07 junho 2016

Resenha - Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática




Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz.
O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.


Livro: Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática
272 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Arqueiro || Onde Comprar








Para alguns adolescentes passar pela escola pode ser considerado um tormento. Teanira pensa assim, ou melhor, Tetê pensa assim. Só o seu nome foi motivo de bullying pelos colegas na sua antiga escola, o pior apelido que já colocaram nela foi Tetê do Cecê e ela era bem limpinha. Agora quando seu pai perdeu seu emprego e estabilidade da família, eles são obrigados a se mudarem para o apartamento dos seus avôs em Copacabana e então Tetê terá que enfrentar sua primeira ida em uma outra escola.

" - Bom, podemos começar com o meu nome, já que o senhor tocou no assunto. Acho que pate da minha tristeza vem dele - comecei. - É a junção de Tércio com Djanira, os nomes do meu avô paterno e da minha avó materna. Homenagem legal e tal... Mas isso é uma tremenda de uma sacanagem, o senhor não acha, doutor Romildo?" 

Ela está morrendo de medo de que nessa nova fase de sua vida seja tão excluída, já que até mesmo sua própria família a faz se sentir mal por ser cheinha, usar óculos e aparelho. E para ajudar, antes ela estava acostumada a ter seu canto sozinha e agora tem que dividir seu espaço com seu bisa-avô e seus avôs. Tudo parece uma tremenda bagunça na sua vida, só que ao chegar na escola e conhecer Davi e Zeca ela percebe que pode ter amigos verdadeiros. E além de tudo, acaba percebendo que seu coração bate mais forte quando Erick vem falar com ela, apesar das coisas não serem tão perfeitas não é mesmo? Erick vem num pacote acompanhado por Valentina, sua insuportável namorada que não perde uma chance de diminuir Tetê.

" - Tem que odiar mesmo! Que nome horroroso é esse?
Não foi o Erick que fez essa pergunta. Muito menos o Davi. Veio da perfeição em forma de menina, a beleza personificada.
- Ah ... essa é a Valentina - apresentou Erick.
E Ela se se apressou em dar um selinho nele." 

Ninguém entende como um cara fofo como o Erik pode namorar com uma pessoa tão ruim e malvada como Valentina. Mesmo com as constantes alfinetadas dessa garota implicante, a vida de Tetê tem sido bem feliz, ainda mais com a ajuda de Zeca que começa a recuperar sua alta estima em pequenas mudanças e deixando todos impressionados, inclusive Erick. Será que ela terá uma misera chance com seu lindo? Tetê não perde as esperanças.



[- Minhas Impressões -]

Nunca tinha lido nada da Thalita Rebouças e sinto que foi um ótimo começo. Me perdi na escrita viciante e devorei em poucas horas e ao final, desejei mais. A proposta do livro é trazer algo mais real sobre o bullying e as consequências que isso gera na vida dos adolescentes.


O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista da Tetê. Me diverti muito em sua cabeça maluca que diz que tem fadas em sua cabeça, dá apelidos para sua arqui-inimiga e se repreende por dizer algo que não devia ter dito e nas horas mais impróprias. E como ela diz besteira, nunca vi uma personagem com a boca tão frouxa que diz tudo que está em mente, até porque, algumas das zoações que enfrenta de outras pessoas é por conta do seu próprio descuido.

" - Encantada estou eu... nossa ...
Sim. Eu uni essas palavras e transformei em comprimentos na primeira vez que vi Dudu. Eu devia ser banida do planeta, fato.
- É... - Ele ficou completamente sem graça.
Para, Tetê! Caramba! Não vai estragar as coisas!, briguei comigo mesma.
- Desculpa! É... Eu quis dizer prazer, encantada! Desculpa."

A primeira coisa que o leitor tem que saber é que Tetê não é um pouco dramática, ela é MUITO dramática. Mas que adolescente não é? Ela cresce bastante durante a estória. Vemos no começo uma menina triste e bem machucada com tantas humilhações que enfrentou na antiga escola onde seu único prazer era cozinhar e lentamente  na nova escola encontra amigos e sente amada e aceita. Senti vergonha por ela em tantas situações constrangedoras durante a estória.

A família da Tetê consegue superá-la no quesito sem noção. Implicam com tudo e tentam ajudá-la a fazer amigos. Admito que no começo fiquei com raiva deles, só que conforme a estória corria pude perceber que eles a amam e querem vê-la feliz e amada tanto quanto eles a amam.


Davi e Zeca foram ótimos amigos e mesmo eles terem se aproximado pela aparente exclusão, acabam cultivando uma amizade muito bonita de companheirismo e confidências. Davi é um fofo que foi criado pelos avôs e fala como um senhor de 80 anos de tão informal e educado. Zeca é gay e do tipo que tira muito sarro e  acabou sendo a melhor coisa que já aconteceu na vida de Tetê. Ele fala as coisas que tem que dizer sabendo que é para o bem dela, principalmente sobre sua aparência.

Mesmo com todo humor e diversão que a história trás, o bullying foi tratado de forma bem real e as consequências que isso gera na vida de uma pessoa. Até mesmo no fim do livro temos um pouco sobre o cyberbullying que um dos personagens enfrenta. Valentina é insuportável em cada momento que aparece, mas podemos ver que ela tem a necessidade de fazer mal as pessoas pela própria insegurança que ela trás consigo.

"[...] Foi péssimo. As pessoas agora me conheciam e me chamavam de louca encalhada! Pior! Virei alvo de pseudoengraçadinhos que não perdiam a chance de fazer piadas com a minha atitude, com meu jeito, com meu nome... Ganhei uns apelidos bizrros: Tetê-deprê, Tetê-encalhadaê, Tetê-não-me-mordê, e um que virou preferido da escola, Tetê do Cecê. Tetê do Cecê!!! Ninguém merece, Romildo." 

O que dizer dessa edição maravilhosa feita pela editora Arqueiro? Simplesmente perfeita. O livro trás uma diagramação incrível com letras e espaçamentos em ótima proporção para uma boa leitura. Cada começo de capítulo tem uma ilustração bem criativa com o número de capitulo atual, fora que ao longo de todo o livro temos receitas preparadas pela própria Tetê com comentários bem divertidos. A capa me chamou atenção desde o primeiro momento com cores harmoniosas e uma arte bem delicada.


Em suma o livro é maravilhoso e digno de ser lido por todas as idades. Mesmo sendo direcionado ao público mais adolescentes é um livro para ser lido por todos aqueles que querem saber a verdadeira realidade que o bullying trás para a vida de uma pessoa. Thalita Rebouças conseguiu trazer um assunto muito importante com consequências reais, personagens apaixonantes muito bem construídos e ainda de quebra um final feliz que nos deixa com um belo sorriso no rosto. Garanto que é uma leitura garantida e cheia de diversões.

19 comentários:

  1. Oiii
    Comecei a ler esse livro recentemente e tô gostando.
    A escrita da Thalita é bem divertida e ao mesmo tempa ela coloca uns temas pesados em pauta.
    Ainda estou no começo, mas acho que é uma leitura promissora!

    Beijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, achei muito legal a Thalita falar sobre esse tema: tirando a parte do nome diferente, é a história da minha vida... sofri muito bullying por ser cheinha, e não é drama meu não.... acho importante esse tipo de leitura para despertas consciencia quanto ao preconceito que as pessoas fazem com todo o tipo de coisa. Anotei aqui pra ler... :) Eu já li outros livros dela, mas acho que este vai ter uma escrita diferente, então, boa pedida! Legal pra passar pros alunos da escola... amei a capa.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Stefani, eu adorei essa capa e já ouvi vários comentários bem positivos bem a respeito. Porém, não pretendo ler por agora, visto que tenho outras leituras como prioridade. De qualquer maneira, como já conheço a escrita da autora tenho muitas expectativas sobre essa leitura, ainda mais que trata de assuntos sérios como o bullying. Os personagens devem mesmo ser apaixonantes,
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Ola Ste lindona essa capa e diagramação estão lindas demais, minha filha adora os livros da Thalita ela é um amor de pessoa, não li ainda esse livro mas após ler sua resenha fiquei doida para ler e conhecer a protagonista que sofreu de um problema de atingi muitos adolescentes. Com certeza irei ler. beijos


    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Eu estou lendo esse livro e termino ainda hoje, na verdade, daqui a pouco. Estou amando cada página e acompanhar a Tetê, eu quero um Zeca como amigo e também estou adorando ver as receitinhas, até fiz hoje o biscoito amanteigado e ficou mesmo muito gostoso. Passei todas as receitas para o meu livro de receitas e depois vou fazer questão de testar todas kkk acho que ainda tem mais receitas no livro e com certeza, se vier mais alguma eu vou anotar também =D

    Concordo que deva ser lido por todas as idades, tenho quase o dobro da idade da Tetê e estou me sentindo no colégio novamente.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da Thalita, mas a acho uma simpatia só!!! E as fãs a amam muito, então acredito que ela tenha uma narrativa envolvente e pertinente para o publico para qual escreve. Gostei de saber que este livro aqui pode ser apreciado por qualquer idade e acho que começarei a conhecer a escrita dela através da sua indicação.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Stéfani,
    quero muito ler esse livro, mesmo já tendo encanado com a personagem adolescente muito dramática (não curto gente dramática, menos ainda personagem), quero ler pela abordagem importante a cerca do bullyng. Prefiro livros com adolescentes mais centrados e decididos, mas a escrita da Talita é algo que sempre quis conhecer e acho que chegou o momento.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  8. Oi
    Primeira resenha que leio e já me apaixonei.
    Bom saber que apesar de ser um livro direcionado para um público mais adolescente, pode ser lido por qualquer idade por ser tão divertido. Adorei conhecer Tetê e tenho certeza que deve ser uma dessas personagens inesquecível e fofas.
    A capa está linda e a diagramação também.
    Adorei suas impressões. Espero ter oportunidade de ler.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Olá Stéfani,
    Ainda não li nada da autora, mas confesso que tenho curiosidade de ler.
    Toda a trama me agradou em demasia, com exceção do excesso de drama da personagem, sério, isso meio que me irritou quando eu li haha
    Uma coisa que não acho legal essa exclusão que algumas pessoas sofrem, pois fui assim, mas acho que a personagem superou isso com a ajuda dos amigos.
    Anotei a dica.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie, acho super bacana a proposta desse livro abordando o bulling e acho que ele alcançou seus objetivos, pelo tanto que você gostou do livro. Eu também fui, e as vezes ainda sou, muito dramática então creio que em certos momentos me identificaria com a tetê, e que bom saber que os amigos e família dela são pessoas essenciais. Apesar de a trama ter todos os elementos que me chamam atenção eu não consigo ter aquela vontade enorme de ler, talvez por eu saber que a talita é escritora voltada para os adolescentes, e eu tenho só vinte, talvez até seja considerada adolescente ainda, mas não tenho muita paciência. Mas quem sabe no futuro. Mesmo assim adorei saber que foi uma boa leitura para você e que através dela você pode conhecer a escrita da talita, eu já conhecia com livros da série Fala sério! E fiquei sabendo que inclusive a autora curtiu a maravilhosa resenha feita por você. E realmente ficou ótima. Parabéns.

    ResponderExcluir
  11. Oi Stefani, eu fui lendo sua resenha e comecei a rir sabe?! Sei que o tema proposto pelo livro é um bullyng que é algo muito sério nos tempos de hoje.
    Mas fiquei imaginando a personagem, as besteiras que ela diz e os dramas. E seus amigos. E tem até uma arque inimiga. Esses livros são gostosos porque trazem lembranças da nossa própria fase de adolescente.
    Eu super quero ler, amei a resenha.
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ai que graça esse livro, essa capa tá maravilhooosa!
    Eu nunca li nada da Thalita, apenas alguns textos da coluna dela no jornal e já tinha adorado a escrita dela. Sua resenha me deixou doidinha para ler esse livro, parece ser divertido ao mesmo tempo que passa essa mensagem real sobre bullying.
    Adolescência tem dessas fases, desse drama, e eu gosto bastante de livros com personagens jovens, me trazem lembranças da minha época, rs.
    Já tô querendo saber as bobeiras que a personagem andou falando pelo livro hahaha.
    Pretendo ler em breve, adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Eu deixei de ler esse livro achando que seria algo mais voltado para os adolescentes, mas pelo visto ele é muito mais que isso né.
    Adoro quando os autores sabem trabalhar o assunto do bulling, principalmente com uma linguagem mais jovial para que você possa passar a mensagem que isso é errado de inumeras maneiras aos jovens, pois são eles que mais sofrem disso e que realmente transformam sua personalidade.
    O livro tem a diagramação linda e fico morrendo de vontade de ter só por essa capa fofa <3

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Eu li esse livro essa semana e gostei bastante da história. É um livro indicado para o publico jovem, mas sabe quando a narrativa te envole que você quer terminar o livro? Foi isso que aconteceu comigo. COmo é o primeiro que leio da autora, eu gostei bastante e entendo porque ela é um das queridinhas dos jovens.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  15. Infelizmente ainda não li as obras da autora, mas sei que ela tem uma linguagem única para passar uma ótima mensagem para nós, jovens, a personagem principal está passando por vários problemas em sua vida, inclusive uma paixão, que eu acho que ainda causara uma reviravolta na história. Gostei da perseverança da personagem e do fato da autora tratar de temas que são cotidianos a muitas pessoas, como o medo de ir para a escola, a autora parece tratar dos temas com maestria, de maneira real, mas com um pouco de divertimento, ao nos permitir conhecer os pensamentos malucos da personagem
    Espero ler em breve, diagramação maravilhosa

    ResponderExcluir
  16. Oi!

    Apesar de considerar a autora uma das maiores para o público adolescente, não é uma obra que eu leria, pois não é um tipo de narrativa que procuro. Entretanto, acho que a abordagem dela sobre o bullying muito importante. Fico feliz que a leitura tenha sido boa e essencial e espero que esse livro atinja esses adolescentes e eles aproveitem muito a leitura. :)


    beijo!

    ResponderExcluir
  17. Oi Stefani, tudo bem?
    Já li vários livros da Thalita Rebouças e gosto muito da forma descontraída que ela escreve. Mesmo com temas mais difíceis de serem abordados a trama ganha uma leveza de forma que queremos começar e terminar o livro no mesmo dia. Esse livro está na minha lista de desejados desde que lançou, mas eu não sabia que era sobre o bullyng. Mais uma vez a Thalita conseguiu escrever esse tema de forma mais leve e com personagens bem especiais como o Zeca e o Davi. Concordo que a diagramação está linda e mal vejo a hora de adquirir o meu.
    Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
  18. Oii, tudo bem?
    Eu já li três livros da Thalita,todos da série Fala Serio, e os livros dela marcaram a minha fase de inicio da adolescência rsrs. Eu adorei a premissa desse livro, e tenho certeza de que vou me divertir muito com o drama da protagonista. Com certeza o livro está na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  19. Olá Stefani, tudo bem?

    Livros voltados para o público adolescente não são o tipo de enredo que me atrai, mas acho muito legal e de extrema importância o tema abordado. Creio que seja um ótimo livro a ser trabalhado nas escolas. Já li outras resenhas falando sobre livros com essa temática e público-alvo.

    Beijos,

    Gabriel Albuquerque

    ResponderExcluir