30 agosto 2016

Resenha - A Mansão da Pedra Torta




Ao ler o anúncio no jornal, Ana Elizabeth não teve dúvidas de que era hora de mudar sua vida e candidatou-se àquela vaga de emprego. Afinal, não havia nada que a impedisse de ir embora para outra cidade. No entanto, Ana estava longe de imaginar o que a aguardava na Mansão da Pedra Torta, sua nova moradia. Lá, entre visões, sonhos e desdobramentos espirituais, Ana Elizabeth vai descobrir que foi Vitória, mulher cruelmente assassinada na luxuosa residência.
Será que a jovem professora é capaz de afastar as sombras do passado que a impedem de ser feliz? Seja você também bem-vindo à Mansão da Pedra Torta. Abra o livro e prepare-se para viver momentos emocionantes em que o presente se confunde com o passado para revelar um futuro ainda mais promissor.




Livro: A Mansão da Pedra Torta
192 páginas || Skoob || Cortesia: Petit Editora || Onde comprar









Em ‘’A Mansão da Pedra Torta’’, somos apresentados à Ana Elisabeth, uma professora que está no momento em busca de trabalho para ter uma vida melhor e também para sair de casa no intuito de evitar as constantes brigas de seus pais.  

Em um belo dia, resolve entrar em um bar para aguardar ser chamada para ir no escritório da Dra. Janice para ver se conseguia o emprego no qual havia se deparado no jornal, onde precisamente  ela havia visto um anuncio onde tinham necessidade de uma pessoa qualificada em inglês e francês para lecionar para uma criança doente. Até ai sem problema, Ana se encaixava perfeitamente nas qualificações, mas o que mais a atraiu foi o fato de ter que morar perto da criança, no interior. Unindo o útil ao agradável ela nem pensa duas vezes, afinal nada a segurava ali. 

Então, ao chegar à casa, que na verdade era uma Mansão, Ana fica completamente deslumbrada com o local. Lá é apresentada a todos que ali trabalham e também a Cirilo, o menino que necessita das lições. Só que enquanto as aulas não ocorrem, Ana resolve sair para explorar e percebe que além da imensidão de cômodos, o local possui um certo grau de mistério. Após sua chegada ela percebe que coisas estranhas acontecem, como por exemplo sonhos e visões de um passado distante. Sua curiosidade é despertada e Ana agora decide entender o porquê do local lhe parecer tão familiar. 

A  conexão com a Mansão é mais forte do que Ana pensa e com o passar dos dias, Dr. Bernardo, médico do menino Cirilo, também começa a explicar o porquê desses acontecimentos estranhos e sensações estranhas que Ana sente. Uma história cheia de  revelações e principalmente muito aprendizado de como temos que perdoar as pessoas que nos fizeram mal e se arrepender das coisas ruins que já fizemos. 

Um livro cheio de mistério e suspense que vai te deixar preso à leitura até as últimas páginas! 

 


[- Minhas Impressões -] 

Primeiramente, confesso que quando comecei a ler os livros da Editora Petit, eu sentia um grande receio, por se tratar de títulos que abordam o Espiritismo e eu conhecer pouco do assunto. Li algumas sinopses e resenhas de outros livros e isso serviu para ajudar a me acostumar e também me surpreender muito positivamente. As mensagens passadas são muito ricas em ensinamentos e servem como lições para aplicarmos no nosso dia a dia. 

E para quem ainda não deu oportunidade ou sente certo preconceito, não tenha, porque vocês vão ver que são histórias como qualquer outra. Que são livros que nos ensinam a valorizar os sentimentos de cada ser humano, como a amar, perdoar e superar os traumas que cada um já deve ter passado na vida. 

Tenho que dizer também que gostei bastante da trama do livro, porque o mistério da mansão como um todo foi bastante inovador e também acabou me tirando da minha zona de conforto. Eu estava precisando mesmo ler algo diferente do que estou acostumada e A Mansão da Pedra Torta apareceu pra mim no momento certo.  

Mas, uma coisa que percebi é que em alguns momentos eu achei que a história foi um pouco corrida e gostaria muito que tudo fosse um pouco mais aprofundado entre os personagens e todos os acontecimentos que iam surgindo, pois muitos mistérios vão sendo desvendados e faltou aquele algo mais sabe? Queria mais explicações em relação ao passado de cada um e também sobre os locais que Ana explorava tanto dentro da Mansão, como fora, como por exemplo, sobre a Bandeira Branca e do porquê daquilo, sobre os vários quartos e até mesmo sobre a gruta que Ana descobre com Michael.

Até foi explicado algumas das situações no livro, mas queria mais aprofundamento do que ocorria no passado em relação aos lugares entendem? Não sei como dizer, mas só lendo para vocês poderem saber o que estou tentando dizer. 

Já os personagens Rodolfo e Michel foram os que mais me chamaram atenção. Achei que eles foram muito bem explorados na história, sem contar que são os que mais cativam nossa leitura. O Dr. Bernardo teve ainda mais destaque, porque ajudou Ana a entender os vários acontecimentos repentinos, suas visões e sonhos.  

Os personagens, todos eles, foram bem desenvolvidos e não houve pontas soltas que fizessem com que eu ficasse me perguntando sobre isso ou aquilo. Com o fim do livro, a historia estava toda explicada para mim. 

A narrativa, que é muito bem fluida, e os capítulos curtos deixaram minha leitura bastante agradável e rápida. E cada capítulo vem com um título diferente referente aos acontecimentos que vão surgindo, sendo eles: O Emprego, A Mansão da Pedra Torta, O Sonho, O Salão do Baile, A Bandeira Branca, Excursionando com Cirilo, A Torre, Reencarnações, Doutor Bernardo, O Criminoso, Mais um Crime e Deixando a Mansão.  

Quanto a diagramação, o livro tem uma capa dividida por duas imagens, a primeira com uma moça olhando pela janela e a segunda parte com a entrada da Mansão, o que, na minha opinião tem muito a ver com a historia. Toda a arte no geral está maravilhosa. As folhas são brancas e cada capitulo do livro tem a imagem da mansão com os títulos citados acima. Não encontrei nenhum tipo de erro, por isso preciso dizer que a revisão está impecável!  

Enfim, eu recomendo muito esse Livro e digo que o que surge na nossa mente após a leitura é um mix de pensamentos sobre nosso passado, digo em outra vida mesmo e como tudo em nossa vida tem um sentido. 

27 comentários:

  1. Olá
    ao ver a capa pensei se tratar de outro gênero, mas me surpreendi bastante ao ler suas impressões. Nunca li nada da editora, mas já li vários comentários sobre suas obras e acredito que as mensagens nesse título são mesmo interessantes. Espero poder ler essa obra também, já anotei mais!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii, tudo bom??
    Não conhecia o livro mas achei a premissa dele bem legal, apesar de não curtir muito esse negocio de vidas passadas. Acho que eu morreria de medo se eu fosse a Ana, mas fico muito feliz que o livro tenha te surpreendido de forma positiva, quem sabe um dia eu leia ele né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá! Não tinha visto esse livro em lugar nenhum ainda mas sua resenha me deixou com bastante vontade de conhecer a história.
    Acredito que nunca tenha lido algo do tipo, e parece bacana.
    Beijos,
    Carol | Fantasma Literário
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Quando vi a capa pensei que era um livro sobre romance de época, nunca que imaginava que seria esse gênero. Bom, não curto muito livros sobre religião seja ela qual for então certamente não leria ele. Apesar de que eu achei a premissa do livro bem interessante, ela voltar a mesma casa em que sua vida passada viveu. Bom, amei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Achei a capa super bonita e acredito que realmente consegue expressar o que nos deparamos na sinopse.
    Adorei a resenha e fiquei bastante curiosa acerca das visões de Ana e de como ela irá se portar diante da situação. Será que ela vai deixar para trás e ser feliz? Quero muito saber.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie amore...
    Pra ser sincera não curto muito romances de época, não tenho paciência pra leitura.... mas... quem sabe um dia mude de opinião – essa foi a primeira impressão que tive do livro.. por que a capa nos remete a isso né.
    Mas, me surpreendi ao ler que se trata de outro gênero... Ai novamente vem a tona o ditado “não julgar um livro pela capa...”.
    Já curiosa pela leitura. Dica anotada!

    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Silvana,
    Adoro ler livros desse gênero e sinto muito por pessoas não lerem por preconceitos, isso me deixa bem triste. Acho que todos os livros tem algo para nos ensinar e todos que li desse gênero me ensinaram a ser mais humana e perdoar.
    Adorei ler sua resenha de A Mansão da Pedra Torta. Ainda não li esse livro, mas tenho muita curiosidade, pois acho que aprenderei muito com a história.
    Parabéns pela incrível resenha.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Eu nunca tinha visto falar sobre esse título, mas já gostei do que li por aqui. Eu realmente tenho um certo receio com livros nessa pegada,mas já fui perdendo um pouco o medo que tinha em mim rsrs. Quanto a capa, ela está muito linda e sem dúvida chama a atenção de leitores que não são habituados a ler livros do gênero. Adorei as suas impressões e espero ter a chance de ler o livro em breve! Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Eu não conhecia esse livro, mas também raramente leio livros com temática espírita. A capa dele é bem bonita, e a premissa do novo trabalho numa mansão promete uma leitura no mínimo interessante. Ótima resenha!
    Abraços, Helô

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste! :) E sempre bom quando isso acontece!

    QUe bom que gostaste dos personagens e achaste uma narrativa bem fluida! :) AH! E também adoro capítulos curtos! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu adoro livros com a temática espírita e pela capa jamais imaginaria que esse seria um desses. Achei muito interessante a história e fiquei com vontade de ler, só fiquei com um pouco de receio porque você falou que alguns pontos poderiam ser um pouco mais aprofundados e em certos momentos você sente que a história está correndo, e isso me desanima um pouco. Mas acho que deve ser uma grande obra do tema.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Então, não conhecia o livro e a sua resenha ficou ótima, mas não gosto de livros espiritas, já li alguns e não me prendem a atenção, e você disse que o livro possui pontos que poderia ter sido mais aprofundados, e isso me desanima muito com um livro assim. Dessa vez vou deixa a dica passar, mas fico feliz que você tenha gostado do livro.

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    Achei que era um romance de época e fiquei surpres em saber sobre o que realmente se trata.
    Os livros dessa editora não me atraem, principalmente por vê-la como essa questão do espriritimos enlaçada.
    Acredito em vidas passadas, mas não sei se ao ponto de ler.
    Porém pela sua resenha realmente o enredo deixa o leitor com vontade de fazer essa leitura.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  14. Oi Silvana, tudo bem?
    Nunca li livros que se tratassem de espiritismo, aliás, que focassem em qualquer religião e por esse motivo sinto um pouco de receio de conhecer a obra. Como você disse que o livro é uma história como qualquer outra, imagino que a religião não esteja tão presente assim, o que é bom para mim pois qualquer coisa que haja em excesso numa história me incomoda um pouco.
    Fiquei bem curiosa sobre como seria os sonhos e visões da protagonista e o porquê do médico entendê-la tão bem nesse aspecto. Me parece ter um ar misterioso e só por isso fiquei curiosa. Quem sabe um dia eu dê uma chance?

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  15. A capa dá a impressão de que é um romance de época eu leio poucos livros de espiritismo apesar de alguns romances sobrenaturais se encaixarem perfeitamente nesse gênero muito chato quando um livro não responde a algumas perguntas :(.
    Eu adorei sua resenha.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Inicialmente, por conta da capa, achei que fosse mais um romance histórico mas me surpreendi ao saber que é um livro espírita e fiquei curiosa pela trama. O título não é muito atrativo, na verdade é até cômico mas ainda assim estou decidida a ao menos tentar realizar essa leitura.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  17. Olá, a coisa que mais me incomoda em livros sempre é o fato de alguns autores não se aprofundarem em certas coisas ou certos personagens, colocam certos elementos ali que foram muito bem bolados mas não consegue desenvolve-los e o livro infelizmente fica cheio de pontas soltas, coisas sem terminar e você morrendo de curiosidade para saber mais sobre aquilo, a capa do livro é maravilhosa, gosto e acredito no espiritismo e acho que seria um livro ótimo para eu ler.

    ResponderExcluir
  18. Quando bati o olho na capa jurava que era algum tipo de romance histórico ou algo assim, pois as capas desse gênero parecem ser todas iguais. De qualquer maneira, não costumo ler livros com o tema de espiritismo, mas não por preconceito, e sim porque nunca achei um que realmente me chamasse a atenção. Esse, no entanto, o enredo parece ser bem interessante com a coisa da mansão e tudo mais. Infelizmente não foi muito aprofundado (talvez tenha alguma continuação?). Gostei muito da sua resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Já li alguns livros sobre espiritismos. Aliás, tem um livro que me fascinou, mas não lembro o nome e o procuro há anos.
    Acho a capa muito fofa, mas jurava que se tratava de um romance de época. Me enganei.
    Achei a história bem interessante. Sinto muito que o livro não tenha se aprofundado tanto, também tenho esse sentimento de querer saber todos os detalhes.
    Sua resenha está muito boa, como sempre.
    Parabéns.
    Beijos, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oiiii Silvana,
    Adorei a premissa do livro, mas admito que tenho um pouco de receio dessas histórias com cunho espiritual, pois sempre penso que isto pode estar acontecendo de verdade rs (sim sou medrosa mesmo), mas achei muito legal o enredo e a maneira como você descreveu a história.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro,mas, confesso que sinto esse preconceito que você citou acima. Por serem livros psicografado, não sei o que esperar do desenvolvimento da história. Saber que você também tinha essa dúvida e ainda assim gostou do livro me anima a dar uma chance para os títulos da editora. Quanto ao exemplar resenhado, uma pena que o desenvolvimento do romance não tenha superado suas expectativas.


    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  22. Olá
    Pela capa eu poderia jurar que era um romance de época, mas percebi que estava muito enganada.Mesmo não sendo muito fã de suspense fiquei super curiosa para fazer a leitura e saber como vai ser a trajetória da personagem.Gostei de saber que os capítulos são curtos e que a leitura é bem fluida.Adorei a premissa da história com toda certeza vou colocar na minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem? Li muitos pontos positivos em sua resenha hein? Gosto bastante de um bom mistério na história e mesmo também não sabendo muito sobre esse lance de espiritismo, achei muito interessante o livro. Aprecio o fato dos personagens terem sido bem desenvolvimento e creio que seria uma boa para ler. Boa dica, beijos.

    ResponderExcluir
  24. Oi, confesso que eu também tenho um certo preconceito com livro de teor espírita. Não sei, pra mim não desce. Mas a sinopse desse livro me deixou intrigada. O que será que envolve o passado da Ana com a Mansão? E será que o menino doente tem alguma relação? Acho que só lendo para descobrir né rs quem sabe eu dê uma chance.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Oiee Silvana ^^
    Não tenho preconceito com a literatura espírita, só não sinto curiosidade de ler. Mas sempre vejo elogios para grande parte das obras da Petit, então, quem sabe um dia eu não me aventure no gênero, né? Mas não sou fã de suspense e mistério, e nem de histórias com poucas explicações, ou explicações não-tão-desenvolvidas quanto poderiam... Então acho que não começaria por este livro.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  26. Oi Silvana,
    É realmente muito bom ler livros de estilos diferentes do que estamos acostumados, né. Eu acho bem bacanas esses livros com temática espírita, pois sempre trazem alguma lição para a nossa vida. Adorei sua resenha. :)

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    A história me pareceu bem interessante e fiquei curiosa para ver como Ana vai se virar na nova casa. Mas o que me incomoda nessa história é saber que o tema do livro é espírita. Não gosto de livros desse gênero pois não acredito nessa religião e isso me incomoda muito.
    Sua resenha está perfeita, mas não leria o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir