07 setembro 2016

Resenha - A história de nós dois




Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada.
Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse.
Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal.
Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou...
Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?

Livro: A História de nós dois
352 páginas || Skoob || Editora: Arqueiro || Onde Comprar









"Deixei que o cabelo voltasse ao lugar enquanto o espelho captava e refletia uma imagem cintilante do meu anel de noivado banhado em um feixe de raios solares outonais. Na noite do acidente, era outro anel que eu usava, mas ele acabara no fundo de um despenhadeiro. Uma longa história. E, sob muitos aspectos, inadequada. Mas não tanto quanto me apaixonar por um estranho misterioso. Eu tinha lido todas as revistas e livros disponíveis sobre casamento, mas nenhum deles parecia tratar desta questão particularmente delicada: o que fazer quando, quinze dias antes do seu casamento, você de repente se vê apaixonada por dois homens?"

Emma é uma mulher de 27 anos que está prestes a realizar seu grande sonho: casar-se com o homem que é seu namorado há muitos anos, Richard. às vésperas do casamento, ela e as amigas resolvem fazer uma festa de sua despedida de solteira, e quando estão voltando para casa um terrível acidente acontece e o carro onde elas estão explode. No momento do acidente, Jack, um americano que está passando algum tempo na Inglaterra passa pelo local e faz o que pode para ajudar as amigas, principalmente Emma. Acompanhando-a até o hospital, Jack cria uma forte ligação com a desconhecida, devido aos momentos de tensão e impacto pelos quais acabaram de passar. Porém, mais tarde o namorado de Emma, Richard, chega e Jack vai embora, sem deixar qualquer meio de comunicação.

"- Parece uma espécie de sonho. Como se tudo tivesse acontecido em outra vida.
Fiz que sim com a cabeça. Era quase aquilo. Prendi a respiração, esperando que outras lembranças viessem em sequência, agarradas à cauda do cometa daquela que conseguira romper a barreira, mas nada mais veio. De novo, a sensação era de que meu pai e eu brincávamos de cabo de guerra com o Alzheimer de mamãe, cada lado puxando desesperadamente para ficar com ela para si. Não podia nem sequer imaginar como devia ser para ela, sendo puxada, indefesa, de um lado para outro, à beira do abismo do esquecimento. Momentos como aquele - quando ela própria se dava conta de quanto estava se afastando de nós - eram agridoces, de partir o coração."

Abalada com os acontecimentos, Emma decide adiar o casamento por algum tempo, e enquanto dia após dia se recupera, também remexe em coisas antigas que trazem segredos desconhecidos a tona, que a fazem repensar se deve continuar com os planos para o tão esperado momento feliz. Paralelo a  isso, Emma precisa lidar com sua mãe que tem Alzheimer e que vem piorando a cada dia e também tem de enfrentar seus sentimentos que vem surgindo por Jack, o desconhecido americano que por um motivo ou outro ainda permanece em sua vida.

"Mas às vezes o inconcebível, por mais deplorável que seja, vem a ser a verdade. Todas as pistas tinham estado ali o tempo todo, mas eu me recusara a vê-las. Fora preciso a pergunta de Jack para acender o rastilho, e então a faísca tinha serpenteado inexoravelmente até um imenso barril de dinamite que, se eu estivesse certa, não demoraria a fazer meu mundo em pedaços."

Em meio a dor e a incerteza, Emma se vê em um grande dilema: deixar seus sentimentos pelo desconhecido fluírem ou continuar em sua zona de conforto com o homem supostamente perfeito a quem sempre amou?

Através de uma história cativante, com drama e romance na medida certa, Dani Atkins mais uma vez surpreende e cria uma obra cheia de reviravoltas e surpresas.

"- Você não pode viver assim, com medo dos “e ses”. Não pode prever o futuro, só fazer o melhor com o que tem, enquanto tem. Tudo pode mudar com tanta rapidez..."


[- Minhas Impressões -]

Essa é a segunda obra de Dani Atkins que leio. A primeira foi Uma Curva no Tempo, um livro que gostei muito, mas não entrou para a minha lista dos favoritos e então resolvi ler esse, mais uma vez sem tantas expectativas, e digo apenas que essa autora definitivamente consegue me surpreender. E isso é raro em livros de romance, pois já li muitos e depois de algum tempo é possível supor os rumos que uma história vai tomar, mas com esse livro ao final eu fiquei chocada e demorei algum tempo para assimilar as reviravoltas que a autora criou, embora ele novamente não tenha entrado para a minha lista de favoritos. Porém, o que me fez não dar as merecidas cinco estrelinhas não foi nada estrutural do livro e sim preferências pessoais, onde eu fiquei um pouco decepcionada com os rumos que a história tomou e as escolhas feitas por Emma.

O ponto mais positivo de toda a obra foi a abordagem do Alzheimer. É triste e doloroso acompanhar a evolução da doença da mãe de Emma e o quanto os familiares sofrem com ela, além de ver as lembranças se apagando aos poucos o que não é nada fácil. Além disso, gostei da forma como cada segredo foi revelado, e em nenhum momento eles se tornaram forçados. Outro ponto que foi extremamente positivo foi a construção de cada personagem, pois nenhum foi demasiadamente perfeito ou demasiadamente cheio de defeitos, cada um tinha seus lados positivos e negativos e características reais acentuadas.

Em relação a pontos negativos, como mencionei, os principais foram as escolhas de Emma e os rumos que a história tomou e apesar de ter me surpreendido muito com o final fiquei com aquele sentimento de "queria que tudo fosse diferente". Também em alguns momentos a protagonista acabou me irritando devido a sua indecisão e isso fez com que o livro em certos momentos não fluísse.

Em relação aos personagens todos foram muito bem construídos e os pais de Emma tiveram um grande destaque para mim por a apoiarem a filha em suas decisões e pelo modo como lidaram com a doença.  Outro que me cativou foi Richard, apesar de todos os contras para ele. Jack, por mais fofo que se mostrou acabou não ganhando meu coração e Emma não se tornou minha favorita por suas indecisões. Uma personagem secundária que me ganhou foi Monique, a chefe de Emma na livraria onde ela trabalha, uma mulher descontraída que me fez dar boas risadas.

O modo como o livro é narrado foi um grande diferencial para mim. Em primeiro lugar temos a visão de Emma, que é em primeira pessoa, e o livro é dividido em dezoito capítulos. Mas também é dividido em seis partes, que aparecem antes de alguns capítulos, que são como visões do futuro.

Explicando melhor, na primeira parte aparece a cena de alguém se arrumando para um acontecimento importante, que não descobrimos qual é. Logo em seguida inicia-se o capítulo 1 onde encontramos a cena do acidente e o princípio da história e ela assim segue. Mais a frente encontramos a parte 2 e mais uma cena daquela pessoa que está se arrumando para algo no futuro, seus pensamentos e suas expectativas, logo em seguida voltamos para o desenrolar da história. Adorei esse método pois nos deixa ansiosos para descobrir o que está acontecendo e nos faz criar diversas suposições.

Recomendo esse livro para todos que gostam de bons dramas, recheados de romance e de surpresas.

38 comentários:

  1. Olá Tamara, adorei sua resenha, percebo que você sempre é muito verdadeira quanto as suas impressões sobre os livros.
    Concordo com você em relação a essas cenas que aparentemente não tem nada a ver mas depois (geralmente no final) se encaixam direitinho. São muito instigantes e ajudam a seguir em frente até quando o livro não agrada muito. Ótimo recurso.
    Parabéns pela resenha.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Gostei muito da sua resenha.
    Ainda não li esse livro, mas ele está na minha pilha. Como tem um pouco de drama, estou lendo os policiais antes heheh depois leio os dramas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oiiii,
    Eu já tinha visto esse livro, e pra ser bem sincera só gostei da capa, não curti muito a premissa, pois estou bem cansada dessas histórias de a menina é noiva e ai desiste de cassar por causa de um bonitão aleatório que aparece na vida dela. Tenho certeza que adoraria e sofreria muito com o drama envolvendo a doença da mãe, mas aposto que como as indecisões da Emma iam me irritar tanto quanto você, só que provavelmente eu desistiria da história rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu sou apaixonada por esse livro. Acho a história muito bonita e não consegui pensar em nada como ponto negativo, para mim foi tudo muito perfeito e entrou para os meus favoritos. Gostei de ver a sua opinião e de saber suas impressões com a leitura da obra.

    ResponderExcluir
  5. Oi Tamara, já li muitas resenhas deste livro, inclusive está na estante para ser lido em breve, porem eu não sabia que o enredo abordava o Alzheimer. Isso me deixou ainda mais curiosa para ler o livro e espero que eu aprecie ainda mais a leitura.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Tamara,
    Primeiramente, parabéns pela resenha. As duas obras que li da autora entraram para a minha lista de favoritos da vida e foram leituras que me agradaram muito. Consigo entender os pontos negativos que você levantou, pois, olhando mais atentamente, eles são, de fato, negativos, mas não consigo sentir isso na história em si sabe?
    Também adorei a abordagem do Alzheimer, acho que ficou muito real no contexto e fez ver como as pessoas ao redor sofrem.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?
    Então, li esse livro a uns meses e eu me encantei muito com ele. O ponto principal desse meu encantamento foi justamente a abordagem da doença da mãe de Emma. É doloroso acompanhar,mas, ver a forma como todos mesmo sofrendo, lidam com isso e se apoiam me tocaram muito. Outro ponto que gostei muito foi justamente dessa preparação e descoberta no final, que me deixou de queixo caído. Confesso que imaginei outra coisa e tive que reler o capítulo para ver se tinha intendido certo. rs No mais, a indecisão de Emma realmente irrita um pouco, mas, até que não me incomodou muito. Adorei sua resenha!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  8. Olá
    É muito bom quando uma autora sabe construir um personagens não é mesmo? Eu ainda não li esse livro, mas já tenho ele aqui em casa. Não tenho muitos romances na bagagem assim como você, por isso é mais fácil um romance me surpreender. E acho que esse vai ser bem legal gosto dessa capa, tons de amarelo são minhas cores favoritas. Adorei ler as suas opiniões. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá!!

    Eu fiquei no meio termo com esse livro. A parte da doença da mãe foi um ponto bem positivo, realmente não é nada fácil.
    Mas a protagonista, a Emma, eu não consegui sentir simpatia por ela (não me pergunte o pq kkkkkkkk), então as decisões dela também me aborreceram.
    Valeu o final, mas não entrou para os meus favoritos.
    Parabéns pela resenha.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, flor!
    Adorei sua resenha. É a primeira que leio sobre esse romance e acabo de adicioná-lo entre os que desejo ler. Adoro dramas assim, nos quais a protagonista tem a chance de realmente decidir o que quer para si mesma. Além disso, o fato de a mãe dela ter Alzheimer apenas me deixou mais confiante de que vou apreciar a carga emocional da obra. <3 Pena que as escolhas da Emma pareceram um pouco fora de sintonia pelo que você comentou, mas acho que vou gostar do enredo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oiii Tamara, como vai?
    Menina parabéns pela resenha que tu escreveu, confesso que eu me senti prendida ao livro desde o início da sua resenha, fiquei com bastante pena da Emma, mas confesso que você falando das escolhas dela, acho que eu me irritaria facilmente e me estressaria HAUAHUAAHU depende a personagem fico louca, mas dica super anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Oi Tamara!
    Confesso que assim que saiu a sinopse do romance, eu fiquei interessado nele, logo que a editora publicou. Mas ao sinal da primeira resenha, acabei desistindo, justamente por esse fato da protagonista ser indecisa demais. Não me dou bem com personagens assim. Sempre me enche e tornam a leitura cansativa e chata :( O livro pode até ser surpreendente, mas acabei perdendo a fé na história por causa da Emma.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oieee, tudo bem? Amei sua resenha, mas preciso confessar que esse livro me ganhou pela capa logo de cara! Haha Amo bons dramas, e livros de romance.

    ResponderExcluir
  14. Oi oi querida,
    Adorei a resenha. Eu já li o livro, e acredite não tem resenha mais sincera e esclarecedora como a sua.

    Eu fiz a resenha mas não fiquei em alguns fatos como você citou ❤

    A história é mesmo linda, e nos deixa com uma vontade pequena (pequenininha mesmo) de chorar. Eu fiquei um pouco mexida pelo Jack, mas pensei que a autora enrolou muito no quesito "Emma".

    P.S espero que tenha entendido, meu comentário muito louco!?

    Beijoss querida, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  15. Oiee Tamara ^^
    A autora conseguiu dar um olé legal na gente com este livro, né? haha' eu achei que sabia o que ia acontecer no final, e achei o triângulo amoroso seria previsível, mas me enganei, e quase chorei com o desfecho... Ok, eu chorei kkkk'. Mas não tanto como chorei em "Uma curva no tempo", esse sim acabou comigo.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Deixa eu te falar, pra mim Jack > Richard. Sim, eu li e achei Richard um completo idiota e fiquei muito feliz e chocada ao mesmo tempo com o desfecho. E a Monique é sensacional!!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Tamara, acho que pensamos bem parecidos com esse livro, eu gostei da história e tudo mais, mas em comparação com o primeiro livro da autora, esse ficou bem pra trás, esperei mais surpresas, mais emoções, reviravoltas, coisas que não vieram e deixaram meio frustrada, mas ainda assim achei a leitura agradável também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, Tamara

    Eu também li Uma Curva no Tempo e, ao contrário de você, ele entrou para os meus favoritos! hahaha
    Eu consigo enxergar semelhanças nos enredos dos dois livros, por isso não senti taaaanta vontade assim de ler, mas tenho curiosidade.
    Essa é a primeira resenha que eu leio que fala sobre a dinâmica da narrativa e eu achei bem interessante. Espero gostar.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  19. Amei sua resenha, muito bem expressada e instigante. E quero ler o livro pra ontem.
    Vou procurar em ebook, será que tem?
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi,
    Eu não tinha lido o primeiro livro da autora,quando vi os lançamentos da editora, não pensei duas vezes e solicitei.
    Não pensei em nenhum ponto negativo, gostei bastante do final e foi surpreendente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi,
    Sou louca para ler esse livro e sua resenha me deixou ainda mais curiosa!! Quero mt descobrir se vou curti essa narrativa de "presente" e "futuro" que a autora faz!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  22. Legal sua resenha, deu para ver que realmente curtiu o livro, mas no momento não e um que me atraia para ler, quem sabe futuramente.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  23. Oiii!!

    Eu sou mega fã da autora, e tenho certeza que farei uma boa leitura quando tiver a oportunidade de ler esse livro .
    Gosto da escrita da Dani e seus enredos tem essa carga mais pesada mesmo e eu gosto muito disso. A resenha está ótima.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oi Tamara...
    Esse livro está na minha lista de quero ler (na verdade na de já deveria ter lido) mesmo eu não tendo curtido uma curva no tempo. Solicitei esse para dar uma nova chance para a autora e, pela sua resenha acho que dessa vez pode ser que eu consiga terminar o livro. Quer dizer, fico um pouco preocupada se não vai acontecer de eu ter o mesmo sentimento que você com as escolhas da Emma, mas ao mesmo tempo parece que a autora consegue surpreender - coisa que eu não consegui sentir em uma curva no tempo.
    Não espero que ele entre para a lista dos favoritos, mas espero curtir a leitura :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Eu nunca li nada da autora, apesar de ter um livro dela aqui em casa.
    Eu gosto bastante de romances e esse me parece interessante. Gosto de triângulos amorosos, mas tenho medo de ficar com essa sensação de querer que o final tivesse sido diferente também.
    A doença da mãe da protagonista é um ponto que me chama a atenção. Acredito que deve ter sido abordado de maneira sensível, ponto que vou gostar.
    Gostei de saber que é um livro cativante, com reviravoltas e surpresas!
    Dica anotada! Espero gostar da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Oi
    Tudo bom?
    Tenho uma amiga que é super fã desse livro e eu estou louca pra ler faz tempo.
    Sua resenha só me deixou mais ansiosa para ler. <3
    Adorei!
    Bjos

    ResponderExcluir
  27. Oiii!!!
    Eu também li "Uma curva no tempo" e fiquei despedaçada com o final.
    Achei interessante esse livro, eu já tinha visto antes mas é a primeira resenha que leio. E mais uma vez, a autora envolve um acidente trágico em sua história, tenho certeza que não vou me arrepender da leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Oi!
    Parabéns pela resenha!
    Sério que você queria que tivesse tomado um rumo diferente? Eu amei as escolhas e as decisões dela, então é meio difícil entender o lado de quem achava que podia ser diferente haha mas é bem tipico da autora acidentes trágicos, uma curva no tempo foi assim (um livro que amei). Enfim, parabéns pela resenha novamente. :)

    bj

    ResponderExcluir
  29. Oiii
    Gostei muito do livro. sempre quis ler um livro que o tema fosse o Alzheimer. Achei bem interessante o modo que a narrativa foi construída. Com certeza um livro que quero ler.
    Bjus

    ResponderExcluir
  30. Toda vez que me deparo com a resenha desse livro eu penso "Eu ainda não comprei esse livro, meu Deus!". Como você falou, ele tem tudo que eu gosto, é recheado de drama, romance e surpresas. Tenho certeza de que vou amar.
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  31. Oie
    li o livro faz um tempinho e também adorei, foi uma leitura que me prendeu bastante e me cativou até o fim, sem contar aquele final mara né

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Oie,
    A vida de Emma não pareceu nada fácil. Acredito que a única coisa boa é Jack. Eu não saberia lidar se minha mãe sofresse dessa doença. Acredito que vc esquecer um filho ou vice-versa é a pior coisa do mundo.
    Quero mt lê esse livro por parecer uma história bem forte.

    ResponderExcluir
  33. OOi!
    Diferente de você, comecei Uma Curva no Tempo cheia de expectativas, e confesso que me decepcionei um pouco durante a leitura. Felizmente, o final eu ameeei! haha
    Quero muito ler esse, espero que ele me agrade mais que o anterior. :)
    Ótima resenha
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  34. Oi!
    Muitas pessoas não gostaram desse livro, que não é o meu caso, até porque até agora foi uma das melhores leituras do ano para mim.
    Reconheço que o livro tem alguns defeitos, mas como você mesma disse, é uma leitura tão agradável que foi impossível para mim não amar e me divertir com a personagem.

    Beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderExcluir
  35. Oie
    Confesso que eu quero muito ler algo dessa autora que só escuto maravilhas. Sua resenha está linda demais e esse livro está sem dúvidas na minha lista de desejados

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  36. Olá Tamara!!!
    Eu tenho que admitir que estou um tanto curiosa sobre esse livro, já li inúmeras resenhas sobre ele e cada uma me deixa com uma expectativa diferente.
    Realmente o Alzheimer é uma doença um tanto difícil e triste posso dizer isso por causa que mimha avó teve antes de falecer.
    Eu acho a capa desse livro linda e claro logo, logo quero ler ele :D

    lereliteraio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  37. Oi Tamara, tudo bem?
    Eu morro de vontade de ler esse livro, ainda mais que ele traz um drama envolvente junto com acontecimentos marcantes, eu particularmente gosto muito de livros assim e desde que vi o lançamento dele sinto muita vontade em ler, fico feliz em ver que você gostou do livro e que recomenda, eu tenho certeza que irei gostar assim como você!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  38. Olá! Esse livro já está na minha lista faz tempo, o problema que falta $$$$$$. Mas enfim, logo estarei lendo esse livro, que por sinal está sendo muito bem comentando em diversos blogs. Sua resenha em particular está divina!

    ResponderExcluir