26 julho 2016

Resenha - The Kiss of Deception



Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.
O romance de Mary E. Pearson evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor, e como ele pode nos enganar. Às vezes, nossas mais belas lembranças são histórias distorcidas pelo tempo.

Livro: Kiss of Deception - As crônicas de amor e ódio #1
406 páginas || Skoob || Editora: Darkside || Onde comprar







É o dia de seu casamento e Lia só consegue pensar que está enganando todo mundo, há muito tempo, pois mesmo quando ela ainda não tinha tomado uma decisão uma parte dela sabia que aquele casamento não iria acontecer, mesmo ela sendo uma Primeira Filha e carregando o título e responsabilidades de Morrighan, Lia não se deixará ser mais um soldado do exército de seu pai, ela não se deixará ser uma jogada política, ela não será vendida para o príncipe de um reino rival somente por causa de uma aliança política cheia de incertezas. Só dessa vez, ela pensará em si primeiro, e então fugirá para nunca mais voltar para essa vida de deveres e tradições.

Assim quando todos pensam que ela está a caminho da igreja, Lia na verdade está fugindo da cidade com sua amiga Pauline, os primeiros quilômetros são os piores, recheados de medo, ansiedade e um pouco de pavor, pois o trabalho de verdade começa depois, assim que elas vão e voltam refazendo a trilha de pistas falsas. Elas sabem que não podem se dar ao luxo de serem descuidadas, pois é certeza que seu pai colocará pessoas a sua procura e um prêmio será dado para o felizardo.

"E se a gente não pode confiar em uma pessoa no amor", acrescentei, "não se pode confiar nela para nada."

Depois de dias na estrada, Lia e Pauline finalmente chegam a uma cidadezinha distante da capital, onde ambas acham abrigo numa hospedaria e passam a trabalhar ali, tranquilamente, e aos poucos passam a se encaixar ao ambiente, no entanto um dia dois jovens cruzam a porta da hospedagem para mudarem tudo, ambos tem algo que atraí Lia, ambos tem algo que os fazem se destacar e apesar de ela não saber exatamente o que é, a cada dia ela fica mais disposta a descobrir.

Sempre haveria opções. Algumas escolhas simplesmente não são fáceis de serem feitas.

O que Lia não sabe é que o príncipe que ela abandonou partiu a sua procura realmente irritado com toda a situação e curioso para saber quem é a princesa que o largou no altar e então abandonou seu reino e teve a coragem que ele não teve de ir contra a vontade dos pais. Ela não sabe que um assassino de Venda - reino inimigo de Morrighan - foi contratado para matá-la e está a caminho decidido a eliminar uma princesinha mimada. Só que ela não sabe que ambos acabam por se encontrar na cidade e entrarem juntos na hospedagem. Ela não sabe que ela não é o que ambos esperavam e isso complica exponencialmente as coisas para todos.

O livro começa nos mergulhando em poemas, ritos e preces tradicionais de Morrighan e desde o primeiro instante você percebe que Lia é uma menina forte, com muita opinião e completamente infeliz com a sua posição, com seus deveres e com as tradições de seu povo, tão infeliz que quando seu pai propõe um casamento arranjado com um homem de um reino rival que deve ser bem mais velho que ela e que nem se dá ao trabalho de conhecê-la antes do dia do casamento, ela sente que foi a gota da água que faltava.

Pode-se levar anos para moldar um sonho, mas é preciso apenas uma fração de segundo para despedaçá-lo. E podemos pensar que isso é meio fútil, principalmente para uma princesa, mas as coisas vão se desenrolando e você vai conhecendo Lia e tudo se torna mais explicável, pois o que a fez fugir foi uma série de questões que foram se acumulando ao longo dos anos e a pressionando, você percebe que ela é uma jovem como muitas outras.

Em sua fuga, Lia começa a se descobrir como pessoa, ela passa a conhecer seus limites e seu povo, ela passa a ver as diferenças entre as pessoas, ela cresce e vemos tudo isso acontecer, a vemos se apaixonar, redescobrir as origens de seu povo, notar seu dom e se preocupar com o destino não só de seu povo, mas de todos.


Nem sempre o inimigo vem marchando em grandes exércitos, menino. Às vezes, o inimigo é apenas uma pessoa capaz de derrubar um reino.

Mas se engana quem pensa que o livro só fica nisso, a trama se passa entre um período delicado e pré-guerra entre reinos e isso é claro para todos, ainda mais por termos três narradores: Lia, o Assassino e o Príncipe, o que faz com que tenhamos uma ampla visão de tudo o que está acontecendo, e nos deixa confusos, pois em determinados capítulos os dois rapazes são o Assassino e o Príncipe, e nesses temos as tramas e intrigas e pensamentos reveladores sobre sua identidade, mas nenhum acontecimento que envolva falas com os protagonistas ou descrições físicas, e então eles passam a ser Rafe e Kaden aos olhos de Lia e temos todo o desenvolvimento emocional, entretanto até mais da metade do livro fica bem difícil saber quem é quem e então quando chega a descoberta... Uau, que reviravolta galerinha!

Temos muita magia e feminismo também, o que deixa as coisas bem interessantes e traçam rumos bons para os próximos livros. Sinceramente? Li em pouco tempo e adorei, esperava mais, talvez por ter ouvido tantos comentários bons, mas me esqueço que o primeiro livro sempre é mais lento no início e tem muitas coisas introdutórias, mas se paro para pensar, nem isso deixou o livro menos incrível, com certeza recomendo e parabenizo a Darkside pela escolha, tá maravilhosa a edição, agora é só esperar pelo segundo!!!


20 comentários:

  1. amei o design do seu blog,parabens!
    www.meninadesencanada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu estou muito curiosa para ler esse livro, especialmente diante da temática explorada no cenário. Legal ter essa relação do feminismo também, além da própria magia. E também achei interessante ter esses poemas, ritos e preces. Acredito que é uma obra muito interessante mesmo e ainda espero poder ter a oportunidade de ler também;
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Agatha
    Eu tenho uma certa curiosidade com esse livro mas ao mesmo tempo um pouco de receio. Eu tenho visto ótimos comentários sobre ele e realmente o enredo parece ser maravilhoso e me atrai muito, mas algumas coisas me parecem meio forçadas e maçantes. não sei, pode ser só impressão mesmo. O fato é que eu quero ler e ver o que vou achar, gostei de saber a sua opinião sobre a obra e espero, de verdade, gostar da leitura.

    ResponderExcluir
  4. Tenho a impressão que todos estão lendo e falando deste livro e com certeza a estratégia de marketing da editora está mega certa, porque fiquei muito curiosa quanto ao livro, mesmo não sendo de um estilo que costumo ler com frequência. A capa está linda e o enredo é instigante.
    Fiquei encantada com você ter falado sobre o feminismo e a magia dentro do enredo.
    Adorei!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Agatha,
    Esse livro é sensacional. Estou completamente apaixonada por essa narrativa e cogitando ler o segundo em inglês, pois o final me deixou no chão. rsrsrs Não achei a leitura lenta, mas acho que quem ler tem que está na vibe, Acho que só demorei mesmo de ler , pois estava fazendo leitura conjunta, se não em uma semana teria terminado.
    Essa trilogia nos reserva muitas surpresas ainda.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Agatha,
    São sempre tantos elogios que leio para essa obra que, a cada dia, fico mais fascinada com sua premissa. A Lia é uma personagem muito forte e com uma personalidade marcante, pelo que tenho notado. Além disso, ela é o oposto do que muitas mocinhas querem e isso me encanta.
    Outro ponto positivo é amplitude que a narrativa nas três visões dá.
    Sua resenha só confirmou que preciso ler logo esse livro para ontem!
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Agatha,

    Estou LOUCA para ler esse livro, mas eu ainda não tive tempo infelizmente. É bom saber que há o feminismo, o empoderamento, além de que é uma fantasia e um romance muito interessante. É um livro que só tenho visto comentários positivos. Espero MUUUUUUUUUUUITO ler ainda este mês, porque <3 só amores.
    Parabéns pela resenha.


    bjs =)

    ResponderExcluir
  8. Esse livro é maravilhoso!!!
    Impossível não se apaixonar pelas personagens, ambientação e trama em si. Quando terminou, fiquei com vontade de reler na mesma hora sabe? Assim como você não vejo a hora de ler a continuação. A Darkside arrasou na edição.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Oi Agatha, meninas estou louca para ter esse livro em mãos e iniciar a leitura. Já fico imaginando se vou adivinhar quem será o assassino e quem será o príncipe. E a capa e a diagramação são tão apaixonantes.
    Sua resenha ficou bem completa e deu para ampliar mais sobre a história.
    Quero esse livro para ontem.
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Eu li e também amei bastante, acho que o mundo criado pela Mary é fantástico, espero muito que nos próximos livros ela aborde mais sobre as profecias e dê menos foco ao romance. Realmente o primeiro livro de alguma saga sempre é mais devagar mesmo, mas acho que os próximos serão maravilhosos. O fato de ter uma protagonista feminina tão bem escrita me empolgou muito <3 Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Desde que a Darkside lançou esse livro eu morro de vontade de ler. Gostei muito dessa história de a gente não saber quem é o assassino e quem não é. Gostei de saber que o livro começa com ritos e poesias, dá um toque bem diferente. E estou bem ansiosa para saber como o feminismo é abordado na obra.
    Beijos.
    https://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Esse livro não estava na minha lista de pretensões à leitura, mas a quantidade de comentários positivos que tenho lido sobre esse livro, me fizeram mudar de ideia. Amei sua resenha e estou curiosa para conhecer esse livro que tantos comentam! Dica anotada!
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Oi Agatha, tudo bem?
    Confesso que a primeira coisa que me fez desejar o livro foi a sua edição maravilhosa. A DarkSide sempre capricha nos lançamentos e até hoje não tive oportunidade de adquirir algum livro, mas pretendo mudar isso em breve com esse livro, vejo muitas pessoas falando super bem dessa história e por você ter mencionado que o feminismo está presente na obra, fiquei ainda mais curiosa! Adorei a sua resenha.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  14. Nem sabia que o livro era mais lento no início, mas isso é realmente normal por causa das coisas introdutórias. Sou louca pra ler, mas acho que vou aguardar o lançamento do próximo livro para fazer isso. Adorei saber que desde o início podemos perceber que a Lia é uma menina forte e com muita opinião, e acho que vou curtir conhecer esses poemas, ritos e preces tradicionais de Morrighan, coisas assim me ajudam a mergulhar no enredo.

    ResponderExcluir
  15. Oi Agatha,
    A Darkside sempre acerta nos livros, né?
    Adorei essa história!! Quero muito conhecer o povo desse livro e saber se ela via descobrir quem é quem? Gosto muito de histórias de época ainda mais com ação e jogos políticos.
    Valeu pela dica!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  16. Oii!

    Vamos começar por essa capa maravilhosa e essa diagramação fenomenal da Darkside, eles abusam demais. Amo!
    Olha, eu acho essa trama interessantíssima. Estou louca para ler esse livro e estou morrendo de curiosidade para saber quem é o príncipe e quem é o assassino. Achei essa questão muito original e me encantada essa personalidade forte da protagonista.
    Adorei que você tenha favoritado o livro, isso me deixa ainda mais empolgada para ler ele.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  17. Oi, flor.

    Esse livro é lindo demais! Eu comprei esse livro na pré-venda e quando chegou aqui em casa quase surtei. Eu amo os livros da Darkside, pois eles são bem trabalhados e com uma ótima diagramação, além de vir com brindes lindos. Eu amei o poster e o marcador, super atenciosos. Eu ainda não tive oportunidade de ler o livro, mas elo que eu li na sua resenha, tenho certeza que vou gostar da leitura.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oiii meu bem,
    que capa maravilhosa, esse livro parece ser aqueles que faz com que a gente devore ele em poucas horas. Essa editora é uma das melhores também, eles simplesmente regaçam. Amei sua resenha, ela é bem explicadinha e não enrola. Com certeza eu vou lê-lo. Fiquei muito curiosa pra saber sobre o assassino principalmente e sobre o príncipe também. Abraços

    ResponderExcluir
  19. Oii, tudo bom???
    Que livro maravilhoso, capa perfeita e enredo muito bom.Nunca tinha ouvido falar do livro e nem da autora.
    Gostei de toda essa trama, sua resenha me passou toda essa curiosidade de saber sobre como Lia vai enfrentar esses problemas.Com quem ela vai ficar no final, gostei muito e com certeza ele entrou na minha lista de desejos.

    ResponderExcluir
  20. Oi Agatha, tudo bem?
    Eu sou doida para ler esse livro, ainda mais com tantos elogios assim é difícil passar despercebida né? eu adoro essas histórias medievais e esse parece ter um enredo bem envolvente com tudo que tem direito! fiquei muito feliz com a sua opinião e ver que se tornou um favorito, com toda certeza eu vou ler o quanto antes, quero me aventurar nele!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir