30 agosto 2016

Resenha - Solomon Kane




'Solomon Kane - A Saga Completa' é uma obra na qual o leitor terá oportunidade de conhecer diversas aventuras de Solomon Kane, o famoso puritano inglês. Histórias repletas de fantasia, seres demoníacos e misteriosos, além de batalhas épicas.Após o lançamento de Conan, o Bárbaro, a Generale traz para o público brasileiro uma coletânea de contos de Robert E. Howard sobre Solomon Kane. Neste livro, são também publicadas cartas do arquivo pessoal do autor, incluindo a correspondência enviada por seu pai a H. P. Lovecraft, um tocante relato sobre o suicídio de Howard. Conheça as histórias que inspiraram grandes autores e roteiristas e que serviram de base para o filme Solomon Kane - O Caçador de Demônios. Leitura obrigatória para fãs de leitura de fantasia e do gênero espada e feitiçaria.





Livro: Solomon Kane - A Saga Completa
256 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Generale || Onde comprar









Esse livro nos traz uma coletânea de nove contos, dos quais dois deles foram publicados após o suicídio do escritor Robert E. Howard. A editora os organizou por ordem de publicação e também inseriu na obra algumas cartas que explicam o porquê de Howard ter cometido suicídio, além de colocar uma de suas poesias e falar um pouco da adaptação cinematográfica, que não obteve tanto sucesso quanto as histórias. Portanto, antes de mais nada, se você assistiu ao filme e não gostou, peço que o desconsidere ao ler esse livro pois o roteiro foi produzido para criar uma história original e não adaptada a algum dos contos.


O autor Howard criou um herói diferente para os padrões da época. Solomon Kane é um homem que parece ser como qualquer outro, mas além de carregar consigo a todo momento a pistola e o florete, a arma mais forte que o personagem possui é a sua fé inabalável em Deus. Levando em conta que o escritor é ateu, é algo incrível perceber a sua capacidade de criar um personagem religioso e tão convincente. O personagem age com um forte senso de justiça mesmo que matar seja pecado, pois ele é movido pela fé e creio que a intenção de Howard foi essa, desenvolver um herói frio, calculista e nada carismático e sensível que nutre o desejo de fazer a coisa que lhe pareça certa.

Apesar de ter nascido na Inglaterra, Kane é um puritano que parece não ter uma casa para voltar, pois é guiado por uma força maior para cumprir sua missão de combater e extinguir o mal. Essa é uma missão que não parece ter um fim, pois por mais que ele finalize sua batalha com algum vilão, o mal aparece novamente para tentar exercer o seu domínio e poder sobre os humanos vulneráveis. O mais interessante é que nesse universo o mal possui diversas formas, Kane não vive somente pela busca incansável por humanos que provocam maldade nas pessoas inocentes, mas também em seres sobrenaturais, como vampiros, criaturas aladas, feiticeiros e fantasmas.


“Caprichoso e incansável como o vento, mantinha-se constante em um aspecto: era fiel aos seus ideais de direito e justiça. Assim era Solomon Kane.”


As histórias podem parecer um pouco clichês, mas é importante levar em conta que foram publicadas de 1928 a 1932. Além disso, Howard é o responsável por criar o gênero espada e feitiçaria e inspirou muitos autores atuais que conhecemos hoje. Todos os contos são incríveis e valem a pena serem lidos, alguns são mais curtos e outros, mais longos, mas o escritor soube incorporar bem o personagem em diversas situações e batalhas diferentes. A escrita é envolvente, o autor consegue transmitir um ar sombrio nas suas palavras e a cada conto lido eu me sentia ávida para conhecer mais uma das aventuras de Kane.

Não consigo me decidir qual conto é o meu favorito, pois cada um consegue prender o leitor até a última página. Porém, algumas histórias provocaram sentimentos diferentes dos demais em mim. Um exemplo é o conto Asas da noite, eu senti que nessa história o autor aprofundou muito mais o horror, pois há descrições detalhadas de um povo sendo atacado por uma legião de homens-morcegos e ele escreveu de maneira que me fizesse visualizar a história com muito mais intensidade. Outro conto que me agradou bastante é As caveiras nas estrelas, já que lembra bastante um episódio da série Supernatural por se tratar de um espírito vingativo.

É impossível não gostar desse herói, um homem tão focado em seu objetivo que em certo conto, por exemplo, segue um vilão da Europa até chegar na África. Kane é muito cuidadoso e persistente, não importando quanto tempo leve para chegar ao seu destino, quão longe possa ficar de sua terra natal ou se até mesmo conhece sua futura vítima. Para ele isso é irrelevante; se o vilão, seja humano ou sobrenatural, provoca morte ou tortura em pessoas inocentes, já é motivo suficiente para serem vítimas de suas duas armas inseparáveis: a pistola e o florete.

“O homem era a larva dominante agora; por que deveria, em seu orgulho, supor que ele e seus iguais eram as primeiras larvas ou as últimas a governar um planeta repleto de vida desconhecida?”

Ainda que não seja necessário ler os contos na ordem, recomendo ao leitor que o faça pois há elementos de contos anteriores que aparecem novamente, seja um personagem, um artefato de magia negra ou lembranças de acontecimentos passados. Não há personagens secundários nas histórias, mas todos que aparecem nos contos têm uma personalidade própria e diferente dos demais. Em todos os contos a maldade aparece com uma face diferente e Howard soube trabalhar esses diversos vilões muito bem, de forma que cada um deles tenha forças e fraquezas singulares.

Algo que também achei interessante é que a maioria das aventuras sombrias de Kane se passa na África e muitos elementos da ambientação foram muito bem construídos, como os lugares, animais e costumes.

A editora caprichou muito bem na diagramação do livro e não tenho o que reclamar, tudo nele está perfeito: a capa, a imagem da lua sendo refletida na água no início de cada conto e as páginas amareladas. A fonte está de bom tamanho e o espaçamento entre linhas está bem adequado para a leitura, a escrita é em terceira pessoa e há somente dois ou três erros de revisão. Recomendo a obra para todas pessoas que gostam do gênero espada e feitiçaria e para aqueles que nunca haviam ouvido falar do gênero, como eu, vale a pena sair da zona de conforto e conhecer essa obra. Leiam que não irão se arrepender!

29 comentários:

  1. Olá Amanda
    não conhecia esse titulo e nem costumo ler livros de contos, mas com certeza adoraria ler esse para compreender mais sobre Solomon Kane. As aventuras e demais elementos retratados devem ser ótimos pelo que pude compreender em seus comentários. Dica anotada!
    beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii, tudo bom??
    Para quem é fã esse livro deve ser um achado e tanto, preciso. Agora eu não curti muito e acho que não leria, a não ser que eu ganhe ele de alguém, vai saber kkkk. Mas achei bem legal o livro conter cartas que explicam o suicídio do escritor e tudo mais. Amei sua resenha e o fato de você não ficar enrolando muito, resenhas muito grandes dão preguiça. Quem sabe um dia eu leia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu não tinha visto falas rsobre esse famoso herói rsrs,logo não conhecia obra em questão. Achei super bacana a editora juntar esses contos e num livro só. Me aprece ser muito legal,mesmo tendo sido escrito na época que foi! Também gostei de saber que no livro contei essas cartas que explica mais coisas. Sobre a capa eu não tenho nada a declarar,ela está muito fodastica rsrs. Espero poder ler a obra em breve. Até mais vê
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Oii, já tinha visto uma resenha, muito positiva, sobre esse livro, e como adoro R.E. Howard, pretendo em breve ler esse livro. Ótima resenha, aconcelho a ler também os Contos do Rei Kull.
    Bjs
    poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiii
    Li esse livro a uns tempos atrás e me apaixonei e olha que não sou muito fã de contos assim, toda a temática do livro é muito linda, esse negocio de ter as cartas escritas por ele também é fascinante, mas por incrível que pareça esse foi o único livro que eu li sobre o Solomon Kane, quero muito saber mais sobre ele, eu amei a resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá Amanda,
    Ainda não conhecia o livro nem o autor, mas já fiquei muito curiosa por saber que o autor é ateu e, ainda assim, conseguiu criar um personagem religioso, isso me surpreendeu, pois sempre pensei que uma pessoa que não viveu algo não poderia escrever sobre. Outro ponto legal foi saber que algumas coisas dos contos passados aparecem nos próximos. Anotei a dica de leitura e espero curtir tanto quanto você.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Desconhecia a obra e nunca acompanhei as aventuras de Solomon Kane, mas fiquei bastante interessada por conter seres misteriosos e batalhas épicas! Espero ver muito sangue rsrs
    Fico feliz que a ambientação foi muito bem feita, pois isso torna a leitura mais agradável.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie amore...
    Ainda não conhecia o autor nem a história. Mas, de cara já curti o livro... adoro mistérios... fantasia...
    Adoro contos...
    Muita coisa junta... dica anotada!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Então, não conhecia o livro, mas achei a capa dele linda, e apesar disso não me chamou muito a atenção. Também nunca tinha ouvido falar do gênero e fiquei curiosa pra lê algo assim. Vou anotar a dica aqui, vai que algum dia me aparece a oportunidade pra lê o livro, né? A Resenha ficou ótima, e adorei conhocer esse novo gênero por aqui haha

    ResponderExcluir
  10. Oiii Amanda,
    Não conhecia o autor e para ser bem sincera: nem mesmo o gênero rs, mas gostei da ideia de uma pessoa que não tem conhecimento do assunto, ou que não acredite escreva bem sobre ele (como no fato da religião).
    Adorei sua resenha e a maneira como você expõe todos os detalhes, e principalmente da diagramação e capa, pois deixa a gente preparado para o que vai ter na estante quando decidir dar uma chance para a história rs.

    Beijinhos...

    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  11. oi Amanda, eu ainda não conhecia esse livro, nem mesmo a adptação cinematográfica então não posso comparar as obras. Mas gostei bastante da premissa do livro principalmente por seu conteúdo histórico e a data que os contos foram escritos. E eu adoro livros de contos para intercalar com leituras mais extensas. Dica super anotada. bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Amanda!
    Esse livro deve ter sido muito legal de ler. Só de saber que ele foi inspiração para esse gênero literário, já o torna muitíssimo interessante. Ainda mais pensando que é de 1928. Deve ter sido algo totalmente inovador para a época. Gostei da resenha!
    Abraços, Helô

    ResponderExcluir
  13. Olá!! :)

    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro mas confesso que não em interessei muito porque não costumo ler livros de contos e porque essa vertente mais sombria não encaixa muito comigo ahah :)

    Mas ainda bem que gostaste assim anto e achaste essa ambientação tao bem contruída! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    O nome Solomon Kane não me era estranho, mas não sabia do que se tratava. Saber que o autor foi responsável por um dos temas que eu acho mais legal na literatura me deixou com muita vontade de ler essa obra, ainda mais por ser uma coisa que foi escrita há tanto tempo. Adorei sua resenha, estava bem detalhada e escrita de uma maneira muito gostosa, que nos fez ficar morrendo de vontade de ler o livro.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  15. Oie tudo bem?
    Amei sua resenha acho que já falei por aqui que adoro contos esse eu ainda não tive a chance de ler parece ser bem interessante fiquei muito curiosa para saber o que levou o autor a cometer suicídio esse seria o motivo principal para eu comprar esse livro. me enchi de vontade de ler.
    Bju
    Nary Reis

    ResponderExcluir
  16. Oi Amanada,

    Só conheço o Solomon dos filme e nem cheguei a assistir. Não imaginava que existiam contos por traz disso.
    Gosto dessa coisa de ter um toque, ou ser, sobrenatural. E acho que por ser vários contos eu fique com mais vontade de ler, do que se fosse uma série de vários livros.
    Com certeza essa obra é um marco para a epoca em que foi lançado, uma pena que ainda não conheçamos muito bem.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Não conhecia esses contos mas o nome do personagem não me é estranho, talvez eu o conheça do filme que você citou mas na verdade nem do filme me recordo. Não gosto muito de contos mas fiquei curiosa com esses depois que você citou a capacidade do autor em criar um protagonista extremamente religioso, sendo que ele era ateu. Achei isso um fato muito curioso e decidi dar uma chance à trama.
    Beijos!

    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  18. Olá, nunca tinha ouvido falar do autor nem do livro, o que me deixa com vergonha pois você o descreveu como se ele fizesse bastante sucesso e fosse muito conhecido :(
    O livro não me chamou muita atenção apesar de sua resenha estar maravilhosa, bastante detalhada e explicativa e deu muito gosto de ler, mas o livro não me despertou aquele interesse, não vi aquela coisa especial .

    ResponderExcluir
  19. Que resenha ótima! Geralmente resenhas de contos são tão pouco convincentes e pouco explicativas e essa superou as minhas expectativas. É tão triste quando os autores cometem suicídio, não é? A capa está muito bonita e adoro o gênero fantasia, adoraria conhecer essa obra. Aliás, com certeza não consideraria clichê devido a época que foi publicado, é bem entendível.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Por mais que eu já tenha lido vários contos, não é o meu gênero preferido. Não conhecia o autor, tampouco o livro. E se assistir o filme, não me recordo.
    Desinformada e com memória fraca. Prazer.
    Mas sua resenha me despertou o interesse. Fiquei fascinada ao saber o quão bem o autor desenvolveu a questão religiosa do personagem, mesmo sendo ateu.
    Uma pena que tenha cometido suicídio.
    Mesmo assim, me sinto motivada a ler este livro.
    Na verdade, deveria dizer "por isso", já que você disse que os motivos da morte são reveladas e eu sou extremamente curiosa.
    Obrigada pela dica!
    Beijos, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom? Não conhecia o autor nem tinha ouvido falar de sua coletânea de contos, mas, confesso que fiquei bem curiosa pela leitura. Primeiro pelo que aconteceu com o autor, que é uma coisa extremamente triste e tão difícil de entender. Saber que é abordado um pouco do suicídio do mesmo no livro é algo que chamou minha atenção. Quero muito conhecer esse herói tão focado em seus objetivos e extremamente religioso - quando o autor sequer acreditava em Deus. Sugestão mais que anotada!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  22. Oii, tudo bem?
    Eu não costumo ler livros do gênero, mas já vi um monte de gente comentando super bem sobre esse livro.Sou mais de romances, romances históricos, chick lits, new adult, mas de vez em quanto procuro sair da minha zona de conforto e explorar outros generos.
    Adorei o post, parabéns.
    Abraços da Mary
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá
    Bom não conhecia a adaptação nem a obra a capa é linda, mas o enredo em si não me chamou muito atenção a ponto de querer ler.Gostei de saber que mesmo o autor sendo ateu ele conseguiu fazer um personagem bem religioso ele deve ter estudado bastante sobre isso, a leitura desse livro parece ser bem fluida e envolvente.Mesmo assim adorei sua resenha 💜

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem? Não conhecia o livro, mas já coloquei em mente que ano que vem quero dar uma chance aos contos, para conhecer outros gêneros que não estou acostumada. A capa está linda e sua resenha muito bem explicada. Parabéns, ótima dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Oi,
    Eu tenho a impressão de que já ouvi o nome desse autor por aí mas não sabia nem que ele tinha se suicidado. Muito interessante ler uma coletânea de fantasia que retrate uma época importante da história né?! Também achei legal isso que você falou sobre o autor ser ateu mas ter conseguido reproduzir um personagem religioso autêntico. Fiquei curiosa em relação aos contos, beijos!

    ResponderExcluir
  26. Oi Amanda,
    Tudo bem?
    Não conhecia esse autor e nem a obra, mas achei muito boa a sua resenha e fiquei bem interessada em conhecer esse personagem. Esse estilo de espada e feitiçaria eu só ouvi falar, mas como gosto muito de livros de fantasia, acho que vou gostar! :)
    beijos

    ResponderExcluir
  27. Oiee Amanda ^^
    Achei interessante o fato de o personagem ser religioso enquanto o autor era ateu. Imagino que tenha sido difícil criar tal personagem, mas é uma coisa bem interessante. Ainda não conhecia o livro, e não me lembro de ter ouvido ou lido nada sobre o autor antes... Confesso que a obra não me chamou a atenção, mesmo tendo em vista que você gostou bastante.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  28. Como não vi o filme, não terei problema nenhum em desvincular um do outro. A parte dos clichê também não me afeta nenhum pouco, pois são bem vindos, ainda mais quando bem usados. Vou anotar a dica, apesar de não ter a intenção de ler no momento por conta da pilha com que estou comprometida.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Não conhecia o livro e nem vi o filme. Achei a história bem controversa como a pessoa acredita em Deus e mata as pessoas, não é normal. Fiquei curiosa para saber os motivos do autor ter cometido suicídio, muito triste essa parte. Não tenho certeza se leria o livro, mas quem sabe mude de ideia mais para frente.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir