29 setembro 2016

Resenha - Um Porto Seguro



Southport pode ser um bom lugar para recomeçar. Esse foi o pensamento de Katie quando ela chegou à pequena cidade da Carolina do Norte. Linda e reservada, a moça estava decidida a não criar laços com ninguém. Ou, pelo menos, essa era a intenção até conhecer Jo, sua vizinha extrovertida e brincalhona, e Alex Wheatley, o simpático dono do armazém, pai de duas crianças adoráveis.
Apesar de relutante, Katie aos poucos firma raízes na comunidade e, depois de conhecer melhor a família e o bom coração de Alex, começa a abrir espaço em sua vida para o amor. No entanto, esse novo relacionamento faz com que ela se veja diante de antigos medos que pretendia deixar no passado.
Confrontada pelos próprios fantasmas, Katie precisa decidir entre ceder a eles ou enfrentá-los. E, no momento mais difícil, ela descobrirá que o amor é o único porto seguro.
Um dos livros mais intensos de Nicholas Sparks, Um porto seguro é promessa certeira de lágrimas, sorrisos e surpresas emocionantes.


Livro: Um Porto Seguro
304 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Arqueiro || Onde Comprar 

 









"A correria do jantar durou até nove horas. Quando o restaurante começou a esvaziar, Katie limpou tudo e fechou o balcão. Os ajudantes de garçom e ela levaram os pratos para o lava-louça enquanto os últimos clientes terminavam suas refeições. Em uma das mesas, havia um jovem casal e ela vira as alianças em seus dedos. Eram bonitos e pareciam felizes, e ela teve uma sensação de déjà-vu. Já fora como eles, em um passado distante. Ou assim pensava, porque descobrira que tudo havia sido uma ilusão. Katie se afastou do casal feliz, desejando poder apagar suas lembranças para sempre e nunca mais sentir aquilo."


Katie é uma mulher sozinha na vida, que a certa altura de sua vida se muda para a pequena cidade de Southport, na Carolina do Norte e começa trabalhar em um emprego de garçonete, a fim de recomeçar e se distanciar de todo o seu passado. A princípio arredia e não querendo qualquer envolvimento com as pessoas que a cercam, ela começa a baixar as defesas quando surge na sua vida uma simpática mulher, Jo, que se torna sua vizinha e aos poucos também uma confidente. Espontânea e carismática, Jo parece saber tudo sobre a cidade e sobre seus moradores, e também parece ser uma ótima ouvinte dos problemas alheios. Conforme as duas desenvolvem uma amizade, Jo começa sutilmente a incentivar Katie a conhecer melhor o dono de um Armazém da cidade, Alex, que é viúvo e pai de dois filhos.


"- Que tal isso? - disse ela delicadamente. - Esqueça que eu fiz a pergunta. Apenas fique sabendo que, se algum dia você quiser conversar, estou aqui, tudo bem? Sou muito boa em ouvir. Principalmente os amigos. E, acredite ou não, às vezes falar ajuda.
- E se eu não puder falar sobre isso? - disse Katie num sussurro involuntário.

- Então ignore o fato de que sou uma conselheira. Somos apenas amigas, e amigas podem falar sobre qualquer coisa. Como onde você nasceu ou algo que a deixava feliz quando era criança."


Ao mesmo tempo, uma série de coincidências acabam colocando Alex e Katie mais próximos um do outro e a atração dele pela recém-chegada é óbvia. Porém, relutante, Katie não deseja esse envolvimento, mas aos poucos é conquistada pelo simpático homem e por seus lindos filhos. Mas a medida que esse relacionamento se desenvolve e Katie consegue finalmente abrir seu coração, uma série de fatores fazem com que seu passado reapareça com força total, dessa vez para destruí-la, e então Katie terá de descobrir se o amor é um porto seguro o suficiente e se algumas coisas são superáveis ou não.


 "- Porque todo mundo mente. Faz parte de viver em sociedade. Não me entenda mal... eu acho que é necessário. A última coisa que alguém deseja é viver em uma sociedade onde a honestidade prevalece. Consegue imaginar as conversas? “Você é baixa e gorda”, diria uma pessoa. E a outra responderia: “Eu sei. Mas você cheira mal.” Não ia dar certo. Então as pessoas mentem por omissão o tempo todo. Elas vão contar a maior parte da história... e eu aprendi que a parte que deixam de dizer costuma ser a mais importante. As pessoas escondem a verdade porque têm medo."


Em uma escrita fluida e cativante, Nicholas Sparks nos insere no seio de uma cidade pequena, no meio de seus habitantes com seus temores, solidariedade e acima de tudo união, e nos apresenta as faces boas e ruins dos relacionamentos e nos mostra os caminhos mais inimagináveis onde os sentimentos podem nos levar.

"Ela ficou inquieta o resto da tarde. Queria acreditar que tinha algo a ver com o tempo, mas, enquanto estava de pé junto à janela da cozinha, vendo os galhos das árvores lá fora se curvarem com o vento e a chuva cair torrencialmente, sabia que tinha mais a ver com a apreensiva sensação de que tudo parecia quase perfeito demais em sua vida. Seu relacionamento com Alex e as tardes que passavam com as crianças preenchiam um vazio que nem sabia que existia, mas aprendera havia muito tempo que nada que é bom dura para sempre. A alegria era tão efêmera quanto uma estrela cadente que cruza o céu à noite, prestes a sumir a qualquer momento."



[- Minhas Impressões -]


Essa não é a minha primeira leitura de Nicholas Sparks. Mas como acontece com muitas pessoas, há uns anos atrás eu tinha bastante receio de ler o autor e seus clichês. Porém, quando resolvi dar uma chance para a obra do autor, ocorreu uma desmistificação de tudo o que eu imaginava a respeito dos livros dele. Nicholas Sparks não é o autor das mortes e esse mito de que todos os seus livros são extremamente sofridos deve acabar. O autor traz sim temas fortes, mas que são muito bem trabalhados e que nos levam até mesmo a reflexão.


Quando surgiu o lançamento de Um porto seguro na editora Arqueiro, imediatamente resolvi escolhê-lo, pois vinha ouvindo diversos elogios de colegas que tinham lido o livro e tinham gostado, porém, achei a sinopse um tanto semelhante com a de outro livro do autor que eu tinha lido, chamado No seu olhar, então comecei a história um tanto temerosa de encontrar um enredo muito semelhante, porém a medida que evolui nos primeiros capítulos percebi que não seria o caso e que o livro era bem diferente dos outros do autor. Não vou negar que seja uma história clichê. Possui os vários elementos que encontramos nas histórias por aí, como uma cidade pequena, um amor desenvolvido rapidamente, dramas do passado, mas Sparks soube juntar todos os elementos de uma forma muito interessante e criou um livro cativante, o qual não temos vontade de parar de ler.


O ponto mais positivo para mim nessa obra foi o segredo de Katie, o qual não posso mencionar pois seria spoiler, mas a única coisa que posso dizer a respeito dele é que é algo pelo qual muitas pessoas mundo a fora passam e ele faz as pessoas sentirem que não estão sozinhas diante desses casos, além de descrever com muita realidade e propriedade as situações pelas quais Katie passou no passado. Além disso, gosto muito do cenário onde tudo é ambientado, a típica cidade pequena e o sentimento de camaradagem que esses lugares trazem. Cabe ainda um forte destaque para a escrita do autor que está muito fluida nesse livro e não vemos as páginas passando. Além disso o final foi espetacular e fugiu dos clichês presentes no livro, e sinceramente me deixou de boca aberta pois em nenhum momento esperei o acontecido.


De forma negativa, encontrei o ponto que encontro em boa parte dos romances mais clichês, o surgimento do amor muito rápido entre os protagonistas que sempre acaba me incomodando, mas de certa maneira o final acabou compensando isso. Além disso minha curiosidade ilimitada ficou ansiando por um epílogo, que não tivemos.


Os protagonistas, Katie e Alex são muito cativantes. Ela é uma mulher de uma força imensa que passa cada um dos seus dias lutando para recomeçar e para esquecer o passado, e ele, um pai maravilhoso que faz o melhor possível para dar o melhor para seus filhos que perderam a mãe tão novos. Mas o destaque da história fica por conta de Jo, a amiga de Kate que é tão prestativa e está presente nos momentos de dúvida e tristeza da amiga para apoiá-la. Além disso temos um vilão, Kevin, que é daquele típico personagem no qual bateríamos se tivéssemos oportunidade.

O livro é narrado em terceira pessoa e dividido em 43 capítulos de um tamanho razoável, minha leitura foi em ebook e não encontrei erros.

Recomendo essa história para todos os leitores que gostam de bons romances, que trazem consigo lições e temas polêmicos.

15 comentários:

  1. Olá Tamara
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro por aqui. E claro, consegui me identificar bastante com seus comentários. Esse é um livro muito especial para mim, por mais que não seja muito fã das obras do autor, essa acabou me conquistando. Os personagens são muito cativantes mesmo e é claro que há essa pegada clichê, como esperado. Um bom romance mesmo e com várias lições.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi taaaaa

    Tenho esse preconceitozinho que você disse com as obras dele =(. Já ate tentei ler mas sempre não fluí justamente por isso. Em compensação amor os filmes baseado em suas obras. Doido né. Essa estória sempre me chamou atenção por trazer a força dessa personagem e o ter um segredo me deixa curiosa hahahha Quem seja hora de deixar de lado meus receios e voltar a ler algo do autor, esse parece ser uma ótima escolha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Olá, boa tarde! Enfim eu tenho esse " preconceito" com as obras dele, nemnos filmes vejo rs Evito ler e ver filmes com essas sofrencia por assim dizer. Mas sua resenha está muito boa, dessa vez eu passo a dica, mas espero voltar mais vezes no seu blog, bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Me diga uma pessoa que não personifica os livros do Nocholas dessa forma? É tipó a marca dele, é como o Rick parar de escrever livros sobre mitologias rsrs. Achei essa nova capa para o livro muito linda, mas mesmo assim não leria a obra, já li no dois livros do autor e não consegui me embarcar na sua forma de escrever. Espero que isso mude e eu possa ler mais uma nova obra dele. Adoro essas impressões. Atem mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Esse autor parece ter sua marca registrada nos clichês, mas pelo que ouço falar sempre, ele sabe fazer o desenvolvimento muito bem. Nunca li nada dele, mas pretendo começar por algum lugar. Se esse livro te surpreendeu, acredito que possa ser esse o meu pontapé inicial. Gostei das suas considerações.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Tamara, sua linda!
    Desde que vi que você estava lendo esse livro, pensei: preciso saber a opinião dela para ontem! Como fiquei contente por ter lido sua resenha - perfeita, como sempre!
    Adorei saber que Um Porto Seguro desmitificou tudo o que você pensava sobre o autor e acho que isso acontecerá comigo também. É uma pena que o ponto negativo nesse livro seja tudo o que - quase sempre - reclamamos: a rapidez como as coisas acontecem.
    Fiquei muito curiosa para conehcer os protagonistas e espero me sentir cativada como você. Dica anotada.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. OI Tamara, este livro é um dos meus xodozinhos do Sparks. Gosto muito do enredo, da abordagem deste segredo da Katie, que devia estar mais presente na literatura e da forma como o autor encerrou a trama. Entendo você se incomodar com o amor rápido demais, mas ainda assim, fico feliz que você tenha apreciado.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Tamara!
    Li somente um livro do Nicholas Sparks e o detestei, depois dele nunca mais dei uma chance aos livros do Sparks. Sua resenha me deu uma nova perspectiva sobre o lado clichê do autor que tanto julguei e me convenceu a dar uma nova oportunidade às suas histórias de amor, principalmente por conta dos personagens que me pareceram muito cativantes e do segredo de Katie, que me deixou muito curiosa.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Já li esse livro, mas confesso que não lembro de nada que acontece nele, HAHA, provavelmente por não ter algum diferencial de outros romances que já li.
    Tô tentando fugir dos livros do Nicholas, na maioria das vezes é como você disse, o romance do casal acontece muito rapidamente, e é sempre um problema pra mim.
    Mas ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  10. Eu nunca na vida li nenhum livro do Nicholas, e pra ser sincera acho que nunca vou ler. Não sou fã do gênero, e confesso ter um pouquinho de preconceito também. E aí você me fala de clichês e de situações previsíveis. Tudo que eu menos gosto em livro são essas coisas. Mas sei que sou uma das poucas pessoas que não curte. Talvez eu tente ver um filme baseado num livro, aí quem sabe me animo.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tamara. Eu estou louca para ler esse livro. Sou super fã do autor e tenho certeza de que esse livro vai me deixar completamente apaixonada. Gostei da sua resenha e da maneira como você falou da história e dos personagens, fiquei curiosa para saber sobre o segredo e como essa trama vai terminar.

    ResponderExcluir
  12. Também me incomodo com romances muito rápidos, gosto quando se desenvolvem de forma lenta e bem descrita. Mas, como estou acostumada com os romances do autor nem me importo mais com isso, quando leio uma obra dele, rsrs. Um porto seguro não conferi ainda, mas está na lista.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Olá tamara, adoro o nicholas sparks e ele é um dos meus autores favoritos, ja li vários livros deles e pretendo continuar lendo e na verdade um porto seguro é o meu livro favorito do autor, o li a alguns anos atrás com o primeiro lançamento e me apaixonei, e adorei essa nova capa, recomendo você assistir o filme também pois está ótimo assim como o livro

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu só li dois livros do Nicholas e até gostei, mas depois nenhum livro dele me despertou vontade de ler. Eu não ligo para clichês e esse livro parece ser bom e fiquei curiosa para saber que segredos a personagem esconde. Se tiver oportunidade vou ler esse livro.
    Sua resenha está maravilhosa.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Tamara, faz muito tempo que li este livro, e fico fiz que você tenha superado está fama que o Nicholas tem. Realmente os enredos de Porto Seguro e No Seu Olhar são bem diferentes, mas ambos são bem feitos. Acho difícil encontrar um romance sem clichês, mas Nicholas desenvolve muito bem suas histórias e dramas que podem ser reais.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir