12 dezembro 2014

Reflexão/Contos [13]



Olá pessoal!

Hoje é meu dia de estreia aqui no blog, então preparei com carinho o texto que se segue logo abaixo. Espero que gostem, mas acima de tudo reflitam e descubram a deliciosa sensação de conhecer a si mesmos além a superfície. 



Sob a superfície de si mesmo

Toda superfície é visível e confiável em sua dimensão pelo que nossos olhos alcançam. Depositamos nossas seguranças sobre aquilo que nos parece certo, e caminhamos sob uma superfície de vidro que a qualquer momento pode se quebrar. E nem sempre estamos preparados para queda. 

Não fomos ensinados a chegar na profundidade, pois vivemos em uma sociedade em que os valores estão em coisas que sê vê por fora. E assim cada dia mais pessoas se afogam em si mesmas, não sabendo lidar com as marés de sentimentos que lhe invadem, e muito menos podendo mostrar.




Na superfície de um sorriso esconde-se um coração amedrontado, que ainda não descobriu que todas as respostas estão guardadas ali dentro, ou simplesmente sabem, mas o medo sussurra mais alto. Acredito que o receio de conhecer-se é o fantasma que hoje ronda todas as almas que brincam de ser felizes dentro de vidas ficcionais. 

Chegar nas profundezas de si mesmo requer algumas lágrimas, e certa dor, pois entrará em um mundo permeado não somente por belezas indecifráveis, mas também por sombras. Descobrirá enfim o quão humano é. 

Nem todos conseguem realmente adentrar ao seu próprio mundo, alguns se perdem, outros preferem voltar a superfície e ali fincar seus alicerces, mesmo que permaneçam instáveis. Pobres criaturas, não percebem que com estes construídos sobre areias podem desmoronar perante os mais singelos ventos que a vida impor. 

Não ter medo de mergulhar dentro da própria profundidade do seu ser lhe ajudará a encontrar as respostas para perguntas ditas a esmo sobre uma superfície frágil. E assim com num oceano, saiba que ali moram as mais belas maravilhas e também perigos. Entender o que impulsiona seus sentimentos é o início para saber lidar com as ondas que se formam e te deixam perdido, podendo libertar-se de correntes invisíveis que você mesmo se auto-colocou.

Conhecer-se além daquilo que se vê refletido no espelho pode mudar a forma como você vê a si mesmo, poderá enxergar mais cicatrizes do que se lembrava, mas garanto que aprenderá a se amar, se perdoar, e principalmente, ver que és muito mais do que pensa ser. Você é além de uma superfície, então não viva somente nela.



21 comentários:

  1. Oi Daiane..
    Nossa que lindo seu texto! Amei sua estréia no blog. Continue assim..
    É verdade, para se buscar a felicidade, as vezes sofremos um pouquinho. Tenho aprendido isso a cada dia.
    Entender o outro ser humano já é difícil, mas entender nos mesmos é mais difícil ainda.
    Adorei de verdade. Parabéns.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Letícia, fico feliz que tenha gostado do texto ;)
      Entender-se é sempre algo complexo, pois muitas vezes não queremos admitir para nós mesmos coisas que sabemos, mas preferimos não saber rs. Contudo tudo faz parte de um processo e o desenvolvimento de cada um como ser :D
      Beijos e obrigada pelo comentário

      Excluir
  2. Querida amiga Daiane tenho que confessar que quando li seu texto nos bastidores da fama (risos), eu sinceramente achei muito lindo a profundidade que você desenvolveu esse sentimento. Adoro esses textos e sou apaixonada e acho que vou ficar ainda mais acompanhando todos que você for postar por aqui.

    Quanto ao seu texto, eu li umas duas vezes para poder refletir o que você quis passar e percebi que realmente é dificil a gente enfrentar os nossos proprios problemas e sentimentos. A gente pensa que é fácil, mas não é. Pelo menos foi isso que seu texto passou para mim. Eu sou do tipo que guarda muito tudo dentro de mim. sofro comigo mesma sem colocar pra fora sabe? Mas isso faz mal, não só para mim, mas para qualquer pessoa que reage da mesma maneira. Acho que temos que ser fortes e começar a colocar pra fora o que nos fere e nos magoa, embora seja bastante dificil, porque falar é fácil né? Enfim...Olha, eu sinceramente amei mesmo o seu primeiro texto e vou até pedir para algumas pessoas aqui de casa ler, porque vão adorar. PARABÉNS AMIGA. Vc merece sucesso e quem sabe será uma grande ESCRITORA =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silvana, obrigada pelo carinho :)
      Eu acredito e muito naquela frase da psicologia que diz que a cura se dá pela fala. Assim com vc eu já fui de guardar comigo todas minhas inquietações, porém a partir do momento que aprendi a coloca-las para fora percebi o quanto me fazia bem. Não é algo fácil, leva tempo...
      Acredito que quando nos conhecemos, ou dedicamos um tempo nosso a pensar sobre o que sentimentos e em nós mesmos, essa força começa a se fazer presente, tornamo-nos mais confiantes ao saber como realmente somos e o que queremos, contudo é um processo, a qual todos passam ;)
      Beijos e uou, quem sabe um dia rs

      Excluir
  3. Daiana, que estreia! Parabéns.
    Silvana sabe escolher bem as novas colunistas..
    Sobre o texto.. Acho que quem fica na superfície é uma pessoa rasa. é preciso ter auto-conhecimento e como foi dito, para pode se amar e se perdoar.. Pena que nem todos fazer isso, mas cada um tem seu tempo de reflexões e questões internas.
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Miakele! Oba, que bom que gostou de minha estreia :D Concordo contigo, quem insiste em ficar na superfície acaba se tornando uma pessoa rasa em todos os sentidos. Acredito que mesmo q muitos tentem, chega um momento em que se torna impossível fugir de si mesmo....
      Bjs!

      Excluir
  4. Adorei seu texto, bela e verdadeira reflexão.. é realmente assustador conhecer-se, e, por isso, muitos não o fazem..
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata,
      realmente, conhecer-se muitas vezes pode ser assustador, mas é preciso se ver a beleza por detrás disso também, como em tudo na vida :D
      Bjs e obrigada pelo comentário <3

      Excluir
  5. Oi Daiane, amei seu texto, bem profundo e me fez refletir muito se eu estou me olhando, me conhecendo e me ajudando, ou se estou ajudando apenas quem está a minha volta..

    As vezes temos mais facilidade em ajudar um amigo a resolver seus problemas, a seguir adiante, a ser feliz com as descobertas e o que ele é, e quando isso é pra gente, quando é para nós mesmos fazermos algo por nós, travamos e deixamos a vida passar.

    Muito bonito seu texto, também adoro escrever contos, depois passa no meu blog para conhecer os meus linda.

    bjs

    https://ateliedoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simeia, verdade, as vezes parece mais fácil ajudar as pessoas ao nosso redor a respeito de seus problemas, mas quando se trata de nós mesmos um certo receio nos invadem. Contudo é preciso nao se esquecer de si mesmo, encontrar o próprio equilíbrio e aprender a se conhecer, só assim para encontrarmos nossa paz de espirito.
      Passarei no seu blog sim flor!
      Bjs

      Excluir
  6. bem-vinda! adorei sua estreia, seu texto ... e espero que você faça muito sucesso e tenha MUITAS felicidades com seu blog, viu? :D
    Sinceramente Clara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria, obrigada, fico feliz que tenha gostado :D
      Bjs e sucesso para vc tbm!

      Excluir
  7. Oie Daiane! ^^
    Seja bem vinda! E que Linda Estreia é essa! *-*
    Concordo com Você em relação a só podermos nos amar quando aceitarmos quem nós somos de verdade, deixando de viver de aparências ou padrões como nossa sociedade dita! Enterdemos que o que importa não é como os outros nos observam e o que pensam e sim como nos enxergamos !
    Beijos e até! ^^
    Sou do Blog:
    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda, com certeza! não devemos nos deixar levar por padrões, mas sim seguir o nosso próprio. A partir do momento que deixamos de lado a preocupação sobre como os outros nos veem e sim como nós gostamos de nos ver, a vida fica mais leve :D
      Bjs

      Excluir
  8. Oláaa, tudo bem???
    Não sei por onde começar, estou sem palavras, de verdade. Eu me identifiquei com o texto pois eu penso da mesma forma que você. Parabéns pelo texto e pela estréia. Espero poder ler mais textos seus, são lindosss!!! Parabéns mais uma vez *-*
    Beijoss

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Daiane, tudo bem...

    Nossa que texto reflexivo e inspirador... tenho que concordar que não devemos viver em cima de nossa superfície porque somos mais que isso... eu não acho que devemos nos manter somente em cima de um padrão defesa, devemos nos conhecer mais com nossos sucessos e fracassos... sei que podendo enxergar além de uma simples imagem as coisas podem ser diferentes e podemos ser a nós mesmos sem medo... eu vivo assim... é difícil, mas chega uma hora que por mais difícil que seja não devemos nos entregar devemos erguer a cabeça e seguir em frente.... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Daiana, seja bem-vinda ao blog da Sil! Ela é uma pessoa maravilhosa, espero que você curta muito postar por aqui! :D
    Sobre o texto: lindo! *-* Parabéns mesmo, sempre quis escrever bem assim, mas sou péssima nisso. hahaha
    Espero ver mais textos seus por aqui.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Daiane parabéns pela estreia no blog, e ainda mais parabéns por esse texto maravilhoso! Muito sucesso.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  12. Oie Daiane.
    Primeiro parabéns pela estréia e pelo maravilhoso texto, enquanto o lia me vi refletindo sem nem perceber, isso é fantástico, você escreve de maneira que nos induz a isso, e só disse verdades, por incrível que pareça é mesmo muito difícil se aprofundar em si mesma sem se perder, não é uma tarefa fácil, mas por mais que cause dor é melhor do que viver uma mentira.
    Parabéns de novo, mesmo, espero que todos seus textos sejam como esse, porque eu amei.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Oi Daiane,
    Que texto lindo. Realmente nos faz querer ir alé da superficie.
    Parabéns pela estréia no blog, que seja uma caminhada de sucesso!
    Adoro a Silvana e sei que ela só escolhe pessoas bacanas pra trabalhar junto.
    Beijos e bem vinda.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Daiane!
    Seu texto é belo, assim como você parece ser. Eu me vi envolvida pelas suas palavras… Minha formação em Psicologia sempre me fez notar quão importante é estar em contato com o seu próprio eu. Aquele eu que muitas vezes escondemos até mesmo de nós mesmos. Concordo com você, no entanto, que há muita dificuldade para alcançá-lo. Vivemos em uma sociedade superficial… Tudo o que está sobre a superfície é valorizado. Opiniões sem fundamento são o que mais afastam as pessoas da verdade. Parece que nos acostumamos a expressar o que sentimos ou pensamos sem muito refletir; às vezes desconhecendo o que nos faz sentir ou pensar assim.
    Adorei seu texto. Vem ao encontro do que acredito, flor.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir