19 julho 2016

Resenha - A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida




Todo mundo faz planos para o futuro. Mas será que a vida sempre leva aos caminhos desejados? Viajar pelo mundo, ter o emprego dos sonhos, um grande amor do passado. Cada um imagina que sua vida acontecerá de uma maneira diferente. Perto de completar trinta anos, Holly e Alex, que não se veem há onze anos, voltam a se encontrar por acaso. Como o reencontro vai afetar a vida desses velhos amigos de infância? Na adolescência a amizade escondia uma grande paixão não revelada. E que, mesmo com o passar dos anos, continuou na memória como lembrança ou arrependimento do que poderia ter sido. O que aconteceria se o destino reservasse a possibilidade de viver uma segunda chance, tanto na vida quanto no amor? A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida tem esse gostinho de primeiro amor. Com um enredo leve, romântico e engraçado, este casal de protagonistas te conquistará logo nas primeiras páginas.



Livro: A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida
356 páginas || Skoob || Editora Leya || OndeComprar







Holly e Alex se conheceram durante a infância, quando ela se mudou para uma cidadezinha do interior, e não se separaram durante anos. Os dois são opostos, ele certinho e com um sonho de ser professor, enquanto ela ama festas e o que mais quer é sair de Mothston e viajar pelo mundo. Mesmo assim veem surgir um sentimento diferente, mas não conseguem contar a verdade um para o outro, com medo de estragar a amizade.

Anos se passam sem que eles mantenham contato e a antiga amizade parece totalmente perdida, até que uma série de acontecimentos os aproxima novamente. Agora Holly mora em Londres, mas deixou de lado muitos dos seus sonhos e Alex resolve deixar a escola da sua cidade para ir atrás de realizar o sonho de fazer a diferença na vida de seus alunos. Uma amizade pode continuar a mesma depois de tanto tempo? Será que mesmo que a vida tenha seguido caminhos diferentes, os sentimentos persistiram?


“A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida” é um romance sobre desencontros, segundas chances e amizade. O enredo de amizade que se transforma em romance já não é nenhuma novidade, mas não perdeu seu encanto no livro.

O foco da estória é a amizade dos dois protagonistas e logo no início percebemos que eles estão bastante afastados e que mudaram ao longo dos anos, principalmente Holly. Mesmo assim as interações entre eles são ótimas e quando se reencontram é como se nenhum dia tivesse se passado, mesmo com as diferenças na vida, a relação e a forma como os dois se entendem continua ótima. Para mim essa interação foi o ponto forte do livro, gostei muito dos diálogos e da forma como os autores mostraram que verdadeiros amigos não perdem essa conexão, mesmo que muita coisa tenha mudado.

"Pensei várias vezes em cancelar, até o momento em que peguei o metrô. O fato é que eu meio que quero vê-lo. Estou curiosa para ver o que ele se tornou."

O romance em si foi algo que esteve explícito logo na sinopse do livro, mais ainda assim não me impediu de duvidar que ele fosse realmente acontecer. Essa dúvida me fez torcer ainda mais pelo casal, ao mesmo tempo em que fez com que eu tivesse o mesmo receio que eles quanto ao que mudaria em suas interações na forma como entendiam um ao outro, caso partissem para um romance.

Quanto aos protagonistas, Alex me ganhou logo no início, com sua personalidade única e vontade de “fazer a diferença” no mundo. Ele tem uma mania de limpeza bem engraçada, além disso é um tanto inseguro e bem certinho, um tipo de personagem que não aparece muito em chick-lits. Holly já me irritou um pouco por ser muito acomodada, ela desistiu de muitos de seus sonhos e está em um relacionamento secreto com seu chefe, com quem acredita que construirá uma família, ainda que ele não queira sequer admitir para todos que eles estão juntos. Houve um trauma no passado da personagem, mas mesmo isso não me convenceu completamente sobre as atitudes dela.

Senti falta de uma maior participação dos personagens secundários, achei que alguns deles deram um toque a mais de humor na estória, mas que poderiam ter sido mais bem explorados. Kev é amigo de Alex e teve um papel bem importante no relacionamento dos protagonistas, mas aparece poucas vezes no decorrer do livro e Emma, amiga de Holly, também é muito divertida, mas aparece pouco. As estórias deles ficam em segundo plano e acabaram não tendo uma boa finalização, quando poderiam ter sido um diferencial na estória.

A narração da Laura Tait e do Jimmy Rice é bem leve e o livro tem um bom ritmo de leitura. Os capítulos são intercalados entre Holly e Alex, sempre em primeira pessoa, com alguns capítulos mostrando momentos do passado dos dois. Senti falta de algumas pontas serem fechadas no final do livro, principalmente por eu não saber de uma possível continuação.

"Acho que a vida é apenas um milhão de coincidências diferentes e acidentes que levam você até onde você está. Não é muito romântico, mas acho que é verdadeiro."


O título é bem criativo e combina com a estória (sim, eu gosto de títulos grandes) e junto com a capa foi o que bastou para me deixar curiosa sobre o enredo. O trabalho de diagramação é muito bom, além da capa lindinha, com páginas amareladas e uma fonte confortável para a leitura. Não encontrei errinhos de revisão.

No geral, essa foi uma leitura boa, com passagens fofas e outras divertidas, mas que não chegou a ir para minha lista de favoritos. Indico para os fãs de chick-lits e romances leves.


25 comentários:

  1. Olá
    o título chamou muito a minha atenção - porque eu também gosto de títulos grandes - e achei a capa fofa. Bom, eu adoro ler esse gênero, então acredito que, para mim, seria uma leitura válida sim. Uma pena sobre os personagens secundários, as vezes uma participação maior deles é o que faz toda a diferença né?! Enfim, gostei bastante de sua resenha e já anotei a dica aqui. Espero poder ler em breve também..

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Eu também adorei a capa e o título, mas por algum motivo o enredo me pareceu muito do mesmo... Talvez eu leia, talvez não... Não é uma prioridade na minha wishlist.
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Adorei a capa, super moderna e chama muito a atenção! Adorei a resenha, mais ainda não consegui me convencer sobre esse livro. Acho que não faz meu gênero mais valeu super a pena ler essa resenha, acredito que sempre devemos sair da nossa zona de conforto e descobrir mais sobre algo que não temos o costume de ler. Beijinhos.
    http://followyourdreamalways.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Eve,

    Eu achei essa capa muito linda. Eu leria só por ela. Haha. Eu tenho buscado romances leves e mais de boas, e pelo o que percebi, os personagens apesar de ter seus dramas, não são tão complexos. Fico feliz que você tenha curtido, porque eu curti também e vou anotar a dica. Afinal, imagina ter essa capa na minha estante? HHAHAHA

    bjs =)

    ResponderExcluir
  5. Quando li o nome do livro, não imaginei uma historia de amizade, mas de cara, pensei no romance. Gostei demais desta coisa de desencontros e particularmente, gosto de enredos que tenham bom humor e um romance leve. Amei a dica!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, eve, apesar de que o livro não entrou para sua lista de favoritos acho que eu gostaria de lê-lo, pois parece bem aquele estilo sessão da tarde que são gostosinhos para lermos e relaxarmos das leituras mais pesadas. Achei uma pena o fato de que os personagens secundários não tiveram todo o destaque que mereceram e que algumas pontas ficaram soltas. Por outro lado fiquei totalmente cativada quando você menciona que é bacana de ver a interação do casal e como a amizade voltou a ser o que era antes como se nenhum dia tivesse se passado, amo isso nas verdadeiras amizades e creio que me identificaria.

    ResponderExcluir
  7. Oi Eve
    Esse livro está na minha lista há tempos, mas ainda não li, pois pela resenhas que já vi e assim como a sua, ele é ótimo para curar uma ressaca literária.
    O título é ótimo e a casa também. Adoro desencontros e histórias nesse tom. Tenho certeza de que vou gostar.
    Adorei a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oi, esse é um livro que eu já vi diversas vezes, mas não parei para ler sobre o que se tratava. Apesar de gostar de romance, acredito que a protagonista irá me irritar bastante com seu jeito acomodado e sua burrice de achar que alguém que nem a assume irá querer realmente formar uma família com ela. Já o Alex tem tudo para ser o tipico personagem por quem me apaixono. Acredito que apesar de uma amizade que parte para um romance não ser algo inedito, ainda sim é uma boa história. No entanto, não me fez acreditar querer sair correndo para ler, ainda mais tendo pontas soltas que não sabemos se serão concluidas em outros volumes. Irei ler, definitivamente, assim que tiver um tempo e a oportunidade. Obrigada pela dica, viu?
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  9. Oii Eve, tudo bom? Já tinha lido algo sobre esse livro em algum lugar, mas essa é a primeira resenha obre ele que leio, e vou te contar que fiquei bem interessada pela leitura, principalmente por ser fã de chick lits e tramas leves assim. Acho que irei gostar :D Obrigada pela dica!
    Ah, essa capa é linda demais!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Eve, tudo bem?
    Adoro ler romances leves, pois geralmente me envolvo muito com os personagens e com seus sentimentos. Já aconteceu de eu perder o contato com um amigo e depois de um tempo nós voltarmos com a mesma amizade que tínhamos antes, então acredito que eu iria me identificar bastante com os personagens principais. Também gostei de ver em como ambos são tão diferentes entre si e estou curiosa para saber como o relacionamento deles irá evoluir e se irá dar certo.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Nunca tinha visto falar desse livro, mas o título já me chamou bastante atenção.
    Gosto muito de histórias de amigos que viram amantes em um certo ponto da história, pois o romance é mais leve e muito mais bem constrúido.
    Espero ter a chance de ler em breve

    ResponderExcluir
  12. Oiee Eve ^^
    Eu prefiro romances mais complexos, mas uma história leve de vez em quando não faz mal a ninguém, né? É uma pena que os personagens secundários não tenham tido o destaque que mereciam, eu sempre me sinto incomodada quando eles ficam ofuscados demais *-* Também gosto de títulos grandes...haha' e é por este motivo que "A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida" está na minha listinha de desejados. Parece ser um livro bom, mas não surpreendente.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Eve!
    Não conhecia o livro e achei interessante, mais para ler depois de um livro denso ou muito emotivo. Gosto de romances leves, em que o enredo flui, mesmo o livro sendo previsível, assim não precisa pensar muito na hora de ler, é mais uma leitura de descontração mesmo! Dica anotada! Bj

    ResponderExcluir
  14. Olá, adoro chic-lits e esse parece ser bem legal para passar o tempo, quado eu estiver acabado de ler um livro muito forte e quiser algo leve para aliviar os sentimentos e a ressaca literária já sei que livro pegar para ler.
    ótima resenha.
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Adoro títulos assim: grandes e diferentes. Apesar disso não fiquei muito animada com a trama, pois me pareceu igual a outros títulos do gênero que já li e,no momento, isso me repele. Ainda assim fico feliz que tenha gostado da leitura, o que ficou bem evidente na sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi Eve!
    Gosto de ler os chick-lits, principalmente depois de uma leitura mais pesada. Para descontrair mesmo!
    Não conhecia esse livro, mas o título é bem chamativo e a capa é linda! A história parece ser fofo, mas que pena que a autora não soube utilizar tão bem os personagens secundários.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá Eve,
    Gosto bastante de livro assim, amigos, que se gostam, existe um desencontro e o reencontro. Acho a ideia bem boa e quase todas as leituras assim me agradam. Adorei sua opinião e acho que é bem ruim quando sentimos falta da participação de alguns personagens, pois eles poderiam dar um ar diferente à história.
    Apesar de suas impressões não terem sido as melhores, fiquei bem curiosa com a leitura e anotei a dica.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  18. Amizade que se transforma em amor não é mesmo nenhuma novidade, nesse caso o que faz toda a diferença é a forma como o tema é trabalhado. Eu tenho muitos amigos que fico muito tempo sem encontrar e quando encontro é como se tivesse visto ontem, então entendo perfeitamente essa parte do enredo. O que me desanimou foi saber que ficam pontas soltas e você não ouviu falar de nenhuma continuação, tem gêneros de livro em que consigo lidar com isso, mas esse não é um deles. Não acho que eu vá ler.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  19. Olá, como vai?
    Já gostei desse título logo de início, achei super divertido, hahaha.
    Nunca li chick-lits, mas esse eu realmente achei interessante, porque parece ser bem leve e não ter um humor exagerado.
    Dica anotada :)
    Beijo.

    ResponderExcluir
  20. Oi Eve, tudo bem?
    Eu estou precisando de um romance leve e contagiante no momento, já tinha ouvido falar brevemente sobre esse livro e devo dizer que o título chama bastante atenção né? gostei de ver que ele trata de amizade também, são poucos livros que leio assim. Enfim, amei a sua resenha e espero mesmo ler o livro uma hora dessas!

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Ahhh, eu já adorei a capa né, não vou negar. E acho que é um pouco clichê esta coisa dos amigos que se desencontram e depois se encontram e tem um romance, mas querendo ou não sempre funciona em livros e filmes, então depende do diferencial na escrita da autora. Queria ver algo como eles só serem amigos sabe, mas aí também acho que faltaria... sei lá... hahahahaha

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  22. Aaaaah, concord com as meninas quando elas dizem que a capa é linda, gente ♥
    O titulo também é maravilhosa. Mas, eu ja´tô um pouco saturada de amor de melhores amigos, sabe? Não por ser clché, mas, por ser uma merda na vida real. kkkkkkkkkk.
    Passo a leitura não só pelo enredo, mas, principalmente por ser chicklit, não curto tanto.
    Beeeeeijos

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bom?
    Adoro livros assim, onde pessoas super amigas gostam uma da outra e não tomam iniciativa para não estragar a amizade, mas, que acabam se afastando, voltam a se relacionar e aí sim surge um relacionamento amoroso! rs Muito Simplesmente acontece! haha Uma pena os personagens secundários não terem sido tão desenvolvidos, mas, ainda assim eu leria esse livro. Adoro Chick lits e histórias fofas e mais leves. Sugestão anotada ^^

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Tenho esse livro aqui e ainda não peguei para ler, mas morro de curiosidade já que livros com esse clima de amizade e romance me atrai e muito. Gostei de saber mais sobre os personagens e sobre a trama. Esse livro me lembra o livro/filme "Simplesmente Acontece" só espero que não seja a mesma enrolação rs' a capa é muito fofinha mesmo e o título longo me chamou a atenção. Tomara que eu consiga ler ainda esse ano!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Eve lindona quando lançou esse livro fiquei muito curiosa, a sinopse em si me chamou atenção, e a capa é fofa, lendo sua resenha senti falta de algo a mais no livro, e o fato da protagonista ser acomodada e não mudar não me agradou muito, gosto de personagens que crescem no decorrer da trama aprendem. Quem sabe leio em outro momento . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir