23 junho 2016

Especial... Conhecendo os Autores [19 ]


Olá, leitores. Hoje trago para vocês uma entrevista que fiz com uma autora que se tornou muito querida e especial para mim. Trata-se de Marina Carvalho, autora de vários livros, dentre eles O amor nos tempos do ouro, resenhado por mim recentemente - Clique aqui - para conferir.

Vamos conhecê-la um pouco?



Marina Carvalho nasceu em Ponte Nova, Minas Gerais, conhecida como a terra da goiabada. Adora queijo, rock progressivo, pudim de leite condensado, café com pouco açúcar e filmes com finais felizes. Formou-se em Jornalismo na PUCMinas e exerceu o cargo de assessora de comunicação de uma empresa por sete anos. Hoje é professora de língua portuguesa e literatura na Escola Nossa Senhora Auxiliadora. Marina ama ler, seja um bom livro policial, um chick-lit despretensioso ou o jornal do dia. Quando era criança, todos os meses esperava ansiosamente pelas revistinhas da Turma da Mônica. A mãe incentivou desde bem cedo o seu gosto pela leitura. Ela mora em sua cidade natal com o marido, os dois filhos e Lilica, uma poodle de 14 anos que pensa ser um pitbull.








O Amor nos Tempos do Ouro
Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?"
Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.




- Trabalhos Anteriores -






*****

Eu já conhecia a obra da Marina há mais ou menos um ano, e antes de O amor nos tempos do ouro já havia lido três outros livros escritos por ela. Mas depois desse livro ter entrado em definitivo no meu coração como uma das minhas leituras favoritas de autores nacionais, pedi que a Marina conversasse um pouquinho comigo a respeito de sua carreira como escritora e a respeito do seu novo livro, para que eu pudesse compartilhar aqui com vocês.

Eis aqui então o resultado dessa entrevista, onde podemos descobrir várias curiosidades interessantes sobre a autora.

Espero que gostem, e deixo aqui minha gratidão por Marina nos ter concedido de forma tão gentil esse tempo para responder todas as perguntas que eu lhe enviei, e não foram poucas porque sou curiosa (risos)


*****



ENTREVISTANDO * MARINA CARVALHO *


1. Nos fale um pouco sobre a marina escritora, seus medos, manias para escrever, seus maiores desafios, em fim, tudo o que você achar importante contar para seus leitores.

R: Sou uma escritora organizada, pois gosto de planejar minhas histórias antes de começar a escrevê-las. Faço muitas pesquisas e tento, a todo custo, evitar deslizes e incoerências. Traço os perfis dos personagens, de modo que eles passam a existir de verdade em minha vida. rsrs


2. Como e quando você começou escrever? Em que momento soube que queria se dedicar intensamente a carreira de escritora?

R: Escrevo desde pequena, comecei por volta dos 11 anos. Mas sempre fiz isso de modo amador. Era uma diversão para mim, uma maneira de sair um pouco do mundo real.
Só decidi me dedicar à escrita como profissão há cerca de cinco anos, quando, estimulada por uma amiga, comecei a escrever o "Simplesmente Ana". Então tracei um objetivo e corri atrás.


3. Quais são os seus objetivos ao escrever uma história, o que deseja despertar no seu leitor?

R: É uma pergunta difícil, talvez até sem resposta certa. Meu objetivo ao escrever é, em primeiro lugar, proporcionar momentos de entretenimento em forma de leitura ao público. Mas sei que também acabo sendo porta-voz de discursos, valores, essas coisas. Então procuro imprimir o máximo de humanidade às minhas obras, porque, querendo ou não, o escritor tem um papel social muito forte na vida dos leitores.


4. Sei que para um escritor, a cada livro escrito é como se nascesse um novo filho na sua vida, mas eu gostaria de saber se você possui algum deles como favorito.

R: Não, são todos os meus xodós, meus queridos. Cada um deles tem uma imensa importância na minha vida, apesar de o "Simplesmente Ana", por ter aberto as portas para mim, ser querido ao quadrado.



5. Você costuma se basear em personagens reais para criar a personalidade de seus personagens? Alguma de suas protagonistas se espelha em você?

R: Não, meus personagens são frutos da minha imaginação. Mas minhas protagonistas têm um pouco de mim, claro. Não consigo deixar de emprestar a elas minha personalidade, nem que seja só um tantinho de cada vez.


6. Quais são seus projetos enquanto escritora para o futuro mais imediato?

R: Bom, em setembro lanço meu sétimo livro em três anos de carreira: "A menina dos olhos molhados", versão de "Azul da cor do mar" narrada pelo Bernardo. E estou escrevendo o segundo romance histórico da minha vida (quero trabalhar bastante nesse gênero que amo tanto). Minha meta é chegar a outros países com minha escrita e ter muita inspiração para escrever sempre e sempre.


7. Eu vejo que você tem uma interação muito interessante com seus leitores nos grupos, pedindo dicas, sugestões e contando coisas, você acha essa interação importante para seu processo de trabalho? Seus leitores ajudam com muitas ideias indiretamente?

R: Essa interação é que me dá motivos para prosseguir, acredita? Há dias em que amanheço meio desanimada. Então penso: "Vou dar uma passadinha no grupo." E logo o otimismo volta. Valorizo muito tudo o que discutimos e todas as ideias sugeridas. Tenho meus fãs como grandes amigos.


8. Quais as principais dificuldades enquanto autora nacional? Quais as mudanças que você tem visto e quais ainda gostaria de ver? E qual acha que é o papel seu e de seus colegas escritores nesse processo de mudança?

R: O autor nacional ainda enfrenta um pouco de preconceito do público, que, muitas vezes, faz comparações injustas, valorizando o que é de fora, o que tem rótulo de best-seller mundial, e não enxergando as qualidades do escritor brasileiro. Mas isso vem mudando (ainda bem), muito por conta das boas histórias contadas por aqui, que não devem nada às estrangeiras, e também ao investimento das editoras em nós.


9. Falando um pouco sobre seu lançamento mais recente, o romance histórico O amor nos tempos do ouro, que tem sido muito bem aceito e elogiado pelos leitores, o que lhe inspirou a escrever uma história que se passa no Brasil colônia, um cenário bastante diferente do que você costumava utilizar?

R: Sou professora de literatura. Constatar que nossos jovens não se interessam por nossa própria história é muito triste. Leio muitas obras contextualizadas em cenários históricos estrangeiros. Por isso decidi escrever algo nesse gênero, mas totalmente Brasil.


10. Quanto tempo você levou para construir essa história? Você precisou fazer muitas pesquisas para ela? Nos conte um pouquinho sobre esse processo de criação.

R: Foram cinco meses só de pesquisas, mais sete de escrita. O trabalho foi extenso, porque é diferente entrar num mundo em que os fatos realmente aconteceram. Pesquisar dá trabalho, mas vale muito a pena. Amei revisitar nosso passado e descobrir detalhes que nem passavam por minha cabeça.


11. No livro podemos encontrar expressões em Francês e uma linguagem mais antiga até mesmo no português, você precisou de algum auxílio nesse sentido, ou você já conhecia os idiomas?

R: O português tradicional foi mais fácil para mim, já que sou professora de língua portuguesa. Para os termos em francês, bem como as expressões nos dialetos africanos e indígenas, precisei de ajuda sim.


12. Segundo o que você contou no facebook, temos a música Céu de Santo Amaro, do Flávio venturini como tema do casal principal, há algum motivo em especial para a escolha dessa música? E quais outras canções foram utilizadas como inspiração durante a escrita de O amor nos tempos do ouro?

R: Sempre elaboro uma lista de músicas quando estou escrevendo uma história. Elas me ajudam bastante a imaginar os cenários, as relações, etc. "Céu de Santo Amaro" foi uma indicação do Spotify, acredita? rsrsr O bom é que casou perfeitamente com a história.


13. Em termos gerais para não darmos spoilers para os leitores, qual foi a parte do livro que você mais gostou de escrever, e qual a pior?

R: Eu adorei escrever sobre as paisagens do Brasil daquela época, a natureza de uma forma geral, bem como as cenas entre Fernão e Cécile. Mas doeu muito retratar o tratamento dado aos escravos. Não foi fácil revisitar esse passado tão vergonhoso e absurdo de nossa história. Mas é importante não deixar a escravidão apagada. É necessário tratar temas dolorosos, até porque isso nos ajuda a crescer enquanto seres humanos.

14. Marina, após o fim dessa entrevista, sinto que eu e os leitores nos sentimos ainda mais próximos de você e de sua escrita, mas gostaria de deixar em aberto para que você acrescente mais algo que ache importante a respeito de sua carreira e algum recado para os leitores.

R: Deixo um recado aos leitores do blog, agradecendo pelo carinho e desejando que incentivem sempre a literatura nacional. Beijos a todos!

A Marina também me mostrou sua playlist do spotfy para O amor nos tempos do ouro, e selecionei alguns dos nomes das canções para compartilhar com vocês, são essas, entre várias outras:  Coming Around Again - Carly Simon; haja O Que Houver - Madredeus; Ao Longe O Mar - Madredeus; Canção do Mar - Dulce Pontes; La differenza tra me e te - Tiziano Ferro; Ainda Bem- Marisa Monte; Grande amore - Il Volo; Se Bastasse Una Canzone- Luciano Pavarotti; Nao Me Compares - Alejandro Sanz Ivete Sangalo; Conquest Of Paradise - Vangelis.

E depois dessa entrevista minha admiração pela autora cresceu ainda mais. Espero que vocês tenham gostado de acompanhar o nosso bate papo e para quem não conheceu os livros da Marina, corram para conhecer e se deliciar com as leituras.


- Contatos da Autora - 



22 comentários:

  1. Oi Tamara, eu sou muito fã da Marina, e já li todos os livros dela que foram publicados. Adorei saber que a coluna seria com ela, e a entrevista ficou maravilhosa. O amor nos tempos do ouro ficou um livro fantástico, ainda mais por conta das descrições do ambiente e personagens. Impossivel não se admirar ainda mais por ela.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Tamara, ainda não li nenhum livro da autora, apesar de ter dois livros dela na minha estante. Achei a entrevista ótima e ela me pareceu uma pessoa muito simpática e carismática. Adorei quando ela falou que amou escrever sobre as paisagens do Brasil. Nosso país é tão lindo que só por isso, fiquei mega animada em conhecer este livro. Adorei o post.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ola Tamara lindona parabéns pela linda entrevista, eu amei esse livro O Amor nos tempos de Ouro é lindo e muito bem escrito, poucas autoras se dedicam tanto tempo a pesquisas como a Marina, ainda não li as demais obras delas pretendo ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, já tinha visto os livros citados aí mas nunca tinha ouvido nada sobre a autora. É incrível conhecer um pouquinho mais alguns autores nacionais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu nunca li nada da autora mas fiquei curioso com esses livros... :)

    A verdade é que o romance historico nao e muito o meu genero mas ate me pareceram bem! :) e a autora pareceu-me bem simpatico e gostar da historia do Brasil das paisagens da epoca! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Que ótimo conhecer um pouquinho mais desta autora maravilhosa.
    Adoro postagens de entrevistas!

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. OI Tamara!

    Eu li sua resenha recente dessa autora, entretanto só conhecia esse livro dessa escritora e não sabia que ela tinha mais "filhos" nessa bagagem. Sempre curto entrevista, pois é jeito de conhecer um pouco mais sobre essas obras tão maravilhosas e toda a forma como ocorre sua elaboração. Parabéns pela entrevista e pelas perguntas tão bem elaboradas. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Tamara,
    Que entrevista mais amorzinho *-*
    Sou fã de carteirinha da Marina, ela está entre meu TOP 10 autores favoritos do mundo. Adoro a forma como ela escreve e como parece ter, mesmo, fundamentado suas histórias. Ainda não li O Amor nos tempos do Ouro, mas estou com o livro em casa e mal posso esperar para ler, pois sei que vou amar.
    Uma das coisas que achei legal foi a resposta dela a respeito das personalidades das personagens, sempre quis perguntar isso a ela, mas não tive a oportunidade.
    Amei a entrevista, parabéns Tamara e MUITO sucesso, Marina ♥
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Eu li o livro simplesmente Ana e amei tão pouco conhecia nada relacionado a autora sem seus outros livros, adorei saber que simplesmente Ana tem continuação e saber que ela é tão simpática e organizada para escrever me incentivou a conhecer outras obras da mesma.

    ResponderExcluir
  10. Ah, que entrevista gostosa. Eu tenho ouvido muito sobre autora por causa do seu ultimo lançamento pela Globo, que aguardo ansiosamente a leitura. A autora é de uma simpatia tamanha que já conquistou uma fã só de ouvir falar. Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Tamara, sua linda, que entrevista maravilhosa!! Adorei saber mais sobre a Marina, autora que super admiro. Já li 3 livros dela: Simplesmente Ana, De Repente Ana e Ela é Uma Fera, todos lindíssimos. O próximo que irei ler é Azul da Cor do Mar <3
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Muito boa a entrevista! Não conhecia a Marina e nem seus livros, mas vários me despertaram a vontade de ler e, como ela disse, é muito importante apoiarmos a literatura nacional. Adoro entrevistas porque conseguimos nos sentir muito mais perto dos autores e suas ambições. Desejo todo o sucesso do mundo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Adorei conhecer a Marina!
    Já tinha ouvido falar no livro Simplesmente Ana, mas não sabia nada da autora.
    Ela é bem simpática, isso me deixou bastante curiosa pra ler livros dela. Não sabia que ela está prestes a lançar um sétimo livro!
    Vou passar a acompanhar a autoras nas redes sociais. Tô adorando ler as entrevistas por aqui!
    Assim que der vou comprar Amor nos tempos de ouro!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  14. Tenho muita curiosidade em ler os livros da autora, principalmente ''Simplesmente Ana'' e ''O amor nos tempos do ouro'', amei a entrevista, a autora parece se envolver de verdade com seus personagens, agora fiquei com muitas expectativas para ler suas obras, ao saber que ela dedica boa parte do seu tempo pesquisando para construir uma obra bem informativa e rica

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Muito bacana poder conhecer um pouco mais sobre a autora.
    Eu estou bem curiosa para ler esse último livro dela, pois estou vendo só críticas positivas.
    Mas ao mesmo tempo nem liguei os fatos que ela já tinha ótimos livros publicados pela NC, não li nenhum deles ainda, mas vários estão nos meus desejados

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Já ouvi falar do livro " Amor nos tempos e ouro" que é o livro mais recente da autora, se não me engano ela estaria com ele na Bienal e Minas. Mas antes disso não conhecia muito da autora e não sabia que ela havia publicado já tantos livros. Adorei a entrevista, foi muito legal saber sobre o processo dela de escrita... como começou, como ela se organiza e como monta os personagens. Fiquei muito curiosa também para conhecer seus novos livros e os antigos!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Eu nunca havia sentido vontade de ler nada da autora. Sempre achei muito Teen. Mas então tive a oportunidade de ler O Amor nos Tempos do Ouro, e nossa, amei!! Além da trama ser rica em vários aspectos, a nota da autora no inicio do livro me fez a admirar muito! Pesquisou muito para escrever e sentiu-se triste em usar os termos pejorativos necessários para a obra referente aos negros.
    Vi que ela está trabalhando na continuação desse livro que citei, e estou louca jpa por ele!!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  18. Oie!
    Que autora simpática! Nossa, desejo muito sucesso para ela. Eu já tive a oportunidade de ler alguns dos livros escritos pela Marina, e narrativa dela é deliciosa. E quando vi quais será um dos projetos futuros, já fiquei super animada \o/
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  19. Oie, Tamara
    Eu nunca li nenhum livro da Marina, mas já tinha visto bem superficialmente alguns dos seus trabalhos.
    Gostei muito de conhecer mais sobre a autora e ainda foi possível conhecer alguns de seus trabalhos anteriores, que por sinal, já anotei pra pesquisar mais sobre os que me interessei.
    Achei a entrevista muito legal mesmo, e achei a autora muito simpática, não conheço sua escrita, mas pelos muito comentários positivos que já vi por ai acho que ela tem talento também.

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Primeiramente parabéns pelo post, está muito bacana mesmo! Bom, essa autora eu só conheço por nome, nunca li nada sobre ela e nenhum de seus livros também, mas tenho curiosidade. Achei a entrevista muito boa também e é tão bonito ver que a autora vê os fãs como amigos e sempre tenta levar em consideração as dicas deles, nem todo autor é assim, né? Enfim, dá para perceber que a autora escreve com todo o amor do mundo e fiquei ainda mais curiosa para conferir algum dos seus livros.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Oi tamaraaaaaa

    Sou mega fã da Marina e amei quando deu certo a entrevista, ela foi uma fofa respondendo as suas perguntas, que alias foram bem elaboras viu. Esse lançamento é o unico livro dela que ainda não consegui ler, mas não vejo a hora <3.

    Bjosss
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Tamara, tudo bem?
    acredita que eu nunca li nada da Marina? eu morro de vontade de conhecer a escrita dela e a trama dos livros, mas não tive oportunidade ainda, e deixa eu te falar que amei sua resenha de O amor nos tempos do ouro. A Marina é muito simpática e estou admirando mais ainda ela pela entrevista. Vou ver se consigo ler um dos livros dela em breve.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir