04 junho 2018

Resenha - Deixada para trás

Título: Deixada para trás
Autor: Charlie Donlea
Cortesia: Faro Editorial
Páginas: 368
Skoob
Onde comprar: Amazon / Saraiva

Nicole Cutty e Megan McDonald são alunas do ensino médio na pequena cidade de Emerson Bay, Carolina do Norte. Quando elas desaparecem de uma festa na praia em uma noite quente de verão, a polícia inicia uma busca maciça. Nenhuma pista é encontrada e a esperança é quase perdida, até Megan milagrosamente aparecer depois de escapar de um bunker no fundo da floresta. Um ano depois, o best-seller de sua provação transformou Megan de heróina local para celebridade nacional. É uma história triunfante e inspiradora, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole ainda está desaparecida.


"Uma vida pode acabar, mas às vezes seu caso vive para sempre." 


Há um ano a irmã de Livia Cutty, uma promissora médica-legista, desapareceu junto com Megan McDonald, mas diferente de Megan que foi achada duas semanas depois, Nicole nunca voltou para casa. Isso é algo que assombra a mente de Livia até hoje, e como última chance de diminuir sua culpa por não atender a irmã no momento em que ela mais precisou, espera que um dia o cadáver de Nicole apareça para enfim ela mesma realizar sua autopsia e descobrir o que aconteceu com sua irmã. 

Porém, o destino tem jeitos diferentes de agir e ao invés do cadáver de Nicole, quem chega até Livia é Casey Delevan, um corpo que foi achado por pescadores e que aparentemente foi taxado como suicídio, analise que se mostra errada depois de um exame mais profundo e que revela que Casey está morto há mais de um ano e a causa da morte é homicídio. Até então, esse caso era somente um entre vários que Lívia fizera autopsia, mas uma ligação de uma antiga amiga de Nicole muda toda a situação quando ela descobre que Casey estava namorando sua irmã no verão em que ela foi sequestrada. 

Em busca de respostas, Lívia começa a revirar todo o passado de Casey, tentando entender sua conexão com Nicole que até então não era conhecida por ninguém da família e o porquê dele ter desaparecido na mesma época que ela. Sua busca se torna ainda mais sombria quando se depara com um grupo no qual ambos participavam, o grupo da Captura, um lugar para aqueles com obsessão por pessoas sequestradas e suas histórias, levando Lívia a se questionar se realmente conhecia sua irmã. 

"Às vezes, encontrar essas respostas resulta num novo conjunto de perguntas." 

Desesperada para encaixar todas as pistas, Livia não poupa esforços ou recursos para solucionar o caso, ainda mais quando as pistas a levam para uma intrigante rede de sequestros de garotas onde todas, incluindo Megan McDonald, possuem algo em comum, CETAMINA, um medicamento raramente utilizado que foi encontrado no exame toxicológico de todas elas. Sem opção, Lívia pede ajuda para a única pessoa que pode ajudá-la nesse momento, Megan, que para sua surpresa quer saber a verdade mais do que qualquer pessoa. Será que juntas elas vão conseguir desvendar o que está por trás dos sequestros e finalmente chegar a um culpado? 

"Se você quiser algo, deve se comprometer com isso e correr atrás. Sem desacelerar, sem parar para pensar. Apenas continue avançando." 



[ - Minhas Impressões - ]
 
Sabe aquela leitura que te prende até o final e que a cada página fica melhor? Deixada para trás cumpre direitinho esse papel. Em um mistério muito bem construído, Charlie Donlea nos leva para dentro de um caso que só precisava de uma peça para começar a ser resolvido e Casey desempenhou esse papel. O livro é dividido em 6 partes, sendo que essas partes se intercalam entre o passado e o presente, sempre respeitando uma ordem cronológica de acontecimentos. Também temos uma troca de narradores conforme a história evolui, o que é algo muito importante, porque vamos montando o quebra-cabeça com as diferentes visões, onde até mesmo o próprio sequestrador participa. 

A principal narradora, a Doutora Livia Cutty foi uma das minhas personagens favoritas com sua mente afiada e sua sede por respostas, ela fez o que a polícia não conseguiu fazer e montou um caso inteiro prestando atenção nos mínimos detalhes. Megan também me agradou muito, principalmente porque a história aborda um tema onde a mídia faz de tudo para celebrar o retorno triunfante de uma jovem sequestrada que sempre foi considerada uma das melhores alunas com um futuro brilhante, consequentemente deixando de lado o fracasso envolvendo Nicole, que ninguém faz questão de lembrar. Toda essa situação deixa Megan revoltada pois ela não pode voltar a ser a garota de antes do sequestro e de maneira nenhuma quer se esquecer de Nicole, mesmo que para isso precise enfrentar todos os medos que a assombram. 

"Todos me conhecem como a garota do meu livro, ou como a garota de antes do sequestro. Não sou mais nenhuma das duas." 

Não posso deixar de falar o quanto foi bacana ler um Thriller pela visão das vítimas, estava acostumada com todo aquele cenário policial, com detetives e etc. Porém, Deixada para trás tem pouca influência da polícia, tendo como principal "detetive" uma mulher que além de médica-legista (o que deu outra visão ao caso) era irmã de uma das garotas sequestradas.   


Foi uma leitura muito fácil e rápida, e conseguiu me surpreender totalmente. Sempre tenho aquela mania de descobrir o culpado antes do fim, mas dessa fez bati palmas para o autor. Meu sensor Sherlock Holmes falhou e eu adorei. Partindo para o lado da edição, a Editora Faro Editorial está de parabéns, as letras estão em um tamanho confortável e eu gostei muito do jeito em que dividiram o livro, colocando as partes que se passam no passado na cor cinza e resto na cor amarelada que particularmente é fundamental para mim. Além disso, a capa está bem bonita combinando com a capa de "A garota do lago" outro livro do autor. 

Recomendo Deixada para trás para todos aqueles que amam um mistério que vai se construindo pouco a pouco, sem deixar o leitor saber de mais antes do próprio personagem descobrir. Então se está em busca de uma ótima leitura, que vai te envolver completamente até o fim, já tem mais um livro para colocar na lista! 

Inscrições Abertas - Participe!!

7 comentários:

  1. Um dos melhores livros que já li do gênero! Charlie consegue nos fisgar desde a primeira página e parece que a medida que a leitura vai fluindo, ela nos pega ainda mais de jeito.
    Os pontos de vida, a parte feminina de todo o enredo e vou ser bem sincera, em nenhum momento desconfiei de nada ;/ Sou péssima..rs e o final, que final!!
    Leitura mais do que recomendada!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Adoro esses livros de suspense,que se lê de uma vez só. Muito mistério para ser descoberto. Bom para a doutora Lívia que terá a ajuda de Megan para investigarem o que aconteceu com Nicole naquele ano lá no passado. E ainda para incrementar a história aparece o corpo do namorado de Nicole na época do desaparecimento. Gostei que o livro não é policial, é mais thriller de mistério e suspense, com narrativa que vai e volta no tempo, acho isso muito bom pq parece que estamos dentro da história. E para fechar com chave de ouro o final surpreendente,fora os detalhes das cores diferenciadas da edição,bem legal mesmo.

    ResponderExcluir
  3. CAMILA!
    Estou com A Garota do Lago aqui para ler e já quero esse também.
    Gosto demais de livros que alternam passado e presente.
    E aqui ainda tem toda a trama dos sequestro e a mente doentia do sequestrador, acoplados a uma escrita que prende o leitor que só quer deixar o livro quando resolver toda a trama, achei fantástico e quero ler.
    E bom ver que a narrativa é pela visão das vítimas, inédito.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Olá! Nossa só a resenha já me deixou sem fôlego, adoro esse tipo de história que me deixa sem chão ao final e com a sensação de "puxa, como eu não vi isso". Toda história parece trazer isso, já estou aqui em cólicas querendo entender e descobrir o que de fato aconteceu. Já gostei da Lívia e admiro sua coragem em lutar para saber o que aconteceu com a sua irmã (girlpower total).

    ResponderExcluir
  5. Ola Camila, pelo visto a história foi muito estruturada, sem deixar pontas soltas. Adoroooo isso deixa a leitura tão prazerosa em acompanhar a personagem em suas descobertas. Esse é mais um livro que está em minha lista de leitura e com certeza será emocionante.

    beijos

    Joyce Penedo

    ResponderExcluir
  6. Oi, Camila!
    Acredito que o ponto forte de Deixada para trás é que a história não possue um cenário policial, achei isso bem diferente, ainda mais em se tratando de um Thiller... Também gosto de dá uma de detetive mas é sempre bom quando nosso lado Sherlock Holmes falha, não é mesmo?! rsrs
    Muito curiosa para saber o que aconteceu com Nicole!
    Valeu pela dica, anotada! Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não tenho opinião sensata sobre esse livro eu gostei porém odiei é difícil explicar Gostei do clima policial que foi instaurado no livro mas o final realmente me desapontou muito

    ResponderExcluir