27 março 2015

Resenha - As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender






As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender - Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro.
Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante.

  304 páginas | Skoob ||  Cortesia:  Editora Novo Conceito ||
Classificação:   || OndeComprar ||
         








Ava não é uma menina comum, nunca foi, mesmo antes de seu nascimento e a constatação concreta de sua estranheza ela já estava fadada pelo histórico de sua família a ser alguém diferente para dizer no mínimo.

No dia de seu nascimento os pássaros estavam revoltos, o clima parecia estranho e quando os médicos viram as pequenas asas dela, eles não sabiam o que fazer, a surpresa foi tanta que quando Henry nasceu, seu gêmeo estranho e quieto a sua maneira, ninguém questionou o fato de não terem notado que eram dois ou se perguntaram o por que dele não ter asas como ela.

Mas a questão não é bem essa, para se entender uma pessoa normalmente se tem que ter conhecimento de seu passado, contudo a história pitoresca de Ava começa muitos anos antes, décadas, do outro lado do oceano, antes das grandes guerras e com seus tataravós, Beauregard Roux com seu tamanho descomunal, beleza sem igual e sonhos de um futuro nem um pouco normal e sua mulher, Maman, como ficou conhecida por toda sua vida, sua presença era tão despercebida ao lado da sombra de seu marido que nunca ninguém, nem mesmo os filhos, se questionaram sobre seu nome, nem se perguntaram por que anos depois ela lentamente desaparecia, desbotando lentamente, virando um fantasma vivo, mas um fato é certo, sua estranheza passou para os quatros filhos e a partir daí nada mais foi igual.


O livro todo é narrado como se Ava nos contasse a história, ela conversa e explica os fatos e isso dá um toque leve e trágico as palavras e acontecidos.

O que se passa a seguir é a história da minha juventude como a recordo. É a verdade como a conheço. Das histórias e dos mitos que cercavam minha família e minha vida — alguns deles cuidadosamente espalhados por você, talvez —, devo dizer que, no final, descobri que todos são estranhas e até mesmo maravilhosamente verdadeiros.

Eu não sabia muito o que esperar deste livro - sendo bem honesta -, pois como já disse anteriormente em outras resenhas eu não sou do tipo que costuma ler resenhas de livros que eu ainda vou ler, e convenhamos que a sinopse deste livro não nos revela muito e que o título só pode ser considerado deprimente... mágoas invoca tantas coisas em minha mente, me remete a tantos filmes e significados tristes, é no mínimo algo que me faz ficar cuidadosa, afinal muitos pensam que a dor ou o medo ou até mesmo a paixão são os sentimentos que mais nos tocam quando transcritos mas eu acredito que as mágoas de uma pessoa tem um efeito mais profundo; a dor te inspira piedade, o medo respeito, a paixão reflexão - pelo menos para mim é assim, em alguns casos que não explicarei aqui -, mas a mágoa te envolve e comove e te prende e você se pega tentado arrumar uma maneira seja ela qual for de compensar a pessoa, mas como fazer isso com alguém que está preso as páginas e reside apenas na minha imaginação?

Ava e sua louca família me conquistaram e eu me peguei lendo, suspirando e desejando ardentemente que tudo desse certo, são tantas as coisas que acontecem, tantos os desvios, tantos os desencontros e tantas as sutis "injustiças" da vida que eu só pude olhar e implorar " Leslye querida, por favor seja boazinha e me faça sorrir ao final...", bem estou sorrindo agora poucos minutos após ter terminado e todo o sentimento que o livro me transmitiu estou aqui - tomara que não inutilmente - tentando passar a vocês.


É uma leitura bela, intensa e triste, não seja bobo e pegue este livro esperando, desejando encontrar uma bela história de amor, algum louco sonhador ou um mundo fantástico e inusitado, é só o nosso bom e velho mundo, cheio de receios com o diferente, cheio de mistérios inexplicável, pessoas fantásticas, outras nem tanto e a dura realidade que nem sempre é bela.

Por fim recomendo o livro para quem queira mergulhar numa história arrebatadora real, crua e misteriosa - essa é a palavra, simples assim como eu e agora sei que Henry Lavender diz - e não posso deixar de dizer "Fãs de Desventuras em série'', leiam esse livro, pois o tempo todo me peguei pensando que nunca antes tinha encontrado nenhum outro escritor ou escritora que conseguiram criar esse clima de mistério, aventura, dura realidade e uma diferente maldade, sinceramente? Não sei bem explicar, mas posso pedir um favor? Me deem um crédito e leiam nem que seja os primeiros capítulos, aí vocês me entenderão.", acho que já falei demais não?


30 comentários:

  1. Amiga tenho que confessar que no começo não tinha me interessado muito em ler esse livro, porque eu não sabia o que esperar sabe? O problema é que quando pensamos isso, são esses livros são os que mais nos surpreende. Gostei da maneira como você desenvolveu a sua resenha e também contou sobre a personagem. Como assim ela nasceu com asas? O.o Fiquei surpresa com isso sabe. Eu acho que juntou algo sobrenatural ai? hummm...isso me fez pensar. Mas fico feliz que tenha gostado da história. =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Sil
      Sim menina, a Ava nasceu com asas e isso nem é a coisa mais estranha na vida dela se quer saber! Eu também acho que esses são livro capazes de nos surpreender demais.
      E obrigada, fico feliz que tenha gostado.
      Bjokas

      Excluir
  2. Gosto tanto dessa capa! O fato da Ava contar a história e parecer que é uma conversa já ganha pontos comigo, pois gosto muito de ler livros assim. Pela sua resenha fiquei bem curiosa para lê-lo, quem sabe um dia não faço isso?!

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Wislanny.
      A capa é linda mesmo não? Lembro quando lançou e eu pensei que esse devia ser um bom livro por causa de sua capa. Espero que possa fazer sim!
      Bjs

      Excluir
  3. Oi Agatha, tudo bem?
    Eu já estava achando esse livro bem legal, pelo que tinha lido da sua resenha, ai você me fala em Desventuras em Série! Eu amo Desventuras em Série! Li os treze livros ano passado e já estou querendo ler de novo de tanto que gostei.
    Adorei sua resenha e gostei muito do fato do livro não trazer um grande romance ou coisa do tipo.

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Maiara.
      Kkkkk eu também amo Desventuras em Série, apesar que eu só comecei a ler o primeiro livro, quem me conquistou primeiro foi o filme mesmo e que filme!
      Espero que ame o livro quando o vir a ler.
      Bjinhos!

      Excluir
  4. Oie! Tudo bem?

    Essa resenha veio bem a calhar, pois ao contrário de você, gosto de ler resenhas dos livros que ainda quero ler. Eu estava de olho nessa obra esses dias, mas estava bem em dúvida em relação à leitura... Sua resenha tirou essa dúvida! rsrs Vou querer lê-lo sim. Eu acho essa capa linda de viver. Apesar de não ter lido Desventuras em série, acho que vou gostar do livro.

    Beijos,

    Juliana Garcez |Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo sim Juliana e contigo?
      Sim, a maioria das pessoas gosta, acho que eu sou a estranha aqui então fique tranquila! Espero que possa sim lê-lo em breve e essa capa é digna de estantes, rs.
      bjs

      Excluir
  5. Agatha que resenha maravilhosa *o* já tinha ouvido falar muito desse livro, todos dizem que é uma história triste mas linda. Estou com muita vontade de ler e conhecer mais dessa história que tenho certeza que iria me encantar, já que adoro um mistério, ainda mais quando se tem uma história tão intensa quanto parece ser !

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Kétrin.
      Obrigada querida e acredito que esse livro não vai te decepcionar em nenhum sentido.
      Bjokas!

      Excluir
  6. Oi!
    Tenho muita vontade de ler esse livro e sua resenha ta muito boa!. acho a proposta dele bem diferente e a capa linda.
    Abraço
    http://leituraforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Guilherme.
      Obrigada primeiramente e sim, a proposta dele é muito diferente do que costumo ver, mesmo e amei isso, nem vou falar da capa que é muito azul e eu amo azul.
      Espero que possa ler logo.
      Abraços

      Excluir
  7. Oi Agatha!
    Esse livro está na minha lista há meses, mas ele ainda está muito caro pra eu comprar. Adorei a resenha, me deixou ainda mais curiosa pelo livro já que eu adoro livros mais reais do que fantasiosos e ele parece realmente bom!
    Acho que não vou me arrepender de comprá-lo!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Lu.
      Sim o livro é incrível e eu duvido muito que vá se arrepender de comprar, mas se for o caso espere ele entrar em alguma promo ou algo assim rsrs, sempre tem.
      Bjokas

      Excluir
  8. Sua resenha me deixou muito em dúvida sobre ler ou não, apesar do seu apelo no final. Gostei da premissa, mas não sei se o desenrolar iria me agradar... vou anotar aqui na minha lista com uma asterisco kkkk Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Gleyse.
      Ai menina, queria eu poder te dar uma certeza, mas não é fácil dizer isso sabia? Nem sempre estamos prontos para gostarmos de determinadas coisas, é quase como quando vemos em filmes personagens se sacrificando e encontramos beleza não em sua morte mas no que ela representa.
      Espero que não se decepcione caso venha a lê-lo, de verdade.
      Bjinhos

      Excluir
  9. Sil, acho que minha lista de livros que quero ler está ficando muito grande, rs, e a culpa é toda sua!! hahahhhha ótima resenha. A história parece ser interessante e bem intensa! Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Anne.
      Olha eu sei que isso significa gastar dinheiro mas eu também sei o quão feliz eu fico ao descobrir outro bom livro, então eu acho que fico feliz em estar aumentando sua lista kkkk.
      Bjokas e obrigada e sim, ela é muito intensa. ;3

      Excluir
  10. Quero muito ler esse livro. Vi tantas resenhas positivas. Que fiquei com mais vontade ainda de ler, mais não faz muito o meu estilo, mas às vezes é bom sair da zona de conforto e se arriscar em novas leituras.

    http://culpa-dos-livros.blogspot.com.br/2015/03/12-tatuagens-inspiradas-em-livros.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Nayane.
      Ultimamente eu tenho saído muito de minha zona de conforto e no geral não me arrependi, quem sabe você não se arrisca?
      Bjs

      Excluir
  11. MEU DEUS, QUE CAPA LINDA. A história é bem intrigante, rsrs. Parece uma mistura de livros de fantasia com aqueles que fazem você repensar sobre sua vida e sobre o mundo. Ótima resenha! Vou ver se consigo achar logo o livro nas livrarias :P
    bjos!

    casteloanimado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Agatha...
    Adoro histórias assim, com um toque de realidade.
    Eu vi poucas resenhas desse livro, e não cheguei a formular minha opinião sobre ele, se quero ler ou não. A primeira vez que li a sinopse achei meia confusa. Mas diante dos elogios, talvez leria sim, quando tivesse oportunidade.
    É verdade que o título não chama muita atenção, mas eu gostei muito da capa. Já eu costumo ler a resenhas dos livros que quero ler, para poder ter uma noção dos livros, não necessariamente todos.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Agatha, sua resenha me deixou muito curiosa pela leitura.
    Pois tem uma temática bem interessante. Parece uma coisa meio fantasiosa, mas com real. Não sei explicar ao certo.
    Sei que quando você fez a analogia a Desventuras em série minha vontade de tê-lo e lê-lo aumentou muito.


    Lisossomos

    ResponderExcluir
  14. Eu já havia visto sobre o livro, mas nunca tinha parado pra ler nenhuma resenha. Pra falar a verdade nem me animado pra isso, mas após a sua resenha me despertou uma grande curiosidade. Ainda não li Desventuras em série, mas pelo que falam a série em questão é ótima. Então pra se ter mencionado, deve ser muito bom ler um livro nessa vibe.

    Te darei um crédito, já estou procurando pra comprar :p
    Beijos
    Lendo & Apreciando

    ResponderExcluir
  15. Oláaaa,
    ainda não conhecia esse livro da NC, mas fiquei muito tentada a lê-lo. Tem uma premissa superinteressante e diferente, e com certeza também irei gostar e me emocionar com este livro. Apesar de não ter lido Desventuras em série, acredito que saiba o porque iria gostar do livro caso tivesse gostado de DeS... Gostei da tua resenha, tu fizesse ótimas críticas, todas elas bem argumentadas. Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Agatha!
    Adorei a resenha!
    Eu já tinha visto muito gente falando bem deste livro mas nunca tinha parado para ler uma resenha, e posso dizer que a sua me deixou com água na boca!
    Estou com vontade de ler alguma história de realidade crua e aquele toque de mistério. Acho que amaria o livro.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Agatha

    Linda e tocante resenha. O título desse livro não diz muita coisa mesmo, mas gosto desses títulos longos e que deixam entrever pouca coisa sobre a história.
    Eu costumo ler resenha dos livros que ainda vou ler, até para ter uma base do que encontrar ou escolher a prioridade das leituras. Esse livro divide opiniões e eu ainda estou naquela dúvida entre ler ou não ler.
    Acho que precisa estar no momento certo para poder sentir todas as emoções que o livro tem a passar.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  18. Oi Agatha!
    Suas resenhas são sempre tão incríveis! Você consegue abordar todos os detalhes do livro e mesmo que a gente não conheça muito bem a história, parece até que já lemos.
    É o que aconteceu com esse livro, eu até tenho ele, mas nem imaginava que ele fosse assim e se dependesse só de mim, nunca ia ler. Mas agora, quero ler ontem!
    B-jusssss!

    ResponderExcluir
  19. Gente estou apaixonada por esse livro só pela sua resenha! Achei muito bonito o que você falou sobre medo, dor e mágoa e concordo totalmente. Mágoa é uma palavra muito profunda que chega doer na gente só pelo nome.

    Já tá anotado na minha lista infinita de desejados <3
    Beijo grande,
    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  20. Agatha, flor, ainda lerei esse livro. Pode deixar! Haha. Eu adorei sua resenha. Foi sincera e senti a sua confusão ao tentar pôr em palavras os seus sentimentos durante a leitura. Me parece que Ava é o tipo de personagem que mexe com o leitor… Que faz com que nos sintamos perturbados e incomodados, mas não de um jeito que nos faça parar de ler. Pelo contrário! (rs)

    Por isso, com certeza te darei os merecidos créditos! Lerei esse livro.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir