27 setembro 2016

Resenha - Não tão primos





Tudo parece sem cor. As férias começaram com um romance e acabaram como um filme de terror. Agora as aulas vão recomeçar e Bernardo terá que enfrentar os meninos que o agrediram e lidar com a nova emoção que insiste em seguir os seus passos: o medo. Apesar de tudo, Bernardo não está sozinho, Gustavo chegou para recolorir o seu mundo. Gustavo e Bernardo são meio que primos, ou melhor, Não Tão Primos.Os dias podem se tornar cinza por algum tempo, mas jamais perderão o calor, pois a famosa cidade do verão eterno não deixa que os corações fiquem frios por muito tempo. Prepare-se para aquecer e colorir o seu mundo com Bernardo e seus amigos. Seja bem-vindo a São Pietro!




Livro: Não Tão Primos
200 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Coerência || Onde comprar











Bernardo acaba de entrar de férias na escola e se inscreve para ter aulas de natação numa academia que fica próxima de sua casa. Alguns dias depois, um garoto aparece lá como instrutor para ajudar o professor, só que não é um garoto qualquer: é Matheus, o cara mais desejado do colégio e paixonite do Bernardo. Eles acabam fazendo dupla juntos e ficando um pouco próximos, e um dia Matheus diz a ele que vai competir no campeonato e que está preocupado pois a academia entrará em recesso e ele terá que ficar sem treinar até o grande dia. Bernardo tem uma piscina em casa e oferece sua casa para ele treinar e também ensiná-lo a nadar, assim os dois acabariam ganhando, e é claro que Matheus fica feliz com a proposta e aceita o convite.

No último dia que Matheus vai à casa de Bernardo, ele o agradece por ter emprestado a piscina e como estava chovendo, Bernardo pede que ele entre em sua casa e tome um banho para não adoecer. Para a surpresa e alegria de Bernardo, Matheus não foi até ali somente para agradecer e os dois acabam se beijando. Como logo sua mãe iria chegar, o beijo infelizmente fora rápido e logo Matheus vai embora, levando consigo o coração de Bernardo. Afinal, fora o primeiro beijo do garoto e ele estava muito feliz e apaixonado.

No momento em que Matheus sai de sua casa, acaba encontrando os dois meninos encrenqueiros da escola, Vitor e Jonatas. Os dois imediatamente começam a tratar Matheus mal, o chamando de “bichinha” e vários outros xingamentos ofensivos, mas o garoto leva tudo na brincadeira e não acontece nada. Porém, mais tarde naquele mesmo dia, Bernardo decide ir no shopping com sua melhor amiga Gabi e acaba indo embora sozinho. Logo depois vê Vitor, Jonatas e Matheus indo em sua direção, e enquanto Jonatas segura Bernardo, Vitor lhe diz ofensas homofóbicas e lhe dá um soco forte no olho. E o pior de tudo: Matheus vê isso acontecendo e não faz nada para ajudar Bernardo!

“Vivemos em um mundo onde não nos permitem mostrar nosso brilho próprio, temos de viver como se não pudéssemos ter a nossa vez, como se devêssemos pedir desculpas por quem somos, mas isso é errado!”

Bernardo está muito triste por isso ter acontecido, afinal, não havia feito nada a Vitor para merecer aquele olho roxo e para piorar as coisas, no dia seguinte é o primeiro dia de aula. Felizmente sua mãe o deixa faltar para irem até o aeroporto juntos darem as boas-vindas a Gustavo, primo de Bernardo, pois o garoto iria passar a morar na sua casa com o objetivo de estudar o último ano do ensino médio na sua escola, já que ela prepara os alunos para o vestibular. Quer dizer, eles não são tão primos assim, pois a mãe de Gustavo é prima da mãe de Bernardo, o que os tornam primos de segundo grau. Mas será que é somente por esse motivo?


Assim que Gustavo entra na escola, fica sabendo dos boatos que as pessoas estão falando sobre o que aconteceu a Bernardo e começa a ficar preocupado, e é claro que não demora muito para rolar um clima entre os dois. Apesar de Bernardo se dar bem com Gustavo, seu coração ainda está balançado por Matheus e se encontra constantemente lembrando do beijo, mesmo o garoto tendo sido covarde quando Bernardo mais precisava de sua ajuda. O protagonista se vê dividido entre dois amores e quando Matheus lhe diz que se arrepende de não ter feito nada e tenta redimir seu erro, os sentimentos de Bernardo entram em conflito e cada vez mais fica difícil saber quem é a pessoa certa.

“Sinto como se houvesse uma grande queima de fogos de artifícios dentro da minha mente: a visão é linda, mas o barulho me incomoda.”

Esse é um livro perfeito para ser lido em apenas uma tarde e o fato de conter poucas páginas e uma narrativa juvenil facilita isso. Apesar de ser bem clichê e previsível, eu amei o romance presente no livro, a química entre os personagens é incrível e eles são muito fofos juntos! Achei bacana o autor ter mostrado os dois lados da homofobia, não somente de quem apanha, mas também daquele que vê e não faz nada. Pode até ser uma atitude covarde, mas não cabe a nós julgarmos, afinal de contas, presenciar a homofobia quando a pessoa é gay acaba deixando-a paralisada e é difícil encarar nossos piores medos.

Quanto aos personagens, a maioria são especiais à sua maneira. Gabi, a melhor amiga de Bernardo, é aquela pessoa que já fica animada às 07 horas da manhã. Ela é muito legal e sempre está do lado de Bernardo em qualquer situação. Gostei bastante da mãe de Bernardo também, ela dá broncas como qualquer mãe, mas também sabe agir como uma grande amiga e confidente quando ele mais precisa. Não tenho muito o que falar dos personagens secundários pois eles não são tão presentes na trama. O autor quis se focar mesmo no romance e na homofobia, e acho isso ótimo pois quanto mais vemos livros LGBT por aí, mais as pessoas irão se identificar e também parar de agir como se o assunto fosse um tabu.

A capa é muito fofa e combina bastante com a história por se tratar de um amor de verão. As páginas são amareladas e o espaçamento entre linhas está adequado para a leitura, única coisa que me incomodou um pouco foram os erros de revisão, que são vários. Por conta da escrita juvenil, senti que eu não pertencia ao público-alvo e somente por esse motivo que a leitura não foi completamente agradável, mas recomendo o livro para todos, especialmente para os jovens que estão entrando na fase da adolescência. Para mim valeu a pena conhecer Bernardo, sua rotina, sua personalidade divertida e seus sentimentos conflituosos, e espero que vocês façam o mesmo.

24 comentários:

  1. Olá Amanda
    Fiquei muito curiosa sobre esse enredo e acredito ser uma história muito cativante. A capa é mesmo muito fofa, e não sei como ainda não tinha lido nada a respeito. Gostaria de conhecer mais a fundo esses personagens.. obrigada pela dica.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, bom dia! Não conhecia esse livro e achei o tema abordado e a forma como foi abordado muito boa! Sua resenha foi bem clara e crítica e gosto disso, também não gosto de livros juvenis, mas sua resenha foi ótima!!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu nunca li nenhum livro com essa temática, mas pretendo mudar isso em breve. Já conhecia a obra, pois acompanho a editora e o autor nas redes sociais. É muito bom quando a narrativa e fácil, mas acho que ler numa tarde só na daria para mim rsrs. Espero ter a chance de ler breve. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Não sei se esse livro seria do tipo que eu levaria se estivesse numa livraria. Mas, sua resenha me despertou o interesse e fiquei curiosa em relação à história.
    Beijos,
    Escritora por um Acaso

    ResponderExcluir
  5. Oi Amanda,

    Me interessei bastante pelo livro, pois adoro histórias LGBTs e que de alguma forma passam uma mensagem para o leitor. É como você disse, é sempre bom ver os dois lados. Não da pra também a gente enfrentar o agressor homofóbico, pois pode ser perigoso e nem imagino o que uma pessoa que sofre homofobia passa. Enfim, adorei a premissa e nunca li um romance de ''amor de verão'' com a temática. Adorei


    beijos =)

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda, adorei a dica porque realmente a gente precisa ler mais este tipo de romance, cheio de representatividade, anunciando aos 4 cantos do universo que amor é amor e pronto. Fiquei morrendo de vontade de ler o livro em função da fofura dos personagens e nem vou me importar se é clichê ou n~´ao, quero muito ler!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Apesar de muito nova a editora Coerência tem feito um belo trabalho em relação às capas dos seus livros e essa é uma das que mais gosto. Não sabia que o tema do livro é um romance gay e fiquei muito animada em o ler mesmo sendo clichê, pois adoro livros com essa temática ainda mais quando eles passam uma boa mensagem ao leitor, como esse parece fazer. Uma pena que haja erros de revisão, elas também me incomodam bastante quando existem mas ainda assim não deixarei de dar uma chance ao livro assim que possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Gostei desse livro logo de capa por causa da capa. Nunca li nenhuma história com o tema LGBT, mas adoraria começar. Fico super curiosa pra saber como os autores desenvolvem a questão do preconceito e superação. Esse livro parece ser muito bom, fiquei muito animada ao saber que dá pra ler em apenas uma tarde.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Amanda. Embora não seja uma trama que me atraia na primeira vista, achei a história interessante e o tema atual, com certeza deve trazer muitas críticas sociais e mensagens positivas. A leitura parece ser bem rápida, achei a capa bem diferente mas não ficou feia, só diferente mesmo. Sua resenha está boa, mostrando os principais momentos da história e sem revelar muito coisa, acho.

    ResponderExcluir
  10. Oi Amanda, tudo bem?
    Já li alguns livros com a temática LGBT e gostei bastante.
    A premissa dessa história é realmente um pouco clichê, mas isso de maneira nenhuma faz com que essa não possa ser uma boa história.
    Gosto de romances juvenis, pois de vez em quando curto fazer uma leitura rápida e despretensiosa, principalmente depois de ler um livro com uma temática mais forte, então vou anotar a dica, para uma leitura futura.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá Amanda,
    Esse livro parece ser bem rápido e envolvente e gostei muito disso. Ainda não conhecia a obra, mas achei a premissa interessante, pois é muito legal ele ter mostrado os dois lados da homofobia, isso é bem interessante e nos apresenta a isso e nos faz refletir muito.
    Achei muito legal a leitura ter valido a pena para você, vou anotar a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    A sua resenha está ótima, demonstra bem o quanto você gostou do livro e o que esperar dele. A história aborda um tema interessante, mas como você mesmo disse achei o romance clichê e previsível. Além do mais, erros de revisão também me dão nos nervos na hora da leitura. Não fiquei empolgada em começar a ler, mas valeu pela dica. Bjs

    umavidaliteraria1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu não conhecia o livro e apesar de achar ótima (e importante) a temática abordada, não me senti curiosa quanto à esse livro.
    O fato de ser clichê e previsível, além dos erros de revisão, são coisas que contribuem para a minha falta de interesse.
    Ainda assim, gostei de saber que é uma obra com personagens especiais à sua maneira e fico feliz que você tenha curtido a leitura.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia o livro! :) Mas a capa e muito bonita e ainda bem que combina perfeitamente com a historia! :) E sempre bom também quando as personagens são especiais! :)

    Que pena que não gostaste assim tanto... Pois, se não aprecias muito a escrita mais juvenil.. E os erros de revisão são sempre maus!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  15. oie!
    Eu ainda não conhecia o livro, e mesmo com a narrativa juvenil, eu tenho a intensão de ler. E pelo que puder notar é de rápida leitura, daquelas que lemos em pouca horas. Achei interessante esse livro e espero ter a oportunidade de ler.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. oi, Amanda... acredito que a proposta do livro é bem adolescente mesmo, mas achei bacana essa representatividade sobre o tema num livro juvenil... que tenso o lance dos ataques a Bernardo... infelizmente a gente sabe que esse tipo de situação é bem comum, quando não deveria ser...
    achei a capa combinando com o enredo... anotei a sugestão, e espero curtir a leitura...
    bjs...

    ResponderExcluir
  17. Oiee,
    Eu não conhecia a obra é nem o autor mas sempre gosto de leituras que lidam com essa temática LGBT, pois acho que é um assunto que deve muito ser debatido, conversado, para que desenvolva-se através da conversa a empatia de aceitar as outras pessoas com suas particularidades.
    Adorei a resenha e a maneira que você dividiu conosco as suas considerações.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  18. Olá
    Eu tinha visto uma resenha desse livro e não estava conseguindo lembrar o nome para comprar. Realmente é uma história que eu leria e do jeito que sou Mantega derretida choraria horrores, pois por te um homossexual na minha familia sei o quanto eles sofrem com a homofobia .A história por mais que seja bem fluida parece ter lá uma carga emocional. Amei pelo pouco que você disse do personagem principal ja foi o suficiente para me apaixonar por ele.Gostei do autor ter mostrado os dois lados da homofobia igual você citou.Espero em breve poder ler o livro e parabéns pela resenha ❤

    ResponderExcluir
  19. Olá Amanda,
    Acho interessante interessante livros com essa temática, mas geralmente não me chamam a atenção, justamente por expor esse lado mãos de luta, vencer os preconceitos e tal, gosto mais quando a história segue outra vertente. Mas gostei da dica.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  20. Oi ! Passei a resenha todinha pensando :" Preciso ler esse livro !" Me pareceu muito bom , pois adoro livros que narram amores de verão e também aquela dúvida entre dois amores. Sua resenha foi incrível! Abraços!
    Umparadoxoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Amanda!
    Eu gosto quando a temática do livro envolve assuntos que não deveriam, mas são polêmicos. Um livro com temática homossexual, que lida com homofobia é exatamente isso. Achei o enredo interessante e a capa é realmente linda. Gostei da sua resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  22. Oi amore,
    Gostei muito da história, pelo que você resenhou, já curiosa aqui pra ler...
    De fato a capa é linda, e instigante!
    Quando eu conseguir ler volto pra te contar o que achei.
    Parabéns pela resenha!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  23. Achei um ótimo livro com a temática lgbt um livro de amores e conflitos adolescentes onde o preconceito é o pano de fundo e não o foco da história. Eu não leio livros lgbt, mas, para quem lê é uma ótima leitura. E essa capa *-*

    ResponderExcluir
  24. Gostei de livro tratar do tema lgbt de maneira leve e fácil, mostrando como pessoas com uma escolha sexual sofrem, atualmente estou meio saturada de clichês, e esse livro parece ser bem previsível, então talvez em breve eu leia para saber mais sobre o personagem e como ele ira lidar com a situação.

    ResponderExcluir