17 novembro 2015

Resenha - Insones




Imagine se grande parte dos mamíferos de todo o planeta deixasse de dormir. Se o sono não lhes fizesse mais nenhuma falta. Muita gente comemorou. Vinte e quatro horas para aproveitar o dia? Parecia um sonho…A anomalia, inicialmente avaliada pelas autoridades como uma evolução, revelou-se um mal que poderia extinguir bilhões de vidas em todo o mundo. Porém, em meio ao caos, na iminência de uma provável extinção, algumas pessoas inexplicavelmente ainda conseguem dormir. Rapidamente se tornam as únicas cobaias na busca desesperada de uma cura para todos os que se tornaram insones. E esta busca não terá limites ou princípios, pois o relógio contra a humanidade corre depressa.A caçada começou. Sonhar com dias melhores não é uma opção.



Livro: Insones
400 páginas || Skoob || Cortesia: Novo Século || OndeComprar ||









Primeiro um caso isolado ali, depois outros tantos do outro lado do mundo, então algumas dezenas espalhados e depois centenas pelo mundo, sem ter como esconder, nem como chamar de uma anomalia as inúmeras pessoas que de repente se viram sem sono e ficando dias seguidos acordados, o mundo entrou em colapso quando toda a população terrestre se viu acordada 24hs por dia.

Pessoas que estavam em coma acordaram, pacientes anestesiados começaram a vir a óbito por acordarem, o mundo teve que ser reformulado, leis, lojas, preços, tudo. Mas o que num primeiro momento pareceu ótimo se mostrou catastrófico pouco tempo depois, segundo alguns estudos a humanidade estava em risco e agora as poucas pessoas que não desenvolveram essa evolução genética se tornaram as melhores cobaias.


O livro que tem uma narrativa um tanto quanto diferente, e por isso entendam, o tempo todo parece que estamos vivenciando flashbacks de jornalistas incríveis! Sabe quando o filme Guerra Mundial Z começa? Ou mesmo Resident Evil ou então A Montanha Enfeitiçada? Que vem aquele monte de notícias contextualizando a situação mundial antes mesmo de começar o filme de fato? É assim que esse livro te leva pelas páginas. E isso além de te chamar atenção faz com que a narrativa seja muito mais interessante e explicativa.

O foco da trama são os moradores do Edifício Nordens, onde de alguma forma todos parecem não terem sido afetados e conseguem dormir ainda, e isso os unifica mais que nunca. É interessante ver como o autor conseguiu criar uma trama densa por trás de todo esse caos e como ele reformulou o mundo para pessoas que agora ficam 24 horas na ativa, sabe, eu me vi pensando e até mesmo perguntei para algumas pessoas o que elas fariam com 24 horas livres, sem nunca dormir, e eu percebi que por mais que o dia seja corrido e por mais que a gente às vezes durma chateado por não ter feito tudo, não dormir uma hora se tornaria desesperador, e a humanidade não sabe lidar com coisas desesperadoras.



Muito menos com pessoas que podem ter algo que você não pode mais, e ver esse conflito de tentar reverter uma situação que na minha opinião, e isso não é spoiler, poderia ter sido evitada, é verídico e meio triste, pois Juniorossi soube explorar bem esses picos em que nos encontramos.

Com uma estória original, o livro contém uma narrativa diferente, eu li o livro rapidamente e apesar de não julga-lá como minha distopia favorita nem nada assim, foi uma leitura bem gostosa é prazeroso que me fez pensar que temos mesmo que continuar investindo na literatura contemporânea brasileira, pois temos muitos talentos por aí.


18 comentários:

  1. Engraçado, pois nesse exato momento estou morrendo de sono! kkkkkkk
    Brincadeira a parte, não conhecia o livro, mas achei incrível a narrativa e o tema.
    Gostei dos pontos destacados e achei bem original também.
    Dica anotada.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Oláá
    Que bom que foi uma experiencia legal para você, acho que leria o livro se tivesse oportunidade, parece ser bem interessante e diferente mesmo apesar de não ser meu gênero, chama a atenção. Ótima resenha e dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Que bom que gostou do livro, e sempre bom ler um livro que a gente realmente goste. Mas sei lá não e meu gênero então acho difícil eu ler, mas parabéns pela resenha. Está ótima.

    Beijos
    Kah Fernandes
    Booksandcarpediem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro mas fiquei completamente encantada com a originalidade da premissa.
    Eu li um livro um tempinho atrás em que tinham criado uma vacina (ou algo assim) em que as pessoas escolhiam não dormir mais, Acontece que isso era somente um dos detalhes da trama e nem era abordado amplamente.
    Pensar em não dormir mais e isso virando um caos é muito mais interessante. Ainda mais que eu tenho a impressão de que no inicio seria bom, mas depois seria realmente desesperador não dormir. Não curto distopias, mas por essa eu fiquei realmente interessada!

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  5. Agatha, esse livro me pareceu uma mistura de Insônia e Ensaio sobre a cegueira! Já leu um desses dois livros? Eu recomendo demais! Tem resenha de Insônia lá no blog se tiver curiosidade. E adorei saber que é de um autor nacional, sou super a favor das editoras darem mais destaques aos nossos escritores contemporâneos, porque sei que tem muito talento por aqui.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Ainda não conhecia o livro, mas como amo distopia ele logo chamou a minha atenção!! Sou mega dorminhoca e não consigo me imaginar num mundo onde as pessoas não dormem, Deus me livre! Rsrs Vou anotar a dica!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas é um enredo bem interessante. Imagina você nunca dormir. A principio seria muito bom e ia dar pra fazer tudo, mas depois o corpo humano iria se desgastar. Foi um tema bem interessante que o autor abordou e faz a gente refletir em vários aspectos da vida.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Agatha lindona dessa vez a premissa não me chamou atenção, senti falta de um ápice no livro, algo que chame a atenção do leitor. Então dessa vez vou deixar a dica passar, mas me coloquei a pensar nessa situação e não gostei kkkkk. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  9. Oiiie linda,

    Sabe, não gostei muito desse livro, não sei se gostaria de ler o livro que fala que a humanidade não vai dormir, é o que eu mais gosto de fazer, não sei se viveria, sem.

    Beeijos

    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que premissa original e interessante. Enquanto lia o primeiro paragrafo da resenha, pensei: uaaaauuuuuuuu queria viver isso!!!!! No segundo paragrafo quando vc fala sobre pessoas em coma voltando, gritei de novo: uaaaaauuuuuuuu, muita gente sendo feliz. Mas é claro que esta peculiaridade não poderia ser de toda boa. Fiquei interessada em saber tudo mais do livro e quero pra ontem!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Infelizmente, a premissa não me chamou muito a atenção, apesar da sua resenha está incrível. A foto da capa me dá um pouco de nervoso! hahahahah Dormir é tão bom, e não consigo imaginar ficar sem o tão merecido descanso diário. Acho que não leria o livro, mas quem sabe...

    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
  12. Não faz meu tipo de leitura, mas fiquei curiosa. Meu Deus ficar acordada 24hrs por dia? hehe não é pra mim, Ótima resenha,e uma boa dica pra quem gosta do gênero.

    Beijos
    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá, Agatha.
    Eu gosto tanto de dormir, acho que eu não daria muito bem nessa situação hehe. Mas quem nunca pensou como seria se isso realmente acontecesse. Imagine o tempo que eu teria para ler mais livros? hehe Gostei muito do enredo e vou deixar aqui anotado, se der eu vou ler ele, pois me chamou muito a atenção.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Oi Agatha, eu não conhecia o livro ainda e apesar de eu não ser uma fã de distopias, até que fiquei bem curiosa com essa leitura. Pelo que você falou na resenha, talvez seja um livro que eu goste, quem sabe um dia quando eu tiver oportunidade dou uma chance a ele.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  15. Normalmente esse tipo de leitura não me chama a atenção. Mas por esse livro me interessei, pois gosto do tema. Já andei lendo pesquisas sobre as consequências da falta de sono no organismo humano e, acredite, são catastróficas. Dependendo da quantidade de dias que uma pessoa fique sem dormir, pode até se tornar agressiva. Também gosto muito de narrativas que inovam na forma, e os flashbacks me agradam bastante. Gostei da resenha!

    http://leituras-compartilhadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ahhh á unica coisa que ainda é de graça e me tiram! Sem chances de não poder dormir na minha cama, junto com os meus travesseiros!

    A estória é bem legal. Mas não sei se leria ele. É tanta coisa pra ler, que poderei ler um dia, mais não agora.

    Gostei muito a forma como vc expôs a sua opinião de uma forma em que não interferiu no final do livro.

    Gostei muito da resenha! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  17. Oiii Agatha!

    Eu nunca vi esse livro! Até vi, mas rapidamente e nem fazia ideia que esse era o enredo! Adorei a originalidade!! Fiquei mega curiosa em lê-lo!
    Talvez o autor tenha usado todo tema como uma metáfora? Gente, quero ler, mesmo!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  18. Ooi,
    Eu AMO distopias e não conhecia essa. Mas fiquei muito curiosa e amei a sua resenha! Espero ler logo.
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir