07 julho 2016

Resenha - Azeitona




Ian e Emília não trocaram mais que duas palavras desde que começaram a estudar juntos, mas é o nome dela que vem à mente dele quando precisa de uma parceira para um plano mirabolante: participar de um reality show sobre casais adolescentes que vão ser pais. Isso em troca de um cachê capaz de resolver todos os seus problemas.
Ian tem dezesseis anos e foi criado pela irmã, Iris, que precisou abrir mão de oportunidades na vida para cuidar dele. Agora, quando ela finalmente vai conseguir se formar na faculdade, ele se sente na obrigação de retribuir de alguma maneira.
Emília, aos dezessete anos, não quer retribuir nada a ninguém – pelo contrário, seu sonho é sair de casa o quanto antes para não discutir mais com a mãe, com quem sempre teve uma relação conturbada.
O fato de que eles não são um casal nem têm planos de ter um bebê de verdade parece apenas um detalhe. Mas a vida reserva surpresas, nem sempre boas, para quem acredita que é fácil inventar a própria história.
O romance de estreia de Bruno Miranda, criador do canal Bubarim, no Youtube, é uma história divertida e tocante sobre relacionamentos familiares.

Livro: Azeitona
352 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Planeta || Onde Comprar







Ian estava tranquilamente aguardando sua irmã numa clínica obstetra quando Catarina Raizer o aborda fazendo um convite no mínimo inusitado. Ela o confunde com um pai adolescente e chama-o pra participar do reality show Novos Pais onde mostra o dia a dia de pais adolescentes. Ian tenta dizer que ele na verdade estava aguardando sua irmã, mas Catarina não o ouvia, mas só que depois que ela lhe informa sobre o valor do cachê Ian acaba deixando pra lá.

" - ... o que eu queria dizer com isso tudo? Tenho uma proposta que vai mudar a sua vida - Catarina agora estava mais séria e confiante." Capítulo 01

Desde a morte da mãe, Iris cria Ian. Ela sacrificou muito para poder criar o irmão, e por isso, Ian será eternamente grato por isso, principalmente por nunca ter lhes faltado nada, e até mesmo o negócio de organização de eventos de Iris estava indo muito bem, mas quando Catarina lhe faz a proposta Ian pensa em tudo que poderia retribuir a irmã, e por isso aceita. Mas ele não ia ser pai, e muito menos tinha uma namorada. Quando Catarina pergunta quem é a mãe ele diz Emília. Justo a única garota na escola que ele mal trocou duas palavras.
"[ ...] Sabe aquela frase que diz que lar não é bem um lugar, e sim onde estão as pessoas que são importantes para você? - Ian assentiu. - Eu sinto que eu não tenho um." Capítulo 07

Emília não se dá bem com sua mãe e sonha em sair de casa, e por isso, ela acaba tendo uma oportunidade das grandes, pois assim que vai a casa de Ian para iniciar um trabalho, ou melhor, pensou que faria um trabalho, ela se assusta por encontrar uma equipe de cenografia montada na sala. E assim, Ian lhe fala seu plano maluco e por incrível que pareça essa seria sua chance de conseguir o dinheiro que precisa para sair de casa.

Juntos, Ian e Emília se passam por um casal de pais adolescentes, em meio a casais que realmente estão nessa situação. Emília começa a refletir sobre como isso afetaria sua vida. A relação com sua mãe que já era difícil agora se torna insuportável, e ainda os dois se envolvem cada vez mais nessa mentira, mas como levar isso adiante, é arriscado e ambos tem muito a perder.



[ - Minhas Impressões - ]

Começo minhas impressões com essa linda frase do menino Bruno que fez até mesmo os agradecimentos se tornarem sua cara.

"[...] Enfim, você foi a primeira pessoa a quem agradeci, então, se fizer uma resenha, não aceito menos do que cinco estrelas." Agradecimentos

Azeitona
de alguma forma se tornou muito especial pra mim. Eu já acompanhava o canal do Bruno e o sentimento que trago no peito é de puro orgulho. Consegui ver aqui toda personalidade dele, o que tornou a leitura ainda melhor.

A estória é narrado em terceira pessoa. Geralmente torço o nariz para esse tipo de narrativa, mas não poderia ter sido diferente, podemos ver vários ângulos das coisas que aconteciam e com muito mais detalhes. Ian e Emília são nossos protagonistas e juntos quase me mataram do coração com a quantidade de vezes que eles quase foram desmascarados.


Ian é um adolescente, porém é muito maduro pelo fato de ter perdido a mãe e ter sido criado pela irmã, isso fica bem claro em suas conversas maduras e profundas. Ele realmente acredita que tudo que estava fazendo era pelo bem dela e do sobrinho que estava a caminho. A relação dos dois é viva, não tenho palavra melhor para descrever. Eles se amam e fariam qualquer coisa um pelo outro, toda essa cumplicidade foi incrível de ver. É bem raro ver uma construção familiar tão sólida em livros e aqui, o menino Bruno fez além. Iris e Ian são uma família de duas pessoas que não precisam de mais nada pra serem feliz, e essa é razão de Ian querer retribuir a irmã por tudo que fez.

" - Eu não me sinto assim - ele disse, tentando analisar a expressão de Iris. - Eu não sinto falta deles. É claro que gostaria de ter meus pais por perto, mas minhas únicas memórias estão nas fotos. Eu tive você. Sempre tive você." Capítulo 07

Em contrapartida Emília tem uma relação muito difícil com a mãe. São brigas por coisas bobas no qual a mãe sempre deixa claro o quanto é desagradável ter uma filha como ela. Nisso a menina desenvolveu uma personalidade difícil, pois nunca deixou ninguém de fato se aproximar dela, e nunca sentiu que ama alguém de verdade. Por isso, ela só aceita essa farsa com o Ian unicamente para poder ficar longe da mãe. No começo vemos uma Emília idealizada que o Ian não conhecia de verdade, e ela se demonstra bem diferente e no meio de tudo isso eles constroem uma relação bem forte de amizade.


"Foi em Helena que ela havia pensado quando Ian a fez refletir sobre os outdoors, que somem com o tempo para quem os vê todos os dias - uma já não conseguia enxergar a outra após tantas discussões repetidas" Capítulo 06
Assim como os protagonistas, os personagens secundários são muito bem construídos. O maior destaque fica por conta de Iris, irmã de Ian, uma moça guerreira que não mede esforços pra nada. Algo que achei muito legal na estória é o fato dos personagens secundários terem suas estórias paralelas, mas que sempre colidem com dos protagonistas, como Elisa, amiga de infância de Emília que está grávida e participando do programa, ou Caio, menino que Ian dá aulas de tênis e sente que sua mãe não o ama. Esses subs enredos deixaram a história ainda mais frenético pois ansiamos em saber o que acontecem com eles.

" - E você acha que milhões de pessoas gostando de você pelo que veem na TV vão te fazer se sentir melhor em relação a isso? - Ian perguntou. Emília dei de ombros. - Enquanto você tentas se completar com qualquer outra coisa que não seja amor de verdade, você vai só inflar como um balão de festa; quanto mais cheia, mais frágil." Capítulo 07

O livro trás assuntos bem fortes. Além da gravidez na adolescência, mostra também relacionamentos familiares e abusos sexuais. Fiquei bem impressionada pela coragem do Bruno em seu primeiro romance trazer esses assuntos, aqui pude perceber que Azeitona não é só um livro engraçado e divertido, mas também um livro que nos faz pensar.

Ian e Emília não são um casal, mas tem um entrosamento muito legal. Pelas circunstâncias se tornam amigos e companheiros. O enredo trás a todo momento uma surpresa, eles precisam passar por diversos obstáculos que parecem impossíveis de escapar e sempre se safam de formas bem engraçadas. Isso é o mais legal, não foi criado situações fantasiosas, tudo é muito prudente e bem real, e as soluções são da mesma forma.

O livro físico em si está incrível, possuindo letras grandes e espaçamentos bem distribuídos deixando a leitura bem fluída, o que aliás, a escrita do menino Bruno é gostosa e viciante de se ler, mal senti as páginas indo embora. Amei essa capa e o título foi bem genial. Para fato de curiosidade, o nome é Azeitona pois Emília fingi estar grávida de três meses, e nessa época o feto tem o tamanho de uma azeitona.

No geral posso dizer que estou surpresa pela qualidade da estória. É bem impressionante esse ser o romance de estréia do menino Bruno e fiquei bem ansiosa para ler mais coisas dele.

Azeitona
é divertido e gostoso de se ler, mas também vai muito além fazendo o leitor pensar. Abaixo deixei o vídeo do Bruno lendo o primeiro capítulo e de quebra vocês já podem conferir mais do canal. Não tenho como não recomendar, é viciante e para todas idades. Então, leiam Azeitona!!





18 comentários:

  1. Olá Stefani
    Confesso que antes eu não tinha nenhuma vontade de ler nada sobre esse livro, especialmente por pensar que era apenas mais um livro de youtuber /ghostwhiter e afins. Mas pelo que andei lendo há uma história bem interessante e gostaria muito de conferir. Fiquei surpresa com suas considerações e acho que vou gostar desse livro sim! Sucesso para ele...

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Poxa, que legal a premissa deste livro e sua resenha. Realmente hoje em dia isto de gravidez é bem mais aceitável, imagina antigamente como era. Mas claro que mesmo assim o processo não é fácil e abordar este tema desta forma faz parecer mais fácil e faz entrar na cabeça dos jovens até de maneira mais fácil também. É a primeira resenha que lembro de ter lido do livro e até então não tinha entendido o nome dele.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oie stefani, nossa, eu fiquei interessada no livro azeitona depois que uma menina da faculdade me disse que ele era aqui da nossa região em sc. Aí fiquei interessada em conferir mas ainda não pude, e que bacana ver um enredo tão positivo e que você gostou tanto da estreia. Adorei saber que os personagens são bem construídos e que temos a abordagem de temas sérios como a gravidez na adolescência e até mesmo o abuso sexual. Valeu pela dica, irei ler.

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto o livro em alguma livraria, mas não fazia ideia que era dele.
    Para um livro de estréia, ouvi muitas críticas bem positivas, o que acho muito importante!
    Na primeira vez que vi o livro não tinha me interessado muito, o título não me conquisto, porém também não fazia ideia do que era o livro. Agora lendo sua resenha, fiquei bem entusiasmada pela história.
    Já está na lista!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho visto ótimos comentários sobre esse livro mas ele, infelizmente, nunca me chamou atenção e nunca tive interesse em realizar a leitura. Mas achei bacana ver o quanto você gostou do livro e que a leitura foi tão boa assim. Se algum dia eu for ler, espero poder gostar também, mas acho difícil :(

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?

    Eu estava louca para ler alguma resenha deste livro. A capa e o título são no mínimo curiosos. Apesar de toda a sua empolgação, a premissa não me chamou muita a atenção, mas só posso dizer com convicção se gostei ou não depois de ler, não é mesmo?! Se surgir uma oportunidade eu farei a leitura, e espero mudar a minha opinião inicial.

    Um grande beijo,

    Dai | Blog Virando a Página

    ResponderExcluir
  7. Sempre adorei o canal do Bruno, mas fiquei com medinho quando vi que ele publicaria um livro. Agora, com tantas criticas positivas, confesso que estou trabalhada na curiosidade em ler o livro depressa. Amei o vídeo que você postou, e já quero ter o meu exemplar em mãos. Espero que ele autografe na Bienal.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Stéfani,
    Estou bem curiosa para ler esse livro. Acho que é uma história bem marcante. Uma das coisas que mais me agradou foi saber que não é apenas um livro engraçado para fazer o leitor rir. O livro tem muito mais por trás dele e faz o leitor refletir.
    Achei Ian um adolescente bem maduro por suas escolhas e gostei muito dos temas escolhidos pelo Bruno para o livro.
    Preciso ler para ontem.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Tô querendo ler esse livro há algum tempo, então ler sua resenha e saber que vale a pena lê-lo é muito bom!
    Um dos melhores tipos de livros são aqueles engraçados mas que ao mesmo tempo nos fazem pensar, e pelo que você disse, Azeitona é um deles!
    Tô louca pra conhecer o Ian.
    Bem legal saber que o motivo do nome do livro é o tamanho do feto de mentira da Emília, tava curiosa mesmo pra saber!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  10. Oi Stefani, tudo bem???
    Eu estou com esse livro aqui, mas ainda não li :P Li só o comecinho por enquanto hahah; E confesso que estou lendo fazendo a voz do Bruno :P Mas é sem querer hahahahha
    Fico feliz que você tenha gostado tanto, acho que também vou gostar pois adoro histórias adolescentes :)
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Devo admitir que tenho um pouco de preconceito com livros de youtubers, então estou surpresa por encontrar um que de fato tem um enredo - e ainda mais por ele ser tão bom! Me interessei demais na obra e quero ler o mais rápido possível!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  12. Preciso dizer que minha primeira duvida realmente era sobre o porque do nome do livro ser Azeitona, quando já pensava em perguntar sobre o porque desse nome veio a resposta na sua postagem e ai fez realmente muito sentido. Confesso que assim como você eu viro o rosto pro tipo de narrativa em terceira pessoa, não gosto mesmo, mas talvez eu dê uma chance e me arrisque com essa obra porque gostei da temática e sua resenha me conquistou. Quero ver como eles escapam de serem desmascarados, ver essa relação tão bonita entre os irmãos e também para descobrir se Emília irá mostrar um lado melhor e como irá acabar essa relação dela com sua mãe. Definitivamente você conseguiu por esse livro em evidência para mim, se eu tiver a oportunidade lerei e espero gostar tanto quanto você!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Sempre estranhei muito o título desse livro e por ser tão estranho, nunca me interessei em realizar a leitura. Mas vejo que ele tem uma estória bem legal, bem construída e com ótimos personagens. E agora estou com muita vontade de realizar a leitura deste livro e saber como tudo vai terminar.
    Adorei a sua resenha!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  14. Fiquei com vontade de ler o livro só pelo comentário do autor em pedir uma resenha cinco estrelas. Deu aquela vontade de arriscar para ser do contra, sabe? Para dar menos estrelas pq né, é uma super pretensão colocar isso logo no início do livro hehehehe
    Mas acho que entendi o que ele quis dizer, e sua resenha me deixou bem curiosa e querendo conhecer a história de Azeitona. acho incrível quando um livro consegue ser leve e divertido mas ao mesmo tempo fazer o leitor refletir sobre algum assunto. E me pareceu que o Bruno consegue isso, então terminei a leitura da resenha achando que devo dar uma chance - e que provavelmente não será esforço fazer uma resenha positiva :)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  15. Oie!!!
    Já tinha visto esta capa em livrarias, mas (por incrível que pareça) nunca tinha chamado minha atenção.
    Ao ler sua resenha mudei minha opinião, pois este livro parece ser bem engraçado! Com certeza estes dois se metem em altas confusões! E ele trabalha algumas situações bem interessantes e reflexivas!
    Valeu pela dica!
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Http://www.caminhandoentelivros.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha visto esse livro ir aí e lido alguns comentários, mas nunca dei muita atenção, ate ler a sua resenha e ficar realmente curiosa. A premissa não é lá muito chamativa, mas fiquei animada com os personagens, os irmãos parecem ser ótimos e a relação deles deve ser linda de acompanhar. Sobre Emília, eu me identifiquei com ela ao ler seu comentários sobre a personagem, então imagino que ne envolveria fácil com a história dela. Enfim, gostei muito da resenha, vou marcar a dica é esse agradecimento o autor é hilário kkk
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. Oi Stefani, tudo bem?
    Eu morro de vontade de ler esse livro, ainda mais por ser o primeiro romance do Bruno, eu sempre acompanhei o canal dele e desejo o maior sucesso! fico feliz com a sua opinião e de ver que você gostou do livro e que recomenda, com toda certeza irei ler em breve e quero dar as cinco estrelas também!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  18. Oi Ste
    Confesso que não me empolgo tanto para ler livros de Youtubers, mas Azeitona é diferente de todos.
    Tenho muita vontade de companhar essa história de perto, que trata de temas fortes e ao mesmo não é "pesado". Realmente adorei suas impressões e espero ter oportunidade de ler em breve!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir