15 junho 2016

Resenha - Para Sir Phillip, com amor




Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências.
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar?
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços.
Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

Livro:
Para Sir Phillip, com amor #5
276 páginas || Skoob || Editora: Arqueiro || Onde Comprar



Resenhas Anteriores

Os Bridgertons #1 - O Duque e Eu
Os Bridgertons #2 - O Visconde que me amava
Os Bridgertons #3 - Um Perfeito Cavalheiro
Os Bridgertons #4 - Os Segredos de Colin Bridgerton







Todos da família Bridgerton possuem algum talento especial e o de Eloise é escrever cartas. Ela passa horas e horas escrevendo e dissertando sobre os mais variados assuntos. Por ser uma Bridgerton tem recebido muitas propostas de casamentos desde que iniciou sua temporada, infelizmente nenhum lhe agradou. Ela nunca se importou em estar se tornando uma solteirona, mas após o casamento de sua amiga Penelope com seu irmão Colin, ela se viu desesperada para arrumar alguém que a ame e foi assim que ela resolveu que aceitaria o convite de Sir Phillip em ir conhecer suas intenções para matrimônio.

"Era habitual que as damas da classe social de Eloise passassem várias horas na semana escrevendo cartas, mas Eloise já fazia muito que tinha adquirido o hábito de fazê-lo, mas todo dia. Adorava escrever cartas, sobretudo às pessoas a quem fazia muito que não via (sempre tinha gostado de imaginar sua surpresa quando abrissem o envelope), assim ia ao papel e à pluma por motivo de qualquer ocasião, fossem nascimentos, mortes ou qualquer outra data assinalada que requeresse uma felicitação ou uma condolência."

Eles vinham se correspondendo desde a morte de sua prima e também mulher de Phillip. Começou com assuntos peculiares e quando percebeu, Eloise já estava na carruagem rumo a casa de Phillip sem nem ter avisado seus familiares.

Phillip toma um grande susto quando vê Eloise em sua casa,  pois ele a tinha convidado, mas a resposta nunca havia lhe chegado e ainda por cima ela lhe aparece sem nem ao menos estar em acompanhada de uma dama de companhia. Ele fica bastante impressionado com o quanto ela é bela até o momento que ela começou a falar e não parar mais.  Ele não acredita em amor já que sua falecida esposa vivia triste, até que se matou deixando duas crianças para Phillip cuidar, ou melhor, para que as governantas que ele contratava cuidassem, ele não levava o menor jeito em cuidar delas.

"[...] Perdoe-me se estou sendo muito atrevido, mas escrevo para convidá-la a via Romney Hall. Tenho esperanças de que, após algum tempo, possamos descobrir que iremos nos entender e a senhorita aceite ser minha esposa." 

Eloise deseja um amor como de seus irmãos e percebe que Phillip pode dar, mas também vê que ele é fechado e mal deixa os próprios filhos chegarem perto. Phillip nem percebe, mas aos poucos se apaixona por Eloise e teme que acabe como seu antigo casamento. Quando se dão por si, o desejo e a paixão falam mais alto e as diferenças tornam-se pequenas.



[- Minhas Impressões -]

A cada livro que leio da Julia Quinn me apaixono ainda mais, são estórias que mostram o amor como ele deve ser, sincero e compreensível. Mesmo não tendo sido o melhor livro da série para mim, ainda foi um grande aprendizado sobre família e as diferentes formas que o amor se manifesta.

Assim como em seus antecessores, o livro é narrado em terceira pessoa mesclando os pontos de vista de Eloise e Phillip. Conhecemos o jeito impulsivo de Eloise que não pensa nas consequências que suas atitudes geraram. Muito divertida, a jovem trás alegria por onde quer que esteja, fora que é muito perspicaz em tudo que faz.


Já Phillip foi o causador de eu não ter gostado tanto da estória. Eu gostei do livro mas Phillip é um tanto quanto depressivo e fechado. Eu entendi que é um cara retraído e prefere ficar na dele, mas o pensamento de se casar só para ter alguém que cuide dos seus filhos me incomodou. Conforme fui lendo o entendi melhor, ele simplesmente não sabe o que fazer com duas crianças. Ele não tem nem pretensão de amar Eloise e quando se apaixona fica assustado. A ex-mulher dele tinha depressão e naquela época ninguém conhecia a doença e muito menos como lidar. Phillip sempre achou que ele fosse o culpado por tanta infelicidade que sua esposa tinha. A única lembrança que ele tem sobre um casamento é tristeza e por isso não deve se apaixonar.



Os personagens secundários foram o melhor da estória. Um casal de crianças bem levadas que desejam a atenção do pai a todo custo. Aprontam muito com todas as babás que já tiveram e então quando conhecem Eloise logo tratam de fazer algo para espantá-la. Mas não contavam que ela revidaria. A interação que Eloise teve com as crianças foi muito bonita. Eles não conheciam esse tipo de atenção já que o pai passava a maior parte do tempo na estufa, e ter alguém assim que demostrava se importar com eles foi libertador.

O romance foi bem sutil. Vão se apaixonando aos poucos, mas em primeiro momento notam o quanto são diferentes. Eloise é toda divertida e alto astral enquanto ele é calmo e sereno. Tudo que Phillip e sua família precisavam era exatamente isso, alguém que mostrasse como uma família deve ser e Eloise vindo de uma tão bem estruturada e cheia de amor pra dar, foi um porto seguro para eles.


A parte física do livro está maravilhosa. Agora não temos mais as crônicas da Lady Whistledown em cada começo de capítulo, mas sim alguns trechos das cartas que Eloise escreve.

Os espaçamentos e a fonte estão ótimas para uma ótima leitura. A capa também é uma das minhas favoritas e lembra a imagem que tenho da Eloise em minha mente.

Enfim, mesmo não tendo sido o melhor livro da série ele trás grandes lições sobre família, amor e superação. Também mostra que com a pessoa certa, todas as coisas se tornam fáceis.

Julia Quinn trouxe uma estória linda cheia de altos e baixos que revela muito ao leitor. Aqueles que são fã da série não deixem de ler e aqueles que almejam ler, se joguem, pois é um livro encantador e tocante.

18 comentários:

  1. Oi Stefani, eu sou apaixonada pela série e especialmente por Julia Quinn. Também já li esse livro e preciso concordar com você: não é o melhor livro dos Bridgertons, entretando traz lições emocionantes.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Stéfani, tudo bem?
    Até agora não li nenhum livro do gênero romance histórico, tenho uma leve curiosidade mas minha lista de livros que quero ler é tão extensa que acabo deixando esse desejo de conhecer o gênero para mais tarde. Mas ainda assim pretendo ler um dia, e como vejo muitos leitores falando bem da escrita da Julia Quinn, acabei ficando curiosa e quero conferir a escrita dela e ver por mim mesma se ela é realmente tudo isso que as pessoas dizem. Pela sua resenha eu também não iria gostar muito do personagem Philip, que quer se casar apenas para ter alguém para cuidar dos filhos. Se for parar para pensar, até que é compreensível essa linha de pensamento, já que o livro se passa numa época bem diferente, mas ainda assim eu iria acabar ficando meio desanimada com esse personagem. Adorei a sua resenha!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi Flor.
    Fico encantada com todo o amor que vocês possuem por romances de época, mas infelizmente não funciona muito para mim.
    Gostei muito da sua resenha. Gosto de romances que acontecem aos poucos, mas de forma intensa. Realmente a parte física está incrível.
    Muito legal a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá Stéfani,
    Nossa, me decepcionei muito com o fato de Phillip ser depressivo e querer apenas uma companhia para cuidar dos filhos, isso me deixou bem desapontada com a história.
    Em relação a Eloise percebemos esse seu lado em outros livros e isso parece ter acentuado em seu livro. Entretanto, um ponto forte que você apresentou, foi o romance que foi construído devagar.
    Esse livro é daqueles que precisamos ler para ter uma opinião.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Apesar de nunca ter lido nada da Julia, vejo que esse livro não é tão engraçado e diferente quanto os outros, é muito mais sério e com um protagonista mais retraído, principalmente pelo que aconteceu a sua esposa.
    Mesmo assim acho que a história deve ser bem bacana, espero ter a chance de ler os livros dela um dia

    ResponderExcluir
  6. Oiee Stefani ^^
    Também achei o Phillip um pouco fechado e frio, mas acho que a doçura da Eloise compensou isso...hehe' Este foi um dos meus livros favoritos da série, ficando atrás apenas de "Os segredos de Colin Bridgerton" e "Um beijo inesquecível". Eu amo os livros da Julia ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adoro essa série e considero que esse tem uma das melhores histórias. Phillip é um homem clássico daquela época, não tinha como ele criar 2 crianças sozinho, ele precisava casar e naquela época casamento não era por amor. A relação dele com Eloise achei linda e a relação dela com as crianças aqueceu meu coração.
    Suas fotos ficaram lindas e combinam muito com o livro #curti

    http://blogmundodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi!

    Eu ainda estou lendo o quarto volume da série, mas me falaram que o do Colin e esse são os mais fracos. Eu acho o título e a capa tão bonitinhos. Sempre gostei do jeito da Eloise, então acredito que será uma leitura bem legal, não espero que seja grandiosa, até porque da pra ver que é mais fraco da série, assim como você meio que disse na resenha, mas quero ler em breve. :)

    beijo!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu adoro romances de época e acho os livros da Julia Quinn maravilhosos!
    Eu só li os dois primeiros livros dessa série (ainda), mas quero muito ler os outros.
    Acho que, assim como você, eu também não iria gostar tanto de Phillip (e do pensamento de casar para ter quem cuidasse das crianças). Mas acho que de certa forma, é compreensível o jeito dele e como o casamento (e principalmente a doença da esposa) o afetou. Eu adorei saber que Eloise é cheia de vida e quero muito ver como será o desenrolar do relacionamento dela com as duas crianças.
    Adorei sua resenha e espero continuar a ler a série em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Stefani, tudo bom? Adorei tua resenha! Eu li os dois primeiros livros da serie e posso dizer que já sou uma fã, e com certeza continuarei lendo esses livros. Para Sir Phillip Com Amor tem uma premissa bem interessante, e quero logo lê-lo, pois acho que irei gostar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!!!
    AMO os livros da Julia Quinn,gostei de todos mas alguns são meus preferidos,como vc esse eu gostei mas não cheguei a favoritar,amei a coragem e determinação de Eloise,ri muito em algumas partes com os filhos dele e também na parte em que os irmãos dela invadem a casa de Phillip..e já estou sofrendo pq a serie chegou ao fim...

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/06/no-seu-olhar-nicholas-sparks.html#comment-form

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Apesar de apenas ter lido o primeiro volume desta série, sou muito apaixonada por ela! Me lembro de Eloise no primeiro livro e estou muito curiosa como essa história vai se desenrolar, ainda mais por Philip já ter dois filhos. Fiquei chateada pelos capítulos não começarem mais com a Lady Whistledown mas imagino que as cartas de Eloise sejam muito legais também. Vou ler assim que possível.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Eu amo os Bridgertons, os livros são muito gostosos de ler, essa família é muito divertida e se mete em muitas confusões para acharem seu par perfeito, ainda estou no 4° livro da série, gosto do talento de Eloise ser as cartas, tenho certeza que ira me agradar, amo livros com cartas,espero que esse seja um leve, é uma pena que não seja o melhor da série, mesmo assim lerei e espero ir me apaixonando pelo casal

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu adoro os livros Julia Quinn, mas ainda não tive oportunidade de ler esse livro. Já li algumas resenhas sobre ele e todas são unânimes em dizer que não é o melhor livro da série. Mas o bom é saber que ele nos passa mensagens construtivas onde podemos levar para o nosso dia da dia. Com certeza lerei o livro para tirar minhas próprias conclusões.
    Adorei a resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Stefani, tudo bem?
    Cada resenha que eu vejo a mais dessa série me deixa mais animada para ler, mesmo esse não sendo o melhor livro, você gostou da série e continua recomendando, isso me deixa muito cativada. Meus parabéns pela resenha! Espero ler os livros em breve.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/?m=1

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler romances de época, tanto que tenho os primeiros livros dessa serie e ate hoje não li. Mas eu tenho uma certa animação com as histórias, gosto do jeito que a autora trabalha o amor e tudo o mais. Agora RSS e livro em questão me deixou bem animada, porque acredito que eu me identificaria bastante com a Eloise e seu jeito impulsivo. Enfim, gostei bastante da sua resenha e embora não seja o melhor livro da serie, fiquei animada em ler.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. Oi Stefani! Super concordo com vc, pode não ser o melhor da série, mas tem muitos pontos positivos! Eu tb sempre me apaixono pelos livros da Julia! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  18. Oi Stefani,
    estou super atrasada com a leitura dessa série e agora que todos os livros foram publicados eu meio que desanimei um pouco, mas já garanti meus exemplares e pretendo lê-los, porque amo essa família e esses irmãos, os quatro primeiros livros, os únicos que li, estão na minha lista de livros favoritos, e mesmo esse não sendo tão bom, ainda desperta minha curiosidade.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir