13 março 2017

Resenha - Princesa de papel



Título: Princesa de Papel
[The Royals #1]
Autora: Erin Watt
Cortesia: Planeta de livros
Skoob | Goodreads
Páginas: 368
Onde comprar: Amazon | Saraiva

O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo. 











Ella Harper está em busca de uma vida estável. Nunca tendo conhecido o pai, e a pouco perdeu a mãe para o câncer, Ella se empenha para ter seu diploma da escola e cursar uma faculdade que fará com que esqueça seu passado. Tendo apenas 17 anos, Ella falsificou os documentos da escola para viver sozinha sem depender de ninguém, e para isso, a jovem usa a identidade de sua mãe numa boate de striper. As coisas mudam radicalmente quando Callum Royal entra em sua vida. Ele diz ser seu tutor legal, mas a jovem jamais o tinha visto e muito menos ouvido falar, e Ella jamais acreditaria que alguém a ajudaria sem esperar nada em troca.

"Alguns adolescentes sonham em viajar pelo mundo, ter carros velozes, casas grandes. Eu? Eu quero ter meu apartamento, uma geladeira cheia de comida e um emprego estável que pague bem, de preferência tão empolgante quanto esperar cola secar."

Numa tentativa fracassada de fugir, Ella se vê diante de uma proposta impossível de ser ignorada. Callum oferece 10 mil para cada mês que Ella viver sobre seus cuidados em sua casa, e também, caso vá para a faculdade, mais a quantia de 200 mil. Mesmo duvidando de suas intenções Ella aceita e vê pela primeira vez uma chance de ser uma garota normal, ou pelo menos foi isso que pensou até conhecer os filhos de Callum.

"... Se você ficar, vamos quebrar você tão ruim que você vai estar rastejando. "

O que os meninos Royals tem de deslumbrantes, na mesma proporção são implacáveis. Assim que Ella chega na mansão e sente que eles a odeiam e não a querem ali. Ella começa a perceber que talvez morar ali não seja a melhor opção, Reed e seus irmãos estão dispostos a tirá-la de suas vidas, e apôs alguns dias frequentando a mesma escola, ela percebe que eles tem o poder de transformar sua vida num inferno. Mas Ella é uma garota forte e moldada por seu passado, e nem mesmo a atração que sente por Reed fará com que desista de um futuro seguro.




[- Minhas impressões -]

Young Adult é um dos meus gêneros literário favorito. Ver a percepção dos personagens sobre a vida que vão enfrentar, e ainda, auto descobertas sobre si e coisas ao seu redor, sempre me empolgaram pois mesmo tendo já passado minha adolescência, estamos diariamente descobrindo algo novo, e essa é uma fase tão importante da vida que sempre me encanta, até mesmo a dura vida de Ella Harper conseguiu essa proeza.

Narrado em primeira pessoa, conhecemos a transição de vida de Ella Harper, ela literalmente foi do lixo ao luxo em dois segundos. Forjada pelas situações da vida, Ella é uma guerreira que faz de tudo para não se abater pelas situações que a vida lhe impõe, porém, por baixo de toda sua marra e autopreservação, ela é uma menina doce e leal que só precisa de amor e alguém que realmente queira cuidar dela. Ella é exatamente o tipo de personagem que adoro pois é extremamente lutadora e vai em busca de seus sonhos. Vivendo com os Royals e a elite da escola, a jovem sofre muito preconceito já que deixam bem claro que ali não é o seu lugar, e todo esse preconceito veio diretamente dos alunos da escola, e foi ai que me lembrei o quanto adolescentes podem ser cruéis, deem poder a eles que isso se multiplica por 10. Mas sabe o que foi melhor, Ella revidava tudo a altura não deixando ser humilhada por ninguém.

"...Você não me conhece. Você não sabe nada sobre mim, e você nem sequer tentou me conhecer, então você não é permitido me julgar. Você não está autorizado a falar merda sobre algo que você não tem nenhum indício."

Reed é filho de Callum. Confesso que ele foi um mistério por boa parte da estória e me lembrou muito o Christian Grey, não nas paradas masoquistas, mas sim na indecisão infinita do "quero e não quero". Ele se aproximava, mas se afastava sem razão, a protegia, mas depois a estava insultando, e assim vai até que ele perceba quem Ella é de verdade. Tudo isso que digo pode classificá-lo como um personagem detestável, mas ele não é. De uma forma bem relapsa, Reed é uma boa pessoa, o problema dele é a raiva. Não vou entrar em detalhes, mas ele guarda o mundo dentro de si, e isso o fere profundamente.

"Acostume-se a fofoca, querida. Acostume-se a andar em um quarto e ter todos a sussurrar que você não pertence ali. Se acostume com isso, mas não deixe que esses sussurros a derrotem.
Revide quando eles atacarem você. Não seja fraca."

Como personagens secundários temos a família Royal e algumas pessoas da escola, mas o que se destacaram foram Easton, irmão de Reed que fica em cima de Ella provocando a mando do irmão, mas logo de cara já nos identificamos pela canalhice dele, Easton sabe que é gato e o poder que tem, e usa isso a seu favor, mas por outro lado é um cara que ama a família. Também conhecemos Valerie, ela é prima pobre da aluna mais popular da escola, e como status é o que move o lugar, Valerie fica de escanteio, e pra sorte de nossa protagonista, demonstra logo que é uma ótima amiga.

O romance entre Ella e Reed é sofrível. Eles vivem a base de provocações e sentem muita atração um pelo outro, e como eu falei, uma hora Reed se aproximava e outra se afastava. Demora bastante pra ter algo realmente acontecendo, mas quando acontece vale super a pena pois são cheios de devoção e amor. O final é bem explosivo, daqueles que acaba e o leitor PRECISA da continuação, mas infelizmente para nós mortais que não lemos em inglês, falta muito pra chegar aqui no Brasil (publica logo Planetaaa).

"Nunca disse que eu era bom em romance." Sua voz engrossa.
"Eu sou bom em outras coisas, no entanto."

A edição física do livro está lindinha. A Planeta manteve a capa da obra original trazendo uma coroa em dourado e o restante com tons de amarelo claro. Internamente o livro está bem formatado com letras num tamanho ótimo para se ler. Também trás orelhas e folhas amareladas, e minha versão ainda veio com marca páginas. A escrita da autora é extremamente fluída e envolvente, é daquelas que você pega e quer terminar o exemplar numa sentada só.

Princesa de papel superou minhas expectativas. Não dei 5 estrelas pela única coisa que me incomodou que é o fato de ter muitas palavras de baixo calão para com a personagem principal, mas tirando isso o livro é viciante e li muito rápido. Recomendo o livro para todos que amem um bom livro de romance, mas extremamente complicado e com muitas reviravoltas.

17 comentários:

  1. Eu ainda não finalizei a primeira temporada de The Royals, mas gostei muito dos capítulos que conferi. E claro, pretendo fazer essa leitura logo também. Fiquei apaixonada por essa capa e não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos. Fiquei bem curiosa sobre o desenvolvimento da protagonista!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá, realmente o lançamento desse livro foi um alvoroço tanto que garanti o meu na pré- venda mesmo após alguns comentários negativos, mas como gosto de ter minha opinião comprei assim mesmo. Também gosto muito desse género de livros e a mocinha me parece forte e lutadora, gostei fe conferir suas impressões e logo terei as minhas ppis prentendo ler logo o livro, beijão

    ResponderExcluir
  3. Oi Stefani, já tinha visto a capa por aí, mas ainda não tinha lido uma resenha do livro. Adorei você resumir a trajetória da protagonista com a expressão "do lixo ao luxo" e quero muito ler este livro aqui por causa disso.
    Amei a dica
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi. Não sei se faz muito meu estilo literário favorito, mas gostei da premissa onde a protagonista precisa lutar para alcançar um lugar ao sol e enfrenta o preconceito e indiferença das pessoas. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Adorei. Também gosto bastante de YA, principalmente quando é diferente do que vamos tendo no mercado. Achei a proposta genial. Palavras de baixo calão não me incomodam tanto, desde que tenham a ver com a personalidade do personagem, não adianta uma menina meiga e frágil com esse linguajar, então vamos ver na minha opinião como será. Doida para conhecer a família Royal.
    Beijos
    Sorteio do Livro Louco por Você

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,
    Nossa que capa mais lindeza, já quero ler.
    Parece se tratar de um livro bem intenso e de leitura agradável. Dica anotada!
    Beijokas

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Eu adorei essa capa, já tinha visto ela em algum blog mas foi a primeira resenha que conferi sobre o livro. Também adoro young adult, e sei que vou gostar desse porque também me atrai personagens fortes que passam por tudo e ainda conseguem botar um sorriso na cara. Gostei bastante da resenha, dica anotada. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Achei uma graça seu blog e sua resenha bem construída.
    Infelizmente esse tipo de leitura não faz meu estilo e com certeza seria um livro que passaria batido caso eu o visse numa livraria.
    Parabéns pelo blog e pela resenha xoxo

    ResponderExcluir
  9. Achei o enredo bem mais do mesmo, mas iaak não é motivo pada a história ser ruim, pois o que mais conta é a escrita e os personagens. Não estou tão certa quanto aos personagens, achei Reed um tanto quando figurinha repetida, mas talvez Ella e sua força me conquiste.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Já vi essa capa por aí e sempre me chamou atenção, agora sabendo um pouquinho mais do se trata fiquei mais curiosa ainda!
    Também amo young adult e adoro tramas em que acontece esse tipo de reviravolta na vida, então espero poder conferir muito em breve!
    Que pena que não gostou dos palavrões, mas acho que não terei problema com isso.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  11. Oiii tudo bem??

    Pois é, não sei se leria um livro assim, adorei a resenha, mas me desanimou um pouco. O estilo não me agrada, e me sinto incomodada com palavras de baixo escalão como você.
    Ai junta estilo e coisas que desagradam, complica. Valeu pela dica.
    Adorei a resenha, serviu bastante pra me tirar umas duvidas sobre esse livro.
    Bju Rafa

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    Nunca tinha ouvido falar nesse livro, então a capa me chamou bastante a atenção. No entanto, a premissa não chegou a me cativar. É uma pena que tenha tantas palavras de baixo calão, não gosto muito também, então entendo a sua "retirada" de estrela. Enfim, espero um dia ler, anotei a dica por aqui. Parabéns pela resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá Stefani!
    Estou bem curiosa para ler esse livro, mas agora fiquei levemente decepcionada por conta das palavras de baixo calão. Juro, detesto isso de todo o meu ser.
    Voltando à história, a premissa dela é bem interessante, uma protagonista que vai, literalmente, do lixo ao luxo é uma das coisas que mais me agradam.
    Vou tentar ler esse livro ignorando as palavras feias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bom?
    Não costumo ler tantos Young Adults assim e para lê-los eles precisam me convencer completamente e, apesar da sua resenha super bem escrita, este não entrou para minha lista de futuras leituras! O primeiro ponto que me incomodaria seriam as palavras de baixo calão, principalmente pelo público alvo ao qual se direciona. Curti saber da força de Ella, mas, acho que o romance dos dois parece mais do mesmo sabe? Parece que ficam naquele afasta volta, trocam farpas e quando ficam juntos a mágica acontece e se tornam totalmente devotados. Gosto mais quando as farpas continuam sabe? rs
    Enfim! Passo a sugestão da vez, mas adorei sua resenha! Super bem escrita!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  15. Olá... eu gosto bastante de young adult e é por isso que esse livro me chamou a atenção quando eu vi os lançamentos da editora no mês passado. Que bom que você gostou tanto da história por ter lido em tão pouco tempo... as vezes, o excesso de palavrão atrapalha mesmo a leitura, mas eu particularmente não me apego muito a isso.

    Dica mais que anotada.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  16. Estou meio curiosa a respeito desse livro, embora a sinopse não me seja muito atraente.

    Sua resenha me empolgou muito a ler livro. Para mim, não tem essa de livro voltado especifivamente a um ou outro tipo de publico. Leio o que gosto, seja algo infantil, algo jovem ou algo adulto!

    Historias com personagens femininas fortes são minhas preferidas. Mas não gosto de personagens como Reed ou como Easton. Mas vamos ver... Acho que vou acabar não resistindo a esse livro mesmo!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  17. Oiee Stefani ^^
    Já gostei muito de YAs, mas li tantos em tão pouco tempo que fui cansando...haha' agora estou disposta a ler outros gêneros para dar uma quebrada. Ainda não conhecia este. E eu também estou querendo fugir do tipo de romance que começa com briguinhas e olhares raivosos, e que é mais atração do que outra coisa *-* Mas fico feliz em saber que você gostou do livro :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir