17 março 2017

Resenha - Simplesmente o Paraíso


Título: Simplesmente o Paraíso #1
Autor: Julia Quinn
Cortesia: Arqueiro
Páginas: 272
Skoob || Onde Comprar

Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito… Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista. Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão… Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente? Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele.











Simplesmente o Paraíso é o primeiro livro do Quarteto Smythe-Smith, onde conhecemos Honória e Marcus e que, por mais clichê que seja, se apaixonam perdidamente.

Aqui pude me deliciar totalmente com um verdadeiro Romance de Época, uma vez que, por mais que me sinta muito atraída pelos Bridgertons, ainda não passei do primeiro livro da série.

Honória Smythe-Smith compõe um grupo musical londrino, juntamente com suas primas, mas nenhuma delas possuía talento algum para aquilo. Por prezar tanto tradições de família, Honória precisava estar ali, mesmo aquele quarteto não tendo absolutamente nada de musical.

O único motivo pelo qual poderiam abandonar a música, seria quando casassem e, com 21 anos de idade, casar era uma coisa que Honória pretendia fazer em breve.


Mas nem tudo na vida são flores. Mesmo vindo de uma família muito prezada, estava muito difícil encontrar um pretendente a altura e ela não fazia ideia de como poderia resolver este problema. (acho que sei bem o que Honória estava passando rsrsrs)

Quando criança, Honória conviveu com o melhor amigo de seu irmão Daniel, o conde Marcus Halroyd. Devido ao fato de seu irmão ser exilado na Itália, perderam o contato, mas nunca perderam aquela afinidade.

Temos aqui, algo que torci para que acontecesse logo no começo do livro, quando ainda estava me deliciando com a infância atrapalhada de Honória: uma reaproximação.

Obviamente encontramos o clichê da história. Marcus não a vê mais como a irmã "pirralha" do seu amigo, mas como uma linda mulher, o que o mexeu com os sentimentos do conde.

O destino é engraçado! Mesmo não almejando, conscientemente, Marcus se viu em situações que o obrigou a ficar mais próximo de Honória.


Quando o classifico como clichê, não quero dizer algo bem previsível - água com açúcar, mas sim aquele clichê delicioso de ler, que mesmo imaginando o que vem pela frente, conseguimos nos encantar, rir, e nos emocionar com as situações que Julia Quinn presenteia os leitores.

Honória é uma personagem que me encantou do começo ao fim do livro! Desde uma criança com personalidade forte, que sabia fazer aquele charme para conseguir o que queria, até quando se tornou uma mulher decidida e bem humorada.

Já no começo percebi que Marcus não resistia aos encantos de Honória, que, ao contrário dela, é um homem muito tímido. São duas personalidades muito contraditórias, mas que possuem uma química envolvente, e diálogos que me deixaram com dor na barriga de tanto rir e sem fôlego, em determinadas partes do livro.


É uma obra encantadoramente deliciosa! Uma leitura que com toda certeza enfeitiça o leitor do começo ao fim!

A edição está maravilhosa, digna de uma Autora fantástica como a Julia Quinn. O rosa, dominante na capa, já fez com que me apaixonasse antes mesmo de notar os detalhes. As páginas são amareladas e com uma fonte prazerosa. Não encontrei nenhum erro de revisão. Muito pelo contrário, o que encontrei foram motivos de sobra que me fizeram ansiar pelo segundo livro da série, "Uma noite como esta".

Simplesmente o Paraíso esta entre minhas melhores leituras de 2017. Nunca me deliciei tanto com uma obra assim como aconteceu aqui.

Julia Quinn envolve o leitor de uma maneira que não consigo expressar em palavras. A elegância de sua escrita ficará marcada para sempre na minha vida.

Creio que será muito difícil alguma outra obra me encantar exatamente como esta me encantou. Espero me surpreender bastante com os outros 3 volumes da série. Não vejo a hora de iniciar as próximas leituras.

Se você, assim como eu, ama romances de época, este é, com toda certeza, a melhor indicação! E se você ainda não permitiu ainda se encantar com o gênero, abra seu coração! É uma experiência incrível e, incomparavelmente, a melhor leitura de romance de época que já realizei em toda minha vida!

5 estrelas totalmente merecidas! A Editora Arqueiro conseguiu me conquistar completamente com esta obra!

16 comentários:

  1. Oi, Amanda!
    Nunca li nada da Julia Quinn e pretendo iniciar por esse livro, na verdade por essa quadrilogia. ^^ Adoro romances de época, mas nunca li nada dela.
    Marcus deve ter ficado desnorteado por ver Honória de outra maneira além de uma menina. rsrs...
    Fico feliz que você tenha gostando desse livro, só me dá mais vontade de ler logo.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Eu ainda sofro um pouco quando se trata de romance de época, é um gênero que tenho um grande preconceito literário. Até hoje não tive o interesse em ler nenhum livro do gênero, mas o preconceito surge quando eu digo que não gosto, sendo que eu nunca tive experiência com ele. Apesar dos pesares eu achei a sua resenha incrível e tive um pequeno interesse pela obra, acho que sua opinião e o trama apresentado colaboram muito para isso! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Eu li essa série e adorei cada um dos volumes. Esse primeiro livro abre a série com perfeição, e adorei o romance do casal.
    Só o segundo livro que achei algumas partes mais chatinhas, mas mesmo assim, gostei de todo o livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! :) Contudo, vou passar a dica....

    A verdade e que não gosto muito de romances históricos... Mas acho ótimo que te tenha encantado de tal maneira que duvides que outro te faca sentir o mesmo! :) Isso e ótimo!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, li apenas um livro da Julia Quinn e fiquei master encantada com tudo, então é claro que quero ler mais coisas e adorei saber que esta nova série foi lançada de uma só vez aqui no Brasil, nestas edições caprichadas da Arqueiro. Estou curiosa pra conferir o romance e pra poder definir qual será meu casal favorito desta nova série.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ola
    Eu também já fiz essa leitura e gostei bastante do desenvolvimento. Julia Quinn sabe mesmo como fazer um belo romance de época, e como eu amo, sou bem suspeita ao comentar. Além de já ter lido esse, li o segundo também, e estou ansiosa para ler os outros dois. Adorei poder acompanhar suas impressões a respeito, e me identifiquei bastante!
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  7. Olá Amanda,
    Que bom que foi uma leitura deliciosa.
    Estou querendo ler desde o lançamento, mas não consegui comprar - falta de verba.
    Fiquei intrigada com sua resenha, pois gosto muito da ideia de duas pessoas se apaixonarem perdidamente.
    Outro ponto mega positivo foi você ter dito que o livro enfeitiça do início ao fim.
    Dica anotada sem dúvidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie! Tudo bem?

    Já realizei a leitura desse livro e do segundo volume e amei os dois! Não vejo a hora de conseguir ler os próximos volumes e ter o quarteto completo! Foi uma delicia realizar a leitura dessa obra, até porque no meu ponto de vista a autora se aprofundou um pouco mais em relação a época em que o livro se passava, ou seja, amei ainda mais a história que ela criou! Fico feliz que tenha gostado da leitura também!

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. Oi, Amanda

    Eu terminei esse livro ontem e foi só amor, adorei do início ao fim! Amei Honororia, amei Marcus, amei o desenvolvimento do relacionamento deles, do fato deles se conhecerem desde crianças, amei a participação do Colin, de Lady Danbury, enfim, de tudo! Hahahahaha
    Agora estou louca para ler a história do Daniel e da Anne, mas ainda não tenho o exemplar! :(

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Cada vez que leio uma resenha dessa série, mais percebo que devo voltar a ler romances de época o quanto antes. São sempre tão positivas as impressões e tão empolgantes. E com certeza irei começar por Julia Quinn. A Editora Arqueiro tem caprichado nas capas dessas séries.
    Anotado a dica.
    Abs
    Ni
    Cia doLeitor

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Adorei a sua resenha! Acho até impossível não encontrarmos clichês nas histórias da Julia, mas adorei a classificação que você deu para o termo. Estou morrendo de vontade de conferir a série, e espero gostar tanto quanto você gostou.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem? Realmente me pareceu um clichê quando li a sinopse deste primeiro volume, mas imaginei que se tratando de Julia Quinn isso seria solução ao invés de problema haha Amo a autora e o gênero, espero em breve poder adquirir meus volumes e me encantar logo de cara com o primeiro, como você. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá!!
    AMO os livros da tia Julia e com esse não poderia ser diferente,curti cada página e o amor de Honoria e Marcus,me diverti muito a tia avó do Marcus (esqueci o nome dela =P)que é temida por todos!! Curti muito a leitura mas sinto que esse ainda não é meu preferido,louca pra ler os outros!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/03/resenha-rainha-das-trevas-trilogia-as.html

    ResponderExcluir
  14. Oie
    a famosa julia queen haha eu nunca li nada da autora pois não leio romances de e´poca mas bateu uma curiosidade recentemente por ter visto alguns enredos bem interessantes e sua resenha está muito boa, parabéns, bela dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Li esse livro recentemente e gostei demais! Tanto da escrita da autora quanto dos personagens que ela criou!

    Me senti encantada, como você. Embora o rosa não seja uma das minhas cores favoritas (está entre as menos favoritas, na verdade), me lembrou bastante a Honoria, por ser uma cor de algodão doce... ela é um docinho, huahuah!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Ai meu Deus! Estou para começar com essa série logo, mas ainda nem terminei minha história de amor com os Bridgertons. Sua resenha me deixou ainda mais empolgada para conhecer essa menina e claro, Marcus também. Adorei poder conferir suas impressões sobre a obra. A propósito, belas fotos!

    Abraço.
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir