05 novembro 2015

Resenha - Perdão mortal





Por que ser uma ovelha, quando você pode ser o lobo? Ismae Rienne, dezessete anos, escapa da brutalidade de um casamento arranjado no santuário do convento de São Mortain, onde as irmãs ainda servem deuses antigos. Lá ela aprende que o deus da Morte abençoou-a com perigosos dons e um violento destino. Se ela optar por ficar no convento, será treinada como uma assassina e servirá a Morte. Para reclamar sua nova vida, deve destruir a vida de outros. A mais importante atribuição de Ismae leva-a direto para o tribunal superior da Bretanha—onde se encontra terrivelmente sob preparada não só para os jogos mortais de intriga e traição, mas pelas impossíveis escolhas que deve fazer. Como entregar a vingança da Morte em cima de um alvo que, contra sua vontade, roubou seu coração?



Livro: Perdão Mortal
408 páginas || Skoob || Editora:V&Riba || Onde Comprar ||










Tomar uma decisão é sempre fácil, o difícil é lidar com as consequências que elas trazem. O difícil é perder alguém, ao seguir outros caminhos. Difícil é alterar uma vida irremediavelmente, com um simples passo. Difícil é lidar com tudo aquilo que foi deixado para trás e aprender a receber o que virá pela frente. As vezes o complicado é olhar para si mesmo e se perguntar “o que e como fazer agora?” Decidir é fácil, o difícil é caminhar com a sua decisão nos braços, pesando em certas partes do caminho. Porém, quase sempre a melhor e mais  importante decisão é esquecer as mil oportunidades para as quais as portas foram fechadas e ser feliz e intenso com aquela única porta escancarada a frente.
"- Vou achar um padre de verdade desta vez. Ele vai queimar ou afogar você. Talvez os dois. - Ele me arrastou escada abaixo. Meus joelhos doeram ao bater em cada degrau. Ele continuou a me arrastar pela cozinha, depois me enfiou em uma pequena despensa subterrânea e a trancou."

Ismae Rienne foi uma criança renegada desde o nascimento. Assim que nasceu com uma grande mancha vermelha  que cobria uma boa parte de suas costas, adquirida com a tentativa de sua mãe de abortá-la, ela foi declarada como sendo uma legítima filha do deus da morte, uma vez que com o veneno deveria ter morrido já no útero.
Quando era apenas uma adolescente, seu pai que a maltratara toda a vida a vendeu para um criador de porcos ainda mais bruto e repugnante, mas este, assim que viu a marca que a menina carregava a espancou e trancou  em uma despensa escura.

"- Vamos ensinar você a fazer venenos. - Sua voz era delicada como ondas calmantes. - Venenos que apertam as entranhas de um homem e espremem sua vida até que ela escorra em um balde de excrementos. Venenos que fazem parar o coração ou extraem os humores do corpo. Tinturas para congelar o sangue até que ele não possa mais se mover pelas veias. Vamos mostrar a você venenos sutis que levam dias para derrubar um homem, e outros que matam em segundos. E isso só pra começar."

Assim que ficou só em seu novo cativeiro, Ismae foi  encontrada e carregada por  algumas pessoas, que a levaram para um convento distante. Sem entender nada, ela chega no local e é apresentada a Abadessa Etienne e a seu convento, um lugar bastante peculiar: lá vivem as servas da morte. Mulheres que são filhas de Saint mortain, o deus da morte que também é pai de Ismae. Essas freiras recebem desígnios de seu deus para matar pessoas que possuem uma determinada marca e se tornam assassinas treinadas em diversas artes para melhor fazer seu trabalho. Aprendem como seduzir um homem, como matá-lo com vários tipos de armas e venenos e acima de tudo a serem obedientes.

"Novembro é conhecido como o mês do sangue, a época do ano em que os animais são abatidos para o inverno. Foi muito apropriado, pensei, que minha primeira missão surgisse naquele momento."

Uma das missões de Ismae é a de se infiltrar na corte onde estão acontecendo uma série de intrigas e traições. É enviada para lá disfarçada de amante de Gavriel, um dos principais conselheiros da Duquesa da Bretanha. Ela deverá matar a mando de seu deus todos aquele que possuírem a marca da morte.

Mas enquanto cumpre sua missão, Ismae se depara com o amor, até então impensável para alguém como ela, e precisa decidir se todas as ordens de seu convento são corretas ou se há algo maior por trás de tudo, e precisa ajudar aqueles que ama a se livrarem de muitos perigos.

"Então ele sorriu e, apesar de ser bem depois da meia-noite, foi como se o sol tivesse acabado de nascer."


[ - Minhas Impressões -]

Eis aí um grande livro. Perdão mortal era uma obra que eu via ser bem elogiada e sob a qual eu já mantinha certas expectativas, todas supridas. É uma história perfeita, com poucos pontos negativos a serem destacados, e um livro que com toda certeza deixou um enorme gostinho de quero mais e que adorei. Li muito rápido e fiquei pensando na história por vários dias e ainda continuo pensando. Esse entra no top dos livros do ano que valeram muito a pena ler.

É uma história que se passa no ano de 1485, na Bretanha, em um século totalmente diferente do nosso, em meio a cortes, Duques, duquesas, condes e guerras. Então o livro é recheado de costumes de outra época e até mesmo alguns objetos desconhecidos, embora achei que essa parte poderia ter sido um pouco mais explorada, porém nenhum autor ainda conseguiu alcançar esse meu objetivo e acredito que só estudando a fundo essa época para saber tanto já que em um livro não cabem tantos detalhes.
Os personagens são muito fortes, destemidos e ao mesmo tempo calorosos. Há aqueles vilões que são bastante irritantes, porém não há nenhum destaque especial de odiados. Ismae, a freira da morte é apenas uma menina que parece muito mais velha do que é. Madura, ela procura a se adaptar a um mundo totalmente novo e aceita tudo o que o convento lhe apresenta, pois qualquer coisa é preferível ao que tinha em sua vida anterior. Gavriel, o suposto amante de Ismae é um personagem que fiquei querendo, ele é fofo e bruto ao mesmo tempo, e muito justo. Outra personagem que merece um grande destaque é Anne, a duquesa ela é uma menina quase criança que precisa enfrentar uma diversidade de intrigas e é traída por todos os lados, e mesmo assim não perde o bom-humor e a fé nas pessoas.

A história é dividida em 54 capítulos e inteira narrada em primeira pessoa, por Ismae, porém ela faz isso de uma forma tão maravilhosa que em nenhum momento o leitor se sente ansioso por saber o que os outros personagens pensam ou sentem. Recheado de fantasia, devido a Saint Mortain, o deus da morte, romance, uma parte um pouco sutil sem cenas eróticas mas algo que nos deixa querendo ver um final feliz, e um pouco de suspense em relação a quem é o principal traidor da corte, além de muitos fatos históricos. É difícil escrever tanto sobre uma história que em quase tudo merece apenas elogios.

Um ponto que me perturbou um pouco foi em que em diversos momentos pensei que a história poderia ser ainda maior, pois várias cenas aconteceram rápido demais. Também senti bastante falta de uma descrição e um conhecimento maior da vida no convento  das freiras assassinas.
Esse livro é o primeiro da trilogia do clã das freiras assassinas, mas a história pode ser lida de maneira independente, uma vez que os outros livros tratarão das duas amigas de Ismae, Annith e Sybella, duas noviças do convento e já me sinto muito ansiosa para ler os próximos livros dessa ótima autora.

O título, Perdão mortal, foi algo que não me chamou tanta atenção no início e penso que poderia ser algo mais relacionado a história, apesar de o atual também o ser.

Recomendo como um bom livro histórico, com a dose certa de fantasia e romance.



42 comentários:

  1. Ai.. eu babei nessa capa e ler sua resenha me deixou doida pra ler esse livro.
    Só tenho um problema... ele ser uma série e a V&R não dar continuidade, pois comecei a ler Dark Divine e eles simplesmente disseram que não vão lançar o livro 3.. :/ é mta sacanagem né?? Estou morrendo de curiosidade para ler Perdão Mortal, mas na msma medida está meu medo de investir novamente em uma série q a editora não vai dar continuidade... ai que indecisão. :'(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie.
      Mas acho que não tem problema, porque como eu falei os outros livros são meio que independentes sabe, vão falar das amigas da Ismae. A história dela começa e termina aqui, então caso eles não lancem não vejo tanto problema.
      Espero que goste da leitura :)

      Excluir
  2. Oi Tamara!
    Como sempre, uma resenha perfeita! Ainda não consegui ler o livro, mas desde que li a sinopse, eu fiquei curiosa \o/ Pena que é uma trilogia, pois já estou cansada de acompanhar qualquer coisa rsrs
    Mas se vale a pena, nós lemo skkkk
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana.
      Então, é uma pena o fato de ser série, mas não importa tanto por ser livro que se trata de outras pessoas os próximos, então a história da Ismae começa e termina aqui. Caso não tenhamos vontade de ler os próximos não influenciará. Eu também fiquei maluca pela sinopse desde que li.

      Excluir
  3. Ólá
    Sua resenha está ótima e adorei a capa, porém, não sou fã de livro histórico e vou deixar passar a dica, mas mesmo assim, ótima recomendação para quem curte

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Tamara,
    Que resenha mai bacana. Já tinha lido outras resenhas, mas não me lembro de ter ido que a Ismae possuía uma marca vermelha nas costas, acho que gostei disso.
    Quero ler esse livro para poder entender a história como um todo. Fico feliz que o livro tenha suprido suas expectativas.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, o livro é lindo, espero que goste. A marca vermelha é meio que o que coloca ela onde ela está, no convento. Recomendo.

      Excluir
  5. Olá Tamara, não sou muito fã de livros de época, prefiro uma aventura em um mundo distópico como o de Divergent :3 Mas a dica não deixa de ser boa, quem sabe não acabo comprando o livro :P

    Bjs,
    Túlio.
    http://leitoresdivergentes1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha uma boa leitura, caso resolva ler. Ainda não entrei nas distopias.

      Excluir
  6. Olá.
    Tido bom?
    È a segunda resenha que leio desse livro que me deixa ansiosa por conhecer a história.
    Ainda mais por ela se apaixonar e isso não ser correspondente com sua missão.
    Ameii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que você gostou, espero que tenha uma boa leitura.

      Excluir
  7. Olá! Parabéns pela resenha, linda! E que livro maravilhoso! Nossa, amo fantasia e essa pegada histórica, deixa o livro mais completo. Os quotes que você selecionou me deixaram super curiosa em relação ao enredo do livro...Preciso ler! Beijos!

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico muito feliz em saber que gostou da resenha, espero que possa aproveitar e gostar muito da história.

      Excluir
  8. adorei o enredo dolivro a marte que que ela tem que escolher entre matar a morte ou outras pessoas sóessa simples prte me chamou a atenção mas pelo que li o livro tem muito outros pontos positivos!

    ResponderExcluir
  9. Tem coisas que gosto muito nesse livro, como o fato de mostrar costumes de outra época, sou fascinada por isso. Também curto bastante o fato de ter personagens fortes, destemidos e calorosos. Mas confesso que não me vejo lendo. O meu problema com ele é esse tal convento das freiras assassinas, estudei a vida toda em colégio de freiras, vivia tendo que ficar até mais tarde esperando a minha mãe me buscar quando era mais nova, e as freiras me levavam para o convento com elas. Por essa convivência muito próxima, o fato de juntar a palavra freiras com a palavra assassinas não me desce, mas fico feliz que tenha gostado tanto da leitura. Acho essa capa linda demais!

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana você ter falado um pouquinho sobre sua experiência, são desses comentários sinceros que eu gosto.
      entendo a estranhesa com a associação das duas palavras, mas de convento é só o nome e a reclusão, não tem muito de convento no livro.

      Excluir
  10. Oi Tamara, eu curto bastante um livro que se passa mais antigamente, li poucos até hoje, mas pela sua resenha eu gostei bastante desse livro. Vou seguir sua dica e vou ler ele logo que eu tiver uma oportunidade, parece ser bem do jeitinho que eu gosto!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também gosto, leio poucos mas geralmente são muito bem aproveitados.
      Espero que goste, depois quero ver sua resenha

      Excluir
  11. Caramba, freiras assassinas! Choquei... Nunca me passou pela cabeça essa possibilidade. Era medieval, Europa, pena ser mais uma trilogia, estou fugindo delas no momento. Mas assim q diminuir a fila por aqui, esse deve entrar na minha lista de querências.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que curta a leitura, também é novidade freiras assassinas para mim

      Excluir
  12. Eu me apaixonei por essa capa na bienal e não sei bem por que achava que era outro tipo de história. Quando fiquei sabendo que tinha essa coisa mais histórica no enredo fiquei com medo pois não curto muito o estilo. Mas sua resenha me deixou bastante empolgada e mesmo que tenha algumas partes rápidas demais, vou dar uma chance ao livro.
    Fiquei feliz em saber que os próximos contam a história das amigas... Eu prefiro quando as sequencias são assim :)

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena ler, a parte histórica não é tão inensa. E eu também gostei dessa coisa de a sequência tratar de pessoas diferentes, assim se não quisermos ler não é necessário, mas eu vou querer, com certeza.

      Excluir
  13. Olá Tamara, tudo bem? Que resenha linda! Já queria ler o livro, agora quero ainda mais! Achei a premissa bem interessante e com muitos atrativos para mim, então acho que farei uma ótima leitura em breve :D
    Beijos!!!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi,

    Já ouvi vários comentários positivos sobre esse livro, mas realmente a historia não me chamou atenção, ao contrario da capa que está linda, enfim, sua resenha ficou ótima, deu para perceber o quanto você gostou da leitura. :D
    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena que não chamou sua atenção, mas acontece, se tudo nos chamasse estaríamos perdidos com a enorme lista de livros.

      Excluir
  15. Olá,

    Quero ler este livros desde a bienal do Rio, quase todos os booktubers que acompanho compraram o livro, e só ouço coisas positivas. Espero gostar muito da leitura.
    E o que é essa capa? Belissima! Não sei porque, mas a sinopse deste livro me lembra a série Trono de Vidro, que por sinal é uma série incrível!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca li trono de vidro, mas se esse livro lembra ela vou procurar logo.
      Boa leitura.

      Excluir
  16. Oi amada!
    Realmente é difícil achar tópicos negativos para criticar quando gostamos assim de uma obra! Esse livro está na minha lista, parece uma história madura e de um estilo que sou apaixonada, a resenha ficou um arraso, realmente gostei e aguçou minha curiosidade ainda mais!
    Grande beijo!
    Paulinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico super feliz em saber que gostou da resenha. Espero que possa fazer uma ótima leitura em breve.

      Excluir
  17. Oi Tamara! Recebi esse livro da editora, e confesso que quando recebi me assustei com o tamanho, mas que bom que é uma leitura rápida. E pelo jeito a história é incrível! Adorei a premissa, e espero também ter minhas expectativas supridas. Adorei sua resenha, me deixou super empolgada para iniciar a leitura!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é uma leitura rapidíssima, a gente quase nem vê o tempo passanddo.
      Bom, espero que você goste tanto quanto eu.

      Excluir
  18. Oii, tudo bem?
    Esse livro está na minha lista de desejados faz tempo! Eu amei a premissa do livro quando a li, e essa resenha só reforçou a ideia de o livro é fantástico. Eu confesso que estou com um pé atras por causa das cenas que acontecem muito rápido, mas tenho quase certeza de que vou gostar do livro quando o ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie. Mas as cenas rápidas são apenas um ponto, o livro no geral vale muito a pena, espero que goste da leitura.

      Excluir
  19. Olá!

    A capa desse livro é linda e fiquei bem curiosa para lê-lo! Foi bom saber que os personagens são fortes e bem desenvolvidos, eu gosto justamente assim kk

    Beijos!
    Visite o Mademoiselle Loves Books!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você ficou interessada pelo livro, espero que goste.

      Excluir
  20. Depois dessa resenha e com essa capa perfeita o livro já entrou na minha lista de desejados e olha que eu nem conhecia ele hem? :D

    Beijos e até daqui a pouco!
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amanda. fico bem feliz que minha resenha conseguiu te conquistar, espero que realmente goste.

      Excluir
  21. Olá Tamara!!

    Meu Goshh, rs, eu nunca tinha visto esse livro!! Que capa linda!! Que titulo demais! rs
    É desse ano?
    Gostei dos pontos que colocou, e gostei do fato da trilogia não ser necessariamente uma continuação, isso me anima! Vou marcar esse com certeza no Skoob, quem sabe nessa Black Friday né! rs

    Bjus!
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oie. É desse ano sim, acho que de agosto.
      Sim, um livro ótimo, e nem me fale em black friday, já fico desesperada kkkkkk.

      Excluir