28 outubro 2016

Resenha - Amityville



Depois de passar algumas décadas fechada, a propriedade no número 112 da Ocean Avenue no subúrbio de Nova York finalmente abre as portas para os leitores da DarkSide® Books. Cercada pela natureza, com janelas amplas e uma sacada espaçosa, ela poderia ser uma casa de bairro tranquila como todas as outras, não fosse seu passado devastador e sangrento. Em 1975, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes — até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos.


Livro: Amityville
240 páginas || Skoob || Editora: DarkSide Books || Onde Comprar 












George e Kathy Lutz estavam à procura da casa perfeita, aquela que serviria para o recomeço da família com o casal e os três filhos. O grande problema na busca eram os requisitos que esse imóvel deveria ter, e, infelizmente, todas que atenderam tinham valores exorbitantes, até a corretora de imóveis apresentar a residência na 112 Ocean Avenue. A casa tinha tudo e mais um pouco, e George não se conformava que custava apenas $80,000,00, já que certamente estaria caindo aos pedaços, ou alguém digitou errado o valor do anúncio. Mas ela estava impecável e não demorou muito para o casal decidir que compraria, mas ainda o valor baixo lhes incomodava, algum problema deveria ter. George e Kathy questionam a corretora do porque uma casa espetacular estar sendo vendida por um valor tão baixo, e foi nesse momento que descobrem que ali fora cenário do assassinato da família DeFeo.

"Oitenta mil dólares! Uma casa com uma descrição dessas teria que estar caindo aos pedaços ou o datilógrafo poderia ter se esquecido de colocar um "1" antes do "8". Alguém poderia pensar que a corretora queria vender gato por lebre e mostrar a propriedade depois do anoitecer e apenas pelo lado de fora, mas ela ficou feliz em apresentar o interior do imóvel ao casal. A visita dos Lutz foi agradável: rápida, mas cuidadosa. A casa não apenas atendia a todas exigências e todos os desejos, como também, ao contrário do que esperava, estava em boas condições, o que também valia para as áreas anexas." 

O casal não se importa, e até acredita que tiveram sorte de encontrarem um lugar assim, mas logo o pensamento deles muda, pois, 28 dias depois da mudança, os Lutz saem amedrontados da 112 Ocean Avenue.



[ - Minhas impressões - ]


Quem nunca assistiu um filme inspirado na lenda de Amityville? Ou até mesmo já ouviram sobre casa amaldiçoada que atormentou a família por 28 dias? O caso, baseado em fatos reais, virou sensação por todos os lugares, principalmente através da cultura pop que vive eternizando-o através de filmes e séries, mas nenhum deles foi realmente fiel à estória, e, por isso, considerei o livro fantástico. Pra ser bem sincera, mesmo sendo citado que é baseado em fatos reais, fiquei com o pé lá atrás sobre a veracidade deles, não que eu não acredite no sobrenatural, pois acredito sim, mas algumas coisas me deixaram na dúvida, e espero poder por em palavras tudo que senti.


O livro é narrado em terceira pessoa, pelo ponto de vista de vários personagens, mas Kathy e George são a supremacia narrativa. A primeira pessoa a ser afetada foi George, que considero um personagem muito forte, mas também altamente burro e inconsequente. Forte por se manter firme até o fim, e burro por não ter pego sua família e ter saído correndo da casa antes. Logo de cara seu humor muda drasticamente, ele passa de um pai super atencioso para irritadiço e um pouco agressivo, tudo o incomodava e, ainda por cima, só ele sente o frio cortante que estava por quase todos os locais de lá. Por uma razão inexplicável, ele para de tomar banho, se barbear e acorda todos os dias as 3h15min. Sua obsessão fica totalmente em aquecer o novo lar.

"George e Kathuy Lutz se mudaram para o número 112 da Ocean Avenue em 18 de dezembro. Vinte e oito dias depois, fugiram aterrorizados."

Já Kathy sente mudanças em seu humor, mas também sente presenças à sua volta. Ao contrário de George, ela queria sumir de lá assim que sentiu uma pessoa abraçando-a na cozinha. Fiquei pra morrer de dó, as piores coisa sempre aconteciam com ela, e, na maior parte, quando ela estava dormindo e indefesa. Foram atentados sobrenaturais sinistros onde ela levitava na cama, ou seu rosto envelhecia e questão de segundos. E mesmo assim, seu marido preferiu ficar na casa visto que era tudo o que lhes restou.

Todos os três filhos começaram a ver coisas também, mas a pequena Missy foi a que teve o maior contato. Ela via um porco gigante em seu quarto tornando-o seu amigo, mas na realidade ele queria que ela morresse para poderem ficar juntos para sempre. O personagem que mais me irritou nessa estória fora o padre Mancuso. Mesmo não acreditando no sobrenatural, o casal preferiu chamá-lo para estar abençoando o lugar antes de, enfim, morarem, mas, assim que ele abençoa a casa, uma voz manda-o sair.

"O padre retirou os objetos eclesiásticos do carro, vestiu a estola, pegou o aspersório e entrou na casa para dar início ao ritual de benção. Quando aspergiu as primeiras gotas de água benta e proferiu as palavras que acompanham o gesto, o padre Mancuso ouviu uma voz masculina dizer com terrível clareza. "Saia daqui!"." 

Mesmo querendo ajudar os Lutz, ele não consegue porque as coisas que vivem lá, começam a atacar sua vida deixando-o com febre, bolhas na mão e uma gripe incurável. Tudo para que ele se amedrontasse e não voltasse lá, e, adivinhem só, ele não voltou. Agora pensem comigo, ele é um padre e ficou com medo do "mau". Entendo realmente ele ter se afastado, mas poxa vida, o papel dele é zelar por seus fieis.

As atitudes do padre, e algumas outras coisas me fizeram duvidar da veracidade. Desde o começo da estória, George passa por problemas financeiros com auditores da receita federal no seu pé, e reclamando das contas a pagar. Pra mim aconteceu mesmo algumas coisas sobrenaturais na casa, mas os Lutz aumentaram e muito essa estória. Eles podem ter aproveitado o assassinato dos DeFeo que aconteceu um ano antes, e usaram isso para alavancar a fama do local. E não é de se duvidar visto que rendeu milhões em filmes, séries, livros e direitos autorais à família.

"Naquela época, os Lutz cortaram todo o contato com a mídia, por acharem que muitas coisas estavam sendo aumentadas e exageradas. Apenas agora a história completa está sendo contada."

Sendo real ou não, o livro mete muito medo e em várias cenas fiquei paranoica no meu quarto pensando que havia algo me olhando. Mas, vamos falar de algo sensacional. A edição do livro ficou impecável, nela temos uma capa dura com a fachada da casa em preto e o fundo vermelho destacando. Internamente não deixa em nada a desejar, o exemplar vem com folhas amarelas e com plantas da residência, bem útil para localizar a ambientação da estória, mais uma vez DarkSide arrasando.


Essa resenha já ficou imensa, mas é difícil por em palavras tudo que o livro despertou. Não vou detalhar e nem falar as cenas sobrenaturais pois perderia totalmente a graça ao ler, a única coisa que digo é que vale muito a pena, principalmente aqueles que amam o gênero. Amityville é altamente recomendado.

11 comentários:

  1. Olá, Stefani.
    Esse foi um dos primeiros livros que eu li na minha vida. Foi logo que aprendi a ler e peguei escondido do meu irmão. Quase morri de medo hehe. Acredito que eles exageraram um pouco a coisa sim, mas não tenho coragem de ir lá na casa não hehe. Assim que der eu vou comprar essa edição da DarSide.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi Stef, esse livro parece ser muito macabro. E muito legal. E muito assustador. Tudo ao mesmo tempo, risos! Fique muitíssimo interessada pelo enredo, e tenho certeza que minha coleção da Darkside vai só aumentar. Lendo seu resenha, me lembrei um pouco do Iluminado. A obsessão do personagem com a caldeira (acho que era isso mesmo) e as visões que eles tinham, ainda bem que o final é diferente. Imagina uma casa cheia de assombrações? Nem sei como eu ficaria. Adorei sua resenha, abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi Stéfani, se tem uma coisa que eu tenho certeza é que a Darkside vai me levar a falência pois não tem um único livro deles que eu não queira. Achei super interessante o livro vir com a planta da casa. Eles pensam em tudo para que a gente tenha uma leitura mais completa neh?
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Gente, fiquei com medo só de ler a resenha e se tudo isso for real então, acho que passaria mal só de ler. É um tipo de livro que não leio, mas a sua resenha me deu a ideia de dar de presente para um amigo que gosta deste gênero. Valeu pela dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Stefani,
    Que bacana o livro ter te dado tanto medo assim.
    Confesso que entendo muito o que você quis dizer. Eu também acredito no sobrenatural, mas algumas coisas são difíceis de crer. Uma coisa que me incomoda em livros desse estilo é que os personagens parecem ser burros, como você bem disse, ele continua na casa ao invés de ir embora, isso não entra na minha cabeça que age de forma tão lógica!
    Gostei muito da sua resenha e vou anotar a dica, espero que esse livro me aterrorize.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá amore,
    Não curti muito a capa desse livro não... e talvez a história nem me instigue muito pra ser sincera.
    Parece aqueles filmes clichês, talvez isso me tire ainda mais a vontade de ler.
    Que bom o livro tenha despertado tanta coisa em ti.
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  7. O mais perto que cheguei da história de Amityville foi um episódio de CSI que faz referencia ao caso. Eu achei ele incrível, e como é mais para o lado da perícia e tal não senti medo. Coisa que não aconteceu lendo sua resenha...rs
    Sou a mais medrosa das leitoras, então esse não é um livro para mim. Sabe que eu acho que essa coisa de não parecer verdade algumas coisas citadas é que deram a cara de lenda urbana para a história e por isso que a história chamou a atenção e ganhou seu espaço na cultura pop...
    E a Dark sempre arrasando nas edições dos seus livros, né? Adoro isso na editora, gostaria que outras tivessem o mesmo carinho, se bem que assim não teria dinheiro no bolso....rs
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá...
    Menina, a resenha pode estar imensa, mas está impecável. Parabéns.
    Quanto ao livro, bom, eu sou muito medrosa e definitivamente não é para mim. Não sabia que tinha um filme sobre isso e nem que é uma história que pode ser real... meu Deus!!
    Deus me livre disso ai haha

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Antes de mais nada, como assim, já tem resenha desse livro aqui no blog? Vi semana passada pessoas que tinham acabado de recebê-lo, (me explica a fórmula) mas enfim, esse livro é algo que devo pensar bastante se consigo ler, quando são livros mais assustadores eu sempre penso duas vezes, por conta da riqueza de detalhes, sou adepto das leituras mais leves, mas de vez em sempre acabo variando um pouco o estilo literário para sair da zona de conforto, quanto ao livro como um todo, a Dark Side acaba sempre arrasando na elaboração dos livros!!!

    ResponderExcluir
  10. Já tinha visto falar dessa história, mais a original mesmo, que parece ser a do livro deve ser mais interessante. Sabe, acho que boa parte deve ser mentira, é aquela coisa, 90% verdadeiro e 10% falso. Kkkk Sobre o padre, só de ler que ele foi embora com "medo" e não ajudou o pessoal de fato me deixou incomodada, imagina pra quem leu. Por isso bem que te entendo viu. Enfim, gostei de saber que a editora fez um trabalho todo especial com o livro. Boa dica.

    beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Gente, eu não conhecia essa história e nunca ouvi falar sobre os filmes ou a história mesmo.. mas, me interessei e muito por esses livros depois que a Darkside começou a me seduzir com essas edições lindas! Estou louca para conferir esse livro, e tirar minhas conclusões.. já assisti um video da Tati do Little Things falando desse livro, mas de uma forma negativa e agora lendo a sua resenha fiquei ainda mais curiosa. Me parece ser uma história real, mas acho que se não tiver certos exageros, as pessoas não dão atenção rs' espero poder conferir e amo essa capa!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir