05 novembro 2018

Resenha - A Nossa História


Livro: A nossa história
Autora: Lilly Belmount
Cortesia: Editora Coerência
Página: 400
Ano: 2018
Skoob
Onde Comprar: Loja Editora Coerência

Para você, o que significa redescobrir o amor e a confiança no próximo? Para Amy, aluna da escola de artes cênicas, isso era algo bastante difícil, principalmente depois de tudo que ela passou, mas ao entrar na nova escola a garota acabou descobrindo que aquele lugar era muito mais que apenas um meio para se alcançar a fama, e que ali ela descobrirá novas razões para amar, se aventurar e no fim perceberá que sua vida pode ser muito mais que um belo espetáculo teatral.




 “Estarei contigo. Se permita tocar as estrelas apenas uma vez”

Resenha - Espelho Espelho Meu: Qual crush escolho eu?


Livro: Espelho Espelho Meu! Qual crush escolho eu?
Autora: Priscila Debly
 Cortesia Editora Coerência
Páginas: 200
Ano: 2018
Onde Comprar: Saraiva

Anabelle conta sua história do abandono na infância e encontra na dança o alívio necessário para fazer sua subconsciência falar mais alto enquanto capta o mistério da alma humana. Aos dezoito anos, se sente à flor da pele, perdidamente apaixonada por dois jovens que são capazes de despertar desejo e amor em qualquer moça. Na dúvida entre seus dois crushs, ela não consegue escolher entre o loiro de olhos azuis que conquistou uma frota de admiradoras e o dono do sorriso mais encantador que já viu, um rapaz sedutor e forte.
O verão que passou ao lado de um de seus amores ainda desperta arrepios na jovem. Anabelle se lembra de que não foi apenas o clima quente que os fez fervilhar. A lembrança dos dois corpos em ebulição, do suor escorrendo e dos peitos prestes a explodir ainda a faz sentir como se estivesse lendo um livro do qual não quer conhecer o final, parar de ler.
Hoje, sua autoestima oscila cada vez mais para baixo. Nessa jornada, ela luta por sua libertação e pelo feminismo. Mas será que terá forças para encarar seu destino? Quem será o crush do espelho?




“Sou tão mulher e carregada de desejos e emoções. Não sou Drummond, mas levo comigo todo o sentimento do mundo. Não, não sou frágil, por vezes me faço.”