violência e brutalidade, de uma vez, sem fazer alguns intervalos para digerir a história. Os segredos que você mencionou que o enredo traz, foi a parte que mais me chamou a atenção e já anotei a dica para ler em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Stéfani você me deixou muito curiosa com esse livro principalmente porque quero saber o que enlouqueceu Erick é os segredos que o pai esconde. Convenhamos a família toda é bem sinistra. Rsrs...
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Resenha incrível, só posso dizer isso.
    Não bastasse a DarkSide caprichar tanto nas edições e nos deixar loucos vem você e me escreve essa premissa tão instigante!
    Não tinha lido nenhuma resenha de Fábrica de vespas, iria comprá-lo mesmo assim, está na minha lista de natal :D
    Mas agora vejo que não iria me arrepender, obrigada por partilhar de suas impressões, quero muito, muito ler esse livro.
    Beijos!
    Viviane

    ResponderExcluir
  8. Olá!! :)

    Eu já tinha ouvido falar deste livro mas nunca li nenhuma resenha! :) ahah Mas olha que achei a capa bem perturbadora, devo dizer!! :)

    E talvez não leia... Já que os pensamentos do protagonistas são assim tao maus e fáceis de impressionar o leitora! :) ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece ser incrível! Fiquei impressionada com que o Frank faz, por antes matar pessoas e atualmente torturar animais, é bem cruel. Imagino como as cenas devem ser forte e fiquei curiosa para poder ler. Adorei a resenha!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá Ste,
    Olhando pela capa, não imaginária que o livro tivesse uma história tão intrigante assim, o que me chamou cantante a atenção.
    Tento imaginar as crueldades de Frank, mas ainda assim, acho que ele é capaz de mais por não sentir culpa alguma do que faz. Fiquei completamente envolvida com a resenha e espero ler em breve. Adorei a dica.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  11. Olá Stefani.
    Nossa, sua resenha me deixou com calafrios. Eu estou morrendo de medo do Frank. Eu não tenho coragem nenhuma de ler este livro, sou medrosa demais. Mas tenho que admitir que fiquei curiosa com esse final que você falou que o livro tem.
    Adorei a resenha, me deixou com medo, mas isso é um sinal que foi uma ótima resenha.
    Bjssss

    ResponderExcluir
  12. Oi Stefani,

    Estou muito curiosa com esse livro, justamente por ele ser bem mais denso. Mas como estou vendo que você até chorou com a brutalidade, sinto que não é o momento para eu ler, MAS com certeza lerei mais para frente, pois sei que é um livro muito bom. Adorei a sua resenha e suas considerações, espero gostar mesmo com tamanha crueldade.

    beijos =)

    ResponderExcluir
  13. Olá amore,
    Vi esse livro de relance nas andanças pela internet... mas não me chamou a atenção não viu... quem sabe num outro momento.. isso até ler sua resenha... OMGGG preciso desse livro... quero me envolver até a última página ...
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  14. Esse é um dos livros da Darkside que eu mais desejo no momento! Eu adoro leituras densas, marcantes e chocante, e pelas resenhas que eu li a história tem cenas bastante perturbadoras. Deve ser uma leitura extremamente viciante, e espero comprar logo, não me aguento mais de vontade. rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  15. Oie...
    Adorei conferir sua resenha!
    Fiquei bem curiosa para ler a obra devido á esses segredos que envolvem o leitor e pelo fato de ser uma leitura diferente das quais eu estou habituada á ler, porém, fiquei um pouquinho com o pé atrás com essas cenas brutais... Vou decidir se leio ou não ;)
    Não tenho dúvidas de que a edição seja bela...

    ResponderExcluir
  16. Oi Ste, tudo bom?

    Caramba, pela sinopse já pra ver a densidade e a complexidade do livro, bem a pegada da DarkSide mesmo, uma das minhas editoras favoritas, então acho que vou gostar bastante!

    Abraços,

    Tiago Valente
    avidalida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Já disse que o blog é sensacional? Se não disse estou dizendo agora: O blog é SENSACIONAL.
    Quanto ao livro, Fábrica de Vespas é um livro no qual quero continuar a leitura, li apenas as primeiras páginas e me deixou bastante intrigado, queria continuar mas o livro não era meu. Pelo que ando lendo sobre o livro, não irei me decepcionar.

    ResponderExcluir
  18. Sabe quando você fica doida por um livro e não faz nada da vida só fica procurando por ele por ai ? sou eu com fabrica de vespas, desde a primeira resenha que eu vi desse livro eu fiquei totalmente m-a-l-u-c-a,é o meu livro mais desejado no momento, e não irei me contentar até ter ele, eu estou muito curiosa para saber como a cabeça do frank funciona, sou doida por crianças/jovens psicopatas

    ResponderExcluir
  19. Oie!!
    Menina esse é a primeira resenha que eu leio desse livro e confesso que eu não o conhecia, mas tenho que te dizer... fiquei chocada com a sua resenha!!!
    Não é o tipo de livro que eu leria e para falar a verdade eu passo é longe por ser bem medrosa hahaha
    Mas uma coisa que é inegável é as capas da Dark, nao é mesmo? Simplesmente perfeita!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Acredito que essa crueldade que o personagem tem e faz com os outros, principalmente os animais, me chocaria muito e me deixaria muito triste ao ler hahaha Eu estava com muita curiosidade para realizar essa leitura, mas agora estou achando que vai ser bem chocante para mim, então vou deixar de lado por enquanto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. bem, eu tô bem ansiosa pra fazer essa leitura, embora já saiba que as cenas com mortes de animais vão me fazer revolver o estômago :(
    de qualquer forma, pelo teor perturbador e psicológico do livro, ainda pretendo ter e ler...espero não me chocar [tanto] ao ponto de abandonar a leitura...
    bjs...

    ResponderExcluir
  22. Oiee, tudo bem?? Eu amoooo os livros da DarkSide (não canso de dizer isso), mas o fato de trazer crueldade com os animais já me deixa receosa. Sério, sou do tipo que sofre quando um bichinho morre num filme mais do que uma pessoa #mejulgue kkk daí acho que odiaria o Frank, e quando não gosto do personagem principal a história já vai pelo ralo... sei não mas acho que Fábrica de Vespas vai ser um grande desafio pra mim viu? Bjosss

    http://porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi, Stefani

    Eu não me impressiono facilmente, então esse não seria um problema pra mim. Sabe que eu desconhecia esse livro? Achei o título interessante, assim como a premissa, apesar de ser bem sombria.
    Eu nem li o livro e já fiquei impressionada com tamanha maldade, imagino que eu também ficaria meio enjoada, mas acho válido, pois imagino que essa seja a intenção.
    Gostei bastante da dica!

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Olá Stéfani,
    Estou bem curiosa com relação a esse livro, mas tenho receio por causa dessas cenas pesadas, que todos falam.
    Não consigo me imaginar parando uma leitura, pois o livro é denso e fiquei surpresa com uma cena, mas, é engraçado, te imagino fazendo isso.
    Estou curiosa para saber quais são esses segredos que prendem o leitor e como me sentiria quando eles são revelados. Sua resenha me surpreendeu e me deixou bem curiosa para saber o que acontece. Vou super anotar a dica.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Que livro mais tenso. Acho que nunca li nada desse teor. Só de ler a sua resenha e os trechos do livro já fiquei com o coração na mão. Frank realmente é um menino mau e sem escrúpulos. Por mais que não goste de livros assim fiquei intrigada em conhecer a mente doentia desse personagem.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Te digo que eu sou do tipo de pessoa que se impressiona fácil, então vou seguir seu conselho de não ler esse livro. Até porque só de imaginar tais descritas por você, senti um enjoo. Não consigo imaginar animais sendo maltratados, isso me dá muita dó mesmo. Então acho que ler essa leitura seria um pouco torturosa pra mim. Mas confesso que fiquei bem curiosa com seus comentários acerca do livro ser muito bem escrito. De qualquer forma, obrigada pela dica.

    Até, bjs!
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  27. Olá,
    A Dark sempre traz livros que nos surpreendem e a sua diagramação sempre perfeita. Mas este não será um livro que vou me aventura, essa parte tensa de animais sofrendo a fúria do personagem me faria jogar o livro bem longe, detesto maltrato a animais mesmo que seja ficção. Eu ficaria noites sem dormir se eu lesse. Apesar disso me instigo pelos segredos que rondam o enredo.

    ResponderExcluir
  28. Olá querida, como está?
    Primeiramente: excelente e detalhada resenha sobre um livro com certeza escabroso.
    Segundo: seguindo a deixa da Ingrid Cristina, acho que, pelo menos por agora, não lerei esse livro porque com certeza iria xingar muito! E ninguém tem ideia do quão xingadora eu sou.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir