29 junho 2016

Resenha - Estrada da Noite




Uma lenda do rock pesado, o cinqüentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.
"Vou ´vender´ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto..."
Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.
Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.
O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente - verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.

Livro:  Estrada da Noite
329 páginas || Skoob || Editora: Arqueiro || Onde Comprar








"Vamos dar uma volta, Jude, dizia o fantasma. Vamos dar uma volta na estrada da noite."

Sinceramente, eu não sabia como começar a falar desse livro para vocês, porque levei em torno de um mês para concluir a leitura com uma quantidade de páginas que geralmente levo em torno de dois dias para ler.

E não é por causa de toda a demora que eu não gostei da leitura, ou porque a escrita não é fluída , muito pelo contrário, é uma leitura maravilhosa e que te transporta para todo o cenário criado por Hill. O problema é que mesmo sendo meu gênero literário preferido, o terror desse livro me deu muito medo, mas tanto medo que as vezes eu perdia a coragem de prosseguir as páginas principalmente a noite antes de dormir. Então a primeira coisa que posso dizer sobre esse livro é que ele assusta e assusta mesmo. Acho também que a sinopse já conta basicamente tudo que pode ser dito pela trama sem revelar as surpresas que encontramos durante as páginas.

 Judas Coynes é um roqueiro de cinqüenta anos com uma mania peculiar de colecionar objetos  macabros, mas tudo muda quando ele compra um paletó assombrado e começa a ver um fantasma além do que pensamos ser insanos ou quando coisas esquisitas começam a acontecer com ele. Então assim que ele começa a pesquisar sobre a origem do paletó, acaba descobrindo que tudo se trata de uma vingança do padrasto de uma das namoradas que teve e que mandou embora.

Judas e Georgia, sua nova namorada, após suportarem mais muitas assombrações, decidem sair de casa e colocar o pé na estrada para descobrir uma forma de se livrar do fantasma. Só que as descobertas que eles tem no caminho são ainda mais assustadoras, pois ao descobrir os verdadeiros motivos do fantasma ir atrás de Coyne, alé,m de nos deixar extremamente chocados, a história fica ainda mais aterrorizante do que já é.

Quem dera se o motivo real fosse apenas a vingança do padrasto pela enteada.

Uma das personagens que mais gostei no livro foi Geórgia, atual namorada de Coyne que mesmo sendo alertada pelo fantasma, não se sente nem um pouco intimidada e cogita a ideia de deixar Coyne sozinho nisso.

''Sempre achei que, quando algo realmente ruim acontece a alguém, os outros têm de saber. A pessoa não pode ser como uma árvore caindo nos bosques sem ninguém para ouvir a queda''

Esse livro tem uma história incrível, sem nenhuma ponta solta e que com certeza consegue prender os leitores. Os mas corajosos com certeza vão ler esse livro em um dia. O ponto alto dele na minha opinião são as reviravoltas e revelações chocantes que o Hill introduz  ao longo da história. Quando descobri a verdade sobre o fantasma e o que ele fez em vida com as afilhadas fiquei com vontade de matar eles de novo (risos)

A diagramação está simples, com páginas amareladas e a capa apesar de simples achei bem bonita e bem condizente com a história, mas não posso falar do porquê para não soltar spoilers. Não encontrei durante a leitura erros de revisão e achei que a fonte está em um tamanho muito agradável.


Eu recomendo a leitura para todos que gostam de terror e procuram uma leitura diferente das histórias que encontramos por aí. O livro é todo narrado em terceira pessoa, com cenas intensas e assustadoras. Espero que gostem!

20 comentários:

  1. Oi Camila,
    Quando comecei a ler sua resenha pensei que você tinha demorado a concluir a leitura por conta de não ser um livro com uma história interessante. Mas fiquei bem curiosa quando você afirmou que a demora se deu por conta de seu medo durante as cenas. Eu adoro esse gênero e é claro que gostaria muito de conferir a trama. Estou mesmo procurando um título que seja diferenciado e de terror, por isso vou acrescentar esse na minha lista de desejados.

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila
    Todas as pessoas que vi comentando sobre esse livro falaram super bem,até gosto do gênero e algumas vezes até me interessei em ler,mas só em saber que a leitura não fluí muito já me bate um desanimo,adoro livros quando tem fantasmas no meio principalmente aqueles que voltam pra se vingar de alguma maneira,coloquei ele na minha lista de leitura só não sei pra quando,mas um dia ainda leio ele =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/06/resenha-confissoes-de-uma-garota.html

    ResponderExcluir
  3. Oi Camila, tudo bem?
    Eu amo terror, então fiquei bem interessada por Estrada da Noite!
    Li um livro do Joe Hill que foi o Amaldiçoado e achei incrível, uma leitura muito boa.
    Já tinha ouvido falar bastante de Estrada da Noite e algumas pessoas falam que é o mais fraquinho do autor, mas pelo que li de sua resenha é um ótimo livro pra quem curte terror.
    Fiquei muito curiosa para ler e descobrir se o livro é realmente muito assustador ou se você é medrosa...rsrs.
    Espero ler em breve!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá Camila,

    Eu sou muito fã de histórias de terror, geralmente eu assisto filmes, e acabo de perceber que nunca li um livro desse gênero. Eu não me assusto fácil, então fiquei muito curiosa já que esse livro te deu tanto medo. A trama também é muito intrigante e o personagem Coyne chamou minha atenção, como assim alguém que gosta de colecionar objetos macabros? Geralmente as pessoas fogem deles kkkk...

    Esse livro foi uma boa dica, estou ansiosa para conhecer essa história!

    http://www.nossomundoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Acho que foi o que todos imaginaram ao ler o inicio da resenha, que a demora foi por não ter gostado. rsrsrsrs Mas depois que percebi que é uma estória de terror é super compreensível. Já passei por uma situação desse e mesmo não lendo a noite eu até pesadelo tinha.
    Imaginava que esse livro era mais uma drama que terror, confesso que não conheço muito bem o trabalho do autor e mesmo com essa paga misteriosa não chutaria que era desse gênero.
    Acho que não vou querer ler esse livro por agora, estou começando a me jogar no terror, mesmo assim sou muito frouxa. Nem livro do King quero ler ainda.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila,
    sempre tive muita vontade de ler algo do Joe, mas nunca tive oportunidade, hoje no entanto não sei se me arriscaria a ler algo dele, principalmente porque desenvolvi um medo considerável por histórias do gênero, não ando lidando bem nem com os mais leves, abandonei até os filmes do tipo que assistia com bastante frequência. Enquanto lia sua resenha travava aqui uma batalha interna que tinha tudo a ver com querer muito ler o livro e ter medo do que poderia vir a encontrar em suas páginas, por fim decidi não lê-lo, pelo menos não por agora.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila, fiquei um pouco impressionada com o medo que você sentiu da história e te imaginei lendo as páginas devagar para não se assustar. Não é um gênero que eu leia com frequência, mas morro de curiosidade pra conferir a escrita do Hill. Fiquei imaginando o tal paletó assombrado e como o roqueiro iria reagir a isso. Adorei a dica!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Camila,
    Já li livros assim que levam muito tempo para ler e ele tem, ainda assim, uma história legal que um leitor poderia fazer a leitura em apenas um dia. Acredito que o motivo de isso ter acontecido é bem plausível. Eu, dificilmente, me assusto com livros e/ou filmes e me pergunto se esse seria capaz de fazer isso.
    Um ponto que me agradou é o fato de o livro não contar com pontas soltas, pois isso é essencial.
    Vou anotar a dica desse livro e te conto se me assustou ou não.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Quando você falou que levou 1 mês para ler, eu jurava que era por ser ruim. Nunca imaginei que tivesse ficado com medo de verdade. Acho que um livro de terror bem escrito traz isso: ele dá medo.
    Eu gostei muito da premissa da obra, achei diferente e tô curiosa para conhecer a escrita do autor (e confesso que quero saber se ele é tão talentoso quanto o papai King).
    Eu sou bem neurótica com livros/filmes de terror, então acho que vou me assustar também, rs. Mas ainda assim quero ler esse livro, ainda mais depois de saber que não deixa pontas soltas.
    Ótima resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. No começo eu pensei ''Só pode ser um livro péssimo, para ela demorar 1 mês para terminar a leitura'' mas só pela sinopse já entendi que o livro é sombrio, achei a história instigante e terrível, daquelas que da muito medo! Não gosto de terror por isso, sempre tenho que ler de noite e acabo nem dormindo rsrs, o livro parece ser excelente para os amantes do gênero, que procuram um livro bem escrito, com reviravoltas e mistérios que deixam o leitor uma montanha russa de emoções, mas infelizmente não é um livro muito indicado para mim

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Nossa, que transtorno você passou lendo esse livro em? Rsrsrs, eu ainda não tive o prazer de ler nenhum livro de terror mas acho que seria desse jeito, com medo e eproceqlguirnnas páginas, e não importa o nível de medo que o livro tenha kkk, sou bem cagado. Eu acho essa sinopse bem legal, mas como vc dizer que da bem muito medo, acho que não será minha leitura d e introdução ao gênero kk. Achei bem legal a resenha e todas as ressalvas.
    Abçs

    ResponderExcluir
  12. Oi Camila
    Esse livro é realmente assustador!
    Adoro a escrita desse autor e já tive oportunidade de ler dois outros livros dele. Concordo quando você diz que o ponto alto são as reviravoltas e revelações chocantes.
    Gostei muito de ver esse livro aqui.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Ao começar a ler a resenha imaginei que não havia gostado da leitura, afinal você deu apenas 3 estrelas para o livro, mas isso se deu pela demora da leitura eu imagino...
    O enredo parece ser bem interessante com todo esse misterio e o horror que esse fantasma está causando. Fiquei curiosa para saber o desfecho da trama. Excelente resenha a sua.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  14. Hi baby, tudo bem? nossa esse livro parece muito interessante, sério mesmo, anotei na minha agenda para futuras leituras mas confesso que estou com medo de ler kkkk se você que gosta de terror ficou assustada imagine eu que não sou muito de ler esse gênero? mas quero muito arriscar, parece ser muito bom, fiquei curiosa com as surpresas que ele pode trazer.

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?


    Antes de tudo quero parabenizar pelo blog, achei lindo demais, amei o trabalho realizado por vocês. O blog é super organizado.

    Sobre Estrada Da Noite, só tenho uma coisa dizer, eu amo esse livro, quando eu li, eu sentia arrepio por toda extensão da minha coluna Rs. Joe Hill, puxou o dom do pai, sabe criar histórias de terror.

    ResponderExcluir
  16. Olá Camila, tudo bem?
    Eu já comecei a ler esse livro há muito tempo atrás e não consegui sair nem do primeiro capítulo. E nem foi porque enxerguei terror nele, mas porque na época não me chamou nenhuma atenção.
    Não imaginava que era tão assustador assim, fiquei até com medo agora. Mas o que esperar do filho do Stephen King como escritor, né?! Embora eu tenha ficado realmente com medo, você conseguiu despertar meu interesse para a leitura. Fiquei muito curiosa para desvendar os mistérios do porque o fantasma persegue o Judas e o que ele fez em vida.
    Bem, obrigada pela dica. Excelente resenha.

    Abraço
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Confesso que quando vida a classificação que você deu para o livro, eu achei que ele não tinha te agradado, mas foi o contrário kkkk Bom, eu sempre gostei de filmes nesse gênero, mas livros eu não costumo ler, sabe? E nem é porque eu sou medrosa kkkkk Mas eu tenho curiosidade em ler algo desse autor, logo fiquei animada com sua resenha, porque parece ser uma história muuuito boa mesmo. Enfim, eu acredito que mesmo com medo eu devoraria o livro.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Oi Camila, tudo bem?
    Eu tenho esse livro em casa e só não peguei por falta de tempo mesmo, eu sou bem suspeita de falar pois adoro um bom livro de terror e pelo que você disse, esse assusta mesmo. Eu fiquei bem curiosa e vou tentar ler ele o quanto antes. Parabéns pela sua resenha, está muito boa mesmo!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu conhecia o livro pelo nome e já tinha lido a sinopse, mas não imaginava que a história fosse tão assustadora... Infelizmente sou medrosa demasia, mas imagino que seja mesmo uma boa dica para quem gosta do gênero.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Camila,
    eu já tinha ouvido falar desse título mas nem fazia idéia sobre o que era e nem que era tão assustador. Se você que é fã do gênero ficou com tanto medo nem imagino como ficaria rs sou muito medrosa mas juro que fiquei curiosa sobre a história e sobre todo esse terror do livro. Preciso ler e saber mais sobre esse cinquentão tão peculiar.
    Adorei a resenha, beijos!

    ResponderExcluir