11 janeiro 2018

Resenha - Suicidas


Título: Suicidas
Autor: Raphael Montes
Cortesia: Companhia das Letras
Ano: 2017
Páginas: 432
Skoob
Onde ComprarAmazon  Saraiva

O PRIMEIRO ROMANCE DO JOVEM AUTOR QUE SE FIRMOU COMO PRINCIPAL NOME DO NOVO SUSPENSE BRASILEIRO.
Antes que o mundo pudesse sonhar com o terrível jogo da baleia azul, que leva jovens a tirara própria vida, ou que a série de televisão 13 Reasons Why fosse lançada e set ornasse o sucesso que é hoje, Raphael Montes, então com 22 anos,já tratava do tema do suicídio entre jovens, com a ousadia que virou sua marca registrada. Em seu primeiro livro, que a Companhia das Letras agora relança acrescido de um novo capítulo, conhecemos a história de Alê e seus colegas, jovens da elite carioca encontra dos mortos no porão do sítio de um deles em condições misteriosas que indicam que os nove amigos participaram de um perigoso e fatídico jogo de roleta russa. Aos que ficaram, resta tentar descobrir o que teria levado aqueles adolescentes, aparentemente felizes e privilegiados, a tirar a própria vida. Para isso, contamos com os escritos deixados por Alê, um narrador nada confiável.



Resenha - Nove Dragões


Título: Nove Dragões
Autor: Michael Connelly
Cortesia: Cia das Letras / Suma de Letras
Skoob / Goodreads
Páginas: 368
Onde comprar: Amazon

A nova aventura do personagem mais famoso de Michael Conelly, o detetive Harry Bosch, se passa agora em Kowloon, que significa Nove Dragões, região mais populosa de Hong Kong e título do romance policial do escritor norte-americano. O livro é a primeira aventura do personagem mais famoso de Michael Conelly desde O Mirante, de 2008. Acompanhado de seu parceiro Ignacio Ferras, Bosch está a cargo de uma investigação que parece rotineira, seguindo a pista do assassino do senhor Li, dono de uma loja de bebidas num gueto de Los Angeles. David Chu, policial de origem chinesa com experiência junto às gangues de imigrantes asiáticos da cidade, é chamado a colaborar - e, de fato, uma quadrilha com ramificações do outro lado do oceano parece estar envolvida no crime. No meio da investigação, um telefonema ameaçador e uma mensagem em vídeo fazem com que o caso se torne pessoal para o detetive: as imagens foram registradas em Hong Kong e quem aparece nelas é Maddie, a filha dele que mora lá com a mãe, sua ex-mulher Eleanor. A relação de Bosch e Eleanor é estremecida e ele só vê a filha duas vezes por ano. Agora, ela foi sequestrada, a polícia local não deu muita importância e o pai não tem escolha senão pegar o primeiro avião e se aventurar pelo território chinês. Forçado a agir fora do ambiente que conhece para salvar a filha, Bosch protagoniza uma trama com elementos trágicos e reviravoltas surpreendentes.