05 julho 2016

Resenha - A Luva de Cobre (Magisterium #2)




Nessa fantasia urbana, um universo de magia coexiste com nosso mundo.
Um universo repleto de intrigas, onde crianças aprimoram seus poderes em uma escola de magia chamada Magisterium, com Mestres que temem a volta do mago mais poderoso, e ambicioso, de todos os tempos, o Inimigo da Morte. Nesse volume, o aprendiz de mago Callum Hunt precisa encontrar uma antiga arma mágica roubada do Magisterium. A luva de cobre é capaz de arrancar a magia de uma pessoa e destruí-la completamente. Ao mesmo tempo, ele tem de decidir se conta aos amigos que, dentro dele, vive a alma do Inimigo da Morte, apenas à espera do momento perfeito para retomar sua escalada pelo poder


Titulo: A Luva de Cobre
304 páginas || Skoob || Editora: Galera Record|| Onde comprar

                                                               








Quando eu terminei de ler O Desafio de Ferro eu estava super ansiosa para poder conferir a continuação, pois as autoras conseguiram me conquistar de tal maneira, que a partir de agora eu leio tudo o que elas escreverem.

Em A Luva de Cobre, a escola Magisterium está de férias, e com isso Callum está de volta a casa do pai, apesar de estar se esforçando para mostrar a Alastair que pode controlar sua magia e não tornar-se o Inimigo. Call descobre no porão que o pai pretende prendê-lo junto com Devastação, seu lobo de estimação. E usar nele a Alkahest, uma luva de cobre capaz de tirar a magia de uma pessoa podendo matá-la ou não. Com medo do pai, ele foge para a casa de sua amiga Tamara, e encontra a casa em uma festa onde o amigo Aaron é o centro das atenções por ser um Makar. Juntos, eles voltam para a escola e continuam a treinar suas magias com o Mestre Rufus. Porém, Callum acaba por contar parte da historia de sua fuga aos amigos, mas Tamara por medo de que Alastair machuque Aaron, acaba contando ao mestre Rufus a verdade. Por medo de os magos do Magisterium machuque o pai, Cal foge da escola para ir em busca de Alastair, mas é seguido por Aaron, Tamara e Jasper.

“- Quero dizer, se não funcionar, então, como dizem, “se você ama alguém, liberte-o, não prenda no subterrâneo ou em uma caverna”.

O Call de certa forma me lembrou o personagem Harry Potter, por estar ligado ao mal, mas ele lida com essa situação de forma bem madura, e acredita do fundo do coração, que pode salvar o seu pai sem despertar o inimigo dentro dele.

Tamara e Aaron são os típicos amigos que apesar das brigas estão sempre com Callum para ajudá-lo, apesar de Tamara ser teimosa e fazer o que acha certo, mesmo sabendo que vai magoar Call. Aaron é o mais calmo do grupo, e sempre que rola uma tensão entre o grupo, é ele que tenta apaziguar as coisas.

Por se um livro juvenil, as autoras não se aprofundaram tanto nos personagens, mas conseguimos ver bem a personalidade de cada um, e eles dão uma dinâmica incrível a historia.


“- Só não mostre a ela quem você é de verdade – disse Call. – Finja que é uma pessoa que ela pode amar, e ai ela vai amar. Porque, de qualquer jeito, as pessoas amam quem elas pensam que as outras são”.

Com um inicio já tenso, cenas, aventuras detalhadas e bem escritas, o que mais uma vez surpreendeu, pois não dá para distinguir qual das duas autoras escreveu cada parte, pois tudo foi muito bem construído. A capa é muito bonita, eu particularmente adoro os desenhos que estão presentes nela, as folhas são amareladas e as letras são bem grandes, o que facilita e muito a leitura.

A história foi muito boa de se acompanhar, a leitura fluiu muito rápido e o final me deixou muito ansiosa para a continuação. O livro é super recomendado para todos os públicos, pois possui uma historia bonita de amizade e superação.


Resenha postada pela Colaboradora Giovana Soares ( Não faz mais parte da Equipe )


20 comentários:

  1. Olá!

    Está me parece uma estória bastante interessante, confesso que me lembrou um pouco de Harry Potter por conter uma escola de Magia e o personagem principal ser tão impulsivo quanto. Mas claro que tem suas muitas diferenças. Fiquei chocada com o pai capaz de fazer mal ao próprio filho querendo tirar sua magia. Cal com certeza tem um bom coração por ainda assim ir atrás do pai para tentar salva-lo. Me interessei bastante pela leitura, quem sabe um dia eu não leia, não é mesmo?

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  2. Oi Giovana,
    Eu li esse livro no ano passado r gostei bastante, especialmente por ser uma sequência. Claro que possui semelhanças com outros títulos, entretanto posssui elementos únicos na trama. O desfecho também me deixou bem ansiosa para próximas aventuras. E a capa é mesmo muito bonita!

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Terminei de ler O Desafio de Ferro, realmente chocada com a revelação sobre o mistério que envolvia Call e não vejo a hora de ler a continuação!
    Espero que, assim como vc, eu também goste da sequência, pois ela parece ainda mais cheia de aventura!
    Abraço!

    http://bloghistoriasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Esta é uma série que eu desejei muito acompanhar, mas que acabei não lendo. De todas as coisas que você mencionou na resenha, aventuras, cenas de ação, o que eu mais curti foi saber que não dá pra identificar a escrita das autoras, ou seja, a harmonia entre elas prevaleceu. Isso é muito legal.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, Giovana. Tudo bem?
    Faz tempo que não leio um livro com uma criança ou adolescente muito novo como protagonista. Estou numa fase de ler livros com adultos já independentes e tal. Mas essa pegada de fantasia, com magos, magia e tudo mais sempre me chama atenção, sempre acende uma chaminha no meu coração hehe
    Guria, não consigo acreditar que um pai faria isso com o próprio filho :( Poxa, magia é tão legal! E o filho ainda vai voltar lá pra salvar o pai, que fofo. Além disso, a comparação com Harry Potter, dizer que o protagonista lida com as coisas de forma madura e as autoras desse livro já são GRANDES indicações, né? Vou pensar se lerei esse livro ou não, ele está fora da minha linha de leituras, mas parece ser bem empolgante e com bastante ação.
    Beijões.

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Infelizmente o livro não chamou muito minha atenção, pois não sou grande fã de fantasia.
    Mas fiquei feliz em saber que é um livro bem escrito, envolvente e que surpreendeu você, pois é mais indicado para um público adolescente e tal e isso mostra que vai além do simples.
    Adorei sua resenha.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. AMO fantasia, e sou completamente apaixonada pela escrita da Cassandra, que consegue narrar cenas de uma maneira madura e sem deixar pontas soltas, infelizmente ainda desconheço a escrita do outro autor. Estou esperando o 1° livro dessa série chegar, não gosto quando os autores não constroem muito seus personagens, mesmo assim quero conhecer a trama, pois sempre fico curiosa para saber sobre Magisterium

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Eu sou muito louco para ler essa série, não fui muito com a cara da série da Cassandra, Instrumentos Mortais, apenas li o livro um e não gostei nada. Mas esses livros mais juvenis chamam muito a minha atenção, essa série está na minha lista faz um tempinho, e epseof poder comprar os dois. Só não gostei do livro ter saído da primeira casa editorial, mesmo que as capas continua a às mesmas, mas as editoras tem materiais bem opostos, espero que a editora faça um relançamento do livro um. Adorei a resenha, até mais ve
    Bjks

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Não li muito da sua resenha para não pegar spoilers, pois pretendo ler o primeiro livro da série um dia. Pelo que vi nas suas impressões, esse livro promete cumprir as expectativas, tem cenas bem detalhadas que envolve o leitor, há uma boa construção dos personagens e todos esses aspectos eu considero essencial numa boa história, então as chances de eu gostar da série ficam cada vez mais altas. Ah, também adorei essa capa, ela nos parece dar uma boa impressão do que podemos esperar no livro.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  10. Oi, confesso que sempre achei as capas dessa série muito lindas, mas nunca tive aquela vontade de pegar para ler. Conforme fui lendo sua resenha também me deu a impressão de ser parecido com Harry Potter, aliás, tem como não se comparar diante de tantas coisas parecidas? Gostei do fato de ter uma linda história de amizade e de preocupação um com o outro e agora entendi o porque do nome do livro e gosto bastante quando tem um significado que está presente na história! Você despertou em mim o interesse de procurar ir atras para saber mais e quem sabe até ler, ótima resenha! E boa sorte para essa turma de amigos e suas aventuras <3
    Um beijo

    ResponderExcluir
  11. oi!!!

    Não conhecia o livro, entretanto o mesmo deve ser contagiante decorrente de uma das autoras serem nada mais e nada menos que Cassandra Clare. Confesso que mesmo sendo classificado o gênero como infanto-juvenil me vejo viajado em tais tramas, e o fato dos personagens não serem aprofundados não faz muita diferença se a leitura fluir de forma contagiante. Fico feliz que tenha gostado e estou pretendendo colocar na minha lista, beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, a capa é realmente bonita e remete aos livros infanto-juvenis. Não conhecia o livro e nem a série, apesar de sempre ver as pessoas elogiando a escrita da Cassandra eu ainda não li nada dela, pretendo um dia conhecer melhor suas obras.
    Não sei quais são as intenções do pai de Callum, mas me pareceu que não são boas, sendo que pode levar o filho a morte removendo os poderes dele. O fato dele encontrar apoio nas amizades acho que enriquece bastante o conteúdo do livro. Além de Callum lidar com o mal as amizades dele lembram as de Harry Potter, mas pelo que percebi apesar de algumas semelhanças o livro ainda consegue ser original. Outro aspecto que achei interessante é fato de que a escrita das duas autoras é bem parecida, geralmente quando um livro é assinado por duas pessoas é perceptível qual parte cada um escreveu. Vou anotar a dica aqui, quem sabe um dia não começo a ler algo da Cassandra Clare por esse livro.
    Beijos
    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
  13. Olá Gio,
    Fico muito feliz de saber que a história é legal de se acompanhar. Eu tenho muita curiosidade de ler e gostei bastante de imaginar o desenvolvimento do segundo volume. Por ser infanto-juvenil ele não tem aprofundamento nos personagens e isso acho que torna a leitura bem mais ágil, não é?
    Adoro amigos que brigam mas vivem ao lado para ajudar.
    Dica anotada.
    Beijos ♥
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  14. Que livro fofo! A capa é magnífica! Eu gosto muito de ler narrativas infanto-juvenis, e essa eu não conhecia, mas me agradou bastante. Pelo que vi é uma série, então eu teria que ler o primeiro antes. Mas acho que vou investir na leitura, até porque, é bem o tipo de livro que o meu sobrinho ama ler, então eu leio e depois passo para ele, ou ele lê primeiro, tanto faz. Achei interessante você mencionar que o personagem Call lembrou a você o Harry Potter, pois eu me lembrei do bruxinho desde que comecei a ler a sua resenha.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  15. Oie, flor.
    Não conhecia esse livro e pelo que li na sinopse e na sua resenha também não seria um livro que eu leria.
    Gostei de saber suas impressões sobre a história, infelizmente, ainda com a nota máxima que você deu e com a resenha bem positiva, não fiquei interessada...
    Quem sabe algum dia eu dê uma chance né?

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá!! :)

    Ainda bemq eu gostaste assimt tanto e que o livro te prendeu sempre e manteve sempre o "clima"... :) E que nao parece ter sido escrito "a duas maos"!! :) E muito bom isO! :)

    Bem, eu primeiro vou ler as colecoes indivudiais das autoras (Instrumentos Mortais - jatenho o primeiro volume) e as Cronica de Spiderwick! :) Mas espero atacar essa ja no proximo ano! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem? Amei a premissa do livro! Amo livros que abordam magia, internatos, vingança... E presumo que esse seja um ótimo livro, pois a Cassandra Clare é uma ótima autora (não conheço a outra /:). Como li em um comentário, a outra autora é a escritora de As crônicas de Spiderwick, certo? Assisti o filme esses dias, e apesar de ser infantil, gostei bastante! Imagino que seja um ótimo livro, e que seja muito bem escrito e imprevisível. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  18. Oi ^^

    Eu costumo ter um certo receio quando as histórias são escritas por mais de um autor, fico com aquele medinho de que eles não consigam se 'entrosar', mas pelo visto não preciso ficar com um pé atrás em relação à esta obra.

    Apesar de se tratar de uma história mais juvenil, os personagens parecem ter sido bem evoluídos, bem como as descrições aparentam terem sido muito bem feitas.

    Acho que tu me convenceu a ler este livro hahahaha Mas antes preciso dar um jeito de ler o primeiro! :P

    ResponderExcluir
  19. Oi Gio,
    Eu não li nenhum dos volumes dessa série, mas morro de vontade. Porque sou louca pela escrita da Cass e acho que ela consegue desenvolver muito bem essas séries infantojuvenis e sempre tive muita curiosidade em relação a escrita da Holly, pois sempre ouço falarem muito bem, mas até hoje não tive tempo de ler nada dela. Curti bastante a sua resenha, você conseguiu me fazer querer mergulhar nesse universo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Holly Black e Cassandra Clare, nossa que tiro. Hahahaha. Não conhecia a existência dessa série, mas, pela resenha do segundo livro, quero ler a do primeiro e quem sabe dar uma chance a elas? Não curto série de livros de infantojuvevil, mas, vamos ver se gosto. Beeeeijos. Tayletitshine.blogspot.com

    ResponderExcluir