21 outubro 2016

Resenha - Cidade dos Fantasmas




Após uma catástrofe que matou milhões de pessoas, uma fenda se abre entre as dimensões e as cidades passam a ser assombradas por fantasmas. Verônica não passa um dia sem ver um fantasma, mas eles não a assustam. Porém, os fantasmas estão ganhando força e começam a aparecer com muito mais frequência. Ela e seu colega de classe Kirk, investigam por quê e descobrem uma história sinistra: August, seu professor de história, não se conforma que a sua filha não voltou do mundo dos mortos como fantasma e acha que para isso acontecer ela precisa primeiro se apossar de um corpo, e que Verônica é a pessoa certa para abrigar o espírito da filha. Mesmo que esteja errado, que mal há em criar mais um fantasma, se já existem tantos!




Título: Cidade dos Fantasmas
304 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Jangada || Onde Comprar












O mundo não é mais do jeito que conhecemos, um trágico acontecimento acaba causando a morte de milhões de pessoas no mesmo dia. Logo em seguida, uma fenda é criada entre o mundo dos vivos e dos mortos, e fantasmas começam a aparecer por toda parte, causando espanto e medo em todos. Mas não são fantasmas normais, iguais aos que pensamos conhecer hoje em dia, são uma espécie de lembranças que se repete todos os dias da mesma forma e no mesmo horário.

Verônica é uma adolescente que sofreu uma perda, seu pai morreu, porém ele é um dos fantasmas que assombram a cidade com sua memória. Todo dia ele aparece na mesa do café da manhã, antes dela sair pra ir para a escola. Sua mãe inconformada com a perda, não perde um dia sequer a visita do marido e no final sempre acaba com lágrimas no rosto e uma tristeza torturante.

Verônica já não se incomoda mais com os fantasmas, já que eles fazem parte de sua rotina diária. Mas tudo muda de repente quando um novo fantasma aparece e seu professor Gus aparenta ter um tipo de obsessão por Verônica. Gus é inconformado pelo fato de sua filha não ter voltado do mundo dos mortos e por isso acha que se ele matar uma menina no exato dia em que sua filha morreu, a alma dela irá se apossar de seu corpo e ela voltará a ficar com o pai, o único problema é que tal dia só acontece a cada quatro anos, no ano bissexto.

Gus vira um assassino e a cada quatro anos ele procura uma menina que se pareça com a filha de alguma forma, e, nesse ano, ele tem certeza de que sua filha é Verônica. Enquanto isso, Kirk, um amigo de Verônica que é apaixonado por ela, tenta ajudaá-la e começa a pesquisar mais sobre os fantasmas.

Em um suspense envolvente, Verônica terá que descobrir o que tem de familiar com o novo fantasma em sua casa, e como sobreviver a um assassino descontrolado, enquanto ajuda Kirk em sua busca aos motivos dos fantasmas estarem na terra e investigar se eles são realmente fantasmas.



[ - Minhas Impressões - ]


Cidade dos Fantasmas é o primeiro livro que leio do gênero Thriller psicológico, e com certeza não me arrependi em nada. Um livro sensacional que virou meu favorito. É um livro repleto de mistérios que te deixa tensa e maravilhada do início ao fim.

Os personagens são cheios de personalidade, e até mesmo os fantasmas conseguem expressar algo. Verônica é forte e tenta não se abalar com a presença de fantasmas, é destemida e curiosa. A amiga de Verônica, Janine é super medrosa, mas ao longo da história você vê a personagem evoluindo. August é um assassino inconformado, e mesmo sendo o vilão da história, eu consegui sentir pena dele e de sua situação.

A ambientação é legal e acontece em vários lugares diferentes, não fica uma rotina ou repetitivo. A narrativa é alternada em primeira pessoa contada por um dos fantasmas e em terceira pessoa, no começo foi um pouco confuso, mas logo me acostumei e acabei gostando da ideia do autor em fazer assim, deixou os sentimentos dos personagens mais claros e ficou muito envolvente.

A diagramação é muito boa, a capa é misteriosa e muito bonita, os capítulos são contados por traços e ficou super legal. A fonte está com um tamanho bom para a leitura e não achei nenhum erro de ortografia. O enredo não é muito criativo em si, já que desastres e fantasmas não são novidade, mas a ideia de juntar os dois e deixar os fantasmas diferente do que conhecemos resultou numa história muito boa.

Eu super recomendo para aqueles que gostam de mistério e uma leitura super envolvente, e recomendo que leia logo, já que o livro será adaptado para o cinema e já deve estar chegando nas telonas.

18 comentários:

  1. Olá Giovanna
    Nossa, eu estava bem empolgada para conferir uma resenha desse livro, especialmente porque a premissa me atraiu muito e não resiso a um bom mistério. Suas impressões me deixaram bem empolgada e espero conferir logo. Ótimo saber que o livro será adaptado para o cinema, preciso ler o quanto antes. Adorei saber que a ambientação se passa em lugares diferentes, deve ser empolgante demais, né?! Curiosa mesmo sobre os personagens e suas características..
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Eu amo trilers! Amo quando temos livros que nos prendem no início e nos deixam de boca aberta quando tudo é revelado. Esse livro parece ser um prato cheio disso tudo e eu amei conhecer. Muito curiosa. Dica mais que anotada!

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Esse é meu gênero favorito! O livro parece ser incrível, com toda essa trama de assassinatos e personagens marcantes. A obra parece uma ótima indicação para quem gosta ou quer iniciar no gênero. Vou procurar adquiri-lo para saber o final dessa história surpreendente.
    Beijos, Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Pela capa e pela sinopse o livro passaria bem longe da minha lista de leituras. Não foi muito cativante, mas ao ler suas impressões fiquei pensando que pode sim, ser uma boa história.
    Acho que essa coisa de não ser um enredo super criativo, mas ser bem contado, bem escrito ao ponto de até o vilão se tornar compreensível e passível de pena mostra que a obra foi bem construída e merece uma chance :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  5. Apesar de gostar bastante de suspense e mistério, tenho lido pouquíssimo no gênero e esta indicação aqui, me encheu os olhos. Já imagino a Verônica, mega destemida e a amiga, medrosa. Acho que vu curtir bastante.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Giovanna!
    Não conhecia esse livro, mas ele tem uma trama e tanto ein? Eu amo thriller psicológico e como ele mexe com o leitor. Bom que você não se arrependeu, deve ter sido muito satisfatório ein?! Adorei o fato de você conseguir ter "empatia" pelos personagens, sejam eles bonzinhos ou não. Acho que dá um gostinho a mais a leitura do que só odiar o vilão.
    O livro vai ser adaptado? que coisa boa! Se eu tiver chance, sem dúvidas lerei e assistirei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu estava louca para ler alguma resenha desse livro, desde que comecei a ver divulgações de seu lançamento. Essa coisa de misturar o mundo dos vivos com o mundo dos fantasmas me lembrou muito danny phantom, eu adorava quando era criança, então tenho certeza que ia gostar desse livro também.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Também não estou muito habituada a ler obras do gênero, mas confesso que fiquei bem curiosa para conferir como toda essa trama de Cidade dos Fantasmas se desenrola e se Veronica conseguirá se manter livre dos planos de Gus junto com seu grande amigo Kirk!
    Desde que vi o lançamento fiquei bem curiosa para conferir a trama e adorei a capa.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Ao ler o nome do livro e a capa imaginei algo totalmente diferente.
    Adoro livros que trazem mistérios a serem solucionados e vilões complexos, que ao mesmo tempo que você odeia, você entende as razões dele.
    Realmente não é um tema novo, mas é abordado de forma diferente.
    Fiquei curiosa, vou conferir.

    ResponderExcluir
  10. Oi Gi, tudo bem? Nossa achei bem interessante a premissa desse livro ainda mais por envolver o sobrenatural, assassinos e tantas outras coisas que despertam meu interesse em uma obra. O que mais me instiga é saber o porquê desses fantasmas e o que eles são realmente.
    Dica super anotada.
    Bj

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler esse gênero literário, tanto que vi esse livro por aí e não fiquei muito animada. No entanto, lendo sua resenha fui ficando cada vez mais curiosa com a história. Essa coisa dos fantasmas serem lembranças de um dia é algo bem interessante e diferente. Também fiquei muito curiosa para saber o que vai acontecer com a protagonista. Enfim, gostei bastante de saber mais sobre esse livro, o mesmo parece ser bom.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Sabe que a primeira vez que li um livro que misturava narrativa em primeira e em terceira pessoa fiquei louca, mas depois me acostumei? Rs... Deixa realmente os sentimentos dos personagens mais claros. Li um livro em que a coisa dos fantasmas era parecida, mas era apenas em um lugar específico e só de uma mesma família. Não leria só por causa da história do maluco achar que tem que matar uma garota no mesmo dia em que a filha morreu pra ela voltar, ainda bem que só acontece o dia de quatro em quatro anos. Mas fico feliz por você ter curtido a leitura e o livro ter virado favorito!

    ResponderExcluir
  13. Olá, como vai?
    Thriller Pisocologico é uma gênero que sou muito fã, e Cidade dos Fantasmas me conquistou por seus personagens fortes, e sua versalidade de cenários. Gostie de saber que há partes em primeira pessoa e outras em terceira, isso torna o livro com uma narração um pouco incomum, mas para o lado bom.

    ResponderExcluir
  14. Olá Giovanna,
    Adoro Thrilers e adorei conhecer esse livro. A história parece ser muito envolvente e parece ser impossível largar essa leitura. Adorei saber que Veronica não se importa com fantasmas, acho isso bem legal e diferente daquela questão de pessoas começarem a temer fantasmas e tal.
    Anotei a dica e espero gostar tanto quanto você.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  15. Olá Giovanna!
    Que história mais inovadora. Ter fantasma a sua volta e ainda um maluco querendo mata-la é muito coisa para uma menina só. Verônica parece ser uma personagem bem forte e que vai cativar todos os leitores. até eu que não gosto muito desse gênero já gostei dela.
    Sua resenha está maravilhosa e vou anotar a sua dica.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  16. Olá, o livro não me parece muito um thriller psicologico que é um gênero que amo, parece mais uma fantasia, mas mesmo assim ele me chamou bastante atenção, a história é realmente muito criativa e é uma ideia bem nova, nunca pensei em nada do tipo, com certeza irei anotar aqui essa dica para ler o mais rápido possivel

    ResponderExcluir
  17. Gi, esse livro parece ser muito legal. Essa ideia de fantasmas convivendo com os humanos me assusta e intriga ao mesmo tempo. Ainda com a questão da perseguição do professor e o medo de ser morta, parece conter muita ação. Vou conferir! bjos

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Nossa, esse livro parece ser maravilhoso. Até então não li nada do gênero e nunca tive muita curiosidade, mas depois de lê essa resenha fiquei muito curiosa com a obra, em especial ao fato de que todos os dias os fantasmas aparecem em um mesmo lugar como se estivessem vivendo uma memória.

    ResponderExcluir