25 março 2016

Resenha - Paixão Sem Limites




Ele podia ter tudo que quisesse. Menos ela.
Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

Livro:
Paixão Sem Limites
184 páginas || Skoob || Editora: Arqueiro || Onde Comprar








Quando eu li " Paixão Sem Limites" não esperava nada da leitura, eu já tinha visto ótimas criticas, mas as minhas expectativas estavam lá em baixo, mas quando eu terminei de ler esse livro, eu estava apaixonada.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Blaire, uma garota de dezenove anos que teve que crescer muito cedo. Seu pai foi embora quando ela era mais nova e depois quando a sua mãe teve câncer teve então que cuidar dela sozinha. Agora ela está sem nada, sua mãe morreu e ela teve que vender a casa para pagar as despesas médicas, então teve que ir atrás do pai que não vê faz tempo. Porém, quando chega na casa dele não o encontra, e sim seu irmão postiço. Rush é a personificação do pecado e tem a péssima reputação de dormir com as garotas e as mandarem embora no dia seguinte. Depois que ela descobre que seu pai saiu de viajem com a mãe de Rush, ela tem que ficar morando com ele, até que seu pai chegue de viajem. Contudo o desejo começa a falar mais alto, mas a Blaire não quer ser mais uma na lista do rapaz, e o Rush também tem seus motivos para ficar longe dela.

" O que eu costumava a ver estacionado em frente a uma casa onde estivesse ocorrendo uma festa eram caminhonetes com lama nos pneus, não automóveis caros e importados."

Blaire é uma garota/mulher que é bem responsável, pois cuidou da sua mãe quando precisou e é muito guerreira, sempre enfrenta as coisas de cabeça erguida. Ela não é daquelas protagonistas choronas, ela corre atrás do que quer, e não fica esperando o príncipe encantado resgatá-la. Já Rush é o tipico protagonista dos New Adult: um cafajeste de marca maior e que tem uma lista enorme de conquistas, e assim que começa a conviver com a Blare vê que ela é uma garota diferente e que não vai cair em seus encantos, e por isso, acaba que lhe chamando ainda mais atenção.

Nan é a meia irmã de Rush, ela não aparece tantas vezes, mas em todas as cenas eu a detestei. Se existe uma personagem horrível no livro, é ela.

     " Não foi Rush quem me fez querer fugir. Foi ele quem me fez querer ficar"

Eu adorei a leitura do livro, a escrita da autora é bem fluida e o livro é bem fino, então eu o li bem rápido. A trama possui aqueles clichês dos livros do gênero, como a menina certinha com um passado complicado e um Bad Boy mulherengo, mas eu confesso que adorei ter essa composição na estoria, acredito que tudo estava na medida certa. A Editora Arqueiro está sempre arrasando em todas as edições, as páginas são amareladas, as letras estão de um tamanho médio e a arte da capa está linda.

Eu gostei muito da estória do livro e confesso que fiquei bem surpresa quando cheguei ao desfecho e teria ficado com o coração na mão se não tivesse a continuação a disposição. Esse é um dos meus livros favoritos do gênero e eu recomendo ele a todos que estivem a procura de uma historia arrebatadora.

19 comentários:

  1. Oi Giovana, tudo bem?
    Eu já li esse livro e recomendo muito a escrita da autora. Sou suspeita ao falar, mas leria tudo que ela escrever. Por mais que tenha uma trama clichê, as cenas são muito envolventes e os personagens mesmo são maravilhosos. Amo todos eles, até os que não merecem muito hehehe. Adorei sua resenha!
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Eu também não esperava muito, mas Paixão sem limites é encantador, simplesmente nos prende do início ao fim. Pena que os volumes seguintes caem muito pro clichê e fica chato :(

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Se eu morrer antes de você", vem conferir!

    ResponderExcluir
  3. Oie. Eu sempre ouço vários elogios para esse livro e principalmente para o personagem Russ. Confesso que a princípio o que me chama atenção é o fato de A blaire ter cuidado da mãe sozinha, essa parte também passa no livro ou já começa com ela indo para a casa do pai? No momento não leria, mas anotei como uma futura dica, tanto por ser um livro pequeno, e tanto porque acho que seria uma maravilhosa distração numa tarde chuvosa. O que me aguçou a curiosidade foi no fim da sua resenha quando você comenta que o final deixou você com o coração na mão, quero muito saber o que aconteceu, acho que pedirei spoiler para alguém que leu, risos. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  4. Giovanna, este foi o primeiro livro que li da Abbi Glines e sinceramente, eu deveria ter parado nele porque nada na história me atraiu; nem a história em si, achei mais do mesmo com cenas de sexo desnecessária. nem os personagens me cativaram porque na minha opinião, o Rush é psicopata e a Blaire uma retardada. Mas insisti na série e a decepção foi maior. Que bacana que pra você o livro funcionou e a história te envolveu. Eu sinceramente, não quero nunca mais ler nada desta autora.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, já vi esse livro em outros blogs e vi todos eles falando bem do livro e falando que amou a historia e achou cativante. Pela capa e titulo eu não daria nada por esse livro, mas a sinopse e a sua resenha me passaram uma ideia de ser um tipo de livro que fala sobre amor e crescimento dos personagens. Fiquei curiosa para ler o livro.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Giovanna,
    Lembro que tinha muito preconceito em relação a esse livro e li enquanto estava em uma baita ressaca literária, ele me ajudou a sair lol
    Adorei sua resenha. De fato é uma história cativante e faz o leitor devorar, apesar de conter alguns pontos negativos.
    O clichê está mesmo presente, mas acho que foi bem construído.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ooi,
    Sempre que vejo esse livro eu penso que é o tipo de livro que vou querer devorar em apenas algumas horas. Gosto desses clichês e acho que vou me divertir muito com a leitura. Espero ler o mais rápido possível porque sua resenha me deixou curiosa!
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Eu me encantei com esse livro. Adorei a escrita da Abbi, e ela conseguiu me prender logo de cara. Os personagens foram bem desenvolvidos, a estória tinha muito a ser explorada (e foi). Só tenho coisas boas a fala/escrever/dizer sobre Paixão Sem Limites.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Giovana!
    Já li Paixão sem limites e também pra mim é um dos melhores livros do gênero. A Blaire é bem responsável e determinada... Fica tentada com o Rush, porque o Rush é Rush! hahaha Também detestei a Nan em todas as vezes que ela apareceu, é uma personagem MUITO odiável, dizem que no livro dela a entendemos mais, mas não sei se deixará a minha raiva dela de lado. haha Um personagem que odiei também foi o pai da Blaire, mas ok...

    Sua resenha está ótima!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Eu lembro que li esse livro na curiosidade, de tanto que falavam que a narrativa da autora era boa. E foi como um vício, assim que li o primeiro, já quis ler o segundo, terceiro e assim por diante. Sou suspeita em falar dos livros da autora, pois adoro cada um deles, principalmente os clichês que me conquistam, rs.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  11. Oi Giovana, sabe que eu tenho vontade de ler esse livro desde que eu vi sobre ele? faz o maior tempo, mas não tive oportunidade ainda. Todos dizem que ele é um livro cativante e envolvente, pela trama parece ser mesmo, sua resenha me deixou mais curiosa ainda com ele!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    Eu não duvido que seja um livro envolvente, esses livros sempre são. Mas eu estou fugindo de livros previsiveis e clichês, então mesmo com todos os pontos positivos, a história fluir bem e tudo mais, eu não o leria agora. Mas eu sempre deixo esses livros de reserva para quando eu quero ler livros assim. :)

    beijo!

    ResponderExcluir
  13. Já li esse livro e sua trilogia e mesmo sendo rico em clichês não me senti incomodada com a história e até gostei dos personagens e o jeito da escrita, mas a duologia Perfeição me incomodou tanto que larguei de mão a série Rosemary Beach.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Gi...
    Eu sou suspeita em falar dese livro porque ele foi comprado pela curiosidade e é um dos que mais gosto da autora... na verdade a autora conseguiu me arrebatar com uma escrita simples e rápida... a edição da Arqueiro está maravilhosa... eles sempre trazem livros lindos e com preços que cabem em nossos bolsos... já li a trilogia, quero começar a duologia do Woods... Xero!

    ResponderExcluir
  15. Oi Gio,
    Olha eu assim como você comentou no inicio da resenha, nunca consegui criar expectativas em relação a leitura dessa obra, mesmo vendo várias resenhas positivas, simplesmente não consigo me empolgar, mas vendo a sua resenha percebo que você também era assim e acabou a leitura encantada, né? Me faz pensar se o mesmo não aconteceria comigo, quem sabe? Pela primeira vez termino de ler uma resenha dessa obra dizendo que daria uma chance a essa leitura.
    Muito obrigada pela sua opinião. beijos

    ResponderExcluir
  16. Oie Giovana, tudo bom???

    Eu li esses livros faz um bom tempo, e parei no do Grant, li antes de publicaram aqui... Para mim, os livros da Blaire e do Rush são os melhores, claro que individualmente tem uma falha ou outra, mas juntando todos, é uma história 5 estrelas para mim. Espero que goste como eu gosto.
    Continuando a série, eu não gostei muito dos seguintes, então esse é meu casal do <3.

    ResponderExcluir
  17. Olá!!

    Sou mais uma sem expectativas com essa série! Eu li apenas o Simples Perfeição (sim, eu comecei pela metade kkk) e apesar de ter gostado muito da escrita da autora, a trama em si, não me trouxe originalidade. Então perdi um pouco a vontade de ler todos os outros. Mas, eu tenho todos eles aqui e por serem fininhos, quem sabe eu pego logo né!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  18. Olá!! :)

    Acho que desta vez vou passar a dica, até porque não é muito o meu género... E o cliche tambem nao ajudou muito... Não sou muito dessas coisas.. ahah

    De resto, ainda bem que gostaste da escrita da autora e que a leituras foi fluida! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  19. Olá

    Até acho a premissa interessante, gosto de livros do gênero e mesmo lendo sua resenha que está muito boa e já tendo visto outras criticas positivas a autora e a essa série, no momento eu não tenho muito interesse de ler, pode ser que eu mude de ideia depois,mas no momento deixo a dica passar.


    Bjss

    ResponderExcluir