24 outubro 2016

Resenha - A colônia




Nas profundezas de uma floresta no Peru, uma massa negra devora um turista americano. Em Mineápolis, nos Estados Unidos, um agente do FBI descobre algo terrível ao investigar a queda de um avião. Na Índia, estranhos padrões sísmicos assustam pesquisadores em um laboratório. Na China, o governo deixa uma bomba nuclear cair “acidentalmente” no próprio território. Enquanto todo tipo de incidente bizarro assola o planeta, um pacote misterioso chega em um laboratório em Washington... E algo está tentando escapar dele. O mundo está à beira de um desastre apocalíptico. Uma espécie ancestral, há muito adormecida, finalmente despertou. E a humanidade pode estar com os dias contados.





Título: A Colônia 
272 páginas | Skoob | Cortesia: Cia das Letras | Onde comprar











"Ele ouvia gritos, mas também algo mais. Um som farfalhante, como estalos e cliques. Parecia ao mesmo tempo agradável e bizarro. O guarda-costas se levantou com esforço, mas estava com manchas pretas nas costas, nos braços e na cabeça. Henderson não conseguia distinguir o que as manchas eram, mas então reparou que elas estavam se mexendo, dividindo-se e se aglomerando, reconstituindo-se no corpo do guarda-costas por mais que ele se debatesse e se esfregasse. Henderson sentiu o estômago se revirar de novo, porque, de onde estava no meio das árvores, mesmo com a visão obstruída pela vegetação, parecia que o rosto do guarda-costas estava derretendo: a pele se desfazia, expondo carne, músculos e ossos. O homem ainda estava de pé, aos berros, batendo os braços no ar, na cabeça, no corpo, mas a escuridão só ficou mais intensa."

Há uma massa negra, densa, viva e letal que se move, cobre as pessoas e as devora, em poucos minutos. Não se sabe ao certo de onde ela veio, mas o que se sabe é que ela existe há milhões de anos e estava adormecida, até ser acordada por algo não identificado. Essa massa é formada por aranhas. Aranhas negras que se juntam umas as outras com um objetivo comum. Elas apareceram primeiro no parque nacional do Peru, enquanto um grupo fazia uma trilha e em um momento não havia nada e no seguinte, apenas a massa negra sob uma pessoa. Logo em seguida, em outra parte do mundo um avião cai, e ao investigar o acidente, um agente da polícia percebe que há algo perigoso e desconhecido por trás daquela queda, algo assustador, novamente as desconhecidas aranhas.

"Talvez, se tivesse olhado com mais atenção, tivesse visto os ossos soterrados pelas aranhas, os corpos completamente descarnados. Talvez tivesse se dado conta de que havia um motivo para ele não ter visto o supervisor desde que os dois cientistas apareceram. E, talvez, se tivesse descido sozinho, se não tivesse tido tanto falatório, ele tivesse escutado o barulho às suas costas, lá no túnel. Um farfalhar. O som de algo se rompendo. Se ele tivesse escutado, teria percebido que as aranhas não estavam todas mortas. Talvez aí ele tivesse gritado para os homens enfiarem a porta de volta no lugar e segurarem com força.
Talvez."

Ao mesmo tempo, em Washington, uma cientista especialista em aranhas recebe uma bolsa contendo ovos prestes a se desenvolver, e enquanto observa o desenvolvimento desses ovos, a fim de conferir o que sairia lá de dentro, ela percebe surpresa que as aranhas que saem de lá são negras e diferentes de tudo que ela já vira. A cientista, Melanie, se propõe a estudá-las com tempo, porém, logo perceberá que não possui nenhum tempo e que precisa descobrir o que são aquelas aranhas que estão causando um pânico generalizado e estão fazendo inclusive a casa branca declarar estado de emergência, e logo percebe-se com assombro que o mundo que conhecemos pode correr um grande risco.

"Sorte a dele por ter morrido de hemorragia em sessenta segundos. As primeiras aranhas passaram pelas janelas quebradas em oitenta."



| - Minhas Impressões - |


Nessa história aterrorizante e surpreendente, Ezekiel Boone estreia na literatura criando uma trama envolvente que nos faz ansiar por mais a cada minuto.

"- Então o que vem agora? - perguntou Steph.
- Mais - disse Melanie. - Pior. As próximas são as que valem. São as que vêm para ficar."

É muito difícil falar desse livro. Tanto porque não consigo descrever todo o sentimento eletrizante que ele me causou e também porque preciso tomar cuidado ao falar da história para não entregar pontos cruciais, embora esse livro faça parte de uma trilogia e esse primeiro é apenas uma espécie de introdução, e uma introdução fantástica e cativante, diga-se de passagem.

A princípio, a sinopse me chamou muita atenção por me lembrar o livro Zoo, de James Paterson, que li há um ano e que me deixou muito impressionada. Então confesso que imaginando algo parecido, comecei essa história com muitas expectativas, e ouso dizer que todas elas foram supridas. Claro que o livro é diferente de Zoo, pois Zoo tratava de animais no geral tendo uma espécie de surto, e aqui temos aranhas carnívoras em seu pleno instinto animal, mas o que prevalece é esse sentimento de agonia, de sentir o que o autor está descrevendo a cada momento e a sensação de estar naqueles ambientes mencionados.

O primeiro ponto positivo que devo mencionar é a construção da obra. Gerando uma expectativa crescente, o autor nos faz sentir um forte envolvimento com a história, tanto que passei a madrugada lendo e só fechei o livro quando finalizei. Além disso vemos a ação dessas aranhas em várias partes do mundo, o que dá uma dinamizada ótima no texto. Isso é mais um ponto em relação ao qual o autor está de parabéns, pois, mesmo trazendo essa visão de diversas partes do mundo, trocando de capítulos várias vezes e nos apresentando uma gama enorme de personagens, o autor não perdeu o foco em nenhum momento e nos leva a nos afeiçoar a todos e a criar uma ligação entre esses capítulos. Outra coisa cativante é a descrição que foi muito bem feita que nos faz sentir como se estivéssemos nesse mundo de caos e pânico.

Particularmente eu não encontrei pontos tão negativos, mas eu sei que alguns leitores poderão se incomodar com algumas coisas presentes na obra, como por exemplo essa narração bastante dinâmica, em que ora vemos um personagem em certa parte do mundo, sendo que logo estamos observando outro, e logo em seguida outro, tendo aproximadamente uns dez pontos de vista. Se esses pontos não forem bem ligados e lidos com atenção, o leitor pode se perder em meio a tantos nomes e lugares. Além disso, o final do livro é um pouco frustrante no sentido em que deixa mais perguntas do que respostas, e é bastante aberto, mas creio que o autor finalizou na hora certa para nos deixar ansiosos para o próximo livro, que espero sinceramente que venha logo para o Brasil.

Como temos um grande número de personagens, obviamente acabei elegendo alguns como meus favoritos, e dentre eles estão Melanie, a cientista que estuda aranhas; e Mike, um policial que investigou o acidente de avião e que encontrou algumas das aranhas. Outro núcleo de personagens/ambientes que gostei muito foi a Casa Branca, onde podemos ver as tramas políticas dentro desse local e acompanhar também a tensão gerada por esse acontecimento mundial de grandes proporções.

Esse livro é narrado em terceira pessoa e, como já mencionado aqui, aborda uma série de pontos de vista para nos mostrar como essas aranhas chegaram em cada parte do mundo e como elas estão agindo. Esses pontos de vista são identificados pela localização do local antes da narração, temos passagens no Peru, na Índia, em Minneapolis, na China, em Washington, dentre vários outros locais. Realizei a leitura em e-book e não encontrei erros.

Recomendo esse livro para todos os leitores que gostam de boas histórias que puxam para o terror e, de certa maneira, mexem com nosso psicológico nos fazendo imaginar as cenas ali descritas.

48 comentários:

  1. Olá Tamara
    Eu não conhecia esse título, e não sei bem, mas a principio a capa despertou bem meu interesse. Foi ótimo poder ler seus comentários a respeito. Que loucura essa questão das aranhas, eu morro de medo e só de imaginar, já sinto calafrios. Credo, e que tensão haha! Não tenho dúvidas de que mexe muito com o nosso psicológico.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oii!!
    Eu terminei de ler esse livro não faz muito tempo, ele superou minhas expectativas. Não é um gênero que me chame muito atenção, mas como uma amiga indicou e falou muito bem dele, eu acabei lendo e me apaixonei de verdade. Muito bom!!

    http://www.literaturanews.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Adoro esses livros mais para o lado terror, essa é minha praia. E por isso é bem dificil que eu sinta medo lendo terror, mas esse livro parece que vai conseguir, tenho alergia a vários venenos de insetos e artrópodes, só de ler sua resenha já senti patinhas subindo pelas pernas argh.
    O único porem é ser uma série, eu ando evitando, então acho que vou esperar mais um pouquinho

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Esse é um romance de estreia? Porque com certeza esse enredo não parece de um principalmente. Com certeza essa história diferente promete nos deixar ligados da primeira a última página. Com certeza vou querer ler.

    ResponderExcluir
  5. Ah! Eu não leria esse livro, não que eu tenha medo de aranhas!
    Mas um dos filmes que mais me deram nervoso quando era criança foi Aracnofobia.... eita filma lazarento... chega me da gastura só de lembrar dele... e sempre que olho a capa desse livro eu lembro dessa desgraceira cinematográfica... rs... e esse é meu único problema com esse livro.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura, é sempre bom encontrarmos leituras assim tão eletrizantes que nos deixam sem palavras.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  6. O livro me parece bem peçonhento, mas a forma como você descreveu o envolvimento que teve na narrativa, me deixou curiosa, porque independente do enredo, uma boa escrita me conquista fácil.
    Dica anotada!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Tamara!
    Olhe, livros de meio terror, com aranhas, não é pra mim. Tenho pavor desse inseto. Além de nojento, acho ele tenebroso. Na realidade, livros de terror/suspense não me chamam muito atenção não, por isso, vou passar a dica dessa vez.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Hey, Tamara!

    Credo! Odeio aranhas!
    Não tenho medo, mas morro de nojo.
    Lendo sua resenha, tenho a impressão de que o livro é bom mesmo, mas acho que nem isso vai me fazer querer ler... rsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro e adorei a capa, para alem da premissa, bem gira para esta altura do ano, na minha opinião! :)

    Bem, gostei de er a resenha e, ainda que não seja grande fa de narrações em terceira pessoa, vou procurar ler. Sim, acho que seria um dos que me incomodaria a mudança de personagens tao rapidamente! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Tamara, assim que comecei a ler a resenha lembrei logo de Zoo. Aí você coloca na resenha. Gostei muito de tudo que você pontou na resenha. Esse é um tipo de livro que eu gosto, ainda mais por trazer os pontos de vista descentralizados. Vou procurar pra comprar.

    Beijos! Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  11. Ai Deus, esse livro também estava entre as opções da Cia do mês passado! Eu fiquei muito na dúvida entre este, Minha Melodia, Ninguém Vira Adulto de Verdade e O Livro de Memórias...acabei solicitando este último, mas minha curiosidade por A Colônia permanece, e essa é a primeira resenha do livro que leio! :)
    Eu achei a temática bem interessante. Não li Zoo, mas entendi a sua associação em um primeiro momento. Eu tenho pavor de aranhas, então eu acho que a leitura vai ser bem mais agoniante por isso. Curiosa para saber também de onde essaa aranhas surgiram. Essa narrativa mais dinâmica não será um problema para mim, estou acostumada com narrativas vai e vem!

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Oiii, tudo bem?
    Que livro é esse gente? Fiquei apaixonada por aqui, essa queda do avião e esse suspense me deixaram aqui querendo saber o que realmente teria acontecido, além do mais essa capa me atraiu de uma maneira forte e deve ser linda a edição fisica dele, parabéns pela resenha e adoraria ter a oportunidade de ler.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Oii...
    Esse livro me encantou também, só que fiquei com um certo receio quando você falou que existe uma narração dinâmica, devido o fato de que eu não consigo demorar muito tempo lendo um livro e acabo esquecendo um pouco os acontecimentos quando são narrados por vários pontos de vista diferentes.

    ResponderExcluir
  14. Tamara esse livro é meu número, adoro essas histórias cheia de suspense que cria expectativa, o autor foi muito inteligente nos fatos criados no livro, adorei essa leitura. Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Não sou muito fã de aranhas mas fiquei bem curiosa com a tudo o que você disse sobre o livro. Adoro histórias que mexem com o psicológico do leitor e essa parece fazer isso de modo perfeito. Fica até difícil acreditar que é o livro de estréia do autor. Gostei de saber que a trama mostra os acontecimentos em vários lugares do mundo.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  16. Oii
    Infelizmente esse gênero não me atrai, e eu tenho pavor a aranha hahaha
    Dessa vez vou deixar a dica passar
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi. Tamara do céu...Eu tenho pânico de aranha... até as minúsculas me deixam arrepiada e acho que essa livro os mw deixar com a sensação de estar vendo aranha por todos os lados. Mas é claro que mesmo assim eu quero ler principalmente para descobrir o que está acontecendo e porquê essas aranhas estão aparecendo.
    Bj

    ResponderExcluir
  18. Olá Tamara, minha amiga!
    Ainda não conhecia esse livro, mas WOW que premissa mais interessante! A obra parece ter sido muito bem construída e desenvolvida. Gostei dessa questão de a obra ir gerando uma expectativa crescente e o envolvimento que a trama parece ter.
    Morro de pavor de aranhas, então, acho que é bem provável que esse livro me apavore também.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  19. Oi Tamara, só pela capa eu não leria ( nem tocaria ) nesse livro. Tenho aracnofobia imagina a minha situação no Halloween já que até aranhas de papel me assustam. De qqr forma sua resenha está otima. Bjs
    http://www.facesemlivros.com/

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bom?

    Não conhecia esse livro e apesar de não ser o tipo de leitura que faço me interessei bastante por esse ambiente cheio de suspense que a história traz.

    Beijos:*
    treslivrolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Tenho pavor desses pequenos bichinhos heheh e estou realmente interessado em sentir um pouco de medo com esse livro. Eu até já tinha ouvido falar, mas não com tantos detalhes sobre o enredo. Eu simplesmente adorei, gosto dessa forma de contar a estória em várias partes e td acontecendo ao mesmo tempo. Não sabia que era uma trilogia.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  22. Oi Tamara, tudo bem?
    Acabo de ler a sua resenha e agora estou muito curiosa para conferir essa obra. Amo terror e por ter o foco em aranhas, um bicho que eu morro de medo, a parte do terror e de fazer os leitores imaginarem as cenas com certeza iria funcionar perfeitamente para mim. Fico feliz em saber que apesar de ser um livro introdutório, é ótimo. Gosto também dessa ideia de ter vários pontos de vistas em várias partes do mundo, espero ler esse livro muito em breve!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  23. Hello! Tudo bem?
    Só de ver essa capa já sinto agonia!
    A arte está linda, mas me da um certo nojo hahaha...odeio aranhas.
    Nao sabia do que se tratava a historia e achei bem legal tudo, nao é meu tipo de leitura, mas vou dar uma chance depois de falar tanta coisa boa.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  24. Olá,
    O livro parece ser bastante interessante e como há mais de um cenário e envolve bastante personagens, parece ser uma história grande e envolvente. Gosto de histórias que envolvem terror e adorei poder conhecer o livro!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  25. oi ^^
    eu tô ficando doida pra ler esse livro, apesar de ter um pavor com coisas relacionadas a aranhas, a história é bem chamativa e por isso acho que vou fazer esse esforço.
    tbm todo mundo tá falando super bem e a gente fica como, muitooo empolgada
    adorei a resenha

    ResponderExcluir
  26. essa premissa me lembrou um pouco um episódio de Arquivo X. *--*
    fiquei loucamente interessada quando vi esse lançamento e espero ter a chance de fazer a leitura... e tramas com diversos pontos de vista não me incomodam, ao contrário... gosto dessa diversidade de ângulos na narrativa...
    dica anotada... bjs :)

    ResponderExcluir
  27. Oie
    muito legal o enredo, parece ser uma leitura bem interessante mas que no momento não é bem o que procuro, mesmo assim boa dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oie...
    Tenho que passar longe desse livro! Sabe porque? Tenho aracnofobia e simplesmente será um terror ler algo assim rsrs....
    Mas, enfim, não é um livro indicado pra mim, mas, quem curte leituras assim deve ser uma leitura proveitosa, pois, a premissa é até legal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi Tamara!

    Esse é o meu tipo de livro no gênero terror. Pois acho incrível quando o autor puxa mais para o lado psicológico da coisa. Achei bem legal a narrativa dinâmica, pode causar estranheza, mas ainda assim adoro o estilo, ainda mais sendo em terceira pessoa. Eu com certeza anotei a dica e fiquei bem interessada na obra.

    beijos =)

    ResponderExcluir
  30. Que sinopse é essa, gente? Estou curiosa! Gosto de tramas assim, então tenho queda por livros do mesmo tema. Já vou procurar no Skoob, hahaha!

    Carolina Gama

    ResponderExcluir
  31. OOi!
    Bom, o livro não é para mim! Não curto o gênero, com aranhas então... KKKKKK
    Enfim, fico feliz que tenha gostado, mas acho melhor eu passar essa dica!
    Ótima resenha!

    beijoos!
    Estante Mineira

    ResponderExcluir
  32. Oi
    Que livro incrível! Fiquei mega curiosa! Essas aranhas com certeza deixam o livro muito tenso. Amei. Quero!
    Bjus

    ResponderExcluir
  33. Hi baby, tudo bem? argh essa capa me dá nos nervos, fico me coçando inteira o que é um problema já que achei a sinopse bem interessante kkkk adorei sua resenha e pretendo ler sim, nem que eu compre o livro e arranque a capa hehe

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  34. Só de pensar em assustadoras aranhas andando por ai e causando um pânico e envolvidas em terríveis acidentes já é o suficiente para eu passar o mais longe possível e não querer ler para não ter pesadelos e ter medo de toda e qualquer coisa que se mexa kkk Mas para quem gosta desse estilo eletrizando e misterioso, tenho certeza que é uma ótima leitura, mas dessa vez eu vou passar. Ainda preciso da minha saúde mental! kk
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  35. Oie tudo bem? Nossa vi bastante resenha de livros que puxam terror essa semana por causa do Halloween. Infelizmente não me dou bem com o gênero então vou passar a dica hoje.

    ResponderExcluir
  36. Oi Tamara!
    Eu vi esse livro quando ele foi lançado e apesar de a capa + o título já darem a entender sobre o que se trata a história, quando li a sinopse esperava que pudesse puxar para outro caminho. Infelizmente era o que eu pensava, aranhas carnívoras despertando e a humanidade preste a um desastre apocalíptico.
    Como não curto nada esse estilo, principalmente quando envolvente animais matando todo mundo (neste caso aranhas, que acho pior ainda), passo a sugestão dessa vez.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/10/descobrindo-garcia-roza-resenha.html

    ResponderExcluir
  37. Oi Tamara! A premissa desse livro me fez lembrar um pouco daquele filme Aracnofobia. Lembro de vê-lo passando na tv, mas nunca assisti inteiro, morria de medo daquelas malditas aranhas que infestavam a casa. Mas agora que estou crescida, e entendo mais das coisas, achei a premissa da Colônia muito legal. Imagina a aflição de estar frente a esses bichos? Adorei sua resenha, abraços

    ResponderExcluir
  38. Olá, já li outra resenha do livro, e gostei do que vi, juntando a sua com a de outra pessoa. Um ponto forte, assim como você disse, é essa ideia de podermos entender o que se passa em cada parte do mundo que vive o mesmo problemas com as aranhas. Mas confesso que alguns leitores realmente estranhariam isso, eu amaria.

    ResponderExcluir
  39. Oi Tamara... adorei a resenha.
    Não conhecia o livro, mas com certeza ele não é o meu estilo. Sou muito medrosa então livros puxados para o terror não são para mim. Sem contar que eu tenho pânico de aranhas hahaha

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  40. Oi linda,

    Um livro plenamente maravilhoso pelo jeito.
    Gostei do enredo e como ele foi construído e principalmente pelos pontos que ressaltou, como, dinâmica nos diálogos e vários personagens que sempre dão aquele "ar" de teoria da conspiração que geralmente os livros de suspense e terror tem.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  41. Parece um livro incrível, mas não faz meu gênero. A capa ficou incrível e adorei sua resenha, muito bem escrita e desenvolvida!!

    ResponderExcluir
  42. Olá, adorei a resenha e o livro, de verdade, não sou de ter muito medo de livros que contam sobre animais mas adorei a premissa e achei impressioante, além do fato do livro se passar em várias partes do mundo me conquistou de verdade irei super anotar essa dica para ler e talvez apresentar o livro a algum amigo que tem aracnofobia KKK

    ResponderExcluir
  43. Ola lindona so de ver a capa já fico com agonia com essa aranha, mesmo com sua resenha destacando pontos altos esse é um livro que foge um pouco do que costumo ler, dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    wwww.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  44. Tamara, nem consegui concluir a leitura da sua resenha. Tenho aracnofobia, nem a capa eu consegui ficar olhando, bati o olho e já bateu desespero. >______<

    ResponderExcluir
  45. Acredite, os melhores livros são aqueles sobre os quais temos dificuldade de falar, pois de tão bons, não temos como descrevê-los. Esse é um dos livros que tenho muita vontade de ler, e após ler a sua resenha, essa vontade só aumentou. Parece-me tratar-se de uma leitura daquelas bem difíceis de deixar. Gostei muito da sua preocupação em não deixar escapar spoiler. Ótima resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  46. Oi, tudo bem?
    Um livro que trata de aranhas canibais ancestrais? Meu Deus, isso é tão anos oitenta que me faz dar mil e um pulos de alegria porque amo esse tipo de livro! Quero MUITO fazer a leitura desse quando eu tiver como comprar. Quem sabe na Feira do Livro de Poa que começou dia 28, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Tua resenha foi muito boa e só me deixou com mais vontade de executar essa leitura!
    Assinatura: Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  47. Oiee Tamara ^^
    Acho que eu ficaria perdida na narração..haha' ainda não li "Zoo", mas eu acompanho a série (vi a primeira temporada até agora), e acho bem interessante, apesar dos efeitos ruins na TV. Credo, aranhas kkkk' só de pensar eu já começo a me coçar *-* Eu até gosto de livros que conseguem mexer com o nosso psicológico, mas não com terror, e muito menos insetos *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  48. Olá! Cara, depois que assisti os filmes Aracnofobia eu dispenso qualquer coisa que tenha aranhas, mas leria normalmente esse livro se não tivesse tanto medo. Mas parece uma obra bem intensa com essas malditas aranhas carnívoras.

    ResponderExcluir