06 maio 2015

Resenha - O Penhasco




“Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido.E se eu não estivesse completamente sozinha. Com um estranho em umPenhasco e sem lembrar de como fui parar ali.Me assustei quando ele se materializou à minha frente.Nunca vi olhos iguais. Verdes, como esmeraldas.Meu medo se tornou ainda maior com meu próprio desejo, que mepreencheu inexplicavelmente em um segundo ou menos.Mas seu olhar me provocava uma sensação incômoda. Parecia gritar que alguma coisa muito ruim acontecia naquele instante.Ainda assim, demorei a me convencer. Não podia ser real.No início, pensei que tudo fosse apenas um sonho.Quando despertei, já era tarde.”

304 páginas || Skoob || Autora Parceira: Carine Raposo
|| Editora: Cadmo ||
Classificação:  || OndeComprar


Podia sentir a calma criando um momento sereno, antecipando a tragédia. Algumas vezes as sombras se manifestavam sutilmente, como um sussurro no vento, em outras, eram violentas, bruscas. Depois que desapareciam, deixavam no ar aquele vestígio para nos reafirmar que o que foi não volta.







Era o presente de aniversário perfeito, uma viagem surpresa para Los Angeles com sua família e tudo ia perfeitamente bem, até que seus pais tiveram que ir ao mecânico concertar o carro, e a noite que começou recheada de sonhos com o estranho do Penhasco terminou com o desaparecimento de seus pais.

Meses depois Liza sente que nada está certo ainda, ela trancou a faculdade, a irmã - Raquel - está mais rebelde do que nunca, não houve nenhuma nova pista sobre a localização de seus pais, elas estão morando de favor e pela primeira vez ela está conseguindo se manter no trabalho, porque depois da trágica noite em que tudo mudou ela nunca mais sonhou com o estranho de olhos verdes do Penhasco, mesmo querendo muito que isso acontecesse.

Porém a saudade não é só dela, porque Nathaniel, o homem misterioso, acaba não resistindo ao impulso de chamá-la ao Penhasco em sonho e basta os dois se tocarem para tudo mais parecer insignificante e toda a eternidade insuficiente, mas Liza não pode ficar eternamente e ao acordar tudo o que ela deseja é voltar para ele.

E antes que ela possa refletir mais sobre isso, algo a alerta sobre o perigo que sua irmã está correndo, porque ela sente no ar que algo está errado e o olhar misterioso e por vezes nublado de Nathaniel confirmam que há coisas que ela ainda não sabe... Mas será que ela quer saber? Tudo nela grita que sim, mas lá no fundo ela sabe que não vai gostar da resposta.


O livro é narrado em primeira pessoa sob alguns pontos de vista pertinentes, na maior parte do tempo quem narra é Liza ou Nathaniel, o que nos garante uma ampla visão dos acontecimentos, mas devo dizer que há muito mistério nesse livro, durante as primeiras páginas vamos sendo apresentadas aos personagens e situações um tanto quanto incomuns mas que em nenhum momento tem uma explicação clara, tudo vai lentamente sendo revelado.

Liza é uma menina bem intuitiva e ao que parece possuidora de habilidades que lhe permitem ter uma visão de mundo diversificada e após dois meses em Los Angeles procurando seus pais vai morar com seus amigos de infância, Ben e Amanda, o livro ganha um toque cômico que eu valorizei muito, esses dois são aqueles personagens essenciais sabe? E adoro como ambos são centrados e descontraídos.

Ben continuou o discurso, ignorando a minha pergunta.
— Toda aquela bebida, a jogatina e as dançarinas. Ah, as dançarinas... Como eu gostaria de ter nascido na época dos sultões! — Ele falou no modo sonhador e encarou o teto, parecia ter se esquecido de onde estava.
— Se tivesse nascido nessa época, aposto que você seria o escravo travestido de dançarina, favorito do sultão. — A resposta de Amanda o trouxe de volta, ele desceu o rosto para encarrá-la.

Mas devo dizer que Raquel é a típica irmã revoltada e rebelde que se fosse a minha irmã eu teria socado... Não exatamente, mas com certeza eu não iria perdoar tão fácil quanto Liza tudo o que essa menina fez, perder os pais e se revoltar é uma coisa, perder os pais e ser do jeito que ela é... Afê.

Raquel sabia que em questão de dias, todos da escola voltariam a falar com ela. Adorava ser o centro das atenções e não se importava em mentir. Nem em usar o desaparecimento de seus pais para isso.

E o que dizer do Nathaniel? Quem não gosta de um rapaz alto, de olhos verdes e moreno? Bem, eu acho difícil não satisfazer pelo menos 50% da população!

Recomendo o livro para quem gosta de histórias envolvendo anjos - e não pessoal, não é nenhum spoiler, o nome do moço é Nathaniel, está meio na cara não? - e que não se importem com uma narrativa mais focada nos pensamentos e sentimentos, pois apesar de ter apreciado o livro devo dizer que não foi minha melhor leitura do gênero, pois não gosto de personagens muito voltadas para si e só e achei Liza tão boazinha, apaixonadinha... Bem, talvez isso tenha haver com o fato de que eu também costumo ler muito mais ficção com pouco romance que romance com pouca ficção. Ainda sim, recomendo o livro!


*******




Sou uma leitora voraz, apaixonada por romances e fatalmente atraída por mistérios desde que me entendo por gente. Além de ser viciada em seriados e amante do cinema.  Vim da geração Potterhead, passei por Fallenatic e hoje sou time Delena.  Li tanto, mas tanto, que passei a sentir as histórias vivas dentro de mim. Assim, resolvi deixá-las sair. Depois disso, não parei mais de escrever (quem disse que os personagens deixam? Elas falam na minha cabeça à noite quando eu tento dormir).  Só posso dizer que acordei uma vez no Penhasco, e nunca mais desejei voltar.

Fanpage  - Site da Autora - Facebook 
Degustação do livro - Página da Autora


13 comentários:

  1. Oi, Agatha!
    Eu me vi louca por esse livro desde o momento em que sua capa e sinopse apareceram na minha timline. Eu sou fã de romances sobrenaturais e, flor, tudo o que narrou em sua resenha me encantou. Eu gosto de livros focados nos sentimentos dos personagens, assim como gosto de livros mais objetivos e cheios de ação. Acho que O Penhasco atenderá minhas expectativas, muito embora não tenha nos anjos os meus seres sobrenaturais favoritos.

    Fico imaginando o que houve para que os pais da protagonista desaparecessem. Pena que no momento estou com a grana curta e não posso investir em novos livros, mas gostaria muito de ter a oportunidade de ler essa obra nacional.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Agatha sinceramente fiquei bastante surpresa com sua nota, porque eu quando iniciei a leitura estava bastante curiosa para saber sobre os acontecimentos com os personagens. Mas lógico, eu ainda não o finalizei e não sei bem o que acontece, mas tenho bastante interesse em saber, porque eu estava gostando bastante. E como você disse, não é muito chegada no gênero, mas mesmo assim eu acho que eu sim irei amar o livro, mas só lendo mesmo pra saber rs

    Mas eu gostei de tudo que você abordou sobre a história amiga
    parabéns e continue assim, até porque VOCÊ É A AGATHA né?! hahahahaha

    ResponderExcluir
  3. Eu já tinha lido a sinopse desse livro e gostei muito desse mistério que rodeia a narrativa. Mesmo não gostando muito de livros de fantasia, acho que eu daria uma chance para esse livro. Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu já tinha lido a sinopse desse livro e gostei muito desse mistério que rodeia a narrativa. Mesmo não gostando muito de livros de fantasia, acho que eu daria uma chance para esse livro. Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Agatha, que bela resenha.
    A capa desse livro é belíssima.
    Eu não sei se leria porque sou meio traumatizada com livros que envolvem anjos.
    Normalmente não me agradam, mas talvez eu desse uma chance só pelo modo como você disse que Nathaniel é.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  6. Oiii Agatha.
    Adorei sua resenha.
    Eu li o livro esse ano e gostei bastante. Não entendi muito as 3 estrelas que você deu já que parece que você gostou do livro kkkkk Mas vc deve ter seus motivos.
    Liza é realmente muitoooo apaixonada e boazinha kkkkkkkk
    Beijos

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Agatha, sua linda, tudo bem?
    Eu adoro anjos!!!!! E adoro mistérios!!!!! Porque os pais dela sumiram? Onde estão? Porque a irmã corre perigo? Que penhasco é esse? Super mega curiosa, risos... Eu gosto de me conectar com os personagens então, acho importante a autora compartilhar os sentimentos deles. Logo isso não me incomoda, pelo contrário, me atrai. Não vejo a hora de ler o livro, acho que vou adorar. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Agatha, tudo bem?
    Bela resenha. Eu gosto de livros que envolvam o sobrenatural, mas não sou muito chegada a livros com anjos. Mesmo assim, fiquei curiosa sobre o tal mistério e o desaparecimento dos pais dela.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Agatha!
    Eu não conhecia esse livro, a acho que não estou querendo muito conhecer não, hehe.
    É que estou tão cansada dessas histórias com mocinhas boazinhas e apaixonadas, que pensam demais e agem de menos. Mesmo gostando muito de sobrenaturais, acho que estou em outra vibe agora.

    B-jusssss!
    http://www.quemlesabeporque.com/

    ResponderExcluir
  10. Primeira resenha que leio, e adorei saber que é sobre anjos! Uma pena saber da personagem... odeio esse tipo de personagem, mas mesmo assim fiquei curiosa para conhecer a trama.
    Adorei essa capa! *-* Já vou colocar nas próximas leituras. Adorei sua resenha!
    beijos
    http://www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Agatha, amei sua resenha. Achei muito interessante a proposta do livro, inclusive bem misterioso também. Sou uma fã de livros que contém um bom mistério e ainda mais se tem anjos no meio, sou viciada nesse tipo de leitura. Espero ter a oportunidade de ler o livro um dia e conferir mais da história :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Agatha!
    É a primeira vez que vejo o livro, que resenha interessante a sua.
    Eu gosto de personagens introspectivos, acho os melhores, mas o enredo do livro me cativou, nas verdade, o que despertou meu interesse foi essas aspecto peculiar que você levantou "personagens muito voltadas para si"
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Agatha!
    A capa desse livro é LINDA e eu já tinha lido umas resenhas dele e até me interessado até saber que é um anjo U_U Não gosto muito de livros com anjos, me deixam meio "de cara", sabe?
    Mas, quem sabe um dia sem nada pra ler eu não dê uma olhadinha nele!?
    beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir