19 agosto 2016

Resenha - Magimakía






“A busca por Merlin” é o primeiro livro da série de fantasia juvenil “Magimakía”, palavra goblin que significa “A grande batalha dos magos e bruxas”.
Nele, você acompanhará a jornada narrada por Oliver, garoto franzino de 15 anos que há pouco tempo atrás não sabia coisa alguma sobre magia, sofria bullying na escola e a menina pela qual era apaixonado, sequer sabia de sua existência.
Porém, tudo muda quando um goblin nanico, acompanhado de seu troll de companhia com costas bombadas, sequestra Oliver.
Sua única esperança de salvar o mundo e sua própria pele, além de poder voltar para casa, é descobrir o paradeiro do poderoso mago Merlin, desaparecido há mais de quinhentos anos!
Oliver precisará de toda ajuda possível. Sua esperança são as bruxinhas Avery e Violet que, diferente dele, sabem muito bem o que fazem quando o assunto é caldeirão, poções e bruxaria.Teleporte-se a bordo desta fantástica aventura! Assim, você descobrirá o que de incrível e ao mesmo tempo trágico acontecerá ao jovem Oliver, e que afetará todos os magos e bruxas do universo!

Livro: Magimakía - A busca por Merlin
250 páginas || Skoob || Cortesia: Chiado Editora || Onde comprar









O livro é narrado em terceira pessoa e nos mostra um pouco a história de Oliver Drake. Ele é um menino de 15 anos que até então, levava a sua vida normalmente. Ele é um garoto muito estudioso que apesar de estar sempre preocupado, ia muito bem nas provas. Além disso, também é muito apaixonado pela Kim e desejava ser notado por ela, só que não tinha coragem de se declarar. Como se não bastasse, sempre que ela o observava, ele era vítima de bullying por causa do gordo William que não perde uma chance de azucrinar o menino, o que faz com que Oliver seja submetido em situações muito embaraçosas e como ele é um garoto magro, sabia que não tinha chances contra William e não queria mostrar para Kim que era um garoto fraco.

Até aquele momento, Oliver acreditava que lidar com o gordo William era seu maior desafio, mas quando ele descobre que é um mago e que anjos, demônios e um mago sinistro chamado Riley Drogo querem matá-lo a qualquer custo, Oliver se vê desejando voltar para a sua rotina normal e não se importaria nem mesmo de ser agredido por William, pois pelo menos assim ele poderia continuar vivo. E ele estava certo, pois a partir da descoberta de quem Oliver realmente é, William se torna o menor de seus problemas.



Oliver é descendente de Merlin Drake, um mago muito importante da sua dimensão que vencera certa vez os duelos élficos para proteger sua raça e evitar que o mundo de magos e bruxas sejam explorados pelas outras dimensões, como a dos elfos, anjos e demônios. O problema é que ao fazer isso, Merlin acabou deixando-a ainda mais vulnerável, atualmente existem poucos magos e bruxas vivos e além disso, Merlin entrou em estado de hibernação e após 500 anos, ninguém nunca mais o viu e como a duração máxima de vida de um mago nunca passa de 150 anos, todos deduzem que ele está morto.

Os poucos magos e bruxas que restaram ainda têm esperanças de que Merlin está vivo e descobrem que há uma única chave para fazê-lo retornar: por meio de Oliver, seu descendente. Como os anjos e demônios são responsáveis por exterminar um grande número de magos e bruxas, Oliver nunca soube que é um mago pois se essa informação se espalhasse, não demoraria para ele ser morto também.

"Devemos acompanhar essa situação com olhos arregalados, pois envolvem magos e os duelos élficos."

Ao descobrir isso por goblins, Oliver tem em suas mãos uma missão importante, que é libertar Merlin e impedir que os poucos magos e bruxas que restaram fossem aniquilados ou escravizados, já que sua raça está prestes a deixar de existir.

E como se não bastasse lidar com os anjos e demônios, há um mago muito poderoso e maligno chamado Riley Drogo que mais do que qualquer outro ser, quer assassinar Oliver, pois com Merlin libertado acabaria dificultando seu plano de se tornar um necromancer – que nada mais é que o corpo de um mago sendo habitado por um demônio e que para permanecer vivo teria que se alimentar constantemente de almas. Sinistro, não? -

Para cumprir a sua missão, Oliver contará com a ajuda de um goblin, de duas bruxas e de Ben, um mago que fora muito amigo de seu pai, James Drake no qual Oliver nunca teve a chance de conhecer, pois seu pai fora morto bem antes dele nascer. James foi assassinado pelo Riley Drogo, que o traiu no momento que ele tentava libertar Merlin. A partir daí a história fica ainda mais interessante e o autor nos presenteia com inúmeras reviravoltas.

Fazia um bom tempo que eu não lia um livro de fantasia, e apesar de Magimakía ter como público-alvo de leitores mais jovens, a trama conseguiu me cativar. O autor escreve de maneira divertida, quase como se interagisse com o leitor e até certo ponto, seu estilo de narrativa estava me agradando.

O que me incomodou um pouco foram os excessivos usos de gírias e expressões, e isso acabou se mostrando algo repetitivo para mim, especialmente nos capítulos em que eram narrados pelos goblins. Tendo em vista que não faço parte do público-alvo, acredito que isso seja compreensível.


Acredito que Oliver foi um dos personagens que mais gostei por conta desses principais aspectos de sua personalidade: ele é inocente, inteligente e divertido. É impossível não rir ao nos depararmos com suas reações e pensamentos diante das situações que aquele novo universo lhe proporciona. Por ele ter levado a vida até aquele momento como uma pessoa normal, sem ter consciência de que é um mago, sempre que ele está com medo ou precisa lidar com os obstáculos no meio de duelos élficos, anjos, demônios e um mago traidor, Oliver acaba associando as coisas que vê, os cheiros e até mesmo sons daquele mundo com lembranças da “vida real” e foi muito legal ver o seu desenvolvimento ao longo da história e a forma com que ele lidou com a missão que tinha em mãos e as experiências diferentes que foram sendo adquiridas.

Acho interessante quando os autores dos livros se colocam como personagens da história em alguns momentos e apesar de ser um livro de fantasia, Rafael Lovato conseguiu fazer isso de maneira agradável e divertida. Os personagens secundários também são incríveis, mas como o protagonista recebe o maior destaque por ser descendente de Merlin, os outros personagens acabaram sendo um pouco ofuscados, o que é totalmente compreensível.

O mago Riley Drogo cumpre muito bem seu papel de vilão, já que traiu sua própria dimensão por almejar se tornar um necromancer e faz qualquer coisa que seja necessário para alcançar seu objetivo de espalhar a morte pelas dimensões.

A diagramação está bem simples, não há nada no livro que possa chamar a atenção do leitor em um primeiro momento, exceto essa capa misteriosa. Notei vários erros de revisão, mas creio que eles podem passar despercebidos pois depois de um certo número de páginas a história começa a se desenvolver muito mais rápido e consequentemente, nos prendendo mais à sua narrativa.

Eu recomendo para todos que amam fantasia, e apesar de ser um livro voltado para um público mais jovem, acredito que qualquer pessoa poderá aproveitar essa trama cheia de reviravoltas. Leiam!

16 comentários:

  1. Olá Amanda
    Eu já li esse livro e para mim foi uma leitura bem proveitosa, especialmente porque amo fantasia. Adorei todos os personagens e especialmente Oliver. O autor soube muito bem como explorar todos os elementos né?! Acho que é mais do que recomendado para todos e sua resenha ficou ótima...

    beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oiee Amanda ^^
    O que eu mais gosto em um personagem é o seu senso de humor, acho que peguei isso nas séries do Rick Riordan, onde os personagens sempre fazem piadas ou agem de maneira engraçada ♥ Eu ainda não conhecia este livro, mas estou dando um tempo em histórias de anjos, demônios e coisas do tipo, sabe? Estou atrás de livros mais realistas no momento, históricos, biográficos, etc. Mas eu até que gostei da premissa, e da capa também (adorei a capa!), então vou deixar anotado aqui :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá Amanda,
    Curto muito fantasia e é um gênero que, sempre que posso, encaixo entre as leituras. Curti bastante a premissa desse livro e acho que mesmo ele sendo para um público mais jovem cumpre bem seu papel entre os adultos e pessoas mais maduras. Uma das coisas que gostei foi Oliver ser um descendente de mago. Achei a ideia em relação a isso bem interessante.
    Anotei a dica e espero ler em breve.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  4. Para mim livros de fantasias juvenis são os melhores pq podem ser lidos por qualquer pessoa eu adoroo fantasias e fiquei muito curiosa para saber o futuro do Oliver.
    Ótima resenha.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  5. Oi Amanda, eu não conhecia esse livro e achei interessante sua leitura também ser proveitosa para adultos. É difícil encontrar livros para o publico jovem que consigam atingir outra faixa etária. Eu gosto de séries e vou acompanhar a sequência desse para ver como se desenrola o enredo. Valeu pela dica!
    Helô

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e fiquei bem curiosa. Fiquei imaginando essa coisa do autor se colocar como personagem e acho que nunca li algo assim, por isso, minha empolgação em conhecer o livro triplicou. A púnica que desanimam é ser série... Mas vou tentar acompanhar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá! Que livro interessante! Gostei muito de conhecê-lo um pouco por aqui, pois nada sabia sobre ele até então. Infelizmente, não me interessei pela leitura. Mas isso é porque sinto dificuldades em curtir enredos fantasiosos envolvendo magos. Mesmo assim, adoro o Merlin e esse lance de que um problema acaba se tornando o menor diante de tantos novos problemas que o personagem tem a enfrentar geralmente me encanta! Por isso, fiquei curiosa. Vou esperar para ler outra opinião sobre a obra antes de decidir lê-la ou não.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro, confesso! :) Mas gostei da temática e da historia em si! :) E da tua resenha também!! ahah

    A verdade e que não aprecio quando as personagens secundarias tem pouco peso... Mas adoro fantasia! :) E ainda bem que gostaste assim dele! Talvez o peça a Chiado, agor que vou solicitar nova obra! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Não conhecia esse livro mas já estou empolgada para o ler. Adoro o gênero e a trama desse parece ser fantástica e fiquei curiosa pra saber como ficou essa questão dos autores se colocarem como personagens.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Amanda!
    Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas achei o enredo bem interessante. Adoro livros com reviravoltas, acho que dá um dinamismo bacana na leitura. Curti saber que o autor fez personagens ótimos, e pelo visto ele também fez uma grande obra de fantasia nacional. Acho digno. Apesar de curtir o gênero, não é um dos meus favoritos. No momento não fiquei com muita vontade de lê-lo, principalmente pelo excesso de gírias - isso vem me irritando. Quem sabe um dia?
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Adoro fantasia, normalmente fico mais com a fantasia urbana, mas adorei a dica! E pelo que você disse o protagonista é carismático e é fácil sentirmos empatia por ele né. Com certeza caso eu tenha oportunidade pretendo prestigiar o autor mesmo que o uso excessivo de gírias seja um ponto negativo na sua escrita.
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  12. Amo fantasia, e amei a indicação! Algo com bruxos, magos, anjos, dragões... É simplesmente fantástico. Fiquei extremamente curiosa para conhecer Oliver, principalmente por ser um menino que sofre bullying, amo quando o protagonista é alguém que de certa forma, sofre muito, e sua vida acaba se transformando.
    E essa capa, que espetáculo! E fiquei muito curiosa para saber mais sobre o paradeiro de Merlin.
    Obrigada pela indicação, estava precisando conhecer mais livros desse gênero.

    Beijinhos...
    Desencaixados

    ResponderExcluir
  13. No começo da resenha pensei que seria um romances com o tema bullying, mas me surpreendi, não sabia do livro, a história me interessou bastante, principalmente por ser uma fantasia, a pouco tempo fiz a resenha de um livro que também teve esse ponto negativo: excesso de gírias, senti falta de uma escrita muito madura e me decepcionou, por isso acho que vou ler Magimakia muito em breve, para estar aberta novamente a livros assim, divertidos.

    ResponderExcluir
  14. Bem, confesso não conhecer o livro e menos ainda o autor, mas, se me perdoa a provável ignorância, o escritor me pareceu ter se baseado bastante em Harry Potter porque percebo muitas semelhanças entre esse livro e a saga da Rowling.
    Com franqueza, gosto gosto gosto.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Confesso que esse não é um gênero que costumo ler, não sou muito fã de livros fantásticos, sabe? Mas fiquei curiosa com essa historia, o protagonista parece ser realmente bem cativante e eu gosto de histórias que abordam o bullying, pois é um tema bem importante. Alem disso, fiquei animada ao ver que é uma leitura divertida e acredito que seria conquistada, apesar de ter achado a capa muito feia kkkk

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Não sou muito de ler fantasia, mas achei a história bem original e envolvente e além disso mistura vários seres sobrenaturais. Uma pena o autor ter colocado muita gíria, mas pó de ser que ele tenha tentado agradar o publico alvo. Confesso que ainda não sei se leria, mas quem sabe mais pra frente.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir