08 junho 2016

Especial - Conhecendo os Autores... [16]


Oi gente! Como vão? Hoje à coluna Conhecendo os Autores traz para vocês o autor Brain Peruzzo. Bora conferir?







B. R. Peruzzo é gaúcho, nascido em 1996. Desde novo, tem uma imensa paixão pela escrita e pela leitura, criando suas próprias histórias. Mora em Caxias do Sul com seus pais, sua linda Chow-Chow, um linguiça chato e uma gata louca. É comprometido e tem sua irmã como uma grande amiga e apoiadora. A Guardiã é o primeiro livro da saga Diários de Extermínio.










A Guardiã - Diários de Exterminio 
DESCUBRA, SOBREVIVA, DESEJE
O crepúsculo de todas as batalhas se dá nos momentos mais tenebrosos que existem. Assim como as noites mais obscuras, o mundo é um lugar sombrio, cheio de segredos. Quando o universo estava afundando em seu momento de maior lástima, os Guardiões surgiram para trazer o alvorecer, a luz e a paz de volta ao universo, ao nosso mundo e à Terra. Meu planeta natal, Zodark, foi destruído pela ganância de meu povo, e a Terra está prestes a ser destruída também, pelo mesmo motivo. Mas eu não permitirei. Meu nome é Lilian Moore, eu sou uma Guardiã, a que salvará a Terra e Zodark. Pelo menos é isso que eu espero! A Guardiã traz uma história épica, cheia de ação, aventura e ficção. Uma ficção feita para agradar a todos os públicos.




ENTREVISTANDO * BRIAM PERUZZO *



1- Nos conte mais um pouco de quem Braian Peruzzo?

Uau, começamos pela pior pergunta que alguém poderia me fazer. Bem, eu sou péssimo em descrever-me — até porque minha vida é bem chata rsrsrsrs — mas vamos lá. Meu nome é Braian, tenho dezoito anos, sou estudante e tenho minha chata vida na cidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul com meus pais, meu linguiça que deve ser mais velho que meu avô, uma Chow-Chow imperativa e uma gata muito, mas muito estranha mesmo.

Sou fissurado por livros desde que conheci Agatha Christie quando eu tinha dez anos de idade. De lá para cá, me tornei um leitor compulsivo que lê no mínimo quatro livros por mês. Na maior parte do tempo — quando não estou comendo ou dormindo, minhas outras duas coisas favoritas — eu estou estudando. E eu amo estudar. Já sou formado na escola e em dois cursos técnicos, mas não parei ainda rsrsrsrs.

No meu tempo livre eu escrevo, e escrevo muito. Comecei a escrever com quinze anos quando tive a ideia do primeiro livro da saga Diários de Extermínio — não peçam de onde tirei inspiração pois ela surgiu do nada, eu juro — e depois de escrever o primeiro capítulo — que ficou terrível — eu simplesmente não parei mais de escrever. Mas é claro que eu não só escrevo, eu também gosto muito de sair, namorar e ficar com meus amigos e meu grande amor, e no restinho que sobra, eu divido entre assistir séries ou jogar videogame.


2- Você sempre teve o sonho de escrever?

Eu sempre escrevi, mas nunca cheguei ao ponto de escrever um livro inteiro. Esse foi o meu primeiro! Sempre considerei a melhor coisa que existe escrever, pois isso se tornou o meu refúgio e minha salvação, mas a necessidade absurda de escrever um livro realmente surgiu somente quando eu estava com a história na cabeça, mas isso pelo motivo de que eu estava com VÁRIAS histórias na cabeça e ficaria louco — mais do que já sou? .-. — se não as revelasse para o mundo. Então sim, sempre tive o sonho de escrever mas não necessariamente de publicar, mas sem dúvida agora a publicação do livro tornou-se um sonho realizado.


3- Quais foram suas expectativas para o lançamento?

todas minhas expectativas foram atendidas, pois consegui com que as pessoas lessem e gostassem e gostasem de meu livro e esse era o meu maior objetivo: tocar o coração das pessoas com a leitura.


4- Diários de Extermínio - A Guardiã vai ser o primeiro de uma série, você já sabe quantos livros vai compor a série? Pode nos falar um pouco mais sobre eles?

A série contará com mais quatro livro pelo meu planejamento, e todos serao sequencias diretas ou consequencias do primeiro livro.


5- Eu achei muito bacana o livro ser composto por diários, e eu gostaria de saber de onde surgiu essa inspiração?

Na verdade a história teve esse objetivo desde o começo, entao nao sei dizer ao certo como surgiu essa inspiração.


6- Quais seus projetos futuros?

Tenho muitos projetos em mente sim, além de Diários de Extermínio: A Invasão, que é a continuação de A Guardiã — que não vou falar muito para não revelar spoilers — tenho em mente mais umas seis histórias, mas vou contar somente duas das quais já desenvolvi algo:

O Refúgio das Almas: É uma distopia onde crianças com doenças terminais são levadas para campos de concentração modernos e neles são feitos testes para desenvolver uma cura para essas crianças. Após esses campos — conhecidos como Refúgios das Almas — descobrirem a cura para o câncer, ebola, HIV e outras doenças terminais, eles pretendem vende-las para os governos, que devido a uma crise não possuem condições de comprar. Isso faz com que a operação Refúgio das Almas seja dada por encerrada e os Refugiados, que estão trabalhando quase como escravos para suprir as necessidades dos Refúgios, serão eliminadas para não sobrar nenhum resquício das curas. Assim, a história narra a jornada de um garoto que, na véspera de sua execução se apaixona pela filha de um dos donos do campo, e assim começa a batalha para que ele consiga escapar.

O Guardião Escarlate: Após encontrar uma preciosa pedra em uma escavação no Egito, o explorador começa a receber memórias de um antigo alienígena e poderes começam a aflorar de suas mãos. Ele descobre que as memorias e os poderes vieram daquela pedra, mas ele descobre algo terrível que está para acontecer com a Terra. Ele só conseguirá salvar a raça humana tornando-se o Guardião Escarlate e viajando pelo mundo atrás de outras relíquias extraterrestres.

Tudo o que eu descrevi é apenas um preliminar da história, até para não revelar muitos spoilers, mas essas são as outras duas histórias que estou trabalho e que inclusive já registrei.



7- Como escritor qual mensagem quer passar aos seus leitores?

A vida é feita de momentos e escolhas. Um momento mudou sua vida e suas escolhas podem mudar a vida de muitos". Tento passar isso em quase todas as minhas histórias."



8- Quais seus livros e autores preferidos?

TODOS… Tô brincando kkkkk. Meus livros favoritos, sem dúvida, são Jogos Vorazes, Os Legas de Lorien e Maze Runner e seus autores mesmo ^^ mas sem dúvida tenho um aprteço especial por TODOS os escritores brasileiros e eles são meus favoritos.



9- Qual a maior dificuldade no processo de de se escrever/ publicar um livro?

Justamente a maior dificuldade é escrever. Temos de ser criativos, originais e ter uma escrita agradáel, pois somente assim será possível conseguir uma editor.


10- Para quem quiser adquirir seu livro ele já se encontra em pré venda? Onde encontrar?

Ele já saiu da pré-venda e encontra-se disponível para compra no site da Arwen Store, no link: http://www.arwenstore.com.br/a-guardia-pre-venda.


11- Você tem algum ritual ou mania na hora de escrever?

Eu leio. Sim, isso mesmo kkkk se eu for escrever uma cena romântica, eu leio algo relacionado a romance e isso me ajuda a ter centenas de ideias para escrever.

Mas agora vocês vão me achar muito, mas muito estranho mesmo. Eu coloco uma cadeira e sento na frente da minha estante — geralmente durante o dia quando a luz passa pela janela e deixa o quarto muito bonito —, coloco o notebook no meu colo e escrevo. Não sei bem o motivo, mas isso me traz muita inspiração, além de que olho para minhas histórias favoritas e penso: “um dia quero que um livro meu esteja na estante de alguém também” e isso me faz continuar em frente. Além de que vez por outra puxo meu violão e componho uma música para fazer a falta de criatividade ir embora.


12- Qual conselho você daria para quem está começando agora e também sonha em ter sua obra publicada?

Comece! Essa é a minha dica. Muitas vezes não sabemos por onde começar então nem começamos, e isso é um erro terrível. Não podemos começar a escrever pensando em TUDO que virá em seguida. Temos que fazer isso em partes: primeiro escreva, depois corrija, consiga alguém para ler seu livro, corrija de novo e somente aí comece a pensar em ir atrás de uma editora. Muitos já começam a escrever um livro pensando em tudo que virá em seguida e o que terá que fazer e isso pode dar medo e desanimar, então primeiramente escreva, deixando as preocupações de lado e saiba que quando terminar de escrever, a parte mais difícil — sim, na minha opinião a parte mais difícil é escrever SIM, pois se sua história for boa, as editoras vão escolhe-la — terá acabado.


14- Para finalizar nos conte um pouco do que podemos esperar do seu livro?

É um pouco difícil falar de nossos próprios livros, mas garanto que encontrarão uma história cativante, bastante ação, aventuras e itens bem diferentes do convencionla. Espero que gostem da leitura.


Abraços.

B. R. Peruzzo





CONTATO

Facebook
Blog


18 comentários:

  1. Oi Camila, eu adoro essa coluna aqui do blog, especialmente pela divulgação excelente de nossos autores nacionais. Bom, eu não conhecia o autor, mas fiquei bem curiosa a respeito de seu livro, que por sinal, possui uma capa lindíssima., e a premissa parece ser bem interessante. Sobre a entrevista, é ótimo saber um pouco mais sobre ele e seus planejamentos, conselhos e afins.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que vontade de conhecer a escrita desse autor! Também sou escritora e sei exatamente como é escrever, esse processo de criação e inspiração, que muitas vezes nos deixa loucos. Parece que a escrita é algo nato ao autor, o que é raro. Também tenho manias na hora de escrever, te entendo bem! O que mais me chamou a atenção foi vc ter dito que a parte mais difícil é escrever... eu já acho que é publicar!!!!
    adorei conhecer um autor nacional"! abraços!

    ResponderExcluir
  3. Uns meses atrás eu li uma resenha sobre esse livro e fiquei super curiosa com ele e agora, conhecendo o autor, fiquei ainda mais. Gostei das respostas dele, super simático. Achei interessante o fato dele ler para escrever, realmente, isso ajuda muito trazendo novas ideias.

    ResponderExcluir
  4. Só pra corrigir uma palavrinha no comentário anterior: Eu quis dizer "Super simpático" ;)

    ResponderExcluir
  5. Adorei a simpatia e a sinceridade do autor, principalmente quando ele falou sobre começar para quem quer começar. Fundamental. A capa do livro está linda demais e eu desejo muito sucesso e sorte na sua caminhada como escritor.
    MEU AMOR PELOS LIVROS Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila
    Não conhecia o autor, mas adorei as entrevistas.
    As perguntas foram muito pertinentes e puderam revelar bastante detalhes sobre a escrita e o processo criativo. Também o achei bem simpático.
    Adorei a premissa do livro e já anotei a dica para conferir. A capa é linda <3
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila,
    nossa que legal, fico muito feliz de ver um jovem talento alçando voos altos e já publicando em uma editora de peso, ainda mais quando se começou tão cedo. Desejo ao autor muito sucesso nessa trajetória e que seus projeto continuem se concretizando e desejo ainda mais que essa linda história que está sendo escrita sirva de exemplo e incentivo para muitos jovens que sonham em um dia se tornarem escritores.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  8. Oie, que bacana poder ver um autor tão novo já no mercado e tão determinado a escrever mais. As histórias dele não me chamam tanta atenção por causa da quantidade de ação ou aventura, mas daria uma chance para os diários de extermínio só por ser escritos em forma de diário. Adorei a história de se sentar em frente a estante de livros para se inspirar. Boa sorte para o autor.

    ResponderExcluir
  9. Olá Camila,
    Que entrevista mais bacana.
    Achei o autor extremamente simpático e achei muito legal ele ter dito que todos os autores e livros são especiais, pois é assim que me sinto!
    Outro ponto que me deixou curiosa foi o fato de ele ler sobre algo para depois escrever, bacana isso.
    Desejo boa sorte ao autor!
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ola Camila parabéns pela entrevista, não conhecia o autor e adorei a premissa do livro, a capa está linda, bem interessante o livro ser como diários. Sucesso ao autor nesse lançamento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Que bacana o livro desse autor.
    Adoro histórias épicas, e ainda mais quando se trata de reerguer o mundo que está quase em extinção.
    Adorei a capa também, e por ser da Arwen tenho certeza que a edição deve ser linda.
    Espero que o autor tenha muito sucesso com a obra ;)

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu ainda não conhecia o autor nem o livro, mas já curti os dois!
    O livro parece bem legal, embora seja de um gênero que me faz sair da zona de conforto. Talvez por isso tenha me dado ainda mais vontade de conhecer esse livro. Adorei saber que foi composto por diários.
    Gostei bastante da entrevista e também do processo de criação do autor, as vezes eu tenho esse mesmo pensamento, essa coisa de olhar pra estante e querer que alguém também tenha um livro meu ali. Mas para isso, preciso seguir o conselho dele... começar! haha
    Adorei o post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. OIe!
    Eu ainda não conhecia o autor assim como sua obra, e fiquei bem interessada nessa postagem. É tão bom conhecer um pouco mais sobre eles, e ainda descobrir o que teremos de futuras publicações. U mlivro que me chamou a atenção e espero ter a oportunidade de conferir é um futuro lançamento - O refúgio das almas. QUe sinopse mais intrigante!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Amando essa coluna do blog, bom saber mais sobre o que se passa na vida dos escritores, sobre a entrevista,me identifiquei, também sou péssima em falar de mim mesma e sempre escrevo pequenos pedaços de uma história, infelizmente ainda não consegui escrever um livro inteiro, amo livros com diários, assim podemos saber mais sobre a vida pessoal do personagem, fiquei bem curiosa para ler seu livro

    ResponderExcluir
  15. Oi Camila!
    Ainda conhecia o autor e a obra A Guardiã e mediante a entrevista fiquei bem interessada. É sempre bom um autor compartilhar suas impressões com o público e concordo com ele ao dizer que a maior dificuldade ao escrever é a originalidade, pois como leitora, isso faz toda a diferença. Também gosto muito de livros compostos por diários, dessa forma o autor se expressa de forma mais agradável na narrativa.
    Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
  16. Oi!

    Caramba, eu adorei o autor. Não conhecia essa obra, mas confesso ter ficado bem instigada em conhecer, pois amo o gênero e a premissa é excelente. Achei o autor maduro e seguro, acredito que sua narrativa seja bem nessa vibe também, até por causa dos diários, levando uma linguagem mais intima. Adorei conhece-lo. :D

    ResponderExcluir
  17. Olá Camila, tudo bem?

    Muito legal a entrevista feita com mais um jovem e promissor escritor brasileiro. Como escritor sinto que falta muito recursos para nós conseguirmos seguir essa carreira tão linda e importante. Essa entrevista é uma ótima maneira de ajudar com a divulgação.

    Beijos,

    Gabriel Albuquerque

    ResponderExcluir
  18. Oi Camila

    Tive a oportunidade de ler esse livro e amei. A escrita do autor é bem cativante adorei a atenção que ele deu em responder suas perguntas, mostra o quanto ele é prestativo. Estou bem curiosa com a continuação e espero que sai logooooo.

    Bjos

    ResponderExcluir