05 setembro 2016

Resenha - Rockfeller





Beto Rockfeller, que possui uma leve versão da síndrome da mão alheia, sonha em fazer sucesso com sua banda de rock. Após ser preso injustamente em um protesto na Avenida Paulista, é liberado e orientado a deixar São Paulo. Ele e sua desconhecida banda — cujos integrantes são: Yakult, Gringo e Santiago dos Santos — decidem se mudar para a mística São Thomé das Letras, a Machu Picchu brasileira. É exatamente nessa aconchegante cidadezinha mineira que começa uma trama estonteante e dinâmica — repleta de aventuras, romances, crimes e mistérios.  Rockfeller se envolve com Anita Andrade, a namorada de um dos seus amigos. Esse triângulo amoroso é surpreendido com a súbita aparição de uma terrível enfermidade. Ele, desconcertado, se vê diante de uma difícil decisão, que mexe brutalmente com seus princípios morais e o pior, Rock pagará caro por sua indigesta decisão, seja ela qual for. Além disso, é obrigado a conviver com seus fantasmas, desilusões e psicoses e ainda tem de se acostumar com um enigmático corvo que o persegue.  No entanto, após muito tempo, Rockfeller consegue uma segunda chance de ser feliz no Rio de Janeiro, as suas desventuras e psicoses ressurgem, e isso pode levá-lo a uma irreparável situação em que nem tudo que se vê pode ser real...

              Título: Rockfeller
180 páginas || Skoob  || Editora: Nova Paris  || Cortesia: Autor Parceiro ||
   
 


Rockfeller foi um livro que comecei a ler sem grandes expectativas e fui surpreendida por uma história sensacional e que me cativou do início ao fim. Li o livro em pouco mais de duas horas e simplesmente não consegui desgrudar de suas páginas por um segundo sequer.

Beto Rockfeller se mete em uma encrenca em São Paulo e é aconselhado por seu pai a deixar a cidade por um tempo até que a poeira abaixe. Logo ele e seus amigos e companheiros de banda decidem ir todos juntos para São Tomé das Letras. Gente nem preciso dizer que adorei a escolha da cidade! Eu sonho com o dia que poderei conhecer essa cidade por causa de todas suas lendas, beleza e energia.

Yakut ( adorei esse apelido) na minha opinião é o amigo mais leal de Beto que sempre o entende sem questionar. Guarda os segredos dele e está sempre lá para ajudar nos momentos difíceis. Gringo tem esse apelido por ser estrangeiro e é um cara bem esquisito, mas que no fundo também é um grande amigo e Santiago que é o galanteador e mulherengo.

Os quatro tem uma banda de rock e estão naquela fase adolescentes dos anos 70 bem na pegada sexo, drogas e rock and roll. Tanto que muitas aventuras que eles vivem em São Tomé das Letras lembram muito a Woodstock. Eu me identifiquei muito com os personagens e confesso que eles me deram certa nostalgia da minha adolescência e dos meus amigos rock and roll. Outra coisa que gostei bastante foi as passagens de músicas e bandas que os personagens ouviam como Raul Seixas, Legião Urbana, Led Zeppelin ( bandas que amo de paixão).

Rockfeller  já estava estabilizado em São Tomé das Letras com um emprego fixo e morando com seus amigos. Tudo estava bem tranquilo até que ele acaba conhecendo Anita, namorada de Gringo e mesmo sem jeito não consegue evitar se apaixonar por ela. E por ser a primeira vez que se apaixona ele sente tudo com muita intensidade e logo esse amor é retribuído também. Anita descobre que tem uma grave doença e no meio disso Gringo vai embora em um momento difícil e Rockfeller está lá para ajudá-la. Então, nesse momento, percebemos como ele realmente gosta dela e como é capaz de tudo para conseguir que ela se cure tomando uma decisão drástica, uma escolha errada que mudou sua vida e fez com que ele perdesse toda sua juventude na prisão.

No meio de tantas perdas e desilusões ele começa a ver coisas que podem ser tanto reais quanto alucinações e que vai piorando ao longo do tempo.

" Encostei-me na parede e fiquei a admira-la. De repente ela se virou e deixou as costas nuas. Tive a sensação de que a tatuagem do corvo se mexia, mas era apenas sensação. O silêncio se tornou enlouquecedor. Senti um mau presságio..."

Quando finalmente Rockfeller sai da prisão agora já um quarentão com os sonhos da juventude perdido ele tem a chance de recomeçar e ser feliz novamente no Rio de Janeiro. Mas suas alucinações estão cada vez mais frequentes e muita coisa acontece daqui por diante, por isso, não posso falar muito para não estragar a surpresa do final que me surpreendeu e por nenhum momento imaginei que o livro teria esse desfecho.

"O tempo é a estrada que nos trouxe para vida e que, um dia, nos levará para a morte. O tempo é o papel no qual deixamos nossas marcas e, se form bem marcadas, nunca se apagarão. O tempo é a união de tudo o que nossa mente produz, pensar é estar ligado ao tempo, é estar vivo. O tempo, ninguém nunca viu, mas todos sentem. O tempo é apenas um buraco negro que engole tudo o que existe, e o que não existe também."

Gostei muito da forma como o autor Alexandre Apolca deixou um final digamos entre aberto onde o leitor pode tirar suas próprias conclusões sobre tudo que se passou com Rockfeller.  Afinal será que ele realmente era louco ou teve algo de sobrenatural o rondando? Acho que para cada leitor a resposta para esse desfecho será diferente e achei realmente isso muito bacana.

Outra sacada genial do autor e que me divertiu muito foi se colocar como um dos personagens do livro que aliás no posfácio isso vai fazer todo o sentido.

A leitura é bem fluída e o autor tem uma escrita leve e super gostosa. Posso ficar aqui por horas falando desse livro e ainda assim acredito que não conseguiria dizer com toda exatidão tudo que ele representa. Mas a palavra sensacional se encaixa perfeitamente no que senti ao finalizar a leitura e só tenho uma coisa para dizer... VOCÊS PRECISAM ler esse livro! Ele é muito bom!

Quanto a diagramação está impecável com páginas amareladas e entre um capítulo e outros tem a marca d'agua de um corvo. A capa é linda e bem chamativa, embora acredito que ela nos engane um pouco nos dando a impressão de uma história de Terror o que não é o caso. Considero esse livro mais como um thriller psicológico ainda mais por todo o suspense durante o enredo e a ansiedade que fiquei em saber o que estava acontecendo ali.

Recomendo esse livro para todos e dou certeza de que será uma leitura diferente e surpreendente. Espero poder conversar sobre esse livro com alguém em breve para saber teorias. (risos)

28 comentários:

  1. Olá
    Nossa esse leio eu já tinha visto falar, mas essa é a primeira resenha que li da obra. E que resenha não é? Rica em detalhes que me deixou bem curioso para conhecer essa obra, gosto quando as resenhas provocam isso em mim. O enredo é realmente bem misteriosos e o fim de sua resenha que fala que o autor deixou entre aberto o seu fim,me deixou bem mais interessado, afinal, eu também quero tirar minhas conclusões! Até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu li esse livro também e achei a escrita do autor muito fluida. Sou suspeita em falar pois já conhecia o autor e mais uma vez ele nao decepcionou em nenhum momento. Se colocar como um dos personagens foi mesmo muito criativo. Seus comentários refletem bem o que eu também senti durante a leitura.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Nossa, eu não conhecia esse livro e essa capa me fez pensar, de início, ser aquele tipo de narrativa bem sombria. Parece que não né!
    E que ideia ótima essa de o autor se colocar como um dos personagens!
    Gente já quero!
    E quero conhecer São Tome das Letras também (rs.).
    Bjux.

    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Adorei conhecer suas impressões á respeito dessa obra.
    Geralmente quando não botamos muitas expectativas em determinada obra ela acaba nos surpreendendo muito! Gosto quando os autores deixam o final em aberto, pois, assim explora a imaginação do autor.
    O fato da leitura ser fluída também me animou bastante!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia o autor e nem o livro, mas gostei bastante do enredo. Curto esse tipo de narrativa, fluida e simples, mas ainda assim, viciante. Agora o que mais me deixou curiosa, foi o autor se colocar como personagem. Como assim???? Quero ler!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu não conhecia a obra, confesso que não senti despertar a vontade de ler.Sua resenha foi maravilhosa muito bem explicada explicada focando em cada detalhe sem dar Spoiller, mas não me senti atraída pela premissa e nem pelo enredo da obra.Mas em compensação eu gostei da capa do livro.

    ResponderExcluir
  7. Olá more...
    Adorei essa capa... bem instigante a quem vê de primeira... (que nem eu rs).
    Fiquei com ainda mais vontade de ler ao saber que se surpreendeu com a leitura...
    Não sei se me agrada muito essa coisa de deixar o final aberto... fico dias pensando como poderia ter sido o final...

    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    A premissa é bem interessante e fiquei bastante curiosa para saber que enfermidade é essa, qual a decisão que Rock irá tomar e o que isso lhe custará.
    É bom saber que a leitura é cativante e que o autor deixou um final meio que aberto para nossa imaginação. Quero saber porque o corvo o perseguia kkk

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, camila, eu adoro thriles psicológicos, mas confesso que quando li a sinopse desse pensei: nossa, mas um livro tão pequeno e tanta coisa acontecendo, isso não vai ser bom, mas depois percebi que deu sim, tanto que a história se torno sensacional para você. Não sei bem se me agradaria esse final aberto, não gosto tanto disso, mas me interessou muito o fato de eles mencionarem muitas músicas e de certa forma te lembrarem até da sua adolescência. Espero vir a conferir esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Oi Camila,
    A colunista do meu blog leu esse livro é falou muito bem dele, assim como você ela curtiu muito as aventuras do personagem.
    Eu já confesso que apesar de tudo agradável que li não me empolgou a fazer a leitura, pode ser que curtas a maioria das coisas que ver, mas esse não é bem o tipo de leitura que tenho buscado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Camila!

    Que bacana esse livro. Adoro livros que mexem com o psicológico e fazem os personagens e o leitor duvidaram das coisas que acontecem. Fiquei bem instigada a conhecer mais sobre essa obra, principalmente para entender melhor o que acontece nessa história haha

    bj

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Confesso que não gosto muito de final aberto, pois sempre sinto que fica a faltar algo na trama para ela ser completa. Sei que e bobeira da minha parte, pois como final assim posso ter muitas interpretações, mas é algo que gosto nos livros. eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei bem interessada nessa história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  13. No início achei que a história seria um pouco clichê, mas me surpreendi no final e confesso que o ponto que me deixou ainda mais intrigada é quando ele vai preso. Certamente eu preciso mesmo ler essa obra!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá Camila,
    Adorei conhecer o livro e sua opinião. Ainda não conhecia a obra e não fiquei muito interessada nela, mesmo com tantos elogios. Achei interessante o autor se colocar como personagem e fiquei feliz por saber que você gostou disso.
    É verdade que essa capa remete a uma obra de terror e achei legal não ser o caso.
    Sua resenha está incrível, mas vou deixar a dica passar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  15. Oi Camila, tudo bem?
    Essa é a primeira vez que ouço falar do livro, e pela sua resenha me parece ser uma leitura muito agradável! Parece ser uma obra cheia de surpresas, o protagonista se apaixona pela namorada do amigo, se mete em uma confusão e vai preso injustamente e ao que parece, começa a alucinar. Sua resenha me deixou bem curiosa para conhecer a história, apesar de eu não gostar de finais abertos.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  16. Oi Camila!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas me pareceu muito interessante. Adoro thrillers psicológicos e por se passar no Brasil e um bom momento em SP faz eu ficar com mais vontade de ler.
    E por ele ter menos de 200 páginas acredito que em um, dois dias dá para ler. Irei colocar na minha lista.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Ola Camila lindona a premissa do livro em si não me chamou atenção, mas sua resenha me deixou tentada a ler depois de tantos elogios e a forma como você foi surpreendida de maneira positiva sobre o livro. Darei uma chance a esse livro com certeza. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  18. Olá Camila,

    Não conhecia a obra, mas o enredo é sem dúvidas tentador. O protagonista parece presenciar diversas reviravoltas na vida dele e embora eu tenha achado um pouco confuso, todas essas mudanças que ocorrem com ele, fiquei interessada por esse desfecho surpreendente que você mencionou e esse corvo que o segue também. Aliás, por que sempre que ele está prestes a viver em paz, algo ruim parece acontecer? (tive essa sensação ao ler sua resenha). Vou anotar a dica e espero ler em breve.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  19. Pela capa também imaginei que seria uma história de terror, mas como bem sua resenha mostrou, não é o caso. Adorei a proposta do autor deixa o final em aberto, faz realmente o leitor observar diversas opiniões sobre desfecho, que também acho sensacional. Gostei bastante da história e pretendo ler em breve.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  20. Nunca tinha ouvido falar desse livro, apesar de já ter lido um livro do autor e gostado bastante. Mas a verdade é que apesar de curtir a escrita dele e ter achado a premissa muito interessante, além de ter adorado isso dele ter se colocado como um personagem, odeio finais abertos com todas as minhas forças. Gosto de tudo muito bem explicado no fim, não curto isso de um leitor poder achar uma coisa a respeito do que aconteceu no desfecho e outro pensar em algo bem diferente, por isso passo a dica.

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Não conhecia o livro e apesar de ter ficado animada com o inicio da sinopse, murchei quando vi a existência do triângulo amoroso, pois não tenho gostado de triângulos ultimamente, mas ainda assim não deixarei de dar uma chance ao livro pois fiquei curiosa pra saber como ficou essa história do autor se colocar como um dos personagens do livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Olha, pela sinopse o livro não me interessou nem um pouco. Mas lendo suas considerações, nossa, fiquei maluca pra conhecer a história. Eu gosto de histórias com finais em aberto onde o leitor pode imaginar coisas. Só espero que não seja a deixa pra continuação, porque aí eu perco interesse. Tenho me mantido longe de séries a todo custo.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  23. Oi, sinceramente não seria um livro que leria. Essa pegada de Rock e tal não chama nem um pouco minha atenção, mas você falou tao bem do livro, dos personagens, do autor, da escrita que me deixou curioso pra saber um pouco sobre o desfecho do livro. Eu espero que seja surpreendido como você foi.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Olá! Não conhecia o livro e achei a história bem diferente. Tão bom saber das novidades da Literatura Nacional! Gostei também dos quotes que você selecionou. Parabéns pela resenha!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Confesso que não dava muito pelo livro, mas lendo sua resenha eu fui ficando curiosa com a história. O romance da história parece ser bem bonito de acompanhar, ainda mais por ser a primeira vez que o protagonista se apaixona e tudo ser tão intenso. Além disso, fiquei curiosa para saber mais sobre as alucinações e a vida em geral do protagonista. Enfim, parece ser uma boa leitura mesmo.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  26. Oie
    Então mais um nacional de encher os olhos eu tenho ficado muito feliz com a quantidade de nacionais bons que tenho lido e esse com certeza vai entrar para minha lista de leitura.
    Amo demais quando vejo uma resenha que não dá detalhe da trama e ainda assim me enche de vontade de fazer a leitura.
    Adorei sua resenha
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  27. Não ter expectativas é algo maravilhoso, pois permitimos que o livro nos surpreenda, mas depois da resenha fica meio difícil não esperar por um livro maravilhoso e conquistador e de leitura rápida. Não conhecia essa sociedade, mas acho que as descrições do livro irão atiçar meu interesse. Adoro livros com bandas, e principalmente os com várias referências que nos trazem nostalgia.

    ResponderExcluir
  28. Olá Camila! Fico feliz em saber que parte da história passa em Minas Gerais. \ô/ É bom demais quando começamos a ler um livro sem expectativa e eles nos surpreende. Nossa você leu ele super rápido, deve realmente ser muito bom. É nas horas difícil que vemos que realmente fica ao nosso lado a todo momento, ainda bem que Anita tinha o Beto Rockefeller. Que chato que ele tentando fazer algo para quem ele amava foi parar na prisão. Não gosto de final aberto, mas pelo jeito o final semi aberto desse livro é um ponto positivo. Que bom que a leitura flui bem e o livro está caprichado. Beijos'

    ResponderExcluir