27 março 2017

Resenha - Meu jeito certo de fazer tudo errado




Título: Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado
Autoras: Klara Castanho e Luiza Trigo
Cortesia: Arqueiro
Skoob / Goodreads
Páginas: 384
Onde comprar: Amazon

Em 2014, na Bienal do Livro de São Paulo, Klara Castanho foi pedir um autógrafo para Luiza Trigo, que estava lançando seu novo livro. Desse encontro nasceu uma amizade. Um ano depois, inquieta e cheia de ideias, Klara pediu ajuda de Luiza com o conteúdo de um programa jovem de entrevistas que planejava fazer na internet, baseado no que via no dia a dia. Depois de trabalhar um pouco no que Klara havia escrito, Luiza sugeriu: “Que tal pegarmos esses textos e transformarmos em um livro?”. Klara adorou. Assim surgiu a história de Giovana, uma garota que acaba de se mudar com a família para São Paulo e que, de quebra, precisa encarar os dilemas da adolescência. Obedecer sempre aos pais controladores ou se aventurar em busca de independência? Ignorar suas convicções para andar com o grupinho popular do colégio, ou isolar-se com a amiga tímida e solitária? Viver um grande amor e perder o amigo, ou contentar-se com a friendzone? O resultado disso tudo são situações e personagens coloridos e autênticos, já que suas dúvidas, erros e acertos foram inspirados nas vivências das próprias autoras. E isso mostra um pouco do motivo pelo qual elas compartilham a paixão pela leitura: com ficção podemos exprimir grandes verdades.









Neste amorzinho de livro nós vamos conhecer Giovanna (ou Nanna, como ela prefere). Nanna tem um estilo próprio de se vestir e sempre se viu julgada pelos colegas de classe em Campinas, onde seus primos eram seus únicos amigos. Apesar disso, ela não recebe muito bem a notícia de que vai ter que se mudar para São Paulo com seus pais e começar o ensino médio em uma escola nova, pois morar na capital estava nos seus planos para o futuro, não para o presente.

Na tarde em que vai comprar o uniforme com sua mãe, Nanna acaba conhecendo Miguel e de cara se encanta com o estilo alternativo dele. No primeiro dia de aula, ela descobre que ele está na sua sala, mas o amigo dele, Lucas, começa a zombar da altura dela. Para completar, Victoria e Lia, também amigas de Miguel, vão falar com ela após descobrirem que os pais de Nanna possuem uma agência de modelos. Nanna fica desconfortável e não se aproxima mais deles.


Por fim, ela acaba fazendo amizade com Giselle, uma leitora solitária que passa o intervalo todo na biblioteca e aconselha Nanna a não se apaixonar por Miguel por causa de Manu, uma garota que até então não tinha aparecido na escola. Quando ela finalmente aparece, Nanna descobre que Manu não só é a garota mais popular da escola, mas também é herdeira da família Leibovitz.

Para sua surpresa, Manu convida Nanna para se sentar com ela, Miguel e os outros três amigos, fazendo questão de enturmá-la com todos e defende-la das brincadeiras sem graça de Lucas. Mas essa nova vida social não será tão fácil, Nanna descobre que houve um tempo em que Manu e Giselle eram amigas e Giselle deixa bem claro que Nanna não pode ser amiga dela se for andar com a Manu, obrigando-a a escolher.

De repente, senti que a música fazia parte de mim e que comandava meus sentimentos. A tensão das cordas só me deixava mais nervosa com tudo o que estava acontecendo. A separação entre Manu e Giselle, a escolha da turma, a dúvida do que estava rolando de verdade, a vontade de conhecer mais o Miguel. Parecia que tinha sido composta por mim. Conforme a música foi crescendo, fui ficando mais agoniada com a decisão: para que lado ir, em quem acreditar?

Enquanto tudo isso acontece, Nanna ainda conhece Henrique, um garoto da sua idade que mora no mesmo prédio que ela. A princípio, Nanna julga o Henrique pelas suas roupas certinhas, mas ali nasce uma grande amizade que vai ajuda-la a passar por todos os problemas que estão por vir diante das más influências dos novos amigos da escola.




[ - Minhas Impressões - ]


Pode parecer que eu contei muita coisa sobre a história, mas eu juro que esse não é nem o começo. Este é um livro que ensina a gente a não julgar um livro pela capa, então se você achou o enredo muito superficial, não o descarte de primeira porque esta é uma trama adolescente encantadora. Durante a leitura de Meu jeito certo de fazer tudo errado, eu me vi transportada de volta para os meus quinze anos em uma viagem no tempo deliciosa.

Eu sou suspeita para falar porque sou apaixonada por São Paulo, mas a ambientação ganhou muitos pontos comigo. O pano de fundo da história foi muito relevante na minha experiência de leitura, eu amava ainda mais a história toda vez que algum ponto da cidade era citado. Outra coisa que eu amei foi a relação dela com os pais, o livro não é só aquela coisa de “eu sou tão incompreendida” que a gente vê muito por aí. Mesmo com todos os problemas, você percebe que há um esforço de ambas as partes para tentar entender as atitudes do outro, tanto da Nanna com os pais, quanto dos pais com ela.

''- Não quero quebrar a cara.- Mas você vai deixar de se aventurar por medo de se machucar? Isso não faz sentido.[...]- Existem vários tons entre o preto e o branco. Você precisa parar de achar que só existem essas duas cores.''

O meu personagem preferido com certeza foi o Henrique, ele é como uma vozinha da consciência para a Nanna, o tipo de amigo que está ali para ajudar e nunca para julgar, ele é como um ponto de equilíbrio para toda a história, indispensável! Eu fiquei um pouco decepcionada antes do final, não com o livro e sim com a Nanna, porque eu esperava que ela fosse tomar outro tipo de atitude àquela altura, mas no fim deu tudo certo então eu superei – risos.


Meu jeito certo de fazer tudo errado é um livro sobre mudar para se encaixar; sobre erros, consertos e pré-julgamentos, com personagens bem construídos que evoluem no decorrer da narrativa e não tem como você não se apegar. A edição da Arqueiro está linda demais, todos os detalhes combinam direitinho com a história, a diagramação é confortável e todo início de capítulo tem desenhos de objetos que tem a ver com ele. Este é um livro voltado ao público jovem, mas capaz de agradar todas as idades com uma história leve e divertida.

20 comentários:

  1. Ola
    Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro e adorei poder conferir suas impressões a respeito, me deixou bem curiosa. Fiquei bem curiosa sobre a ambientação, personagem e estilo por parecer ser tao encantador. Esse universo adolescente sempre se destaca ne, deve ser uma leitura bem carismática. Ja quero ler!!!
    Beijos, F
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. OI Luana
    Ah, que delícia de resenha! Adorei a sinopse e o post e quero ler também.
    Conheci a Luiza Trigo e sua mãe na Bienal do ano passado aqui em SP, as duas são super simpáticas.
    Pelo jeito o livro tem muitos atrativos, começando pelo título e pela capa, muito legal!
    Já coloquei na minha lista infindável de futuras leituras.
    Bjs, querida

    ResponderExcluir
  3. Oi Luana, o título já chama bastante a atenção e a arte gráfica está uma capricho só. Mas com certeza, as considerações que você fez sobre o livro é que me chamaram mais a atenção. Fiquei curiosa com a ambientação em São Paulo e acho que é uma leitura que vou apreciar muito.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Já vi falar nesse livro, mas confesso que não chamou muita atenção. Mesmo que você tenha dito que há mais no livro do que o resumo que você, de ensinamentos e tudo mais, sobre preconceitos e aceitação, não é um livro que eu pretendo ler no momento. É um livro bem convidativo, principalmente pela diagramação, mas passo sua dica!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Olá Luana,
    Eu já tinha visto este livro e ele me deu uma contradição : o título me encantou e decidi ler, depois vi a autora e desisti. No entanto, outro dia vi uma entrevista da Klara Castanho e mesmo sendo novinha, achei bacana a temática e abordagem do livro, de forma que todo meu pré conceito, foram por água abaixo e coloquei o livro em meus desejados.
    Pretendo ler assim que possível.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá Luana,
    Gostei muito de conhecer suas impressões sobre essa obra e fiquei curiosa para saber o que vou achar da leitura. Achei bem curioso esse resumo não chegar nem a ser o começo da obra, mas me perguntei como tudo será trabalhado, afinal, são poucas páginas.
    Esse livro parece ser aquele estilo que traz muitos ensinamentos e uma lição para a vida toda.
    Dica anotada.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livroe creio não ter lido nenhuma opinião acerca dele antes... Mas fiquei curioso...

    A trama adolescente não superficial, o ambiente bem conseguido de São Paulo, a mensagem dos pre julgamentos... :) Espero ler

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Apesar dessa edição linda e de a história ser mais do que a premissa aparenta, confesso que por ser um livro mais adolescente e eu não estou curtindo muito história assim mais. Acho que minha época já passou rs Uma coisa que chamou minha atenção é essa ambientação em São Paulo! Outro ponto a destacar é essa relação da personagem com os pais e essa diagramação maravilhosa. Fico feliz que esta história leve e divertida tenha lhe agradado tanto ^^

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi ,Luana

    Tudo bem?? Acabei de ler uma resenha sobre esse livro e já tinha ficado interessada , agora depois da sua fiquei ainda mais!

    Parece ser muito fofo e apesar de não gostar muito de livros adolescentes, esse parece trazer uma mensagem bem legal por trás da história, já quero ler!

    Beijos!
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  10. Hi baby, tudo bem? confesso que tenho um pouquinho de preconceito e preguiça com youtubers e atores que lançam livros, parece que estão querendo apenas faturar mais dinheiro e que eles não tem nada a dizer, mas até que esse livro tem uma premissa interessante, é claro que já sei que não mudará vidas mas acredito em você quando diz que é uma leitura leve e divertida, talvez dê uma chance, parabéns pela resenha

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Eu fiquei sabendo do lançamento desse livro através do Snapchat da Klara Castanho, mas não fiquei tão entusiasmada não, tanto que mal sabia que já havia sido lançado. Que bom que este é um bom livro, a sinopse e a resenha me deixaram curiosa. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Luana

    Essa edição está muito fofa, uma pena eu não curtir infantojuvenis. Eu adoro livros que têm uma boa ambientação, que têm a capacidade de transportar a gente para determinado local. Se eu tivesse uns 15 anos a menos eu tenho certeza que iria adorar.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Luana. Tudo bem?
    Apesar de não achar a capa e o sinopse super agradáveis, vou confessar que adorei o título. Achei simples, mas muito criativo. Conforme eu fui lendo a sua resenha, eu consegui me empolgar com o livro. Fiquei imaginando como deve ser bom reviver a adolescência por meio de um livro como esse. Pelo jeito com que falou do livro, ele parece ser um grande livro, por isso vou anotar aqui, pois fiquei empolgado para ler. Espero conseguir fazer isso em breve. A propósito, eu adorei a sua resenha, muito boa.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
  14. Oi querida,
    Adorei a resenha e principalmente as fotos. Amei a escrita da Luly e a história criada pela Klara. O enredo é ótimo e o cenário mesmo sendo de colégio, deixou a leitura mais leve. Fico muito feliz que você tenha gostado do livro, é sempre ótimo embarcar em uma leitura fofa como essa e que termina deixando um sorriso no rosto da gente no final. Eu sinceramente vou ler mais livros das autoras...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu gosto muito de dramas adolescentes, então fiquei encantada em conhecer esse. Sou apaixonada por São paulo também e essa ambientação na cidade foi só mais um ponto positivo para mim. Adorei poder conferir as suas considerações e vou deixar essa dica anotada, espero que eu curta tanto quando você.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro, está rendendo bastantes elogios, mas eu ainda não tenho certeza se me daria bem com história. Como você, o enredo realmente parece um pouco superficial, então me da uma desanimada, mas como você diz que ele não é nada disso, pra não descartar de primeiro, eu vou tentar arriscar e colocar na minha lista, vai que, né? hahaha
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  17. Oi, lu, é, eu já fui julgando o livro como superficial, mas que bom que você desmistificou isso na sua resenha. Acho muito legal quando pontos reais de cidades são mencionados nas obras, e podemos nos identificar com costumes e estilos brasileiros. Fiquei com vontade de ler para conhecer.

    ResponderExcluir
  18. Olá
    tive a oportunidade de ler o livro assim que lançou e posso dizer que foi uma leitura bem agradável e tranquila no geral, bem interessante com morais importantes para adolescentes, espero ler mais livros das autoras e gostar

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie!!
    Não sou muito fã dessas tramas adolescentes, mas acho que são super válidas, principalmente para que os jovens percebam que não estão sozinhos e que muitas pessoas se identificam com seus problemas...
    Acho que todos nós passamos por situações parecidas com as de Nanna, como dificuldade em se enturmar, conflitos entre amigos, bullying e etc.
    Gosto quando podemos nos identificar com os protagonistas hehehe
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  20. A capa do livro é muito fofa! E achei a sinopse bem intrigante também. Só o pouco que você descreveu aponta que é uma história muito bonita e nada rasa.

    A diagramação dele é linda! Me apaixonei e quero conhecer logo essa historia!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir